quinta-feira, 31 de maio de 2018

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de Maio, a número 273, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, pode mensalmente ser visualizada em: www.noticiasdopedal.com descubra ainda outras novidades, conheça e esteja por dentro de todos os nossos projetos, boas leituras…

“Triatlo David Vaz realiza-se no Fundão no dia 17 de junho”

No dia 17 de junho irá realizar-se no Fundão a segunda edição do Triatlo David Vaz.

Este evento, constituído por uma prova jovem de Duatlo de Estrada e por uma prova de Triatlo de Estrada, sofreu alterações no local e distância da prova.

Fruto dos recentes problemas com a qualidade da água da Barragem de Santa Águeda, efetuou-se uma reavaliação das condições do local para realização da prova, concluindo-se que havia necessidade de alterar o segmento de natação para a Barragem da Capinha, o que implicou uma mudança também na prova para a distância Sprint, sem roda.

Excecionalmente este ano, e pelas razões apresentadas, a prova voltará ao modelo tradicional do anterior Triatlo do Fundão, decorrendo entre a Barragem da Capinha e o Fundão, com meta instalada junto do Pavilhão Multiusos.

O II Triatlo David Vaz é uma organização da Câmara Municipal do Fundão, Clube de Triatlo do Fundão, Grupo de Convívio e Amizade nas Donas e da Associação David Vaz, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal.

Ainda no que respeita ao quadro competitivo, na próxima semana será anunciado o local de organização da 4ª etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo, a realizar no dia 7 de julho.

Fonte: FTP

“Agenda de Ciclismo”

Dezenas de eventos para comemorar o Dia Mundial da Bicicleta

Por: José Carlos Gomes

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 3 de junho como o Dia Mundial da Bicicleta. Nada melhor do que corridas, passeios e outros eventos de ciclismo para assinalar tão importante data.

A vitalidade do ciclismo está bem patente na preenchida agenda velocipédica, em todo o território continental e nos arquipélagos dos Açores e da Madeira. Entre as corridas destacam-se duas dos calendários nacionais, o Grande Prémio Jornal de Notícias que decorre até domingo, 3 de junho, e o XCO Internacional de Ribeira de Pena, que se realiza no próprio Dia Mundial da Bicicleta.

O XCO Internacional de Ribeira de Pena é a primeira corrida em Portugal pontuável para o apuramento olímpico de Tóquio 2020, motivo mais do que suficiente para que os corredores de elite, masculinos e femininos, se apresentem em boa condição, motivados para lutar pelas melhores posições e pelos pontos de ranking.

O programa competitivo arranca às 9h00 de domingo, com a corrida que junta os cadetes e masters. Às 11h00 correm todas as categorias femininas e os juniores. A prova masculina de elite e sub-23 inicia-se às 14h30.

Fonte: FPC

“Efapel/Daniel Mestre ganha em Valongo e veste de amarelo o Grande Prémio JN”

          Equipa EFAPEL volta a vencer no Grande Prémio Jornal de Notícias

          Terceira vitória em quatro etapas já realizadas

          Daniel Mestre segura amarela por oito segundos

          Rafael Silva lidera classificação por pontos

A Equipa EFAPEL voltou a mostrar toda a sua competitividade em mais um dia no Grande Prémio Jornal de Notícias. Na quarta etapa, que ligou Santo Tirso a Valongo, Daniel Mestre levantou os braços no ar quando garantiu o triunfo, o terceiro da equipa nesta prova que se realiza pela 28ª vez. Com esta vitória alcançada numa disputa ao sprint, o alentejano passou a vestir de amarelo com uma vantagem de oito segundos sobre Domingos Gonçalves.

Neste dia em que o pelotão percorreu 154,4 quilómetros, Rafael Silva também terminou entre os mais fortes. O ciclista que enverga o dorsal 32 foi quarto. Destaque, ainda, para Sérgio Paulinho (13º) e Henrique Casimiro. Com estes nomes, a Equipa EFAPEL fechou o dia com quatro ciclistas entre os 15 primeiros e ganhou colectivamente.

