segunda-feira, 4 de junho de 2018

“CRITÉRIO DO DAUPHINÉ: DARYL IMPEY VENCE 1.ª ETAPA”

Kwiatkowski conserva liderança da classificação geral conquistada no prólogo

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista sul-africano Daryl Impey (Mitchelton-Scott) venceu ao sprint a primeira etapa do Critério do Dauphiné, com o polaco Michal Kwiatkowski (Sky) a conservar a liderança da classificação geral conquistada no prólogo.

Impey, de 33 anos, venceu o sprint no final dos 179 quilómetros entre Valence e Saint-Just-Saint-Rambert com autoridade, batendo o francês Julian Alaphilippe (Quick-Step Floors), segundo com o mesmo tempo, e o alemão Pascal Ackermann (BORA-hansgrohe), terceiro.

Na classificação geral, Kwiatkowski, esta segunda-feira quinto, continua na liderança, agora com o sul-africano no segundo posto, a dois segundos, enquanto o italiano Gianni Moscon, seu colega de equipa na Sky, é terceiro a três.

O português Tiago Machado (Katusha Alpecin) cortou a meta no 40.º lugar, com o mesmo tempo do vencedor, e subiu 37 postos na geral, para o mesmo 40.º, a 29 segundos de Kwiatkowski.

Já o campeão nacional de fundo, Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), foi 151.º na etapa, seguindo em igual posto da geral individual.

 

Na terça-feira, os ciclistas enfrentam uma ligação de 180,5 quilómetros entre Montbrison e Belleville en Beaujolais, com quatro contagens de montanha de terceira categoria e uma de quarta, com os últimos quilómetros em terreno plano.

Fonte: Record on-line

“Rui Teixeira vitorioso no 2º BTT DHI Freguesia de Gonça (Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION)”

Rui Teixeira (Mibilbanho / Bike House DH Team) venceu em elites o 2º BTT DHI Freguesia de Gonça, segunda etapa do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION de 2018. Na pista vimaranense, com um traçado renovado, também saíram venceram Pedro Fernandes (juniores), João Batista (cadetes), Pedro Bessa (master 30), Maurício Conceição (master 40), Antero Oliveira (master 50), André Santos (promoção) e a Mibilbanho / Bike House DH Team Getpro / Linhas Afemar / Torcatense (equipas).

Promovido pela Associação de Ciclismo do Minho e por um grupo de atletas e aficionados vimaranenses do Down Hill, o 2º BTT DHI Freguesia de Gonça foi a segunda prova pontuável para o Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION. A competição teve início junto à Capela de Santa Marinha e final na Rua do Vale onde foi instalado o paddock.

Rui Teixeira (Mibilbanho / Bike House DH Team) obteve o melhor tempo em elites na descida de Gonça, deixando Carlos Martins (Getpro/Linhas Afemar/Torcatense) e André Silva (Mibilbanho / Bike House DH Team) na segunda e terceira posições do pódio.

Em juniores o vencedor foi Pedro Fernandes (Getpro/Linhas Afemar/Torcatense), terminando Pedro Pereira (Mibilbanho / Bike House DH Team) em segundo e José Silva (Desportivo Jorge Antunes) em terceiro.

O pódio de cadetes foi preenchido por João Baptista (Mibilbanho / Bike House DH Team), Rui Freitas (Desportivo Jorge Antunes) e Martim Gonçalves (Mibilbanho / Bike House DH Team).

No escalão de master 30, Pedro Miguel Bessa (BTT Pandilhas a Monte) foi o mais veloz em Gonça, superiorizando-se a Jorge Afonseca (Desportivo Jorge Antunes) e a Rui Silva (Mibilbanho / Bike House DH Team), segundo e terceiro classificados.

Maurício Conceição (Maiatos / Reabnorte) venceu em master 40, tendo Nuno Almeida (Mibilbanho / Bike House DH Team) alcançado o segundo lugar e João Monteiro (Getpro/Linhas Afemar/Torcatense) o terceiro.

Em master 50, o triunfo foi de Antero Oliveira (Mibilbanho / Bike House DH Team) que deixou Augusto Pedrosa (Desportivo Jorge Antunes) na segunda posição.

Na André Santos o melhor piloto da promoção na descida da pista de Gonça

A formação Mibilbanho / Bike House DH Team foi a equipa vencedora, secundada pela Getpro/Linhas Afemar/Torcatense.

O 2º BTT DHI Freguesia de Gonça teve o apoio da Freguesia de Gonça, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design e Salvaggio.

