sábado, 13 de abril de 2019

“Volta ao País Basco: Ofensiva final da Astana leva Izagirre ao triunfo”

Espanhol da formação cazaque celebrou após boa exibição em dura etapa

Por: Lusa

Foto: EPA

Ion Izagirre é o vencedor final da Volta ao País Basco, depois de uma etapa final em que a sua equipa, a Astana, conseguiu surpreender a BORA-hansgrohe, dos alemães Emanuel Buchmann e Maximilian Schachmann.

A etapa era relativamente curta, de 118,2 quilómetros (na região de Eibar), mas dura, com seis contagens de montanha - das quais duas de primeira categoria e uma de segunda - que permitiram à Astana atacar forte para recuperar os 54 segundos de atraso que o basco tinha para Buchmann.

A reviravolta começou a definir-se na escalada de Azuki, de primeira categoria, com os ciclistas da BORA-hansgrohe sem pernas para o ataque muito forte de Izagirre e do dinamarquês Jakob Fuglsang, a outra opção da Astana para o triunfo final.

Antes, a Astana muito tinha trabalhado na caça à fuga inicial de dezena e meia de unidades, deixando então as suas duas figuras com espaço para brilhar na montanha.

Faltavam então ainda 62 quilómetros para a meta e mais montanha pela frente, nomeadamente a escalada do Karakate (1.ª), e o atraso do líder era já de 25 segundos.

A tendência de recuperação acentuou-se, nas subidas de Karakate e Asentzio (2.ª), a última do dia e já a 22 quilómetros da meta, com os alemães a terem de reconhecer a derrota.

Com os dois homens da Astana ficaram na frente o esloveno Tadej Pogacar e o irlandês Daniel Martin, ambos da UAE Emirates, e o britânico Adam Yates, da Mitchelton-Scott, vencedor da etapa em 2:59.34 horas.

Buchmann perdia 1.36 e Schachmann 3.45, confirmando-se a vitória final de Izagirre, já esta época triunfador da Volta à Comunidade Valenciana e de uma etapa do Paris-Nice.

Na geral final, Daniel Martin foi segundo, a 29 segundos, e Buchmann terceiro, a 31. Fugslang foi o quarto, a 36, e Yates o quinto, a 51.

Em termos de portugueses, todos voltaram a perder bastante tempo: Ruben Guerreiro (Katusha-Alpecin) 8.59 minutos e Amaro Antunes (CCC) e José Gonçalves (Katusha-Alpecin) 14.50.

Guerreiro conclui a Volta ao País Basco em 36.º, a 32.55. Gonçalves foi 66.º, a 52.31, e Antunes 76.º, a 57.00.

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Enviar um comentário