domingo, 20 de janeiro de 2019

“Gala Fé no Triatlo: competição, prémios e emoção marcaram o evento anual de Triatlo”

Home/Destaques, Notícias/Gala Fé no Triatlo: competição, prémios e emoção marcaram o evento anual de Triatlo

Gala Fé no Triatlo: competição, prémios e emoção marcaram o evento anual de Triatlo

Foi ontem, 19 de janeiro, que a Gala Fé no Triatlo juntou triatletas, treinadores, dirigentes, famílias e entidade oficiais.

Alcobaça recebeu a Gala anual Fé no Triatlo, onde se juntaram atletas com características que têm tornando esta modalidade muito especial: esforço, dedicação, competição e emoção.

O Cineteatro João d’Oliva Monteiro abriu as portas às 15h para reunir a família do Triatlo. A premiação iniciou com o Campeonato Nacional Jovem, onde se atribuíram os prémios do Campeonato Nacional Individual Jovem e Juvenis. Seguiu-se o Campeonato Nacional Individual de Aquatlo, Campeonato Nacional de Duatlo Cross, Campeonato Nacional de Duatlo Sprint, Campeonato Nacional de Duatlo Standard, Campeonato Nacional de Triatlo Cross e Campeonato Nacional de Triatlo Longa Distância.

Depois do intervalo foi a vez do Campeonato Nacional de Triatlo de Média Distância, Sprint, Triatlo Standard e Cadetes. Os premiados absolutos e Taças de Portugal e Campeonato de Clubes encerraram esta parte da Gala.

Depois dos habituais prémios nacionais, procedeu-se a distinção dos atletas e entidades que se destacaram na época anterior.

João Pereira, Alexandre Nobre, Inês Rico, Tiago Fonseca, Ricardo Batista, Alexandre Montez, Melanie Santos foram distinguidos na Gala Fé no Triatlo

As Menções Honrosas foram atribuídas aos atletas que se distinguiram em provas internacionais na época 2018:

Alexandre Montez (Medalha de Prata na prova individual dos Jogos Olímpicos da Juventude e Medalha de Ouro na prova de estafetas mistas);

Alexandre Nobre (Medalha de Ouro Taça Americana de Havana);

Filipe Azevedo (Medalha de Ouro Taça Asiática de Subic Bay)

Gabriela Ribeiro, Inês Rico, Ricardo Batista e Tiago Fonseca (Medalha de Ouro no Campeonato Europa Júnior de estafetas mistas);

João Pereira (Medalha de Ouro Jogos do Mediterrâneo);

Melanie Santos (Medalha e Ouro Jogos do Mediterrâneo)

Ricardo Batista (Medalha de Ouro Taça Europa Juniores Tabor)

Os Prémios Carreira foram atribuídos a Bruno Pais, triatleta do Estoril Praia Triatlo que tinha anunciado este ano que se iria retirar da Competição e Luís Ramos, funcionário da Federação de Triatlo de Portugal que se reformou em 2018 e que viveu o triatlo nas suas diferentes facetas, passando por atleta e treinador, colaborando de forma dedicada e entusiasta, honrando os valores do Triatlo.

O prémio Organizador do Ano foi recebido pela Câmara Municipal de Loulé, organizador da Taça da Europa de Quarteira, cuja prova está também nomeada para Prova do Ano pela ETU (European Triathlon Union).

O prémio Revelação do Ano foi atribuído a Alexandre Montez, pela sua brilhante prestação nos Jogos Olímpicos da Juventude, onde conquistou o título de vice-campeão júnior da modalidade, seguida da medalha de ouro na prova de estafetas mistas. Alexandre Montez foi também Campeão Nacional de Triatlo em Cadetes.

Margarida Góis recebeu um prémio especial: Ética Desportiva. A triatleta da Madeira, de apenas 10 anos, foi captada pelas câmaras fotográficas a colocar uma garrafa no recipiente próprio durante uma competição, uma imagem que se tornou ícone de civismo.

O momento alto foi para os prémios do ano: Atleta Feminina, Atleta Masculino e Treinador do Ano, cujos nomeados foram escolhidos pela FTP e sujeitos posteriormente à votação da comunidade.

As nomeadas para Atleta do Ano Feminina foram: Andreia Ferrum, Helena Carvalho e Melanie Santos.

