quarta-feira, 13 de maio de 2020

“Medidas e Estratégias para um regresso progressivo aos treinos”

Veja as medidas de contenção e de prevenção COVID-19 do Departamento Médico da Federação de Triatlo de Portugal.

Sugerem-se medidas e estratégias para uma retoma progressiva da atividade física de lazer, bem como do treino competitivo, em virtude da situação atual relativamente à pandemia de Covid-19.

Com estas medidas, pretendemos que se assegure a segurança de todos os atletas e dos agentes desportivos, neste regresso progressivo à prática desportiva e competitiva.


MEDIDAS GERAIS

– Higienização das mãos, de forma correta, completa e regular. Podem ser utilizadas duas técnicas: lavagem com água e sabão ou fricção com solução antissética de base alcoólica >60% de etanol;

– Etiqueta respiratória: evitar tocar com as mãos na face sem as ter higienizado antes; cobrir sempre a boca e/ou o nariz ao tossir, assoar e espirrar, com lenços descartáveis ou, em alternativa, com o antebraço;

– Reduzir os contactos sociais ao estritamente necessário. Evitar contactos desnecessários com familiares e amigos (sobretudo profissionais de saúde e grupos de risco) e evitar espaços públicos para convívio e refeições;

– Evitar deslocações a restaurantes, cafés ou supermercados. Sempre que seja necessária uma destas deslocações, os atletas e agentes desportivos devem utilizar corretamente uma máscara de proteção e desinfetar as mãos frequentemente.


DESLOCAÇÕES PARA O TREINO

– As deslocações para e das instalações de treino devem ser efetuadas, sempre que possível, em veículo próprio, sem contacto com terceiros;

– Reduzir as deslocações às estritamente necessárias e evitar meios de transporte públicos partilhados. Sempre que seja necessário recorrer a transporte públicos, deverão ser seguidas todas as regras de segurança previstas pela DGS, nomeadamente a utilização de máscara e a desinfeção frequente das mãos.


MEDIDAS GERAIS EM TREINO

– Os atletas e agentes desportivos que apresentem febre ou sintomas respiratórios (tosse, ou dificuldade respiratória) não devem treinar, nem estar presentes nos locais de treino. Devem contactar a linha de saúde 24 ou o seu médico assistente (centro de saúde), não se devendo deslocar a qualquer serviço de saúde sem contacto telefónico prévio;

– Preferir a realização de treinos no domicílio ou ao ar livre (em locais pouco movimentados e com baixo risco de acidentes). Evitar os treinos em locais fechados e partilhados (piscinas, ginásios, pavilhões desportivos);

– Preferir a realização de sessões de treino individuais, evitar treinos de grupo. Quando for necessário recorrer a grupos de treino, estes poderão ter no máximo 5 elementos, que deverão manter o distanciamento social, reduzindo o contacto ao mínimo;

– Higienização das mãos no início e final de cada sessão de treino;

– Evitar expelir secreções de forma voluntária para o ambiente envolvente;

– Recomenda-se a utilização de meios de comunicação, a distância entre atletas e o treinador para evitar contacto físico entre eles;

– As deslocações nas instalações desportivas devem ser realizadas com a distância de, pelo menos, 2 metros de outros utilizadores e com máscara cirúrgica. A utilização da máscara cirúrgica só deverá ser opcional no momento do treino;

– Não utilizar balneários e evitar a utilização de instalações sanitárias fora de casa.


TREINO DE NATAÇÃO

– Preferir treinos em águas abertas, com a presença de um ou mais elementos em terra, que possam garantir a segurança dos atletas;

– Quando não for possível evitar o treino em pequenos grupos de atletas, estes deverão manter-se a uma distância igual ou superior a 2 metros;

– Para os atletas de Alto Rendimento, com acesso a piscinas, deverão seguir todas as regras de segurança das instalações. Estas incluem a presença de apenas um atleta por pista, a utilização de pistas alternadas, a utilização de máscara no cais da piscina e a manutenção do distanciamento social no acesso às pistas de treino.


