sexta-feira, 1 de junho de 2018

“Quinta etapa/28.º GP Jornal de Notícias Leilosoc”

Sporting-Tavira domina e Grigorev recupera amarela

Por: José Carlos Gomes

O Sporting-Tavira venceu hoje, folgadamente, a quinta etapa do Grande Prémio Jornal de Notícias Leilosoc, um contrarrelógio por equipas de 18,8 quilómetros disputado em Esposende, levando o russo Aleksandr Grigorev de novo ao topo da geral individual.

Os pupilos de Vidal Fitas foram claramente os mais fortes no exercício coletivo desta tarde, completando o percurso em 22m30s, um registo equivalente à média de 50,133 km/h. A W52-FC Porto foi a equipa que deu mais luta, gastando mais 18 segundos do que os “leões”. A Liberty Seguros-Carglass ocupou o pódio da etapa, a 27 segundos da formação vencedora.

A Efapel partia com a missão de defender a camisola amarela de Daniel Mestre, mas não teve uma prestação suficiente para tal desidrato. O bloco de Ovar acabou no quarto posto, a 33 segundos dos vencedores.

A supremacia do Sporting-Tavira na etapa teve claros reflexos na classificação geral individual. Aleksandr Grigorev recuperou a camisola amarela, mas, mais importante ainda, os corredores que o perseguem são dois companheiros de equipa, Joni Brandão, a 9 segundos, e Alejandro Marque, a 10 segundos. O primeiro adversário é António Carvalho, quarto, a 22 segundos.

“Estou muito feliz por recuperar a camisola amarela. Foi um dia de grande nervosismo, porque a equipa partiu muito tarde e havia o risco de chover. Não choveu e tudo correu na perfeição, graças a um excelente trabalho de toda a equipa. Agradeço a todos os meus companheiros pelo esforço de hoje. Até ao fim tudo faremos para que a camisola amarela continue no Sporting-Tavira”, afirmou Aleksandr Grigorev.

Apesar do domínio leonino, as diferenças ainda são recuperáveis nas duas etapas que faltam, ambas muito exigentes. Em todo o caso, as duas equipas em melhor posição para lutar pela vitória são o Sporting-Tavira, com quatro homens nos seis primeiros – Grigorev, Joni Brandão, Alejandro Marque e Rinaldo Nocentini -, e a W52-FC Porto, que conta com António Carvalho e Gustavo César Veloso bem colocados.

Se na classificação geral individual continuou a dança de camisolas, nas restantes classificações manteve-se tudo inalterado. Rafael Silva (Efapel) é o primeiro na classificação por pontos, Guillaume Almeida (Fortinna/Maia) comanda a lista de trepadores, Paulo Silva (Fortunna/Maia) é o melhor jovem das equipas de clube e o Sporting-Tavira encima a classificação coletiva.

A sexta etapa, a disputar neste sábado, entre Ovar e Santo Tirso, ao longo de 144,9 quilómetros, poderá ditar alterações classificativas. O ponto mais difícil da viagem é a escalada a Nossa Senhora da Assunção, uma montanha de primeira categoria, instalada a 9,6 quilómetros da meta.

 

Classificações

5.ª Etapa: Esposende – Esposende, 18,8 km (CRE)

1.º Sporting-Tavira, 22m30s (Média: 50,133 km/h)

2.º W52-FC Porto, 22m48s

3.º Liberty Seguros-Carglass, 22m58s

4.º Efapek, 23m03s

5.º Rádio Popular-Boavista, 23m07s

6.º Aviludo-Louletano-Uli, 23m27s

7.º Vito-Feirense-BlackJack, 23m33s

8.º Miranda-Mortágua, 23m48s

9.º LA Alumínios, 24m31s

10.º Fortunna/Maia, 24m47s

 

Geral Individual

1.º Aleksandr Grigorev (Sporting-Tavira), 12h28m32s

2.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), a 9s

3.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), a 10s

4.º António Carvalho (W52-FC Porto), a 22s

5.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a mt

6.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 24s

7.º Daniel Mestre (Efapel), mt

8.º Mário González (Sporting-Tavira), a 32s

9.º Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista), a 36s

10.º Sérgio Paulinho (Efapel), a 1m04s

Fonte: FPC

Sem comentários:

Enviar um comentário