domingo, 17 de junho de 2018

“VASCO VILAÇA 24.º NA TAÇA DO MUNDO DE ANTUÉRPIA”

O vencedor da prova foi o belga Geens Jelle

Por: Lusa

Foto: DR

O português Vasco Vilaça terminou este domingo em 24.º a Taça do Mundo de triatlo de Antuérpia, na Bélgica, a 1.33 minutos do vencedor, o belga Geens Jelle.

Vilaça concluiu a prova em 59.48 minutos, mais 1.33 minutos do que Jelle, que se impôs ao 'sprint' ao neozelandês Reid Rayler, que terminou com o mesmo tempo do vencedor.

O canadiano Mislawchuk Tyler terminou no terceiro posto, a dois segundos.

Fonte: Record on-line

“Ricardo Vilela nono no triunfo de Valverde na antiga Rota do Sul”

Ricardo Vilela (Manzana Postobon) terminou hoje em nono lugar a corrida francesa La Route d'Occitanie.

O ciclista português Ricardo Vilela (Manzana Postobon) terminou hoje em nono lugar a corrida francesa La Route d'Occitanie, antigamente designada Rota do Sul, conquistada pelo espanhol Alejandro Valverde (Movistar).

O espanhol segurou a liderança nos 192,7 quilómetros da quarta etapa, entre Mirepoix e Cazouls-lès-Béziers, onde foi segundo, atrás do francês Anthony Roux (Groupama-FDJ), e concluiu a prova com 14 segundos de vantagem sobre o seu compatriota Daniel Navarro (Cofidis). O francês Kenny Elissonde (Sky) ocupou o mais baixo lugar do pódio, a 20 segundos de Valverde.

Entre os portugueses, Vilela, que tinha sido sexto nesta prova em 2016, terminou na nona posição, a 2.07 minutos do vencedor. Joaquim Silva (Caja Rural) e Nuno Bico (Movistar) terminaram nos 52.º e 79.º lugares, a 30.05 minutos e 1:00.01 horas, respetivamente.

Fonte: Sapo on-line

“RICHIE PORTE CONQUISTA VOLTA À SUÍÇA”

Jakob Fuglsang e Nairo Quintana completaram o pódio

Por: LUsa

Foto: EPA

O australiano Richie Porte (BMC) venceu este domingo a Volta à Suíça em bicicleta, após o contrarrelógio da nona e última etapa, ganho pelo helvético Stefan Küng (BMC) e no qual o português Nelson Oliveira (Movistar) foi 10.º.

Küng cumpriu os 34 quilómetros em solitário, em Bellinzona, em 39.44 minutos, menos 19 segundos do que o dinamarquês Soren Kragh Andersen (Sunweb), segundo classificado, e menos 23 do que o norte-americano Tejay Van Garderen (BMC).

Oliveira, quarto no Mundial de contrarrelógio de 2017, alcançou o 10.º melhor registo, a 46 segundos de Küng, enquanto Porte conseguiu o 14.º, a 1.04 minutos. José Gonçalves foi 21.º no 'crono', a 1.24.

Na classificação geral, Porte segurou o primeiro lugar, com 1.02 minutos de vantagem sobre o dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana), que hoje conquistou 36 segundos ao australiano, e com 1.12 sobre o colombiano Nairo Quintana (Movistar), que cedeu 54 segundos no 'crono' para o vencedor.

Gonçalves acabou por ser o português mais bem classificado na prova suíça, ao terminar no 43.º posto, a 24.45 minutos, enquanto Oliveira finalizou no 60.º, a 46.04.

Fonte: Record on-line

“CARRO ATROPELA VÁRIOS CICLISTAS NA BÉLGICA”

Há pelo menos 19 feridos já confirmados

Um automóvel abalroou, este domingo, vários ciclistas em Wasmes, na Bélgica, no decorrer de uma prova de ciclismo.  Segundo avança o jornal Le Soir, pelo menos 19 pessoas ficaram feridas. A prova foi suspensa enquanto os ciclistas recebem assistência.

