terça-feira, 9 de maio de 2017

“ASFIC DOURO GRANFONDO”

ASFIC destaca-se coletivamente o DOURO GRANFONDO conquistando o 2º lugar com apenas 3 atletas.

Decorreu ontem, 7 de maio o DOURO GRANFONDO 2017, prova aberta a todos os ciclistas, com mais de 3000 participantes, onde se incluíam vários atletas profissionais.

A prova com elevada dificuldade, destaca-se pela dureza do percurso, num sobe e desce constante pela bonita zona vinhadeira do Douro.

Com partida e chegada na Régua, passa por Tabuaço,Desejosa, São João da Pesqueira, Valeira, Favaios, Alijó e Pinhão, onde oOs atletas percorreram 162 kms com 3220 de acumulado.

A ASFIC esteve mais uma vez em minoria, participando apenas na prova João Portela, Humberto Careca e Hugo Feijão.

A corrida foi sempre em ritmo elevado, tentando os 3 atletas da ASFIC estar sempre no grupo da frente.

A poucos quilómetros da chegada, na última subida de elevada dificuldade o grupo da frente partiu-se em 3, tendo os 2 atletas da Asfic que se encontravam no grupo, dificuldades em responder. Desse ataque saíram os 2 atletas que chegaram isolados a meta, não tendo ninguém no grupo capaz de responder e acompanhar os mesmos.

Da ASFIC Hugo Feijão cortou a meta em 8 lugar, João Portela em 20 e Humberto Careca em 26.

Por equipas, a ASFIC foi a primeira equipa a colocar 3 atletas nos 30 primeiros lugares, o que leva a uma excelente prestação da equipa, que mesmo em inferioridade numérica demonstrou a sua garra.

Por equipas a ASFIC com apenas 3 atletas conquista o 2º lugar, que embora não tenha sido atribuído no momento, foi retificado via e-mail, como em anexo se pode ler.

Agradecemos a todos os nossos patrocinadores o apoio e confiança na equipa

Fonte: ASFIC
 

“Jan Polanc conquista quarta etapa”

Camisola rosa 'muda' para o corpo de Bob Jungels

Foto: Giro

O ciclista esloveno Jan Polanc (UAE Team Emirates) venceu esta terça-feira a quarta etapa da Volta a Itália, na conclusão de uma fuga, enquanto Bob Jungels (Quick-Step Floors) assumiu a liderança da geral.

O russo Ilnur Zakarin (Katusha-Alpecin), que fugiu do grupo dos favoritos no final da etapa de 181 quilómetros, foi o segundo a passar a meta no topo do monte Etna, a 19 segundos do esloveno, com Geraint Thomas (Sky) em terceiro, a 29 segundos de Polanc, que fez vingar a fuga do dia com um tempo de 4:55.58 horas.

Na quarta-feira, dia em que o pelotão se despede da Sicília, o luxemburguês Bob Jungels parte com a camisola rosa na quinta etapa, que liga Pedara a Messina, num percurso de 159 quilómetros, com uma primeira metade mais acidentada e um final plano.

Fonte: Record on-line

“Javier Moreno expulso depois de agressão a Diego Rosa”

Incidente na quarta etapa

O ciclista espanhol Javier Moreno (Bahrain-Mérida) foi expulso da 100.ª edição da Volta a Itália depois de ter agredido o italiano Diego Rosa (Sky), anunciou o júri da prova depois da quarta etapa.
As imagens televisivas mostram o espanhol a empurrar Rosa, de 28 anos, que viria a cair, durante a subida ao Etna, da quarta etapa, vencida pelo esloveno Jan Polanc (UAE Team Emirates).

O ciclista, que participava na prova pela segunda vez e estava em 83.º na geral individual, foi multado em 200 francos suíços (182 euros) e está afastado da prova, numa medida tomada pelo júri do Giro em conformidade com a legislação da União Ciclista Internacional (UCI).
Moreno, de 32 anos, é companheiro de equipa de Vincenzo Nibali, vencedor em 2016 da 'corsa rosa', com o italiano a perder um dos ciclistas que tinha como apoio nas etapas de montanha.
A edição centenária da Volta a Itália, que decorre até 28 de maio, é liderada ao fim de quatro etapas pelo luxemburguês Bob Jungels (Quick-Step Floors), à frente do britânico Geraint Thomas, colega de equipa de Diego Rosa na Sky, e do britânico Adam Yates (Orica-Scott).

Fonte: Record on-line

“Nuno Almeida e Amaro Antunes distinguidos em Vila Real de Santo António”

Árbitro e ciclista agraciados nas comemorações do 243.º aniversário do município, Amaro Antunes representa a W52/FC Porto

Por: Armando Alves

Foto: Filipe Farinha

O árbitro de futebol Nuno Almeida, a cumprir a 11.ª temporada (6.ª consecutiva) na primeira categoria nacional, e o ciclista Amaro Antunes, da W52/FC Porto, serão homenageados no próximo sábado, dia 13 de maio, pela Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, no âmbito do programa comemorativo do 243.º aniversário do município.

