quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

“Froome espera apuramento "a fundo" de uso do medicamento para asmáticos”

Ciclista da Sky acusou doping na Vuelta

Por: Lusa

Foto: Reuters

Chris Froome (Sky) disse esta quarta-feira esperar que a investigação de que está a ser alvo, envolvendo o alegado uso abusivo de uma substância para a asma e utilizada por desportistas, permita apurar a fundo" a situação.

"Estou seguro o assunto será apurado a fundo. Lamentavelmente não posso partilhar mais informação até que esteja concluída a investigação", disse o ciclista em mensagem publicada na sua conta na rede social Twitter, agradecendo as mensagens de apoio que diz ter recebido esta manhã.

Chris Froome (Sky) incorre numa suspensão por ter valores acima dos autorizados na urina de salbutamol, uma substância utilizada para o tratamento da asma e utilizada por desportistas, entre os quais ciclistas.

O Ventilan, nome corrente do salbutamol, é um dos medicamentos mais utilizados no tratamento da asma, sendo um estimulante do aparelho respiratório, tem efeitos anabolizantes em doses elevadas, permitindo o aumento da massa muscular e a diminuição da gordura corporal.

A Sky refere que as regras da Agência Mundial Antidopagem (AMA) permitem o recurso ao salbutamol sem isenções de uso terapêutico (TUE) quando inalado até 1.600 microgramas num período de 24 horas e não mais do que 800 em 12 horas.

A análise à urina de Froome realizada em 7 de setembro, após a 18.ª etapa da Volta a Espanha, revelou uma concentração de 2.000 nanogramas por militro, o dobro do autorizado pela AMA, acrescentou a equipa britânica.

"A minha asma piorou na Vuelta, pelo que segui os conselhos do médico da equipa para aumentar as minhas doses de salbutamol. Como sempre, tomei as maiores precauções para garantir que não excedia as doses permitidas", afirmou Froome, que venceu a Vuelta, em setembro, depois de, em julho, ter reeditado os triunfos no Tour de 2013, 2015 e 2016.

Com este controlo adverso, confirmado pela contra-análise, Froome terá de provar "num estudo farmacocinético controlo que este resultado anormal é efetivamente consequência do uso de uma dose terapêutica [por inalação]", esclarecem as regras antidopagem.

A União Ciclista Internacional confirmou hoje o controlo antidoping adverso a Froome, no caso o broncodilatador salbutamol, numa análise à urina feita em 07 de setembro, durante a última edição da Vuelta. O organismo diz ter notificado o corredor em 20 de setembro, acrescentando que a contra-análise confirmou a presença da substância acima do admitido para uso terapêutico.

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Enviar um comentário