Ao que tudo indica, trata-se de um acidente, uma vez que o carro em questão prestava auxílio aos corredores e estaria a fazer marcha atrás, não se tendo apercebido da presença dos ciclistas.

Fonte: Record on-line

“Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO)”

Rúben Almeida e Maaris Meier vencem em Valongo

Rúben Almeida (BTT Seia) e Maaris Meier (Maiatos-Reabnorte) vencem categoria de Elite na Valongo International XCO 2018, quarta prova da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico.

Uma semana após a conquista do título nacional de maratona em Melgaço, Rúben Almeida fez prova da sua polivalência ao triunfar esta tarde na principal corrida da Valongo International XCO 2018, quarta prova da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico. O ciclista do BTT Seia arrancou na liderança para ceder, de forma temporária, à entrada da segunda volta o comando da prova ao rival Mario Costa. Rúben Almeida retomou as rédeas na volta seguinte e manteve a toada atacante nas restantes voltas até ao triunfo folgado ao cabo de 1h31m42s de corrida.

As posições imediatas da corrida de Elite Masculinos couberam a Ricardo Marinheiro (Quinta das Arcas/Jetclass /Xarão) e a Mário Costa (Brújula Bike Racing Team), segundo e terceiro classificados, a 2m18s e 4m08s, respetivamente.

A corrida valonguense ditou o final da invencibilidade de Mário Costa no troféu. O ciclista da Brújula Bike Racing Team revelou-se imparável desde o começo da temporada somando vitórias nas anteriores etapas do troféu (Vila Franca, Jamor e Fundão). A sua regularidade permiti-lhe. No entanto, conservar a liderança da Taça de Portugal de XCO com 132 pontos, mais 12 do que Ricardo Marinheiro, segundo classificado.

Antecipando o desfecho da corrida masculina também entre a Elite feminina se verificaram novidades.  Joana Monteiro (Brújula Bike Racing Team), vencedora das três etapas anteriores claudicou em Valongo perante o esforço da estoniana Maaris Meier (Maiatos-Reabnorte). A vencedora da corrida de Elite liderou desde a segunda volta até ao final antecipando-se a Joana Monteiro e à colega de equipa Marta Branco. Na classificação geral do troféu, Joana Monteiro lidera com 135 pontos, contra os 105 acumulador por Marta Branco e os 96 de Lúcia Crespo (ProRebordosa/LROpticas/RJGroup).

Nas restantes corridas foram vitoriados João Rocha (Rodabike / ACRG / Gondomar) o mais lesto entre os Sub-23; Rafael Rita (BTT Loulé / Elevis) o melhor entre os juniores; Raquel Queirós (Quinta das Arcas / Jetclass / Xarão) vencedora da corrida júnior feminina. Nos escalões de formação, Diogo Neves (BTT Loulé / Elevis) venceu nos cadetes, na mais concorrida prova do programa, com 72 inscritos, tendo Ana Santos (ASC / Focus Team - Vila do Conde) sido a melhor cadete feminina. Nas categoria Master foram consagrados: André Filipe (C.P.R. A-do-Barbas), primeiro em Master 30; David Inácio (Automoveis Ribeiro/GDVP) vencedor em Master 40; Rodolfo Lopes (ASC / Focus Team - Vila do Conde=, o melhor entre os Master 50. Nas corridas femininas Master, a vitória em Master 30 coube a Raquel Marques (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e Filomena Paulo (RÓÓDINHAS / Santos Silva) levou a melhor entre as Master 40.

Na classificação por equipas da competição nortenha o clube BTT Loulé / Elevis foi quem somou mais pontos no ranking. A turma algarvia manteve a liderança da geral coletiva da Taça de Portugal de XCO seguidos da ASC / Focus Team - Vila do Conde e da equipa Maiatos-Reabnorte.

