quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de Fevereiro, a número 270, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, pode mensalmente ser visualizada em: www.noticiasdopedal.com descubra ainda outras novidades, conheça e esteja por dentro de todos os nossos projetos, boas leituras…

“Workshop ‘A Nutrição do Triatleta’”

Antes do Triatlo de Lagoa no dia 10 de março, irá realizar-se um workshop com o tema ‘A Nutrição do Triatleta’ aberto a todos.

Marco Pereira, o formador, dá-nos uma ideia da abordagem do workshop, que se apresenta de extrema utilidade quer para atletas, treinadores ou mesmo para todas as pessoas interessadas no tema. Segundo o formador «as estratégias nutricionais no triatlo passam por um planeamento nutricional coincidente com o plano de treino para que, no dia de prova, ocorra uma repetição periódica do realizado durante o planeamento».

Mas é preciso saber como o fazer e a maioria dos atletas não faz ideia de como seguir uma alimentação / nutrição adequada. A abordagem da formação visa por isso a alimentação do atleta no dia a dia, a alimentação pré, durante, pós treino/competição e os tipos de suplementos que poderão ser utilizados na modalidade, de forma a maximizar as adaptações ao treino e o rendimento desportivo. 

Marco Pereira explica-nos que as razões de uma nutrição adequada no Triatlo, além de manter um estádio saudável, refletem também a performance.  «O triatlo resulta da combinação de três disciplinas: natação, ciclismo e corrida. As competições podem durar entre uma hora (distância sprint) e as 15 horas (distância ironman). Independentemente da distância, a desidratação e a depleção das reservas de glicogénio são um fator limitante para a performance. A desregulação destes fatores limitantes conduz a uma readaptação do sistema endócrino, resultando numa diminuição da produção de energia e a um ajustamento do fluxo sanguíneo para a pele, músculos, pulmões e coração. Assim, ocorre uma diminuição da capacidade de absorção e metabolização dos nutrientes durante o exercício.»

Para informações envie email para manuel.alves@federacao-triatlo.pt

Fonte: FTP

“Vamos participar no primeiro Triatlo de Lagoa!”

O I Triatlo de Lagoa é já dia 10 de março e promete ser uma experiência única. Sabes porquê?

Se o triatlo é por só si um desafio, esta prova reúne condições para se tornar inesquecível e dá a pernada de uma grande saída para a região do Algarve. Porquê? Porque estão presentes todos os ingredientes para tornar esta competição memorável, começando pelas condições meteorológicas, já que as probabilidades de estar bom tempo no barlavento algarvio rondam os 90%. Lá está quase sempre bom, mesmo quando está fresco no resto do país.

Há mais razões para tornar esta competição atrativa, este é um triatlo que ultrapassa o trivial ‘da volta do bidon ou mesmo daqueles que dizemos simplesmente que é um triatlo com roda’. Começamos pelo percurso de natação que já foi testado na Praia Grande, integrando no ano passado o circuito nacional de Águas Abertas de Natação.

Mas um dos pontos fortes da prova é o circuito de ciclismo que fará queimar muitas pernas, como acontece no início de verão quando nos esquecemos do protetor solar. O melhor mesmo é aplicar creme com proteção máxima nas zonas expostas e avançar sem medos para um delicioso circuito de cinco voltinhas. Ou, talvez terrível, depende da perspetiva. Será um percurso rápido e ágil, com pontos de velocidade alta e de tática.

Depois da T1 os atletas iniciam num topo para rodar na talega para logo de seguida se assistir a uma novela ciclista na descida da farmácia, que mete em sentido os bons tecnicistas, ou desfrutar de uma subida com ritmo, nos 1500m dos Corgos. É depois possível apreciar sem cair da bike a deslumbrante vista na aproximação à Praia dos Caneiros, onde iremos respirar e apreciar a vida. O termino do percurso vem com um Roller Coaster até 70km/hora que num instante nos vai meter na estrada do farol de Ferragudo. Depois deste ponto desfrutamos da visita aérea guiada sobre Portimão, sobre o Mar ou sobre a Foz do Arade, rio por onde se fizeram as conquistas de outrora ao Reino dos Algarves.

