segunda-feira, 12 de março de 2018

“ASFIC 3 LUGAR GERAL NA ARRÁBIDA , VENCE COLETIVAMENTE E EM ELITES”


Realizou-se a 11 de Março a 4ª edição do Granfondo da Arrábida, uma corrida inserida no esplêndido cenário da Serra da Arrábida e incontornável Baía do Sado, tendo a ASFIC se deslocado para esta prova, no sábado a tarde e pernoitado no hotel MAR E SOL.

Uma corrida com cerca de 120km e quase 2000 metros de acumulado, que torna esta prova já por si dura, mas que hoje se tornou ainda mais difícil, devido ás intempéries climáticas do dia de hoje, que se verificaram em todo o território nacional.

A partida e chegada deu-se em Setúbal junto à frente ribeirinha do Rio Azul, inserida na estrutura da prova profissional Clássica da Arrábida, tendo Alinhado para esta corrida cerca de 980 atletas, dos quais participaram  11 atletas da ASFIC, não alinhando apenas o Rui Rodrigues, por motivos de saúde.

A ASFIC tentou desde o inicio sempre controlar a corrida, e caso houvesse alguma fuga, tentar estar na mesma com a equipa presente.

Sensivelmente ao km 70, na subida da serra da Arrábida, deu-se uma fuga de vários atletas, chegando ao fim da subida o grupo dividido em dois, com a ASFIC a estar presente no primeiro grupo de 5 atletas com o João Letras, e no grupo mais a retaguarda estavam mais 5 atletas da equipa.

Com cerca de 90 km percorridos, os fugitivos viriam a ser alcançados pelo grupo perseguidor, dando-se nesse momento nova fuga de 4 atletas, onde mais uma vez estava presente o atleta João Letras da ASFIC.

Na segunda passagem a Serra da Arrábida, que apenas subia até aos Casai da Serra, o grupo de fugitivos fica reduzido a três atletas.

Já na descida, as quais se encontravam bastante perigosas, um dos atletas consegue fugir e isolar-se, deixando para trás o João Letras e o outro adversário.

Na última subida da corrida, o João Letras viria a ressentir-se do esforço feito durante toda a corrida e perdeu contacto com o outro atleta.

O vencedor cortou a meta isolado, com cerca de 1 minuto de avanço, para o segundo classificado e 1m10 para o João Letras que cortou a meta em 3 lugar.

O pelotão chegou com uma diferença de 2m30 para o vencedor e cortou a meta ao sprint, com o Jorge Letras a cortar a meta em 7º, e o Hugo Feijão em 13º

A ASFIC subiu ao pódio mais 2 vezes, em virtude do João Letras ter alcançando o 1º Lugar do escalão de Elites e o Jorge Letras o 3º lugar nos escalão master 30.

A ASFIC também conquistou o 1 lugar por equipas, vencendo coletivamente.

Edgar Oliveira, não acabou a corrida, devido a uma queda, da qual resultou alguns ferimentos e a bicicleta danificada, impossibilitando-o de ter acabado a corrida.

Agradecemos a excelente ressecção com que o HOTEL MAR E SOL brindou a equipa, e deixamos um especial agradecimento ao Sr Jorge Cadima proprietário do hotel e apaixonado pela modalidade.

Fonte: ASFIC

Sem comentários:

Enviar um comentário