sábado, 9 de março de 2019

“Este domingo mais um direto no Facebook…”

É já amanhã domingo 10 de março, que a equipa do Notícias do Pedal-TV vai marcar presença em Pombal no 23º Passeio do Clube de Cicloturismo de Pombal.


A partir das 8,30 horas da manhã iremos estar em direto de Pombal para o Facebook no terminal Rodoviário onde será feita a concentração deste grande passeio.


Entrevistas, a partida, chegada dos participantes, entre outros momentos, poderão ser vistos em direto. Se não vai participar neste grande evento, assista a bons momentos.


Não se esqueça, domingo a partir das 8,30 horas, aqui em direto para todos, um evento que muito promete.

Reportagem completa da Revista Notícias do Pedal.

Nota da Redação.

“Estafeta portuguesa no 11.º lugar na primeira etapa do Mundial de triatlo”

Melanie Santos, João Silva, Vera Vilaça e João Pereira

Por: Lusa

A estafeta mista portuguesa, constituída por Melanie Santos, João Silva, Vera Vilaça e João Pereira, ficou este sábado na 11.ª posição, entre 18 equipas, na primeira prova do campeonato do Mundo de triatlo, em Abu Dhabi.

Melanie Santos foi a primeira a entrar em ação e passou o testemunho a João Silva no sétimo lugar, a mesma posição que este entregou a Vera Vilaça.

João Pereira recebeu, depois, o testemunho no 11.º posto, ainda chegou a andar em oitavo, mas fechou em 11.º, com um total de 1:25.52 horas, mais 1.36 minutos do que a Austrália, vencedora da prova, à frente dos Estados Unidos e da Nova Zelândia.

Na sexta-feira, João Pereira tinha sido 12.º e João Silva 16.º, na prova masculina, enquanto Melanie Santos foi 23.ª e Helena Carvalho 42.ª, na competição feminina.

Fonte: Record on-line

“Papa lamenta quando doping e corrupção "contaminam" desporto”

O papa recebeu hoje uma delegação da União Internacional de Ciclismo (UCI).

O papa Francisco lamentou hoje quando o doping, a desonestidade, a falta de respeito por si próprio e pelos adversários e a corrupção "contaminam" o desporto.

No discurso que proferiu ao receber uma delegação da União Internacional de Ciclismo (UCI), o papa elogiou os ciclistas que têm sido “exemplo de integridade e coerência, dando o melhor de si mesmos ao competirem no ciclismo”.

Francisco falou do ciclismo, como sendo “um dos desportos que põem em destaque algumas virtudes, como a resistência à fadiga, em longas e difíceis subidas, a valentia, a integridade e o respeito pelas regras, o altruísmo e o sentido de pertencer a uma equipa”.

O papa realçou também que, no ciclismo como na vida, às vezes, “é necessário cultivar um espírito de altruísmo, generosidade e comunidade para ajudar os que ficaram para trás e necessitam de ajuda para alcançar um determinado objetivo”.

No entanto, advertiu para o facto de, às vezes, o desporto ser transformado “numa ferramenta ao serviço de outros interesses, nomeadamente a fama e o lucro” e, então, lembrou, “há distorções que contaminam o desporto”.

A audiência com o papa realizou-se por ocasião do Congresso Anual da União Europeia de Ciclismo e contou com a presença do presidente da UCI, David Lappartient.

Fonte: Sapo on-line

“Julian Alaphilippe vence isolado clássica Strade Bianchi”

Ciclista francês impôs-se ao dinamarquês Jakob Fuglsang, segundo classificado

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step) venceu este sábado isolado a clássica Strade Bianchi, em Siena, Itália, ao impor-se no último setor ao dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana), segundo.

Depois de 11 secções de uma tirada de 184 quilómetros marcado pela terra batida e outras dificuldades, além do percurso ondulante, o francês de 26 anos cortou a meta com 4:47.14 horas, menos dois segundos do que Fuglsang, na sua estreia na prova italiana.

"É incrível. Fuglsang esteve muito forte, mas eu não cometi nenhum erro. Não confiei na vitória até à última curva, mas este é um triunfo fantástico", atirou, no final, o corredor da Deceuninck-Quick Step.

Para a equipa belga, esta é uma nova vitória no início da temporada de clássicas WorldTour, depois de conquistar a Omloop Het Nieuwsblad, na Bélgica, com o checo Zdenek Stybar, este sábado quarto classificado, somando a 15.ª vitória em 2019.

Alaphilippe conquistou a quarta vitória da temporada, depois de duas etapas na Volta a San Juan, na Argentina, e outra na Colômbia 2.1, e juntou a Strade Bianchi ao seu palmarés em clássicas, que inclui já a Clássica de San Sebastián e La Fléche Wallonne, ambas em 2018.

Abaixo da disputa entre os dois corredores, que estiveram na fuga decisiva do dia, ficou o belga Wout Van Aert (Jumbo-Visma), que só este ano deu o salto para o principal escalão do ciclismo.

Aert esteve mais de meia hora a correr sozinho, depois de ser afastado pela dupla com quem esteve na frente, antes de os reencontrar nos últimos quilómetros, terminando no terceiro lugar, que já tinha logrado em 2018.

Na 13.ª edição da prova, que tem conquistado estatuto como uma das clássicas mais importantes antes da primavera, o melhor português foi Ruben Guerreiro (Katusha-Alpecin), no 22.º lugar, a 2.57 minutos do vencedor.

Nelson Oliveira (Movistar) foi 25.º, a 3.06 de Alaphilippe, enquanto Rui Costa (UAE Team Emirates) abandonou, na segunda participação na prova, depois do 47.º lugar de 2012.

Fonte: Record on-line