Uma nota para o Strava que terá uns bons KOM e QOM para coroar. Mas isso será no pós prova, agora a aposta vai mesmo para a zona espetáculo por onde passa o percurso de ciclismo e de corrida onde o público português e internacional estará bem no meio da praça central de Ferragudo. Por essa altura já haverá quem esteja deliciado com os petiscos e a boa pinga de Lagoa (as tapas são modernices e espanholices)!

Podemos esperar também o aroma da brisa do mar do peixe fresco fruto das artes marítimas. Quem quiser juntar o envolvente à oportunidade de participar num triatlo olímpico, é só ir a Lagoa nadar, pedalar e correr e gozar o final na companhia do maravilhoso pôr do sol de Ferragudo. Porque nada melhor do que os triatlos portugueses e algarvios (e pensar que é bom receber)! E melhor que competir em casa – como Ayrton Senna dizia – só vencer em casa.

Resta dar os merecidos parabéns à Câmara Municipal de Lagoa pela ousadia, coragem e visão de acolhimento do Campeonato Nacional De Clubes de Triatlo. Eu como “fã de Vila Viçosa” (saudoso triatlo) vou com certeza fazer tudo para produzir uma forte crónica pós prova. O texto vai ter que agradar a cristãos e árabes, pois com este ciclismo a roda é um detalhe só para uns, para outros nem por isso.

O I Triatlo de Lagoa é uma organização da Câmara Municipal de Lagoa, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal e das associações locais.

Onde pode ficar?

Quem vem de fora e quer aproveitar para passar uma ou duas noites em Lagoa, existem ofertas especiais para participantes e acompanhantes, que podem ser uma excelente escolha.

O triatlo terá o segmento de natação na bela praia de Ferragudo

Ficam aqui as propostas dos nossos hotéis parceiros:

-Água Hotels Riverside:

Valor por pessoa e c/ pequeno almoço

Ocupação tripla 28€

Ocupação quadrúpla 23€

-Água Hotels Vale da Lapa:

Valor por pessoa e c/ pequeno almoço

Ocupação tripla 27€

Ocupação quadrupla 29€

Informações e reservas: saleseventmanager@aguahotels.pt


-Vitor’s Village:

Tarifas especiais para uma e duas noites

Uma noite:

Dois adultos c/ pequeno almoço: 64€  – Três adultos c/ pequeno almoço: 71€

Dois adultos c/ pequeno almoço e jantar: 94€ – Três adultos c/ pequeno almoço e jantar: 116€

Duas noites:

Dois adultos c/ pequeno almoço: 128€ –  Três adultos c/ pequeno almoço: 142€

Dois adultos c/pequeno almoço e jantar: 188€ Três adultos com pequeno almoço e jantar 232.00 €

Informações e reservas: reservas@vitorsvillage.pt  ou 282450010


-Lagoa Hotel:

Apartamento com tarifa especial

1 Apartamento ocupação Dupla em regime de APA

Pacote 1 noite: 50€

Pacote 2 noites: 95€

Informações e reservas: Tiago Silvestre 965670760 / 282380130

Fonte: FTP

“TIRRENO-ADRIATICO CONFIRMA PARTICIPAÇÃO DE CHRIS FROOME"

Britânico está sob investigação por doping

Por: Lusa

Foto: EPA

A organização do Tirreno-Adriatico, que se inicia em 7 de março, confirmou esta a participação do ciclista britânico Chris Froome, vencedor em 2017 da Volta a França e da Volta a Espanha, atualmente sob investigação por doping.

O ciclista, de 32 anos, está a ser investigado por um controlo positivo de salbutamol nas análises durante a Volta a Espanha, que acabou por vencer, mas não está impedido de participar em corridas.

