sexta-feira, 25 de maio de 2018

“Comissão Europeia usa bicicletas para promover igualdade de género em Lisboa”

A Comissão Europeia levou hoje a Lisboa e outras seis cidades da Europa a iniciativa “#Herworldourworld – O mundo dela é o nosso mundo”, que usa bicicletas para sensibilizar os cidadãos para a igualdade de género.

“Estamos a começar por mobilizar os estados da União Europeia, mas a ideia é mobilizar o mundo”, diz Sara Silva, gestora de campanhas digitais do departamento de cooperação internacional e desigualdade da Comissão Europeia.

Na praça Martim Moniz, no centro de Lisboa, encontravam-se duas bicicletas nas quais as pessoas eram convidadas a pedalar durante dois a três minutos em cada uma delas, enquanto assistiam a vídeos com dados estatísticos acerca da desigualdade de género e que ainda se faz sentir no dia-a-dia.

Após a passagem pelas duas bicicletas, a conclusão que retiravam é de que uma das bicicletas exigia mais esforço físico.

A bicicleta mais pesada correspondia à mulher para mostrar que, apesar de a tarefa ser a mesma, tem de fazer muito mais esforço e “é pretendido demonstrar isso pelo físico”, afirma Vera Sousa, do gabinete de comunicação e documentação Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, uma das entidades que se associou à iniciativa.

A ideia é representar o esforço físico e psicológico que as mulheres sentem em várias situações do quotidiano facilmente comparado pelos pedais de duas bicicletas.

“Pretendemos captar a atenção dos mais jovens por serem os responsáveis pelo dia de amanhã, mas também não esquecemos os mais velhos por serem responsáveis pelo dia de hoje”, explica Sara Silva.

Apesar de nos últimos anos terem sido confirmadas algumas conquistas importantes, o caminho a igualdade continua a enfrentar antigos e novos desafios que, segundo Gonçalo Teles Gomes, vice-presidente do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, “exigem respostas políticas informadas que tenham um papel transformador”.

Gonçalo Teles Gomes lembra ainda que a igualdade de género constitui um dos aspetos mais ancorados na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e que muitos dos projetos integram objetivos relacionados com “a igualdade de género, o empoderamento das mulheres, a promoção dos direitos ao nível da saúde sexual reprodutiva, ou de luta contra a violência na mulher.”

O evento tem lugar, em simultâneo, em outras seis cidades europeias, como Bratislava, Bruxelas, Budapeste, Maribor, Roma e Talin.

A iniciativa organizada pela Comissão Europeia e os Estados Membros, em Portugal é desenvolvida pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa.

Fonte: Sapo On-line

Sem comentários:

Enviar um comentário