quarta-feira, 9 de agosto de 2017

“Volta a Portgal/Nocentini: «Falta uma semana e está tudo em aberto»”

Dá voz ao espírito reinante no Sporting-Tavira, que não deita a toalha ao chão

Por: Alexandre Reis

Foto: Filipe Farinha

A favorita W52-FC Porto tem demonstrado uma consistência e uma superioridade incontestada na Volta a Portugal, mas os leões resistiram ontem no primeiro grande teste de montanha, com o italiano Rinaldo Nocentini e o espanhol Alejandro Marque a chegarem muito perto das principais figuras dos dragões, Raúl Alarcón, Amaro Antunes e Gustavo Veloso.

Mal cortou a meta, Nocentini desceu da bicicleta e sentou-se no chão, esgotado, depois do intenso esforço para não deixar fugir os rivais: "O Sporting-Tavira demonstrou que está em boas condições para discutir esta Volta a Portugal. Conseguimos manter a expectativa quanto ao final, pois ainda falta uma semana e está tudo em aberto. A W52-FC Porto demonstrou que também está forte, mas consegui ir na roda, perdendo pouco tempo. Com Alarcón e Antunes a sprintarem, fiz tudo para perder o menor tempo possível", explicou o chefe de fila da equipa orientada por Vidal Fitas.

Numa etapa onde muitas equipas fraquejaram, o Sporting-Tavira manteve o braço de ferro, também com o espanhol Alejandro Marque em bom plano: "A verdadeira Volta a Portugal começou agora e as diferenças não são muito significativas. Estivemos sempre atentos e não deixámos fugir os adversários. Marquei o Gustavo Veloso e cheguei com o mesmo tempo."

Para Alejandro Marque, as contas fazem-se no final: "A W52-FC Porto está forte em todos os terrenos, mas também há um contrarrelógio em Viseu que pode alterar muita coisa."

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Enviar um comentário