Fonte: FPC

“Efapel/Pedro Paulinho vence classificação das metas volantes no GP Abimota"

          Ciclista da EFAPEL foi o mais forte neste particular e ficou com a camisola rosa

          Rafael Silva, quinto, e Sérgio Paulinho, décimo, entre os dez primeiros

          Pedro Paulinho fechou na segunda posição da classificação da montanha

A Equipa EFAPEL subiu ao pódio final do 39º Grande Prémio Abimota com Pedro Paulinho a assegurar a conquista da camisola rosa, referente à liderança da classificação das metas volantes. O ciclista da formação liderada por Américo Silva envergou a camisola com esta cor, símbolo do primeiro posto neste particular. Na geral individual, Rafael Silva fechou em quinto, depois de ter estado, mais uma vez, na discussão pela etapa, e Sérgio Paulinho concluiu em décimo.

A última etapa do Grande Prémio Abimota foi disputada entre Anadia e Águeda. A vitória foi discutida ao sprint, com David Rodrigues a vencer a mesma, enquanto Raul Alarcon foi o mais forte no conjunto dos cinco dias de competição. Na Equipa EFAPEL, o dia foi de muita acção. Pedro Paulinho esteve na fuga para defender a liderança da classificação das metas volantes e ainda esteve em bom plano em algumas metas de montanha.

Concluído o trabalho para alcançar este objectivo, foi a vez de outros ciclistas assumirem o protagonismo. Rafael Silva fechou em sétimo, enquanto Marcos Jurado e Sérgio Paulinho também acabaram com o grupo da frente.

A partir de agora, os ciclistas da EFAPEL vão preparar a participação nos Campeonatos Nacionais que este ano se realizam de sexta, dia 22, a domingo, dia 24, em Belmonte.

 

Classificação na quinta etapa

    David Rodrigues        Rádio Popular-Boavista        3h51m11s

    César Martingil        Liberty Seguros-Carglass        m.t.

    Oscar Ferrandis        Rádio Popular-Boavista        m.t


    Rafael Silva            EFAPEL                m.t.

13º    Marcos Jurado        EFAPEL                m.t.

14º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                m.t.

17º    Bruno Silva            EFAPEL                a 3m54s

25º    Jesus del Pino        EFAPEL                m.t.

26º    David Arroyo        EFAPEL                m.t.

44º    Pedro Paulinho        EFAPEL                a 9m52s

NT    Daniel Mestre        EFAPEL                NT

 

Classificação geral individual

    Raul Alarcon            W52-FC Porto            13h57m12s

    Luís Mendonça        Aviludo-Louletano            a 5s

    Frederico Figueiredo    Sporting-Tavira            a 14s


    Rafael Silva            EFAPEL                a 25s

10º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 4m06s

16º    Bruno Silva            EFAPEL                a 7m56s

17º    Jesus del Pino        EFAPEL                a 8m42s

21º    David Arroyo        EFAPEL                a 12m50s

49º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 27m40s

54º    Pedro Paulinho        EFAPEL                a 33m07s

Fonte: Efapel

“Campeonato Nacional de Downhill (DHI)”

Emanuel Pombo e Margarida Bandeira festejaram títulos nacionais

Campeonato Nacional de Downhill (DHI) disputado na Pampilhosa da Serra consagrou novos e anteriores campeões nacionais da especialidade

O regresso da disputa do Campeonato Nacional de Downhill (DHI) a Pampilhosa da Serra assinalou-se feliz para o madeirense Emanuel Pombo (Ciclo Madeira Clube Desportivo) de regresso aos títulos nacionais na categoria máxima (Elite) após anos de interregno. O ciclista funchalense posicionava-se com um dos favoritos à sucessão de Francisco Pardal- foi vice-campeão em 2017 - mas teve que o provar na descida de qualificação. O registo de 2m48s confirmou-lhe o estatuto de candidato até que na descida final, Pombo conseguiu descer o seu tempo, fixando a marca campeã em 2m48s. José Borges (Miranda Factory) foi quem mais réplica deu ao especialista madeirense que conquistou esta tarde o seu 10.º título nacional. Borges fez 2m53s na "manga" de qualificação e, com uma descida magistral, quase surpreendia Emanuel Pombo ao conseguir um tempo-canhão de 2m48s.O terceiro lugar do pódio coube a Pedro Silva (Caniço Riders) com o registo, na final, de 2m53s.

