segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

“Estatísticas”

Por: José Morais

Iniciamos esta semana com mais uma grande alegria, as nossas estatísticas, e quando íamos divulgar estes resultados, entra no nosso espaço um post da Carla Fernandes, onde recordavam algumas das minhas fotos, e uma delas tocou-me sem dúvida, tive de alterar este texto que já estava pronto a publicar, e não podia deixar de juntar à foto escolhida para ilustrar o artigo, uma das fotos publicadas da Carla, foram e continuam a ser momentos como este que no final mostram as nossas audiências a subiram em força, o que nos dá mais força para continuarmos este projeto que corre para o seu 19º aniversário.

A entrada em 2018, o novo visual da nossa revista, e as mais diversas notícias deu origem a este aumento, assim as nossas visitas aumentaram mais 283.,3 %, o alcance semanal foi de 940,2%, as pessoas envolvidas foram de 656,5%, e por fim o número se total de gostos aumentou mais 87,7%.

São resultados muito positivos, o que nos obriga ainda a fazer mais e melhor, apenas temos uma palavra, OBRIGADO.

 

Resultados:

Visitas na Página                                   ↑ - 283,3%

Alcance total por semana                       ↑ - 940,2%

Pessoas envolvidas                                            ↑ - 656,5%

Número total de Gostos da Página         ↑ - 87,7%

“VITÓRIA BRILHANTE NO DUATLO DE RIO MAIOR COM 3 TORREJANOS CAMPEÕES NACIONAIS”

A época 2018 de Triatlo começou da melhor maneira para as cores torrejanas. O Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas alcançou uma brilhante VITÓRIA numa competição nacional de absolutos em masculinos, ao vencer a 1ª etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo, entre 24 equipas. Uma prova realizada no passado sábado à tarde em Rio Maior, aonde 3 atletas torrejanos também conquistaram os títulos de Campeões Nacionais de Duatlo em Juniores e Cadetes, para além das excelentes classificações absolutas alcançadas individualmente.

RICARDO BATISTA subiu ao pódio no 3ºlugar absoluto, e sagrou-se Campeão Nacional de Duatlo 2018 no seu escalão de Juniores.

JOSÉ PEDRO VIEIRA, ficou logo atrás do seu colega de equipa, no 4ºlugar absoluto, venceu no seu escalão de Cadetes e sagrou-se Campeão Nacional de Duatlo 2018.

E o terceiro atleta a fechar a equipa torrejana, foi AFONSO DO CANTO no 8ºlugar absoluto, sendo 3ºclassificado no escalão de Cadetes.

CAROLINA SERRA, revalidou o título de Campeã Nacional de Duatlo em Juniores, e JOANA MIRANDA ao alcançar o 2ºlugar no seu escalão de Juniores, tornou-se Vice-campeã Nacional de Duatlo.

Neste Duatlo, aonde cada atleta efetuou 2 segmentos de corrida com 5kms e 2,5kms, e pelo meio realizou um segmento de ciclismo com 20kms, houve ainda a estreia para 2 jovens atletas torrejanos. Guilherme Marques foi 34ºclassificado na sua estreia nesta distância, mas Gonçalo Mendes não terminou a prova devido a uma queda no ciclismo. O mesmo aconteceu ao atleta veterano José Sério, enquanto Marco Sousa terminou na 49ªposição da geral, sendo 2º no seu escalão de veteranos 40-44 anos.

Parabéns a TODOS e ao técnico Paulo Antunes, pelos excelentes resultados alcançados neste início da época.

Fonte: Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas

“Penafiel terá ciclismo nas escolas como atividade extracurricular”

Medida abrange cerca de 1.300 crianças de 40 escolas

Por: Lusa

O presidente da Câmara de Penafiel, Antonino Sousa

Cerca de 1.300 crianças de 40 escolas de Penafiel vão ter nas suas Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) a prática de ciclismo, no âmbito de um projeto esta segunda-feira apresentado e que a câmara diz ser inovador em Portugal.

A ideia surgiu no contexto do orçamento participativo e foi acarinhada pela Câmara de Penafiel, que se prontificou a adquirir os equipamentos necessários, explicou à Lusa o presidente Antonino Sousa, falando de um investimento de cerca de 50.000 euros.

"Todo o nosso município vai ter esta atividade presente nas escolas", acrescentou, frisando o caráter inovador do projeto em termos nacionais.

O projeto já está no terreno, um pouco por todo o concelho, e envolve técnicos qualificados da escola de ciclismo da Associação Desportiva e Recreativa Ases de Penafiel (ADRAP), uma das mais antigas e prestigiadas do país, explicou à Lusa Joaquim Ferreira, o presidente da coletividade.

O dirigente acrescentou que, diariamente, vão estar três carrinhas no terreno e cada uma visitará três escolas. Nas viaturas seguirão professores de educação física, assistentes e 15 bicicletas adequadas ao tamanho das crianças (alunos do terceiro e quarto anos do ensino básico), além de equipamentos como capacetes, cotoveleiras e joelheiras.

A comissária da atividade será uma psicóloga e antiga atleta da ADRAP.

Cada aula contará com momentos teóricos e práticos e terá a duração de hora e meia.

Desde 03 de janeiro, as equipas de técnicos de ciclismo visitaram todas as escolas do concelho e deixaram informação sobre o projeto.

"Logo no primeiro contacto, a recetividade das crianças foi excelente", comentou, destacando a alegria dos alunos quando veem chegar as carrinhas com as bicicletas.