Vencedora: Melanie Santos

Os nomeados para Atleta do Ano Masculino foram: João Pereira, Ricardo Batista e Vasco Vilaça

Vencedor: Ricardo Batista

Os nomeados para Treinador do Ano foram: Lino Barruncho, André Campos e Paulo Antunes

Vencedor: Paulo Antunes

Estiveram presentes nesta Gala Fé no Triatlo, além dos representantes da Federação de Triatlo de Portugal, Vera Vaz, representante da Associação David Vaz, João Santos, Vereador da Câmara Municipal de Alcobaça, Diva Cobra, Presidente do Conselho da Administração da Desmor, Carlos Palheira, Vereador da Câmara Municipal de Leiria; Dinis Duarte, Vereador da Câmara Municipal do Cadaval; Eduardo Pires, Chefe de Divisão do Desporto da Câmara Municipal de Loulé, João Marrana, vice-presidente da Fundação do Desporto, José Manuel Constantino, Presidente do Comité Olímpico de Portugal; João Paulo Rebelo, Secretário de Estado do Desporto e Juventude.

Fonte: FTP

“Daryl Impey conserva título no Tour Down Under”

Sul-africano tornou-se este domingo no primeiro ciclista a conseguir o feito

Por: Lusa

Foto: EPA

O sul-africano Daryl Impey (Mitchelton-Scott) tornou-se este domingo no primeiro ciclista a conservar o seu título no Tour Down Under, ao ser terceiro na última etapa, com meta em Willunga Hill, Austrália.

Impey venceu esta 21.ª edição da prova de abertura do World Tour, o circuito mais importante do ciclismo mundial, com 13 segundos de vantagem para o australiano Richie Porte (Trek-Segafredo), que hoje venceu a sexta e derradeira etapa, com meta no cimo de Willlunga Hill, enquanto o holandês Wouter Poels (Sky) foi o terceiro da geral, a 19 segundos.

"Nunca imaginei que poderia vencer aqui duas vezes", declarou no final o corredor sul-africano, que venceu uma etapa na presente edição, a quarta.

O neozelandês Patrick Bevin (CCC), que tinha conservado a liderança no sábado, apesar de uma forte queda a nove quilómetros da meta, não conseguiu acompanhar o andamento na subida final e acabou atrasado.

O português Rúben Guerreiro (Katusha-Alpecin), que terminou hoje a etapa no 11.º lugar, a 17 segundos de Richie Porte, concluiu o Tour no oitavo posto, com mais 40 segundos do que o vencedor, enquanto Ivo Oliveira (UAE Emirates) foi 74.º na etapa, a 5.40, tendo ficado no 88.º posto final, a 22.37.

Fonte: Record on-line

“Sporting-Tavira foi ao relvado"

Apresentação da equipa decorreu ontem no Estádio José Alvalade antes do jogo de futebol

Por: Ana Paula Marques

Foto: Paulo Calado

Como vem sendo hábito desde que regressou ao ciclismo, a equipa do Sporting-Tavira fez uma primeira apresentação oficial do plantel para 2019 no relvado do Estádio José Alvalade, a anteceder o jogo com o Moreirense. Haverá ainda uma outra apresentação, desta vez em Tavira, cidade de tradições na modalidade, não albergasse ela a mais antiga equipa do pelotão mundial.

Na quarta época na estrada desde que regressou ao ciclismo, o Sporting, em parceria com o Clube de Ciclismo de Tavira, investiu bastante na temporada prestes a começar, com reforços que garantem desde logo uma maior ambição, principalmente para a prova rainha nacional, que os leões ainda não venceram desde o regresso, ao invés, têm visto a hegemonia da W52-FC Porto.

Tiago Machado e José Mendes são reforços de peso, com uma larga experiência internacional, nomeadamente o primeiro, que esteve nove anos no estrangeiro, na sua maioria em equipas do World Tour. Da equipa saiu, para regressar à Efapel, Joni Brandão, 2º na Volta do ano passado.

Início na Argentina

As primeiras pedaladas da temporada da equipa vão ser dadas fora de Portugal, na América do Sul, mais concretamente no Tour de San Juan, na Argentina. A prova, que começa no próximo domingo, servirá, essencialmente, para preparar as primeiras provas portuguesas, com destaque para a Volta ao Algarve, em fevereiro.

Fonte: Record on-line

“Equipa Portugal/Rui Oliveira sexto classificado em omnium”

Por: José Carlos Gomes

O português Rui Oliveira foi o sexto classificado na prova de omnium da etapa da Taça do Mundo disputada, na última madrugada, em Cambridge, Nova Zelândia. É o melhor resultado nacional nesta disciplina olímpica na edição de 2018/2019 da Taça do Mundo de Pista.

Depois de, na véspera, ter contribuído para o resultado de Portugal na outra disciplina olímpica de resistência, Rui Oliveira subiu à pista para somar o maior número possível de pontos.