Na estrada da prova italiana, de 07 a 13 de março, Froome vai encontrar o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), vencedor da Volta a Itália em 2017, bem como o 'top 3' do 'Tour' do ano passado, com o colombiano Rigoberto Urán (Education First Drapac-Cannondale), segundo, e o francês Romain Bardet (AG2R), nomes já confirmados na prova.

Igualmente anunciadas estão as presenças do italiano Vincenzo Nibali (Bahrain Mérida), do espanhol Mikel Landa (Movistar) e do colombiano Miguel Ángel López (Astana), além de 'sprinters' e 'caçadores' de etapas como o eslovaco Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) ou o australiano Caleb Ewan (Michelton-Scott).

Fonte: Record on-line

“IVO OLIVEIRA COBIÇA MEDALHA NA PERSEGUIÇÃO NOS MUNDIAIS DE CICLISMO DE PISTA”

O português Ivo Oliveira assumiu a ambição de lutar pelas medalhas na prova de perseguição dos Mundiais de ciclismo de pista, que comecaram hoje na cidade holandesa de Apeldoorn, depois do sexto lugar em 2017.

“Eu parto para fazer melhor resultado do que no ano passado, tenho feito tempos que me permitem ir às finais, mas claro que a minha ambição é ir às finais e discutir as medalhas, seja a de ouro ou a de bronze, só tenho de estar num dia bom”, disse à agência Lusa o corredor da Hagens Berman Axeon.

A participação portuguesa nos Mundiais começa na quinta-feira, na prova de scratch, com Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon), que vai disputar também, no sábado, as quatro corridas pontuáveis para o omnium. Ivo Oliveira entra na pista na quinta-feira, no mesmo dia em que João Matias (Vito-Feirense-BlackJack) alinha na corrida por pontos.

“É importante [lutar pelos primeiros lugares] para a pista porque é uma modalidade olímpica, como o ciclismo de estrada e o XCO, e nós temos bons resultados. Quanto mais conhecida for esta vertente, mais jovens vão experimentar e é nesse sentido que nós também trabalhamos. O ciclismo de pista não pode ser feito apenas por nós”, referiu Ivo Oliveira.

O corredor conquistou medalhas de prata nas três últimas provas internacionais em que disputou perseguição, casos dos Europeus de elite e sub-23 e na Taça do Mundo de Minsk, naquele que é um percurso com passagem desejável pelos Jogos Olímpicos de 2020.

“Este Mundial, assim como as Taças do Mundo que fizemos, vão dar continuidade ao plano para Tóquio 2020. É um apuramento complicado, porque primeiro temos de nos qualificar para as Taças do Mundo de outubro, mas acho que é plenamente possível”, frisou.

Mesmo sem qualquer medalha em Mundiais de elite, Portugal conquistou o respeito dos outros países, com os resultados recentes nesta disciplina, segundo Ivo Oliveira.

“Sem dúvida que se nota uma diferença grande de há quatro ou cinco anos para cá. Na altura, Portugal era só mais uma nação e agora já não é bem assim, já somos vistos como uma grande potência europeia. Ganhámos este estatuto com os nossos resultados, trabalhámos para isso, acho que não nos olham com medo, mas com mais respeito”, rematou.

Fonte: Sapo on-line

“Apresentação das Equipas Sport Clube Escolar Bombarralense”

Foto: Helena Dias

No dia 24 de Fevereiro, o Sport Clube Escolar Bombarralense realizou a apresentação das suas equipas júnior e sub-23, a Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense e a FGP / CUBE / Bombarral, na sede do seu clube. Em sala esgotada, diversas personalidades importantes da modalidade marcaram presença, entre as quais destacamos a mesa de honra construída por:

          Vice-presidente do Município do Bombarral, Sr. Nuno Vicente;

          Vereadora do Município, Srª Patrícia Pereira;

          Presidente do Sport Clube Escolar Bombarralense, Sr. Jorge Silva;

          Selecionador Nacional, Sr. José Poeiras;

