quinta-feira, 2 de março de 2017

“Clássica Aldeias do Xisto reúne os melhores ciclistas na região Centro no âmbito do projeto Cyclin’ Portugal”

Por: Laura Faria
 12 de março | Corrida Internacional | 12h00
 São 140km da Barroca à Cerdeira, partindo do Rio Zêzere e atravessando a Serra da Lousã,        
numa das competições mais importantes a contar para o calendário nacional de ciclismo.  Haverá ainda uma subida cronometrada e premiada à Cerdeira, aberta a todos os praticantes.
O próximo dia 12 de março vai ficar marcado por uma das mais importantes provas do calendário nacional de ciclismo que decorrerá ao longo de 140km, entre as aldeias da Barroca (Fundão) e da Cerdeira (Lousã). A Clássica Aldeias do Xisto é a primeira ação no âmbito do projeto Cyclin’ Portugal e é a terceira e última prova pontuável para o Troféu Liberty Seguros.
A “Clássica Aldeias do Xisto” é uma corrida internacional de classe 1.2, que se estende por 140,6 quilómetros, com partida marcada para a aldeia de Barroca (Fundão) e finalizando na aldeia de Cerdeira (Lousã), com a meta a coincidir com a contagem de montanha de segunda categoria. O pelotão da ”Clássica Aldeias do Xisto” será composto por seis equipas continentais e pelas sete de clube portuguesas, às quais se juntarão formações internacionais, provenientes de diversos países, como Espanha, Noruega, Bolívia, entre outros. A totalidade do percurso será efetuado em permanente sobe e desce, fazendo desta prova uma clássica para trepadores.
E por falar em trepadores, haverá um desafio para todos os amantes do ciclismo, que se poderão assim juntar aos seus ídolos profissionais: a subida ao Muro da Cerdeira. É uma subida de elevado grau de dificuldade que, embora tenha apenas 1,5 km, a sua média de inclinação de 11 %. e os vários sectores da subida onde a inclinação atinge os 20% fazem deste muro um verdadeiro desafio para todos. O excelente tapete de asfalto é uma ajuda para a progressão ao longo desta rampa. Há prémios de vouchers de alojamento Aldeias do Xisto para os três melhores tempos. Veja no site das Aldeias do Xisto como participar.
Esta competição será também um roteiro vivo pela beleza das Aldeias do Xisto, sendo que a prova passará por várias: Barroca, Janeiro de Baixo, Janeiro de Cima, Fajão, Casal Novo, Talasnal, Candal e Cerdeira.
Rui Simão, coordenador da ADXTUR, sublinha a importância da realização da “Clássica Aldeias do Xisto” naquela região: «Este é um momento único para as Aldeias do Xisto: sendo a primeira vez que temos uma prova do calendário nacional de ciclismo, é por isso um motivo de grande orgulho. Esta prova decorre no âmbito do recente assinado protocolo “Cyclin’ Portugal”, que tem nas Aldeias do Xisto o seu terreno de experimentação enquanto ação piloto. O que pretendemos é dinamizar a região que engloba as Aldeias do Xisto e promover a zona como um destino de excelência para todos os que gostam de bicicleta e das modalidades que lhe são inerentes. Nas Aldeias do Xisto temos tudo o que é necessário para a prática deste desporto, e diversos serviços que complementam esta atividade. Penso que o cenário das Aldeias do Xisto é perfeito para um junção harmoniosa entre competição, lazer e turismo.»
Delmino Pereira, Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, refere que: «O novo ciclismo é uma atividade aberta ao mundo, que conjuga a vertente desportiva com o interesse turístico, cultural e económico. A Clássica Aldeias do Xisto será o evento desportivamente mais visível de um projeto global em que a Federação Portuguesa de Ciclismo irá colaborar com as Aldeias do Xisto e com o Turismo do Centro de Portugal para dinamizar aquele território como destino Cyclin’Portugal. As Aldeias do Xisto têm todas as condições para atrair competições de diferentes vertentes e disciplinas, mas também para dinamizar centros de BTT e percursos cicláveis, numa perspetiva global do ciclismo, englobando lazer e competição.»
Durante a próxima semana, a Federação Portuguesa de Ciclismo emitirá uma nota de imprensa com todos os pormenores técnicos e desportivos da prova.
Cyclin’ Portugal
Foi assinado, no dia 8 de fevereiro, no Welcome Center das Aldeias do Xisto, na Lousã, o protocolo Cyclin Portugal. Numa cerimónia presidida pela Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, a ADXTUR- Aldeias do Xisto, a Turismo Centro de Portugal e a Federação Portuguesa de Ciclismo, assinaram um documento ancorado nas seguintes ações:
Qualificar a rede de percursos e de equipamentos especializados.
Certificar percursos, equipamentos e serviços.
Consolidar o calendário de eventos de lazer e de competição.
Construir produtos turísticos integrados com base na bicicleta.
Comunicar de forma especializada  para o exterior.
Ativar o destino com eventos internacionais.
Construir um site  nacional agregador  da oferta dos destinos.
Integrar a oferta em canais de comunicação e de reserva.
A Rede das Aldeias do Xisto é um projeto de desenvolvimento sustentável, de âmbito regional, liderado pela ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, em parceria com 20 municípios da Região Centro e com mais  de 100 operadores privados, com o apoio do Centro 2020. A ADXTUR congrega, assim, as vontades públicas e privadas de uma região, que se reveem na gestão partilhada de uma marca, na promoção conjunta de um território, na criação de riqueza através da oferta de serviços turísticos e, finalmente, na preservação da cultura e do património do mundo rural beirão.
Fonte: Multicom

Sem comentários:

Enviar um comentário