sábado, 8 de outubro de 2016

“Poeira geriu bem ‘ausência’ das bicicletas”

Selecionador nacional sem stress

Por: Ana Paula Marques

Foto: FPC

Uma situação não acautelada pela Qatar Airways do voo da Ibéria que fez a ligação entre o Porto e Madrid impediu que quase todos os ciclistas não tivessem ontem realizado já o primeiro treino em Doha. A exceção foi Ivo Oliveira, cuja bicicleta de contrarrelógio, a pedido da comitiva, foi a única que seguiu viagem, ele que é então o primeiro a entrar em ação, na segunda-feira. Todas as outras, por falta de espaço num avião demasiado pequeno, terão sido despachadas num voo mais tarde (hora prevista de chegada a Doha já de madrugada), pelo que hoje já todos poderão realizar então o primeiro treino de adaptação ao traçado.

Para o selecionador nacional, a situação acabou por ser gerida da melhor maneira, sem muito stress. "Desportivamente, seria melhor que os três sub-23 e três juniores que já estão no Qatar pudessem hoje [ontem] fazer um treino ligeiro, o que não aconteceu por falta de bicicletas. Mas, em termos de preparação, não é grave, já que, antes do embarque, fizemos um derradeiro treino longo em Portugal, acautelando as necessidades desportivas", explicou José Poeira, que lidera a comitiva no Qatar.

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Publicar um comentário