Tanto Nuno Almeida como Amaro Antunes são naturais do concelho e figuras de relevo no panorama desportivo, o que levou a autarquia da cidade pombalina a decidir-se pela distinção, na linha do que já sucedeu em anos anteriores com outros vilarrealenses, como o treinador Manuel José.

Na programação dos festejos do aniversário do município estão incluídos outros eventos ligados ao desporto, que também decorrerão no próximo sábado: será apresentado o livro do centenário do Lusitano Futebol Clube (ou Lusitano de Vila Real de Santo António, como é mais conhecido), da autoria de Hugo Cavaco, e decorrerão dois torneios de futebol de veteranos, um dos quais incluídos nas celebrações do centenário do Lusitano e que contará com a participação de Vitória de Setúbal e Beja, além da formação local.

Fonte: Record on-line

“Apresentação/Taça de Portugal – Jogos Santa Casa termina no Dão”

A Taça de Portugal de Elite e Sub-23, que termina no próximo fim-de-semana, com a disputa do Grande Prémio do Dão, assume a designação de Taça de Portugal – Jogos Santa Casa, na sequência da afirmação dos Jogos Santa Casa como Patrocinador Oficial da Federação Portuguesa de Ciclismo. O acordo contempla também o “naming” da Taça de Portugal de Paraciclismo e da Taça de Portugal Feminina de Elite, assim como o apoio às Seleções Nacionais de Ciclismo e de Paraciclismo.

A cerimónia de apresentação do Grande Prémio do Dão, hoje realizada no Solar do Vinho do Dão, em Viseu, foi o momento escolhido para apresentar a nova designação da Taça de Portugal, assim como a camisola que será entregue aos vencedores e os troféus que premiarão os melhores.

“É com grande satisfação que encaro o início desta parceria entre a Federação Portuguesa de Ciclismo e os Jogos Santa Casa. Começamos agora uma união que, estou certo, será longa e frutuosa para ambas as instituições. A ligação entre a Federação Portuguesa de Ciclismo e os Jogos Santa Casa é, na minha opinião, natural, uma vez que junta duas instituições que fazem parte do imaginário nacional. Nós somos a federação portuguesa há mais tempo em atividade, representando o desporto popular por excelência, aquele que vai à porta das pessoas sem cobrar bilhete. Os Jogos Santa Casa são uma referência no patrocínio ao desporto, especialmente às federações desportivas”, considera o presidente da Federação, Delmino Pereira.

“Os Jogos Santa Casa têm, ao longo dos últimos anos, apoiado a promoção da prática desportiva e eventos de excelência em várias modalidades. Desde 2013, a política de patrocínios está centrada na promoção de talentos individuais e coletivos no âmbito do desporto, através do apoio aos Comités Olímpico e Paralímpico, Federações Desportivas e atletas nacionais, à valorização do esforço e do mérito desportivo, bem como, à promoção do desporto enquanto motor de coesão social e de estilos de vida saudáveis. É com orgulho que afirmamos e constatamos que, atualmente, os Jogos Santa Casa são a marca que mais apoia o desporto em Portugal. É a marca que está mais próxima das principais modalidades olímpicas, não só por via do apoio direto às Federações, como também pelos patrocínios concedidos aos Comité Olímpico e Paralímpico”, frisa a diretora de Comunicação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Maria João Matos.

Grande Prémio do Dão

A edição de 2017 da Taça de Portugal – Jogos Santa Casa de Elite tem a sua final, o Grande Prémio do Dão, nos dias 13 e 14 de maio. As classificações estão ainda em aberto, esperando-se uma competição acesa entre todas as equipas profissionais e de clube portuguesas, oferecendo um espectáculo de excelência ao público do Dão e aos adeptos da modalidade em geral. Vão ainda participar três formações estrangeiras, a continental Equipo Bolivia e as equipas de clube CC Cambre/Renault Caeiro e Team Guerciotti Redondela.

O desfecho da Taça de Portugal – Jogos Santa Casa está, pois, dependente do desempenho dos corredores nas duas etapas que compõem o Grande Prémio do Dão. A primeira é um contrarrelógio individual de 19,5 quilómetros, com partida e chegada em Nelas. A segunda é uma tirada em linha, que começa em Penalva do Castelo e termina em Viseu, depois de percorridos 152,4 quilómetros.

O exercício individual, pela sua extensão, é, teoricamente, a etapa mais decisiva. No entanto, o terreno de sobe e desce da região é propício a surpresas, que podem ser materializadas na segunda etapa.

O espanhol Antonio Angulo (LA Alumínios-Metalusa BlackJack) chega ao Grande Prémio do Dão no comando da Taça de Portugal – Jogos Santa Casa na categoria de elite, depois de realizadas as duas primeiras provas pontuáveis, a Volta à Bairrada e o Grande Prémio de Mortágua.

Antonio Angulo precisa, no entanto, de estender o desempenho de alto nível até ao Dão, uma vez que a vantagem conquistada ainda não lhe garante a Taça. Os rivais mais diretos são Daniel Mestre (Efapel), a 23 pontos do espanhol, e Domingos Gonçalves (RP-Boavista), com menos 47 pontos.