O gaiense começou o concurso de omnium com o nono lugar em scratch. Na corrida tempo melhorou o resultado, sendo o sexto. Voltou a ser nono em eliminação. Na corrida por pontos, Rui Oliveira venceu dois sprints e foi segundo no sprint de chegada, o que lhe valeu o sexto posto, com 94 pontos. O suíço Claudio Imhof venceu, com 113 pontos, mais um do que o bielorrusso Raman Tsishkou, e mais cinco do que o italiano Liam Bertazzo, segundo e terceiro, respetivamente.

O selecionador nacional, Gabriel Mendes, ficou muito satisfeito com a prestação dos portugueses nas disciplinas olímpicas da etapa neozelandesa da Taça do Mundo. “Conseguimos melhorar todos os resultados em relação às rondas anteriores. Estou muito satisfeito com o desempenho de todos. Em madison melhorámos muito, fomos mais competitivos e consistentes. O Rui Oliveira esteve muito bem no omnium e a Maria Martins, apesar de debilitada devido a gripe, deu o máximo e melhorou em relação à última etapa da Taça do Mundo”, explica Gabriel Mendes.

Além de Rui Oliveira, também Maria Martins voltou à pista na última madrugada, competindo em scratch. A representante da Equipa Portugal esteve muito combativa e teve a audácia de atacar de longe, sendo apenas absorvida pelo pelotão à entrada para a última volta. Sem tempo de recuperar para o sprint final, Maria Martins foi 16.ª e última classificada. A vitória foi conquistada pela italiana Martina Fidanza.

“O balanço global é muito positivo, principalmente porque demos um passo muito importante para garantir a qualificação para o próximo Campeonato do Mundo nas disciplinas olímpicas”, conclui o selecionador nacional.

O último acerto de pontos será feito no próximo fim-de-semana, em Hong Kong, na última manga da Taça do Mundo, que contará de novo com a participação da Equipa Portugal.

Fonte: FPC

“Taça de Portugal de Ciclocrosse/Miguel Salgueiro e Marta Branco conquistam Taça em Melgaço”

Por: José Carlos Gomes

Miguel Salgueiro (Sicasal/Constantinos) e Marta Branco (Maiatos) são os vencedores da Taça de Portugal de Ciclocrosse na categoria de elite, depois de disputada, hoje, em Melgaço, a derradeira corrida pontuável para o troféu, na qual se impuseram o campeão nacional, Márcio Barbosa (Aviludo-Louletano) e a espanhola Lucia Vázquez (C. Ciclos Quintena).

A corrida de elite masculina permitiu um duelo aceso, com menos de um minuto a separar os quatro primeiros classificados. Márcio Barbosa estreou da melhor forma a camisola de campeão nacional e ganhou em Melgaço. O segundo classificado foi Vítor Santos (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão), a 9 segundos. Miguel Salgueiro fechou o pódio, a 16 segundos do vencedor, garantindo a conquista do troféu.

O sub-23 Miguel Salgueiro foi o mais regular no conjunto das cinco provas pontuáveis, concluindo a Taça de Portugal no topo, graças aos 208 pontos amealhados. O segundo foi Vítor Santos, com 180, enquanto Márcio Barbosa foi o terceiro, com 174.

A corrida de elite feminina acabou apimentada pela ausência da comandante da geral da Taça, Isabel Caetano, o que aumentou a probabilidade de sucesso das rivais. Fora das contas da geral por ser a única prova em que participou, Lucia Vázquez derrotou a concorrência, cortando a meta com 19 segundos de vantagem sobre Raquel Queirós (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão). A terceira, a 2m03s foi Marta Branco.

O lugar mais baixo do pódio em Melgaço foi o suficiente para Marta Branco galgar a escadaria do sucesso e cotar-se como a vencedora da Taça de Portugal de Elite Feminina, com 165 pontos. Isabel Caetano somou 150 e Raquel Queirós ficou-se pelos 140.

Em juniores e em cadetes aconteceu algo semelhante ao que se passou na elite feminina: hoje ganharam estreantes, o júnior Jorge Fernández (CC Ponteareas) e o cadete Miguel Rodríguez (CC Ponteareas), mas a geral ficou em posse de Tiago Sousa (UC Vila do Conde) e de Tomás Sacramento (Maiatos), em juniores e em cadetes, respetivamente. Mariana Líbano (Maiatos) selou a Taça de cadetes femininas com vitória no Alto Minho.

Os vencedores da Taça de Portugal nas categorias de veteranos foram os masters 30 Rogério Matos (Rompe Trilhos/Ajpcar) e Andreia Freitas (BTT Loulé/Elevis), os masters 40 Hugo Moreira e Flávia Vieira (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão), o master 50 António Sousa e o master 60 João Pinto (Boavista/Servigás/DuoBike/NAST).

Fonte: FPC