A estreia de Gonça nas competições de Down Hill ocorreu em 2015 com o então Campeão do Minho de DHI Fernando Silva a vencer em elites o 1º BTT DHI Freguesia de Gonça, quarta prova do Campeonato do Minho de BTT DHI – Cision.

Fonte: ACM

“Rodrigo Silva e Fábio Fernandes venceram o 2º Grande Prémio RS Bikes”

Rodrigo Silva e Fábio Fernandes venceram o 2º Grande Prémio RS Bike prova de ciclismo para as categorias de cadetes e juniores, pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã, que começou e terminou na freguesia de Gondar (Guimarães).

O 2º Grande Prémio RS Bikes foi organizado conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pela RS Bikes, tendo-se saldado num êxito desportivo e organizativo.

Além de muito público, o 2º Grande Prémio Manuel Abreu - RS Bike contou com a presença de várias individualidades, entre as quais autarcas, ex-ciclistas, sócios honorários da ACM, assim como representantes de patrocinadores e entidades que se associaram à iniciativa.

Com a participação de cerca de centena e meia de jovens atletas, a competitividade e a emoção foram tónicas dominantes das corridas do 2º Grande Prémio RS Bike, assim como a dificuldade do percurso e o vento que dificultaram o desempenho dos corredores. As provas foram disputadas num percurso de 57,6 Kms (cadetes) e 78,4 Kms (juniores) com diversas metas volantes a servirem de aliciante extra.

A corrida de juniores foi ganha por Rodrigo Silva (Bairrada) que se superiorizou na parte final da prova a Marco Marques (Tensai / Sambiental / Santa Marta), António Ferreira (Vito/Feirense/Blackjack) e a João Silva (Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda). Maria de Jesus Barros (CC Porriño) venceu em elites femininas, tendo o primeiro lugar da classificação coletiva de juniores sido conquistado pelo Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda, seguido pela Tensai / Sambiental / Santa Marta e pelo equipa Maia - Formação.

Também bastante animada e com diversas tentativas de fuga, a corrida de cadetes foi ganha por Fábio Fernandes (Efapel- Escola Ovar) que entrou na recta da meta acompanhado de dez corredores que bateu que venceu ao sprint. Vítor Costa e Lucas Braga, ambos da equipa Seissa | KTM-Bikeseven | Matias&Araújo | Frulact, terminaram na segunda e terceira posições. Carina Viana (Tensai / Sambiental / Santa Marta) venceu em femininos e por equipas triunfou a Seissa | KTM-Bikeseven | Matias&Araújo | Frulact, seguindo-se na classificação a Efapel - Escola Ovar e o Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda.

O 2º Grande Prémio RS Bikes contou com o apoio das Juntas de Freguesia de Gondar, Pedome, Serzedelo e Riba de Ave, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Guimarpeixe, Pevigel, Interfios, MibilBanho, Moto Jomi, Pneus Batoca, Associação Joanense Unidança, Agro Jardim, Sunshine, Recanto do Ave, Barbearia - Cabeleireiro Gomes, Farmácia de Gondar, Peviconta, Ourivesarias Milenium, Movicasa, Amape, Táxis JL&F, Pão Quente das Carreiras, Motofreitas, Unimoda, Pneuvidém, Tony Auto, Pneus Silva, Stand Carmo, Funerária São Jorge, OpenVision, Bom Gosto - Churrasqueira, Escola de Condução Ronfense e Conceito Criativo.

Fonte: ACM

“DIOGO SIMÃO, RUI PEDRAS E EQUIPA AVENTURA SOLIDÁRIA SUPERAM O TRIATLO MAIS LONGO DO MUNDO”

Por: Gonçalo Nobre

          Portugal Ultra Triathlon uniu o Estuário do Rio Minho ao ponto mais ocidental da Europa

          Participantes cumpriram percurso de 11,4 km a nadar, 540 km de ciclismo e 126,6 km de corrida, o triplo de um triatlo longo

          Diogo Simão e equipa de estafeta Aventura Solidária concluíram o percurso em 57 horas e 50 minutos; Rui Pedras terminou ao fim de 75 horas e 22 minutos

          Recolha de contribuições para apoiar instituições nas áreas do ambiente, desporto e saúde e vida saudável prossegue até dia 30 de junho

          Berg Outdoor, Fleed, MDS, Sport Zone, Stop&Go, Cision, Superaljustrel e municípios de Caminha, Cartaxo e Sintra entre os parceiros da iniciativa

O Portugal Ultra Triathlon terminou este fim-de-semana com os participantes a conseguirem superar o desafio desportivo de 11,4 quilómetros de natação, 540 quilómetros de ciclismo e 126,6 quilómetros de corrida, naquele que é o ultra triatlo com maior distância entre o ponto de partida e chegada a nível mundial.