Nesta atividade, os alunos aprendem a andar de bicicleta de forma segura, o que constitui um dos principais objetivos do projeto, a par com o estímulo à atividade física e ao uso da bicicleta.

À Lusa, o presidente da ADRAP disse estar entusiasmado com esta ideia e confessou ter a esperança de que deste projeto possam sair futuros campeões de ciclismo de competição.

"Os que gostarem mais poderão inscrever-se nas nossas escolinhas para podem praticar a modalidade", referiu.

Por seu turno, o presidente da câmara destacou a importância da atividade enquanto elemento de promoção da atividade física junto dos mais novos e do gosto pela bicicleta.

Antonino Sousa recorda que o município está a investir na mobilidade, nomeadamente em infraestruturas que promovam o transporte amigo do ambiente, como a bicicleta.

Fonte: Record on-line

“Prémio de Ciclismo de Barroselas regressa em 2018”

A prova vai realizar-se no dia 15 de setembro.

Foto:  EPA/VINCENT JANNINK

Barroselas e Terras do Vale do Neiva, em Viana do Castelo, voltam a ser palco de um prémio de ciclismo em 2018, após 12 anos de interregno, anunciou hoje a organização.

A 21ª edição do Prémio de Ciclismo de Barroselas vai disputar-se entre os vários escalões de formação: Juniores, Cadetes, Juvenis, Infantis e Escolas.

A prova vai realizar-se no dia 15 de setembro, sendo que o ex-ciclista Rui Sousa, atual presidente da União de freguesias de Barroselas e Carvoeiro, será o padrinho do evento.

O relançamento do prémio de ciclismo surge por iniciativa de uma comissão que conta com o apoio da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, Associação de Ciclismo do Minho e Câmara de Viana do Castelo.

Fonte: Sapo on-line

“Alberto Contador diz que casos de doping "têm de se resolver mais rápido"”

Referindo-se indiretamente ao caso de Chris Froome

Por: Lusa

Foto: EPA

O ex-ciclista espanhol Alberto Contador recusou esta segunda-feira comentar a participação do britânico Chris Froome (Sky) na Rota do Sol, na Andaluzia, mas considerou que casos de possíveis quebras das regras antidopagem "têm de se resolver mais rápido".

Froome está a ser investigado por um controlo antidoping positivo durante a Volta a Espanha de 2017, que venceu.

O espanhol, que se retirou no final da temporada de 2017 para gerir a fundação com o seu nome e três equipas de ciclismo, uma delas no escalão Continental, recusou comentar diretamente o caso do britânico, uma vez que "a resposta deve ser das pessoas que gerem o desporto".

"Têm de se resolver muito mais rápido. É mau para toda a gente que uma situação como esta se dilate no tempo", acrescentou o madrileno.

Contador falava à margem da apresentação das suas equipas na terra natal, em Pinto, e admitiu que "custa mudar o chip" de ciclista para gestor, mas mostrou-se "contente com a nova etapa, porque o projeto está cheio de ambição e a crescer".

Agora com 35 anos, o antigo ciclista venceu três vezes a Volta a Espanha, duas a Volta a França e outras duas a Volta a Itália, sendo que somou um Tour, retirado mais tarde por ter acusado doping, o que invalidou os seus resultados de julho de 2010 a fevereiro de 2012.

Froome, vencedor do Tour em 2013, 2015, 2016 e 2017, vai voltar a correr numa prova em que participou - e venceu - pela última vez em 2015, cuja edição deste ano se vai realizar entre 14 e 18 de fevereiro, precisamente, as mesmas datas da Volta ao Algarve.

A Sky não acolheu a pretensão do presidente da União Ciclista Internacional (UCI), David Lappartient, que há duas semanas manifestou a vontade de ver a Sky suspender Froome até que seja tomada uma decisão sobre o seu controlo positivo de doping.

A defesa de Chris Froome, quádruplo vencedor da Volta a França, vai alegar que o ciclista britânico sofreu uma disfunção renal, o que explica o excesso de salbutamol detetado na sua urina durante o controlo na Volta a Espanha de 2017, que acabou por vencer.

Fonte: Record on-line

“Chris Froome, investigado por doping, vai disputar Rota do Sol”

Edição deste ano realiza-se entre os próximos dias 14 e 18

Por: Lusa

Foto: Reuters

O ciclista britânico Chris Froome, que está a ser investigado por um controlo antidoping positivo durante a Volta a Espanha de 2017, vai disputar a prova Rota do Sol, na Andaluzia, anunciou esta segunda-feira a equipa Sky.

Froome, vencedor do Tour em 2013, 2015, 2016 e 2017, vai voltar a correr numa prova em que participou - e venceu - pela última vez em 2015, cuja edição deste ano se vai realizar entre 14 e 18 de fevereiro, precisamente, as mesmas datas da Volta ao Algarve.

"Já passaram alguns anos desde que participei pela última vez na Rota do Sol. É uma prova que aprecio e estou ansioso por voltar a disputá-la", disse Froome, em declarações publicadas no site oficial da Sky.

A equipa britânica não acolheu a pretensão do presidente da União Internacional de Ciclismo (UCI), David Lappartient, que há duas semanas manifestou a vontade de ver a Sky suspender Froome até que seja tomada uma decisão sobre o seu controlo positivo de doping.

A defesa de Chris Froome, quádruplo vencedor da Volta a França, vai alegar que o ciclista britânico sofreu uma disfunção renal, o que explica o excesso de salbutamol detetado na sua urina durante o controlo na Volta a Espanha de 2017, que acabou por vencer.

Fonte: Record on-line