sexta-feira, 13 de abril de 2018

“BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu (Campeonato do Minho de BTT XCO - Raiz Carisma)”

Disputa-se no dia 29 de abril o 21º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu, terceira etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - Raiz Carisma que decorrerá em Gondar (Guimarães) em homenagem ao ciclista vimaranense que se sagrou campeão nacional de ciclismo de estrada e de rampa e venceu o Grande Prémio do Minho de 1996.

Organizado em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho, Agrupamento de Gondar do Corpo Nacional de Escutas e Gondar Jovem - Associação Juvenil, o 21º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu será aberto à participação (além das categorias de competição) de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

O programa do 21º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu começará com um período para treinos entre as 9 e as 12h00 (condicionado para os escalões de competição aquando das provas de escolas), realizando-se a partir das 10 horas as atividades para pupilos, benjamins e iniciados que têm a cerimónia protocolar agendada para as 12 horas. Pelas 13 horas começará a prova para cadetes, femininos, paraciclismo e promoção e às 14h30 a corrida elites, sub23, juniores e masters. A cerimónia protocolar está prevista para as 16h00. A participação na prova é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção (custo de inscrição inclui seguro de acidentes pessoais). O secretariado para confirmação de inscrições abrirá às 9 horas e as inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

A partida e a chegada do 21º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu serão no Largo do Cruzeiro (Gondar - Guimarães) e, como habitualmente, a organização terá em funcionamento um serviço de restauração.

O 21º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu tem o apoio da Federação Portuguesa de Ciclismo, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Cision, Arrecadações da Quintã, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe e AFAcycles.

No ano passado, duas centenas de atletas marcaram presença no 20º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu, quinta etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros, que foi ganha em elites por Fábio Ribeiro e Susana Santos.


Manuel Abreu

Manuel Abreu nasceu em Gondar (Guimarães) a 5 de janeiro de 1963 e faleceu a 25 de fevereiro de 1997, tendo sido distinguido pela Câmara Municipal de Guimarães com a medalha de mérito desportivo e pela Associação de Ciclismo do Minho e Federação Portuguesa de Ciclismo.

Enquanto jovem, Manuel Luís Campos de Abreu acompanhou de perto a carreira de ciclista dos seus irmãos João e Jerónimo, quando estes representavam a equipa da Coelima. Com 20 anos de idade, em 1983, deixou a fiação onde trabalhava para se dedicar em exclusivo ao ciclismo. Representou a equipa da Coelima, de 1983 a 1985, tornou-se profissional nesse ano pelo Vitória Sport Clube e representou a seguir a equipa Garcia Joalheiro.

Manuel Abreu alinhou ainda nas formações Tensai / Mundial Confiança / Santa Marta, Sicasal /Acral e Maia / Jumbo, nesta última ao lado do seu irmão mais novo Joaquim Sampaio.

Sagrou-se Campeão Nacional de ciclismo de estrada, Campeão Nacional de Rampa por duas vezes e venceu várias provas, entre as quais o Grande Prémio do Minho de 1996.

Na Volta a Portugal em bicicleta ganhou o prémio do combinado em 1992, ano em que terminou a prova rainha do ciclismo português em segundo lugar.

Representou Portugal em diversos Campeonatos do Mundo e marcou presença em várias Voltas a Espanha e no Giro de Itália.

Fonte: ACM

“EFAPEL ambiciosa começa com terceiro lugar de Daniel Mestre”

          Equipa discute sprint na primeira etapa do GP Internacional Beiras e Serra da Estrela

          Daniel Mestre foi o melhor da formação na chegada a Figueira de Castelo Rodrigo

          Etapa marcada pelo percurso selectivo

          Três ciclistas da EFAPEL chegam integrados no primeiro grupo

A terceira edição do Grande Prémio Internacional das Beiras e Serra da Estrela começou com uma etapa bastante selectiva em que a Equipa EFAPEL esteve em destaque, em particular com Daniel Mestre, que conseguiu terminar na terceira posição depois de um apertado sprint. O ciclista alentejano foi, inclusivamente, o melhor português num dia em que o russo Dimitrii Strakhov venceu e o colombiano Wilmar Paredes Zapata ficou em segundo.

Com partida em Mêda e chegada a Figueira de Castelo Rodrigo, o pelotão do Grande Prémio Internacional das Beiras e Serra da Estrela pedalou num percurso com 177,2 quilómetros marcado pelo constante sobe e desce que o tornou muito selectivo. Afectado por alguns problemas digestivos, Daniel Mestre não teve um dia fácil. Mas contou com a ajuda e o trabalho dos seus companheiros para estar na discussão da corrida.

O conjunto liderado por Américo Silva foi uma das forças mais importantes no controlo das fugas. Foi deste modo que a formação pôde chegar a Figueira de Castelo Rodrigo em condições de lutar pela vitória, como é apanágio desta estrutura em todas as competições que participa.

Para o director desportivo, Américo Silva, o dia foi exigente, mas os objectivos foram cumpridos. “Estamos na luta. Foi uma etapa bastante dura com um percurso selectivo. Mas chegámos com os três ciclistas que tínhamos definidos para a geral individual entre os primeiros. A equipa fez um grande trabalho ao longo de toda a etapa para que não chegassem corredores em fuga”, explicou.

Ainda assim, a Equipa EFAPEL tem a noção que podia ter sido melhor, não fossem os problemas de saúde que afectaram Daniel Mestre. “Correu relativamente bem uma vez que estivemos na discussão da etapa. A vitória era o objectivo, mas não foi possível porque os adversários foram mais forte. Eu não estava a 100 por cento porque fui toda a etapa com dor de estômago e mal me consegui alimentar”, explicou o ciclista que espera recuperar completamente para as duas etapas que faltam desta competição.