Diogo Simão efetuou o desafio a solo e foi o primeiro a concluir o percurso iniciado no Estuário do Rio Minho ao tocar no marco geodésico do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa, ao fim de 57 horas e 50 minutos, ao mesmo que a equipa de estafetas Aventura Solidária, constituída pelos atletas Luís Madeira, Manuel Maria Correia e Pedro Brito.

Rui Pedras também participou a solo, tendo conseguido o feito de terminar o exigente desafio após 75 horas e 22 minutos, integrando a lista de atletas que conseguiram finalizar a primeira edição do Portugal Ultra Triathlon.

O Portugal Ultra Triathlon tem um percurso total de 678 quilómetros, sendo a distância em linha reta entre partida e chegada de 356,5 quilómetros, um novo máximo mundial. O desafio iniciou-se às 6 horas e 10 minutos do dia 31 de Maio, quinta-feira, tendo a parte de natação sido cumprida pelos primeiros em menos de 2 horas e 30 minutos, com Diogo Simão e a estafeta a alcançarem a vila de Caminha pouco depois das 9h30 da manhã, beneficiando das condições favoráveis proporcionadas pelo Rio Minho.

Já o segmento de ciclismo, que uniu a vila de Caminha ao Cartaxo, brindou os participantes paisagens fantásticas, mas também com chuva e vento. A longa distância a percorrer obrigou a progredir durante a noite, tendo os primeiros atletas chegado à cidade do Cartaxo por volta das 17 horas de sexta-feira, onde aproveitaram para se refrescar e alimentar antes de iniciar o exigente segmento de corrida, que os levou até ao Cabo da Roca, no concelho de Sintra.

O percurso de corrida incluiu um exigente troço de trail no acesso ao Cabo da Roca, o qual dificultou a progressão dos atletas pela sua tecnicidade e desnível. No entanto, este foi superado pelos primeiros atletas, que chegaram ao ponto mais ocidental da europa quando os relógios batiam as 16h00 de sábado.

Diogo Simão afirmou: “O Portugal Ultra Triathlon é sem dúvida um desafio único a nível mundial. A beleza do seu percurso e o espírito de companheirismo, solidariedade e entreajuda é tão ou mais importantes do que o resultado desportivo. Fico feliz por ter conseguido superar o desafio desportivo, com um tempo bem melhor do que o esperado, mas ficarei ainda mais realizado se o objetivo solidário também for alcançado”.

Por seu lado, Rui Pedras afirmou: “O Portugal Ultra Triathlon constituiu uma jornada fantástica de solidariedade quer com as instituições que pretende apoiar, quer entre as pessoas que nos apoiaram durante os 678 quilómetros da viagem, a família, os amigos e os novos amigos que fomos fazendo. Portugal é um país fabuloso, lindo, mas tratem-no bem! Por favor, apoiem as instituições em causa. Elas necessitam e agradecem.”

Já a equipa constituída por Luís Madeira, Manuel Maria Correia e Pedro Brito foi unânime em afirmar: “Cada segmento do Portugal Ultra Triathlon é, por si só, um enorme desafio. Tivemos o privilégio de poder concluir, mas mais importante foi fazer o seu percurso e aproveitar cada quilómetro para desfrutar da prática do desporto e da vida ao ar livre, com um objetivo solidário. Estamos empenhados em fazer da vertente solidária desta iniciativa também um sucesso e, por isso, apelamos a todos que sejam solidários e contribuam”.

O Portugal Ultra Triathlon não é um mero desafio desportivo, é uma aventura solidária. Todos os portugueses são convidados a participar na iniciativa de recolha de fundos que vai beneficiar quatro instituições que contribuem para a promoção do ambiente, do desporto ou da saúde e vida saudável em Portugal: a Associação Jorge Pina, a Associação Edificar a Esperança, a Casa do Povo de Lanhelas e um projeto a desenvolver na área do Parque Natural de Sintra Cascais. Os fundos obtidos serão atribuídos a projetos específicos, não podendo ser utilizados em gastos de funcionamento ou outros fins. De salientar que, sendo o Portugal Ultra Triathlon uma iniciativa sem fins lucrativos, os saldos sobrantes dos patrocinadores serão também doados no âmbito desta iniciativa.