Ao longo do dia, a prova ficou marcada, ainda, por uma fuga com 12 elementos, dos quais dois eram da EFAPEL: Henrique Casimiro e Marcos Jurado. Esta foi anulada apenas já na recta da meta quando já só restavam Henrique Casimiro e César Fonte. A partir daí, “foi trabalhar para discutir o sprint”, explicou o responsável desportivo da estrutura, Américo Silva, que festejou o bom trabalho realizado pelos seus corredores.

“Na equipa é difícil estarmos mais felizes com a nossa prestação até ao momento. Vamos ver como corre o contra-relógio de amanhã que vai ter um peso muito grande na decisão da classificação final”, Américo Silva.

O Grande Prémio Jornal de Notícias estabelece-se, no dia de amanhã, em Esposende. É aí que se vai realizar um contra-relógio por equipas com 18,8 quilómetros. A primeira formação arranca às 15 horas.

 

Classificação na quarta etapa

    Daniel Mestre        EFAPEL                3h39m42s

    Vicente Rubio        Aviludo/Louletano            m.t.

    Domingos Gonçalves    Rádio Popular/Boavista        m.t.


    Rafael Silva            EFAPEL                m.t.

13º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                m.t.

15º    Henrique Casimiro        EFAPEL                m.t.

29º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 7s

30º    Jesus del Pino        EFAPEL                m.t.

45º    David Arroyo        EFAPEL                a 48s

59º    Pedro Paulinho        EFAPEL                a 6m52s

 

Classificação geral individual

    Daniel Mestre        EFAPEL                12h03m53s

    Domingos Gonçalves    Rádio Popular/Boavista        a 8s

    Aleksandr Grigorev        Sporting/Tavira            a 9s


11º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 40s

14º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 51s

17º    Rafael Silva            EFAPEL                a 1m01s

21º    Henrique Casimiro        EFAPEL                a 1m11s

29º    Jesus del Pino        EFAPEL                a 1m32s

43º    David Arroyo        EFAPEL                a 6m20s

72º    Pedro Paulinho        EFAPEL                a 25m10s

Fonte: Efapel

“Quarto dia/28.º GP Jornal de Notícias Leilosoc”

Daniel Mestre triunfa em Valongo e passa a comandar

Por: José Carlos Gomes

O alentejano Daniel Mestre (Efapel) dá-se bem com os ares de Valongo, conquistando hoje a terceira vitória consecutiva naquela cidade, um triunfo que lhe valeu a subida ao primeiro lugar da classificação geral do 28.º Grande Prémio Jornal de Notícias Leilosoc.

A etapa de 154,4 quilómetros, entre Santo Tirso e Valongo, foi disputada a alta velocidade e terminou com uma chegada ao sprint, perante milhares de espectadores. Daniel Mestre, que venceu as tiradas do JN no mesmo local em 2016 e em 2017, manteve a tradição e triunfou folgadamente ao sprint, relegando Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano-Uli) e Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista) para as posições imediatas.

Apesar de o Sporting-Tavira ter controlado toda a etapa, Aleksandr Grigorev não conseguiu manter-se na primeira posição da geral. O lugar foi assumido por Daniel Mestre, que dispõe de uma margem de 8 segundos para Domingos Gonçalves e de 9 para Grigorev, que estão no seu encalço, numa classificação que continua equilibrada.

“Estou a ver que este concelho me dá sorte. A vitória de hoje, a terceira em Valongo, acaba por ser especial, porque me dá também a camisola amarela”, afirmou Daniel Mestre, antes de subir ao pódio. O corredor da Efapel prefere, por enquanto, não se comprometer para o que falta de corrida. “Vamos avaliar a situação dia a dia, até porque as etapas em falta são as mais difíceis. Mas é claro que a equipa tem a ambição de ganhar o Grande Prémio, comigo ou com outro companheiro”, avançou Mestre.

A etapa de hoje terminou ao sprint, mas foi por pouco que César Fonte (W52-FC Porto) e Henrique Casimiro (Efapel) não conseguiram levar a fuga até à chegada. Os dois corredores integraram um grupo de doze, que começou a desenhar a escapada ao quilómetro 13.  O trabalho do Sporting-Tavira nunca deixou a iniciativa ter mais de dois minutos de vantagem. No entanto, Fonte e Casimiro persistiram na aventura e foram alcançados já dentro do derradeiro quilómetro.

