sábado, 7 de julho de 2018

“Novo comandante no 30º Grande Prémio do Minho”

O minhoto e aniversariante Pedro Silva (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) é o novo portador da camisola amarela do 30º Grande Prémio do Minho, após a realização da segunda etapa. No alto de Castro Laboreiro, numa etapa épica, venceu Daniel Santacruz (Banco Santander/PCSprint).

A competição, apadrinhada pelos internacionais portugueses Tiago Machado, José Mendes, José e Domingos Gonçalves, está ao rubro. O grau de dificuldade para esta tirada disputada do Alto Minho era elevado, tendo em conta as contagens de montanha a contar para a camisola azul Arrecadações da Quintã, duas em S. Gregório e a terceira e última coincidente com a meta, após uma longa e difícil subida, em Castro Laboreiro. Pelo meio disputaram-se ainda duas metas volantes a contar para a camisola verde Controlsafe.

O jovem espanhol Daniel Santacruz saltou no início da subida final para ser consagrado em Castro Laboreiro, mostrando as suas capacidades de trepador. Ao longo da parte final da tirada o ciclista do Banco Santander chegou a ter uma vantagem de quase um minuto para o grupo perseguidor e de três minutos para o pelotão.

Foram inúmeras as movimentações no início de corrida, com as tentativas de fugas a sucederem-se na frente de corrida. Seria necessária a primeira dificuldade do dia, contagem de 3ª categoria do prémio de montanha Arrecadações da Quintã, no alto de São Gregório, para se decifrar o que estaria pela frente.

Seria apenas após a segunda passagem pelo centro de Melgaço que a corrida ganhou contornos diferentes, altura em que Daniel Santacruz saltou de um grupo que já estava na cabeça de corrida, e iniciou uma autêntica crono-escalada.

A resposta das restantes formações aconteceu a meio da subida, com o grupo perseguidor a aumentar o ritmo, chegando a ter o ciclista espanhol à vista já bem perto do final. No entanto a recta que antecedia a meta, com ligeira inclinação, permitiu que Daniel Santacruz ganhasse novo fôlego e vencesse em Castro Laboreiro, secundado pelo campeão nacional Pedro Silva (Vito-Feirense / Blackjack) e Pedro Silva (Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact).

Foi necessário recorrer ao desempate para a atribuição do jersey amarelo da CJR, uma vez que são sete os ciclistas com o mesmo tempo no topo da classificação geral individual. Beneficiando do quarto lugar na primeira tirada e do terceiro melhor tempo em Castro Laboreiro, Pedro Silva (Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact) é o novo líder da classificação individual, CJR, acumulando a liderança da camisola laranja, Cision, e a camisola branca, de melhor minhoto, Universidade do Minho. O anterior camisola amarela, João Afonso (Centro Ciclista de Barcelos/AFF/Orbea/Onda), manteve a liderança da camisola verde, Controlsafe, cabendo agora a Daniel Santacruz (Banco Santander/PC Sprint) a camisola azul de líder da montanha, Arrecadações da Quintã.

Amanhã corre-se a terceira e última etapa entre Vieira do Minho e Vieira do Minho. Após Guimarães e Melgaço, é a terra de encantos minhota a receber a etapa da consagração da 30ª edição do Grande Prémio do Minho. A avenida Barjona de Freitas será o local de partida (13 horas) e de chegada (15h21) da última etapa do 30º Grande Prémio do Minho que terá a extensão de 89,4 kms. Na derradeira etapa estarão em disputa uma meta volante à passagem pela meta (13h30) e uma contagem de montanha em Serradela (2ª categoria - 14h29).

O 30º Grande Prémio do Minho, organizado pela Associação de Ciclismo do Minho em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo, conta com o apoio da União de Freguesias da Cidade (Guimarães), Câmara Municipal de Vieira do Minho, Câmara Municipal de Melgaço, CJR - Candido José Rodrigues (Camisola Amarela), Controlsafe(Camisola Verde), Arrecadações da Quintã (Camisola Azul), Cision (Camisola Laranja), Universidade do Minho (Camisola Branca), Centro de Estágios de Melgaço, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade , POPP Design, AFAcycles, Costa & Guerreiro – Erre Labels, Jopedois, Auto Terror, Guimarpeixe, Saúde Constante, Salvaggio, RS Bikes, Roda na Frente e  Correio do Minho.

Fonte: ACM

Sem comentários:

Enviar um comentário