A classificação geral de sub-23 também é passível de mudança no Grande Prémio do Dão. O basco Xuban Errazquin (RP-Boavista) foi o melhor jovem na Bairrada e em Mortágua, estando na frente com uma margem confortável de 47 pontos sobre David Ribeiro e de 50 sobre Venceslau Fernandes, ambos da Liberty Seguros/Carglass.

Tal como em elite, a escala de pontuação prevê 100 pontos para o vencedor do Grande Prémio Dão. Isto significa que os sete primeiros do ranking têm na matemática uma esperança de conquistarem o troféu.

A W52-FC Porto chega ao Dão na frente da geral coletiva de elite, enquanto a Liberty Seguros/Carglass está na dianteira da geral das equipas de clube.

Apresentação

Os presidentes das edilidades que recebem as duas etapas do Grande Prémio do Dão estiveram hoje na apresentação, demonstrando a importância do evento para a região. “Este projeto é uma corrida de fundo, encarada com grande ambição pelos três concelhos que dinamizam o Grande Prémio do Dão. Gostamos de ciclismo, gostamos da nossa região e queremos que tenha eventos desportivos de relevo e também gostamos do vinho do Dão. A entrada desta competição na Taça de Portugal é um marco importante para nós”, resumiu o anfitrião da apresentação, o edil de Viseu, Almeida Henriques.

“Como concelho vinhateiro que somos tínhamos de aderir. Não sei se os ciclistas terão oportunidade de apreciar a paisagem e as vinhas, mesmo em cima do rio, mas quem vier assistir poderá usufruir também dessa componente”, salientou o presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho.

“Nelas continua muito grata ao convite da Câmara de Viseu para se associar a esta prova de ciclismo que promove a região e a marca Dão. É evidente que Nelas também não poderia deixar de associar-se a uma prova destas, até porque temos 1600 hectares do nosso território que são vinhas. Na ótica do ambiente e da mobilidade, o ciclismo e a bicicleta são uma dádiva. Mas é a promoção económica do território que nos faz continuar a apostar neste evento”, declarou o edil de Nelas, José Borges da Silva.

Legenda da Foto: José Borges Silva, Delmino Pereira, Ana Paula Tomás (presidente Associação Ciclismo de Viseu), Almeida Henriques, Francisco Carvalho, Guilherme Almeida (vereador Desporto CM Viseu)

Fonte: FPC

“Chris Froome foi abalroado e o condutor fugiu”

Denúncia feita pelo próprio ciclista nas redes sociais

O ciclista britânico Chris Froome foi abalroado na manhã desta terça-feira durante o treino em Beausoleil, França, por um condutor que se colocou em fuga.

O incidente foi relatado pelo próprio Chris Froome nas redes sociais, onde publicou uma imagem da bicicleta amassada. "Fui abalroado de propósito por um condutor impaciente. Felizmente eu estou bem. A bicicleta está destruída. O condutor fugiu", escreveu na legenda da fotografia.

O incidente com o ciclista da Sky ocorre poucas semanas depois de o italiano Michele Scarponi ter sido atropelado mortalmente durante um treino em Filottrano, Itália.

Fonte: Record on-line

“14º Convívio de Cicloturismo de Cernache”

Dia 4 de Junho de 2017

Vila Nova de Cernache, Coimbra

Texto: José Morais

Cartaz: Notícias do Pedal/Com Associação Desportiva Recreativa Vilanovense

Vila Nova de Cernache recebe no próximo dia 4 de junho, o seu 14º convívio de cicloturismo, numa organização da Associação Desportiva Recreativa Vilanovense, de Vila Nova de Cernache, conta com o apoio da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), já que faz parte do seu calendário anual.

O Vilanovense, sediado na zona centro do país, tem ao longo dos anos promovido a sua região com muito carinho, proporcionado e mostrando nos seus passeios, locais que vale a pena descobrir, e não o só pedalar faz deste evento muito especial, também a forma como sabem receber, antes, durante e após os seus passeios, faz do mesmo, um dos preferidos por muitos, já que a promoção feita pela sua equipa da sua terra, por diversos passeios realizados pelo país, consegue levar depois pessoas até Vila Nova, e disfrutar de bons momentos.

O passeio que terá uma distância de 65 quilómetros, tem concentração marcada para as 8 horas, com a partida a ser dada pelas 9 horas, com concentração no Campo de Futebol de Vila Nova de Cernache.

Conta com os apoios da Câmara Municipal de Penela, Condeixa, e Junta de Freguesia de Cernache.

Para informações e inscrições as mesmas podem ser feitas:

 Telefones: 239 946 091, 962 945 463, 963 935 101, 934 422 232

Ou pelo mail: josepedrociclos@gmail.com   

Marque já na sua agenda, venha participar neste bonito evento, faça como nós, marque presença, nós vamos lá estar para fazer a reportagem completa, venha pedalar, e no final desfrute de um magnífico almoço, com uma animada tarde de convívio.