O mais beneficiado com a fuga acabou por ser João Rodrigues (W52-FC Porto), que passou para o topo da geral das metas volantes e recebeu o Prémio da Combatividade. Nas restantes classificações, Guillaume Almeida (Fortunna/Maia) segurou a camisola da montanha, Rafael Silva (Efapel) está na frente da classificação por pontos e Paulo Silva (Fortunna/Maia) é o melhor jovem das equipas de clube. O Sporting-Tavira segurou o primeiro lugar por equipas.

A etapa de sexta-feira deverá provocar novas mexidas na classificação geral. É um contrarrelógio por equipas, disciplina a que as formações lusas estão pouco habituadas, pelo que o resultado final é uma incógnita, embora o desempenho no contrarrelógio individual de ontem indicie que o Sporting-Tavira, a W52-FC Porto e a Efapel são os conjuntos mais fortes. O exercício coletivo de sexta-feira terá 18,8 quilómetros e será disputado, a partir das 15h00, em Esposende.

 

Classificações

4.ª Etapa: Santo Tirso – Valongo, 154,4 km

1.º Daniel Mestre (Efapel), 3h39m42s (Média: 42,167 km/h)

2.º Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano-Uli), mt

3.º Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista), mt

4.º Rafael Silva (Efapel), mt

5.º Luís Gomes (Rádio Popular-Boavista), mt

6.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), mt

7.º Edgar Pinto (Vito-Feirense-BlackJack), mt

8.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), mt

9.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), mt

10.º Aleksandr Grigorev (Sporting-Tavira), mt

 

Geral Individual

1.º Daniel Mestre (Efapel), 12h03m53s

2.º Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista), a 8s

3.º Aleksandr Grigorev (Sporting-Tavira), a 9s

4.º António Carvalho (W52-FC Porto), a 13s

5.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 15s

6.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), a 18s

7.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), a 19s

8.º Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano-Uli), a 21s

9.º Edgar Pinto (Vito-Feirense-BlackJack), a 23s

10.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 31s

Fonte: FPC

“Equipa Portugal/Ivo Oliveira segundo no prólogo da Corrida da Paz”

Por: José Carlos Gomes

O português Ivo Oliveira foi hoje o segundo classificado no prólogo da Corrida da Paz, um contrarrelógio individual de 2 quilómetros, disputado em Krnov, República Checa, com vitória do campeão norueguês de fundo, Rasmus Tiller.

O vencedor completou os dois mil metros de esforço individual em 2m12s, batendo Ivo Oliveira por apenas um segundo. O terceiro classificado, com mais um segundo do que o corredor luso, foi o holandês Nils Eekhof.

O resultado de Ivo Oliveira deu a Portugal dois pontos para o ranking da Taça das Nações, que podem ser preciosos para alcançar o objetivo de conquistar a pontuação necessária para colocar os portugueses entre as 15 primeiras nações do ranking, feito que garante a qualificação direta para a Volta a França do Futuro.

O desempenho da Equipa Portugal também ficou marcado pelo sexto lugar conseguido por Rui Oliveira, a três segundos do vencedor. Gonçalo Leaça foi 83.º, a 12 segundos, Gonçalo Carvalho ficou na 97.ª posição, a 14 segundos, a mesma diferença de Tiago Antunes, que ficou em 99.º, para o primeiro. Venceslau Fernandes fechou as contas da Equipa Portugal no prólogo, no 113.º posto, a 17 segundos do mais rápido. Não havendo bonificações, a geral reflete, em tempos e lugares, a classificação do prólogo.

A segunda etapa, marcada para esta sexta-feira, terá 133 quilómetros e vai ligar Jesenik a Rymarov. Será uma viagem de permanente sobe e desce, mas com as principais dificuldades colocadas na primeira metade da corrida, que se inicia às 12h30.

“O resultado de hoje dá obrigação de controlar a corrida à Noruega. É uma situação que nos poderá ser favorável, de maneira a tentarmos discutir a etapa na fase final”, explica o selecionador nacional, José Poeira.

Fonte: Record on-line