Para recolher as contribuições de todos, foi criada uma conta específica na Caixa Geral de Depósitos com o NIB 0035 0127 00058650 030 20, sendo também possível a contribuição através do site da aventura solidária em www.portugalultratriathlon.com

O Portugal Ultra Triathlon conta com o patrocínio principal BERG Outdoor, marca multinacional de origem portuguesa para a prática desportiva e vida ao ar livre, e do portal Fleed.pt, tendo como parceiros institucionais a Câmara Municipal de Caminha, a Câmara Municipal do Cartaxo e a Câmara Municipal de Sintra. Esta aventura solidária conta ainda com o apoio técnico da MDS, multinacional líder na corretagem de seguros e consultoria de riscos, da Sport Zone, marca líder no retalho de desporto em Portugal, entre outros parceiros como a Cision, líder global em serviços de media intelligence, ou o Superaljustrel, retalhista alimentar.

 

Recolha de contribuições até 30 de junho

A iniciativa solidária decorre até ao final do mês de junho, sendo o objetivo angariar 5 euros por cada um dos 678 quilómetros percorridos no desafio. Este valor será integralmente aplicado em projetos específicos das instituições beneficiárias.

A Associação Jorge Pina destaca-se pelo papel desempenhado na integração de jovens carenciados ou com necessidades especiais através do desporto. A sua missão é promover valores como a cidadania ativa, a paz, o bem-estar psíquico e social através da prática desportiva e de atividades lúdicas para jovens. No último ano, Jorge Pina, ex-pugilista, atleta português paralímpico e mentor e fundador da Associação Jorge Pina, foi agraciado com a mais distinção de Local Hero atribuída pela Comissão Europeia, na Cerimónia Oficial de entrega dos Prémios da Semana Europeia do Desporto 2017.


A Associação Edificar A Esperança tem como missão apoiar vítimas de traumatismo crânio-encefálico, estando a apoiar Susana Palma, uma praticante de desporto na natureza que se numa situação clínica difícil e requer significativos cuidados de saúde.


A Casa do Povo de Lanhelas, localizada no concelho de Caminha, foi fundada em 1939, e atua na vertente social, cultural, desportiva e recreativa. Equiparada a uma Instituição Particular de Solidariedade Social, desenvolve atividades nas áreas de Creche, Jardim-de-Infância e Centro de Dia, além de outros serviços que beneficiam bebés, crianças, jovens e idosos. A promoção da prática desportiva e da saúde e hábitos de vida saudável faz parte do seu propósito.


Será também apoiado um projeto na área do ambiente na zona de influência do Parque Natural de Sintra Cascais, ainda a definir.

Mais informações sobre o Portugal Ultra Triathlon em www.portugalultratriathlon.com

Fonte: BA&N Communications Consultancy

“Rodrigo Silva e Fábio Fernandes venceram o 2º Grande Prémio RS Bikes”

Rodrigo Silva e Fábio Fernandes venceram o 2º Grande Prémio RS Bike prova de ciclismo para as categorias de cadetes e juniores, pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã, que começou e terminou na freguesia de Gondar (Guimarães).

O 2º Grande Prémio RS Bikes foi organizado conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pela RS Bikes, tendo-se saldado num êxito desportivo e organizativo.

Além de muito público, o 2º Grande Prémio Manuel Abreu - RS Bike contou com a presença de várias individualidades, entre as quais autarcas, ex-ciclistas, sócios honorários da ACM, assim como representantes de patrocinadores e entidades que se associaram à iniciativa.

Com a participação de cerca de centena e meia de jovens atletas, a competitividade e a emoção foram tónicas dominantes das corridas do 2º Grande Prémio RS Bike, assim como a dificuldade do percurso e o vento que dificultaram o desempenho dos corredores. As provas foram disputadas num percurso de 57,6 Kms (cadetes) e 78,4 Kms (juniores) com diversas metas volantes a servirem de aliciante extra.

A corrida de juniores foi ganha por Rodrigo Silva (Bairrada) que se superiorizou na parte final da prova a Marco Marques (Tensai / Sambiental / Santa Marta), António Ferreira (Vito/Feirense/Blackjack) e a João Silva (Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda). Maria de Jesus Barros (CC Porriño) venceu em elites femininas, tendo o primeiro lugar da classificação coletiva de juniores sido conquistado pelo Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda, seguido pela Tensai / Sambiental / Santa Marta e pelo equipa Maia - Formação.

Também bastante animada e com diversas tentativas de fuga, a corrida de cadetes foi ganha por Fábio Fernandes (Efapel- Escola Ovar) que entrou na recta da meta acompanhado de dez corredores que bateu que venceu ao sprint. Vítor Costa e Lucas Braga, ambos da equipa Seissa | KTM-Bikeseven | Matias&Araújo | Frulact, terminaram na segunda e terceira posições. Carina Viana (Tensai / Sambiental / Santa Marta) venceu em femininos e por equipas triunfou a Seissa | KTM-Bikeseven | Matias&Araújo | Frulact, seguindo-se na classificação a Efapel - Escola Ovar e o Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda.