TREINO DE CICLISMO

– Preferencialmente, os atletas devem deslocar-se para o local de treino, de uma forma individual, de bicicleta ou, caso não seja possível, utilizando viatura própria ou do encarregado de educação. Todos os ocupantes desta mesma viatura devem usar mascaras de proteção (sempre que não coabitem);

– À exceção dos atletas, todos os técnicos que acompanham os atletas devem usar mascara de proteção;

– É possível que a atividade física em contexto recreativo ao ar livre possa ser executada até dois praticantes em simultâneo, obedecendo a um distanciamento mínimo de dois metros entre cidadãos, para atividades que se realizem lado-a-lado, ou de quatro metros, para atividades em fila;

– Para os atletas de alto rendimento, recomenda-se, nos treinos em grupos de até 5 elementos, que estes se dividam em subgrupos respeitando um distanciamento mínimo de 20 metros entre eles;

– Evitar paragens em supermercados, mercados, cafés, pastelarias e outros locais de aglomerado de pessoas. Estas paragens deverão ser feitas apenas em SOS e com a utilização correta da máscara de proteção.


TREINO DE CORRIDA

– Os treinos de corrida devem manter todas as recomendações sugeridas para os segmentos anteriores;

– Manter a primazia para os treinos individuais, realizados ao ar livre, em locais pouco movimentados e seguros;

– Para os atletas de alto rendimento, com acesso a pistas de atletismo, deverão seguir todas as recomendações de segurança dessas instalações. Nomeadamente a utilização de máscara nas deslocações, a manutenção do distanciamento social;

– É proibida a partilha de objetos pessoais (toalhas, garrafas, etc.);

– Os atletas deverão levar consigo todo o equipamento individual necessário, evitando que este toque em superfícies, instalações não higienizadas ou outros utilizadores;

– Higienizar as mãos no início e final de cada sessão de treino.

Este documento será revisto regularmente pelo departamento médico e adaptado sempre que a situação epidemiológica e social o justifiquem


Fonte: FTP

“Mathieu van der Poel vai conciliar estrada, ciclocrosse e BTT até Paris'2024”

Corredor holandês de 25 anos esteve na Volta ao Algarve deste ano

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

O holandês Mathieu van der Poel, triplo campeão mundial de ciclocrosse e vencedor da Amstel Gold Race, anunciou esta quarta-feira a decisão de conciliar ciclismo de estrada, ciclocrosse e BTT até aos Jogos Olímpicos Paris'2024.

Van der Poel, de 25 anos, neto do histórico corredor francês Raymond Poulidor, é um atleta de elite em ciclocrosse, estrada e montanha (BTT) e, nesta última, em que é campeão da Europa, pretende continuar a correr até aos Jogos Olímpicos de 2024.

"Eu quero continuar a conciliar as três disciplinas. Como estão as coisas, vou continuar em BTT até Paris2024. Também terei mais três anos para tentar conquistar o título de campeão mundial nesta disciplina. Eu, realmente, adoro BTT", afirmou Van der Poel, em declarações ao portal especializado 'WielerFlits'.

O antigo campeão mundial júnior de estrada, em 2013, e vice-campeão europeu na especialidade, em 2018, conquistou no ano passado 15 vitórias em BTT, 17 em ciclocrosse e 11 em estrada, entre as quais as clássicas Amstel Gold Race, Dwars door Vlaanderen - A travers la Flandre e Fleche Brabaçonne e a Volta à Grã-Bretanha.

Fonte: Record on-line

“Diego Ulissi prolonga contrato com a UAE-Emirates até 2022”

Equipa que conta também com os portugueses Rui Costa, Ivo Oliveira e Rui Oliveira

Por: Lusa

O ciclista italiano Diego Ulissi prolongou o contrato com a UAE-Emirates até 2022, anunciou esta quarta-feira a equipa que conta também com os portugueses Rui Costa, Ivo Oliveira e Rui Oliveira.

Ulissi, de 30 anos, vencedor de seis etapas na Volta a Itália, terminou, já este ano, o Tour Down Under no segundo lugar e a Volta aos Emirados Árabes Unidos na nona posição.

"Estou muito contente por ter renovado o contrato. Faço parte da equipa há muitos anos, tantos que já se tornou na minha segunda família. Espero continuar a fazer parte do projeto nas próximas temporadas, dando sempre 100%", afirmou o corredor italiano, citado pela equipa dos Emirados Árabes Unidos.

Fonte: Record on-line