segunda-feira, 9 de março de 2020

“Primavera” Poveira superada com sucesso”

Texto: AfterTwo //works

Fotos: Fernando Ramos

A equipa Sicasal - Torres Vedras foi a terceira mais rápida entre as formações de clube que disputaram este domingo a "24ª Clássica da Primavera", prova do calendário velocipédico nacional que percorreu 141 quilómetros nas estradas do Município da Póvoa de Varzim.

O tradicional circuito poveiro, caracterizado pelos seus 13 setores de "pavê" e as 7 subidas ao Monte de São Félix, foi percorrido numa manhã fria e chuvosa, colocando à prova a resistência dos mais de 100 atletas que se apresentaram à partida na Avenida Vasco da Gama, bem junto ao mar da Póvoa.

O facto não intimidou um grupo de atletas que desde cedo se destacou dos demais e se manteve na frente de corrida até ao desfecho final, concluído com uma emocionante disputa ao sprint cujo mais forte foi Luís Gomes, atleta da Kelly InOutbuild UDO.

Mais atrás, o extenso pelotão resistiu compacto até à última ascensão ao Monte São Félix, altura em que o grande grupo se fracionou. Os cinco atletas resistentes da equipa de Torres Vedras mantiveram-se sempre no grupo mais adiantado até cruzarem a meta final no regresso à cidade da Póvoa de Varzim.

Francisco Guerreiro foi o 3º elemento mais rápido do pequeno pelotão, cruzando a meta na 25ª posição a 10 minutos e 56 segundos do vencedor da prova, mas uma falha técnica da organização não permitiu detetar a sua passagem pela meta influenciando as demais classificações, nomeadamente dos restantes colegas de equipa que terminaram todos com o mesmo tempo de prova.

Segundo a tabela classificativa da organização, Rafael Torres foi 30º, Diogo Narciso 31º, Daniel Dias 34º e Francisco Morais em 40º, mas a equipa torriense fez saber que vai reclamar a sua correção junto das entidades responsáveis, bem como solicitar os dados referentes à classificação da juventude, que não chegaram a ser apresentados.

A Sicasal - Torres Vedras regressa à competição já no próximo domingo dia 15 para disputar mais uma Clássica da Arrábida. A prova tem 181 km de extensão e percorre a região sadina entre as cidades de Setúbal e Palmela.

Fonte: Academia Joaquim Agostinho

“II Triatlo Portimão/Triatlo Torres Novas vence 1ª etapa do nacional”

Por: Paulo Vieira

O Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas venceu a 1ªetapa do Campeonato Nacional de Triatlo por Clubes, que se disputou no passado domingo, dia 8/março em Portimão, começando da melhor forma a tentativa de renovação do seu título de Campeões Nacionais de Triatlo por Clubes.

Com Ricardo Batista a conquistar o 1ºlugar do pódio, vencendo categoricamente esta prova de triatlo disputada em formato olímpico (1.500m/natação, 40kms/ciclismo e 10kms/corrida), logo seguido por Luís Velasquez no 2ºlugar, não deixou qualquer margem para duvidas, que os atletas torrejanos vencessem coletivamente esta etapa em Portimão. Isto porque, Afonso do Canto, também alcançou um excelente 7ºlugar (1ºjunior), e ainda dentro do Top 25, Guilherme Pires foi 15ºclassificado, Abel Afonso, na sua estreia nesta distância, foi 18ºclassificado (4ºjunior), José Pedro Vieira 20º (6ºjunior) e Alexandre Ribeiro 25º (8ºjunior).

Ricardo Batista e Luís Velasquez, depois de saírem na frente no segmento de natação, lideraram sempre o segmento de ciclismo com mais 2 atletas, iniciando o segmento de corrida com cerca de 3 minutos de vantagem para o 2ºgrupo, aonde estavam integrados mais 4 atletas torrejanos.

No setor feminino, estiveram presentes 2 atletas do Clube de Natação de Torres Novas, que se classificaram no TOP 10, Madalena Almeida alcançou o 7ºlugar e Joana Miranda o 10º.

Esta prova, foi ainda disputada por Marco Sousa que se classificou 63ºlugar à geral (1º lugar do Grupo de Idade 45-49 anos).

No próximo fim-de-semana, dia 15/março, 4 atletas do Clube de Natação torrejano, Ricardo Batista, Guilherme Pires, Madalena Almeida e Joana Miranda, estarão em ação na Taça da Europa de Triatlo em Elites que se realiza na cidade espanhola de Huelva.
Fonte: Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas

“Paris-Nice: Nizzollo vence segunda etapa e Schachmann reforça liderança”

Ciclista italiano impôs-se ao sprint em Chalette-sur-Loing

Por: Lusa

O ciclista italiano Giacomo Nizzollo (NTT) venceu esta segunda-feira a segunda etapa da 78.ª edição do Paris-Nice, que terminou em Chalette-sur-Loing, onde o alemão Maximilian Schachmann (Bora-hansgrohe) reforçou a liderança.