A corrida feminina, na categoria de Elite, premiou Margarida Bandeira (ADAR/Ofimoto) com o título nacional, ainda que com menos de um segundo de vantagem para a segunda classificada, Ana Costa (Ciclo Madeira Clube Desportivo). Tal como Emanuel Pombo, também Margarida Bandeira tinha sido vice-campeã em 2017 aquando da disputa dos Campeonatos Nacionais em Tarouca. Áurea Agostinho (Casa do Povo de Abrunheira) foi a terceira classificada, com um registo de tempo que assinalou mais 13 segundos do que a vencedora.

A corrida de juniores masculinos foi conquistada por Tiago Ladeira. O ciclista da Miranda/Factory - 5.º no Campeonato Nacional de 2017 - desceu em 2m53s para um triunfo soberbo sobre a concorrência, superando o anterior campeão Tomas Barreiros (ADAR/Ofimoto) e Cláudio Sousa (MS Racing Portugal / Estrelas da Amadora), segundo e terceiro classificados. Por sua vez, nos cadetes, levou a melhor Gonçalo Bandeira (Miranda-Factory), que revalidou o título na categoria diante de João Baptista e Martim Gonçalves, ambos da Mibilbanho / Bike House DH Team.

Nas categorias Master, verificaram-se menos alterações. Daniel Pombo (Ciclo Madeira Desportivo) venceu em Master 30, tal como no ano anterior; José Sousa (Casa do Povo de Abrunheira) sagrou-se campeão em Master 40; José Salgueiro (MCF/Xdream/Município de São Brás) repetiu-se e foi novamente campeão em Master 50.

Fonte: FPC

“Efapel/Rafael Silva e Daniel Mestre no top-tem”

          Ciclistas terminaram em quinto e sétimo, respectivamente

          Pedro Paulinho lidera a classificação das metas volantes

A Equipa EFAPEL superou a quarta etapa do Grande Prémio Abimota realizada este sábado com distinção. Rafael Silva e Daniel Mestre estiveram entre os primeiros num dia em que Xuban Errazkin venceu ligeiramente isolado. Por sua vez, Pedro Paulinho está na frente da classificação das metas volantes e amanhã continua a pedalar com a camisola rosa vestida.

Num dia em que o pelotão da 39ª edição do Grande Prémio Abimota pedalou durante quase 190 quilómetros entre Almeida e Mortágua, a Equipa EFAPEL viu Pedro Paulinho liderar a classificação das metas volantes, enquanto Rafael Silva e Daniel Mestre fecharam entre os melhores na meta. Além disso, destaque para Bruno Silva e Marcos Jurado. Os dois andaram muito activos, e conseguiram pontos em quase todas as metas intermédias, nomeadamente as da montanha.

Concluído mais um dia competitivo, a Equipa EFAPEL prepara-se para a derradeira etapa. Amanhã realiza-se o último dia de corrida com a etapa entre Anadia e Águeda.

 

Classificação na quarta etapa

    Xuban Errazkin        Vito-Feirense-Blackjack        4h26m24s

    Francisco Campos        Miranda-Mortágua            a 8s

    Luís Mendonça        Aviludo-Louletano            m.t


    Rafael Silva            EFAPEL                m.t.

    Daniel Mestre        EFAPEL                m.t.

28º    Bruno Silva            EFAPEL                m.t.

29º    Jesus del Pino        EFAPEL                a 44s

30º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 55s

31º    David Arroyo        EFAPEL                a 1m26s

69º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 6m59s

71º    Pedro Paulinho        EFAPEL                m.t.

 

Classificação geral individual

    Raul Alarcon            W52-FC Porto            10h05m50s

    Oscar Ferrandis        Rádio Popular-Boavista        a 15s

    Luís Mendonça        Aviludo-Louletano            a 16s


    Rafael Silva            EFAPEL                a 36s

21º    Bruno Silva            EFAPEL                a 4m13s

22º    Daniel Mestre        EFAPEL                a 4m16s

23º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 4m17s

24º    Jesus del Pino        EFAPEL                a 4m59s

32º    David Arroyo        EFAPEL                a 9m07s

65º    Pedro Paulinho        EFAPEL                a 23m29s

74º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 27m51s

Fonte: Efapel