Amanhã realiza-se a segunda etapa deste grande prémio internacional. São 193,9 quilómetros entre Sabugal e Seia. Espera-se, uma vez mais, um percurso exigente e selectivo. Pelo meio, os ciclistas vão discutir duas metas volantes e três contagens de montanha de segunda categoria.

Classificação na primeira etapa

    Dimitrii Strakhov        Lokosphinx                4h29m17s

    Wilmar Paredes Zapata    Manzana Postobon            m.t.

    Daniel Mestre        EFAPEL                m.t.


19º    Henrique Casimiro        EFAPEL                m.t.

20    Jesus del Pino        EFAPEL                m.t.

37º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 2m21s

66º    Rafael Silva            EFAPEL                a 22m07s

79º    Marcos Jurado        EFAPEL                m.t.

82º    Bruno Silva            EFAPEL                m.t.

 

Classificação após a primeira etapa

    Dimitrii Strakhov        Lokosphinx                4h29m07s

    Wilmar Paredes Zapata    Manzana Postobon            a 4s

    César Fonte            W52/FC Porto            a 5s


    Daniel Mestre        EFAPEL                a 6s

19º    Henrique Casimiro        EFAPEL                a 10s

20    Jesus del Pino        EFAPEL                m.t.

37º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 2m31s

65º    Rafael Silva            EFAPEL                a 22m17s

78º    Marcos Jurado        EFAPEL                m.t.

81º    Bruno Silva            EFAPEL                m.t.

Fonte: Efapel

“GP Internacional Beiras e Serra da Estrela”

Dmitrii Strakhov impõe-se em Figueira de Castelo Rodrigo

Por: José Carlos Gomes

O russo Dmitrii Strakhov (Lokosphinx) ganhou hoje a primeira etapa do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela e assumiu o comando da classificação geral, ao cabo dos 177,2 quilómetros que ligaram Mêda a Figueira de Castelo Rodrigo.

A corrida desenrolou-se de forma nervosa e frenética, sem que se formasse qualquer fuga digna desse nome até ao terço final da etapa. A cerca de 40 quilómetros da meta, Dmitrii Sokolov (Lokosphinx) isolou-se e teve a maior vantagem de todos aqueles que participaram em escaramuças, 1m20s. Mas o pelotão reagiu a tempo e anulou a fuga na subida para a terceira montanha do dia, a cerca de 6 quilómetros do final.

Numa chegada ao sprint entre o pelotão de 22 corredores que restou depois da primeira seleção, Dmitrii Strakhov conquistou a quarta vitória da carreira, todas em Portugal – Clássica da Arrábida, duas etapas na Volta ao Alentejo e, agora, a tirada inaugural da corrida beirã. Dmitrii Strakhov terminou a etapa com 4h29m17s, seguido pelo colombiano Wilmar Paredes (Manzana Postobón) e pelo português Daniel Mestre (Efapel).

Entre as várias movimentações que aconteceram durante a viagem, algumas envolveram corredores que têm aspirações à classificação geral e que aproveitaram para bonificar nas duas metas volantes. César Fonte (W52-FC Porto) e Joni Brandão (Sporting-Tavira) já amealharam 5 segundos, e Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) bonificou 2 segundos.

Os sprints intermédios tiveram, pois, influência na arrumação do top 10 da geral. O comando pertence a Dmitrii Strakhov, seguido por Wilmar Paredes, a 4 segundos. O terceiro, a 5 segundos, é César Fonte.

Dmitrii Strakhov junta a classificação da juventude à geral individual. Mário González (Sporting-Tavira) comanda a lista dos trepadores e César Fonte é o primeiro nas metas volantes. A Manzana Postobón está na dianteira da tabela coletiva.

A segunda etapa, a mais extensa da competição, disputa-se neste sábado. A caravana vai partir do Sabugal, às 12h00, para chegar a Seia, às 16h50, depois de percorridos 193,9 quilómetros. A viagem de sobe e desce prevê-se mais exigente do que a primeira, uma vez que os corredores terão de superar três contagens de montanha de segunda categoria, Alto dos Prazeres (km 77,8), Covilhã (km 109) e Alvoco da Serra (km 165,5).

 

Classificações

1.ª Etapa: Mêda - Figueira de Castelo Rodrigo, 177,2 km

1.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), 4h29m17s

2.º Wilmar Paredes (Manzana Postobón), mt

3.º Daniel Mestre (Efapel), mt

4.º Sergio Huguita (Manzana Postobón), mt

5.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), mt

6.º Ricardo Vilela (Manzana Postobón), mt

7.º Xuban Errazkin (Vito-Feirense-BlackJack), mt

8.º Brandon McNulty (Rally Cycling), mt

9.º César Fonte (W52-FC Porto), mt

10.º Sérgio Pardilla (Caja Rural-Seguros RGA), mt

 

Geral Individual

1.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), 4h29m07s

2.º Wilmar Paredes (Manzana Postobón), a 4s

3.º César Fonte (W52-FC Porto), a 5s

4.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), mt

5.º Daniel Mestre (Efapel), a 6s

6.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 8s

7.º Sergio Higuita (Manzana Postobón), a 10s

8.º Ricardo Vilela (Manzana Postobón), mt

9.º Xuban Errazkin (Vito-Feirense-BlackJack), mt

10.º Brandon McNulty (Rally Cycling), mt

Fonte: FPC