Nizzollo foi o primeiro a cumprir os 166,5 quilómetros desde Chevreuse, em 3:49.57 horas, impondo-se ao sprint, numa chegada sem público devido à epidemia de Covid-19, ao alemão Pascal Ackerman (Bora-hansgrohe) e ao belga Jasper Stuyven (Trek-Segafredo), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Schachmann, segundo classificado da Volta ao Algarve de 2020, terminou a etapa no oitavo lugar, a três segundos dos primeiros e reforçou a liderança da corrida, detendo agora 15 segundos de vantagem sobre Nizzollo e 21 sobre Stuyven.

Dois dos favoritos à vitória final, o colombiano Nairo Quintana (Arkéa Samsic), devido a uma queda, e o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), que sofreu um furo, perderam 1.25 minutos na tirada.

Na terça-feira, o pelotão da corrida francesa, marcada pela ausência de várias equipas, devido ao receio com a epidemia de Covid-19, vai enfrentar os 212,5 quilómetros da terceira etapa, entre Chalette-sur-Loing e La Châtre, num percurso com uma contagem de montanha de terceira categoria.

Fonte: Record on-line

“Rafael Reis é 6º na Clássica da Primavera”

A equipa FEIRENSE esteve na luta pela vitória da Clássica da Primavera com Rafael Reis a integrar a fuga do dia e a fechar em sexto no sprint final

Foto: Helena Dias

A 24ª edição da Clássica da Primavera foi pedalada a uma média de 39,656 km/h, com o pelotão a ser acompanhado de chuva ao longo dos 141 quilómetros percorridos em circuito na Póvoa de Varzim, com sete passagens pelo Monte de S. Félix, uma montanha de terceira categoria, e 13 sectores de empedrado.

Precisamente na primeira volta, o pelotão viu cerca de 25 corredores tomar a frente da corrida, com os fogaceiros Rafael Reis e Gonçalo Amado a integrarem o numeroso grupo. Sob o lema FEIRENSE ‘correr para vencer’, o duo manteve-se no grupo até à falta de duas voltas para o final, momento em que restaram seis na frente, entre eles Reis, que ainda tentou surpreender a concorrência nos 1000 metros finais, mas sendo alcançado e acabando por fechar o sprint final no sexto lugar, com o mesmo tempo do vencedor Luís Gomes (Kelly/InOutbuild/Udo).

Rafael Reis relatou-nos a jornada vivida neste domingo: “A corrida foi feita debaixo de chuva, se bem que não fez muito frio. Logo na primeira passagem por S. Félix formou-se um grupo grande e, por uma boa colocação na entrada da subida, conseguimos passar com dois elementos.

Depois, a corrida foi controlada por equipas que tinham interesse no sprint, sendo que na última volta fez-se uma selecção mais pequena do grupo. Ainda tentei a minha sorte perto do último quilómetro, mas fui apanhado a 300 metros da meta. Ficam as boas sensações e a convicção que o trabalho de casa está a ser bem feito, tendo em conta que todas as equipas já correram a Volta ao Algarve e têm mais ritmo competitivo.”

O director desportivo Joaquim Andrade salientou: “Foi uma corrida muito bem disputada, com os primeiros quilómetros a serem corridos a velocidade alucinante e do qual resultou ter ficado um grupo restrito na frente, que viria a decidir a corrida. O Gonçalo Amado e o Rafael Reis estiveram nesse grupo, tendo este último tentado surpreender no restrito grupo de seis corredores, que discutiram o sprint final.”


Classificação Geral:

1º Luís Gomes (Kelly/InOutbuild/Udo) 3h33m20

2º Rafael Silva (Efapel) mt

3º Aleksandr Grigorev (Atum General/Tavira) mt

6º Rafael Reis (FEIRENSE) mt

16º Gonçalo Amado (FEIRENSE) a 3:42

33º Fábio Oliveira (FEIRENSE) a 10:46

59º António Ferreira (FEIRENSE) a 12:40

65º Oscar Pelegrí (FEIRENSE) a 12:40


Geral Equipas:

1ª Efapel

6ª FEIRENSE

 
Geral Montanha:

1º Luís Gomes (Kelly/InOutbuild/Udo) 18

8º Rafael Reis (FEIRENSE) 1
 

Geral Metas Volantes:

1º Tiago Machado (Efapel) 21

4º Rafael Reis (FEIRENSE) 3

Fonte: Equipa Profissional de Ciclismo