          Representante da Sicasal, Srª Cristina Zacarias;

          Representante da Liberty, Sr. Ricardo Esteves;

          Representante da FGP, Sr. José Gonçalves;

          Representante da Cube, Sr. Nuno Torego;

O clube deu a conhecer a composição destas duas equipas em 2018. Em juniores, a equipa será composta por António Pintassilgo, Guilherme Simão, Daniel Casquilho, Francisco Guerreiro, João Martins, Rafael Costa, Rodrigo Duarte, João Macedo, Ricardo Sousa, Bruno Valentim e Rodrigo Pereira. Estes atletas terão consigo João Carvalho (Mecânico), Ricardo Magalhães (Massagista), Fernando Vieira (Director) e Micael Isidoro (Treinador).

Já em sub-23, foram apresentados Leonel Firmino, Rafael Antunes, Diogo Lopes, Diogo Ferreira, Isaac Pereira, Emanuel Duarte, Diogo Tavares, Jorge Marques e Francisco Duarte. Estes ciclistas serão acompanhados por Bruno Pereira (Nutricionista), Rafael Gomes (Médico), Hilário Isidoro (Mecânico), Pedro Poeira (Massagista) e Carlos Reis (Director).

No final da apresentação, foi possível ouvir Carlos Reis em declarações ao Ciclismo 24 por 24 a traçar os objectivos destas duas formações. “Em juniores temos a ambição de erguer os braços, nomeadamente em provas nacionais, enquanto em sub-23 pretendemos ganhar experiência para novos voos a curto prazo. Além do mais, o objectivo principal em sub-23 está alcançado pois já temos esta equipa de regresso à estrada”, afirmou.

No próximo dia 4 de Março, a equipa de sub-23 regressa à estrada para a Clássica da Primavera, enquanto os juniores terão a sua 1ª prova da época com o GP do Carregado.

Fonte: Sport Clube Escolar Bombarralense

“Ranking Ciclista do Ano”

Nelson Oliveira comanda ranking nacional

Por: José Carlos GOmes

Nelson Oliveira (Movistar Team) é o primeiro número um do Ranking Ciclista do Ano de 2018, fechando fevereiro no topo da tabela graças ao décimo lugar na Volta ao Algarve.

Os corredores portugueses que representam equipas do WorldTour entraram melhor na nova temporada. Nelson Oliveira soma 85 pontos. Segue-se Tiago Machado, do Team Katusha Alpecin, que conquistou os 70 pontos que ostenta ao serviço da Equipa Portugal, vencendo a Prova de Abertura – Região de Aveiro. Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) fecha o pódio de fevereiro, com 63 pontos.

João Matias (Vito-Feirense-BlackJack), com 50 pontos, e Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-ULI), com 36, confirmam o bom arranque de época, ocupando as posições seguintes. O melhor sub-23 é Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon), cujos 20 pontos foram conseguidos com as cores da Equipa Portugal, na Prova de Abertura – Região de Aveiro.

A tabela coletiva é encimada pelo Aviludo-Louletano-Uli, com 52 pontos, mais dois do que o Vito-Feirense-BlackJack. A Rádio Popular-Boavista, com 15 pontos, ocupa o terceiro posto.

O Ranking é elaborado pela Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais.
 

Ranking Ciclista do Ano – Fevereiro 2018

1.º Nelson Oliveira (Movistar Team), 85 pontos

2.º Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), 70

3.º Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), 63

4.º João Matias (Vito-Feirense-BlackJack), 50

5.º Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli), 36

6.º Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon), 20

7.º Luís Gomes (Rádio Popular-Boavista), 15

8.º Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano-Uli), 13

9.º Rafael Silva (Efapel), 10

10.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), 7


Ranking Equipa do Ano

1.ª Aviludo-Louletano-Uli, 52

2.ª Vito-Feirense-BlackJack, 50

3.ª Rádio Popular-Boavista; 15

4.ª W52-FC Porto, 12

5.ª Efapel, 10

Fonte: FPC