O 2º Grande Prémio RS Bikes contou com o apoio das Juntas de Freguesia de Gondar, Pedome, Serzedelo e Riba de Ave, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Guimarpeixe, Pevigel, Interfios, MibilBanho, Moto Jomi, Pneus Batoca, Associação Joanense Unidança, Agro Jardim, Sunshine, Recanto do Ave, Barbearia - Cabeleireiro Gomes, Farmácia de Gondar, Peviconta, Ourivesarias Milenium, Movicasa, Amape, Táxis JL&F, Pão Quente das Carreiras, Motofreitas, Unimoda, Pneuvidém, Tony Auto, Pneus Silva, Stand Carmo, Funerária São Jorge, OpenVision, Bom Gosto - Churrasqueira, Escola de Condução Ronfense e Conceito Criativo.

Fonte: ACM



 

“CIRCUITO JOVEM CENTRO INTERIOR”

A ESCOLA TRIATLO DE TORRES NOVAS VENCEU TRIATLO JOVEM DA GOLEGÃ

ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS venceu a prova de Triatlo na Golegã, designada por X-TERRA KIDS, que se realizou no domingo dia 3 de Junho, a contar para o CIRCUITO JOVEM CENTRO INTERIOR.

Esta prova regional foi organizada pela Núcleo Sportinguista da Golegã, em conjunto com a Federação de Triatlo de Portugal, e contou com o apoio do Município da Golegã.

No cenário do X-TERRA PORTUGAL, o evento contou com a participação de cerca de 150 atletas, em representação de uma dezena de clubes.

Individualmente, o destaque vai para Francisca Leirião com o 1ºlugar em Benjamins, Francisco Carvalho, 2ºlugar em Infantis, e João Nuno Batista 1ºlugar em Iniciados.

Os Benjamins foram, como vem sendo hábito, os primeiros atletas a entrar em prova com a brilhante prestação de Francisca Leirião que conquistou o 1ºlugar. O único Benjamim masculino torrejano em prova, foi Diogo Viegas que terminou na 9ªposição.

No escalão de Infantis, as atletas femininas torrejanas também se destacaram tendo integrado o Top 10, Inês Bargão ao conquistar a 4ªposição, seguida de Júlia Marques na 6ªposição, Margarida Inácio na 9ª e Bruna Barros que concluiu em 12ºlugar. No mesmo escalão em masculinos, estiveram em prova, Francisco Carvalho, que subiu ao pódio no 2ºlugar, Guilherme Neves, que também fez parte do Top 10, terminou no 8ºlugar, António Gasalho em 10º e Rodrigo Viegas em 16ºlugar.

 No escalão de Iniciados, destacamos mais uma vez, a 1ªposição de João Nuno Batista, a 5ª de Pedro Afonso Razões e a 7ª de Martim Salvador que integraram o Top 10. Neste escalão participaram ainda André Neves, Francisco Borges e Vasco Santos que concluíram as suas prestações em 17º, 21º e 23ºlugares, enquanto no setor feminino, as atletas Matilde Moita, Natércia Carvalho, Mafalda Leirião e Cláudia Orvalho terminaram em 10º, 13º, 15º e 17ºlugares respetivamente.

Por último realizou-se a prova de Juvenis, com Duarte Santos a terminar em 6º lugar, Gustavo do Canto em 7º e João Graça em 8º alcançando desta forma o Top 10. Neste escalão ainda estiveram em acção, José Tadeia que concluiu a prova no 21ºlugar e Bruno Proença no 24º.

A próxima prova terá lugar em Peniche, no dia 9 de junho, e será mais uma etapa a contar para a Taça de Portugal de Triatlo, e também para o Campeonato Nacional de Cadetes.

Fonte: ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS

 

Reportagem no “O Praticante” do evento: “26º Passeio Lisboa Antiga de Bicicleta.2018”

O “O Praticante” publicou a reportagem do evento: “26º Passeio Lisboa Antiga de Bicicleta.2018” realizado este domingo na Lisboa a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/lisboa-antiga-bicicleta-sucesso/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.

Reportagem no “Jornal Ciclismo” do evento: “26º Passeio Lisboa Antiga de Bicicleta.2018”

O “Jornal Ciclismo” publicou a reportagem do evento: “26º Passeio Lisboa Antiga de Bicicleta.2018” realizado este domingo na Lisboa a mesma pode ser visualizada em: http://jornalciclismo.com/?p=47972 ou em: http://jornalciclismo.com/   onde pode ainda visualizar outras notícias.