quinta-feira, 20 de junho de 2019

“GP ABIMOTA: W52-FC PORTO VENCE ‘CRONO’ POR EQUIPAS E ALARCÓN VESTE AMARELA”

O espanhol Raul Alarcón tornou-se no primeiro líder da geral individual, em Lisboa.

A W52-FC Porto venceu hoje o contrarrelógio por equipas que inaugurou a 40.ª edição do Grande Prémio Abimota em bicicleta, em Lisboa, com o espanhol Raul Alarcón a tornar-se no primeiro líder da geral individual.

Com um tempo de 9.01 minutos, necessários para cumprir os 7,8 quilómetros do percurso, os ‘dragões’ venceram a primeira tirada, um circuito no Campo Grande, enquanto os espanhóis da Euskadi foram segundos, a dois segundos, o mesmo tempo dos terceiros, a EFAPEL.

Alarcón foi o primeiro a cortar a meta e assim arrecadou a camisola amarela, de líder da classificação geral, que já tinha vestido em 2018 até à última etapa, altura em que perdeu a vitória final para o compatriota Óscar Pelegri.

A equipa ‘azul e branca’ dominou o primeiro dia, pela segunda vez com um ‘crono’ coletivo na capital, ao estar na frente também da outra classificação individual, da juventude, graças ao segundo classificado, Jorge Magalhães.

Na geral, o jovem luso segue em segundo, com o mesmo tempo, assim como os colegas de equipa César Fonte, terceiro, António Carvalho, quarto, e o espanhol Ángel Sánchez Rebollido, quinto.

A dois segundos está, em sexto, o espanhol Diego Lopez (Euskadi), a mesma distância do primeiro homem da EFAPEL, o também espanhol Marcos Jurado, em 12.º.

Mais abaixo, o Sporting-Tavira acabou a sete segundos, no quarto lugar, e a LA Alumínios em quinto, a 11, o mesmo tempo da equipa do vencedor de 2018, a Vito-Feirense, sexta.

Na sexta-feira, a segunda etapa liga Ourém a Mortágua ao longo de 170,3 quilómetros, com partida pelas 12:25 para uma tirada com duas contagens de montanha, ambas de terceira categoria, mas ainda longe da meta, num dia para os ‘sprinters’.

Fonte: Sapo on-line

“Tom Dumoulin falha Volta a França devido a lesão”

Ciclista Holandês foi operado ao joelho após queda na Volta a Itália

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista holandês Tom Dumoulin, segundo em 2018, vai falhar a Volta a França de 2019, devido a uma lesão num joelho, anunciou esta quinta-feira a equipa Sunweb.

Dumoulin foi operado a um joelho, após uma queda na quarta etapa da Volta a Itália, da qual acabou por desistir, e não conseguiu recuperar a tempo do Tour, que se corre de 06 a 28 de julho.

Dumoulin, vencedor do Giro em 2017, surgia como um dos favoritos ao triunfo no Tour, após o segundo lugar em 2018, mas acaba por juntar-se ao britânico Chris Froome (INEOS), quatro vezes vencedor da 'Grand Boucle', na lista de ausentes.

Fonte: Record on-line

“Egan Bernal sobe à liderança da Volta à Suíça, Rui Costa foi sétimo”

Etapa ganha pelo holandês Antwan Tolhoek

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista colombiano Egan Bernal (Ineos) subiu esta quinta-feira à liderança da Volta à Suíça, após a sexta etapa, ganha pelo holandês Antwan Tolhoek (Jumbo-Visma) e na qual o português Rui Costa (UAE-Emirates) foi sétimo.

Elemento da fuga do dia, Tolhoek somou a primeira vitória da carreira, ao cortar isolado a meta, coincidente com uma contagem de categoria especial, em 2:43.34 horas, após 120,2 quilómetros, entre Einsiedeln e Flumserberg.

Egan Bernal, que atacou no pelotão nos últimos quilómetros, cortou a meta 17 segundos depois, sete segundos à frente do francês François Bidard (AG2R La Mondiale), que fechou o pódio da etapa.

Na geral, após a primeira etapa de montanha, Bernal subiu à liderança, com 12 segundos de avanço sobre o australiano Rohan Dennis (Barhain-Merida) e 29 sobre o austríaco Patrick Konrad (BORA-hansgrohe).

Rui Costa, que também esteve na fuga, terminou na sétima posição, a 44 segundos de Tolhoek, subindo ao 40.º posto da geral, a 11.16 minutos de Bernal.

A sétima etapa, na sexta-feira, também terminará com uma contagem de montanha de categoria especial, em San Gottardo, 216,6 quilómetros após a partida em Unterterzen.

Fonte: Record on-line

“Mezgec sobe à liderança da Volta à Eslovénia”

Português Rui Oliveira perde quase 15 minutos

Por: Lusa

O ciclista esloveno Luka Mezgec (Mitchelton-Scott) subiu esta quinta-feira à liderança da Volta à Eslovénia, depois de vencer a segunda etapa, na qual o português Rui Oliveira (UAE-Emirates) perdeu quase 15 minutos.

No final dos 146,3 quilómetros, entre Maribor e Celje, que cumpriu em 3:35.55 horas, Mezgec superiorizou-se ao compatriota Grega Bole (Bahrain-Merida) e ao italiano Andrea Vendrame (Androni Giocattoli-Sidermec).

Na geral, Mezgec tem quatro segundos de avanço sobre Bole e seis sobre Vendrame.

Rui Oliveira, que era 10.º à partida para a tirada, terminou em 72.º, a 14.43 minutos do vencedor.

Na sexta-feira, os ciclistas vão percorrer 169,8 quilómetros, entre Zalec e Idrija.

Fonte: Record on-line

“Taça de Portugal de Paraciclismo”

Pelotão de 27 disputa Taça em Lisboa

Quarta e penúltima etapa da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo contou com participação "recorde" e animou tarde de feriado antecipando arranque do Grande Prémio Abimota.

A quarta jornada da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo assinalou, em Lisboa, uma participação recorde na corrente edição do troféu, com a presença de um pelotão de 27 paraciclistas. Numa jornada de ciclismo de alta competição em Lisboa, as diferentes corridas da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo disputaram-se num circuito desenhado no Campo Grande, sob o mesmo percurso da primeira etapa do Grande Prémio Abimota, a disputar horas mais tarde no mesmo local.

A prova mais concorrida do programa (Classe C5) terminou com a vitória de Manuel Ferreira (Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel), o mais rápido do "mini-pelotão" de sete participantes. No pódio desta corrida, terminaram José Freire e Carlos Santos, segundo e terceiro classificados respetivamente. Com este triunfo, Manuel Ferreira reforçou o comando da Taça de Portugal de Paraciclismo, na sua classe. Flávio Pacheco (Sporting/Tavira Paracycling), por seu turno, foi o mais forte na Classe H4, deixando os seus rivais a duas voltas. Já na Classe C4, João Monteiro, Mozinho RT Martos Pellets sagrou-se vencedor diante dos rivais Francisco Martins e Pedro Garcia.

A lista total de vencedores ficou preenchida com o triunfo de Bernardo Vieira, Classe C1; Telmo Pinão (Casa Benfica MMV/APCA/Paracycling), Classe C2; Paulo Teixeira (Rodabike/ACRG/Gondomar), Classe C3; João Marques (ACD Milharado/Escola Ciclismo Manuel Martins), Classe D; João Pinto, Classe H3; Luís Costa (Sporting/Tavira Paracycling), Classe H5; Filomena Oloveira (Ecosprint-Nutea), Paraciclismo Feminino.

Nas contas da Taça de Portugal, disputadas a jornada dupla de Odemira, a etapa de Viana do Castelo e a ronda lisboeta, a regularidade dos líderes na hora da vitória é a nota dominante, dado que todos os vencedores na corrida hoje disputada são os atuais comandantes do troféu.

A quinta e derradeira prova da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo está agendada para o próximo dia 20 de agosto, em Alcobaça.

Fonte: FPC