quinta-feira, 6 de julho de 2017

“Convocatória: Campeonato da Europa de Triatlo Sub23”

A Comissão Técnica Nacional divulgou a convocatória para o Campeonato da Europa de Triatlo no escalão Sub23. O evento terá lugar em Velence, Hungria, nos próximos dias 5 e 6 de Agosto e contará com a presença de nove triatletas nacionais.

Nas senhoras serão Ana Ramos, Andreia Ferrum e Helena Carvalho as selecionadas a marcar presença na cidade húngara. Enquanto na frente masculina Alexandre Nobre, André Dias, David Luís, Nuno Ribeiro, Pedro Gaspar e Rafael Domingos serão os representantes das cores lusas. Cada um dos convocados para a edição deste ano do campeonato competirá entre os melhores triatletas europeus do seu escalão e dará o seu melhor pela seleção nacional.

Fonte: FTP

“Triatlo de Oeiras recebe Taça de Portugal e assinala 30ª edição”

No próximo dia 16 de Junho o Triatlo de Oeiras marca a sua 30ª edição e será palco de disputa de mais uma etapa da Taça de Portugal de Triatlo. Realizado num dos locais mais emblemáticos para modalidade em Portugal, o evento assinala um marco que o confirma como um dos principais do calendário competitivo nacional.

A organização da Câmara Municipal de Oeiras e da Federação de Triatlo de Portugal beneficia da localização privilegiada para a prática da modalidade e, com percursos atrativos de excelente qualidade, promete levar a Oeiras centenas de atletas e espectadores.

A prova principal do evento será pontuável para a Taça de Portugal de Triatlo e disputada no formato sprint. Com partida assinalada no areal da Praia da Torre, cada atleta terá de completar um total de 750 metros de natação, seguidos de uma corrida desafiante que fará o acesso ao parque de transição. Seguidamente serão desafiados a completar uma volta de ciclismo que totalizará 19,3km e percorrerá a Av. Marginal entre Oeiras e Algés. A prova culminará com uma corrida final de 5km, também efetuada numa volta única, que ficará marcada pela forte presença do público.

No mesmo dia será realizada um prova aberta disputada em formato super-sprint, 300m/9,4km/2,5km. Esta competição será destinada a todos os interessados em participar e tem sido ao longo do anos o ponto de partida para muitos iniciantes na modalidade. Fator motivado pelas características essencialmente planas dos seus percursos e por esta ser uma das provas de eleição de um grande número de atletas.

Em Oeiras esperamos organizar mais um grande evento da nossa modalidade e oferecer uma excelente oportunidade de competitividade, partilha e convívio.

Fonte: FTP

“Fim-de-semana cheio para a Longa Distância Portuguesa”

Realiza-se este fim-de-semana, em Roth, na Baviera alemã, um dos mais icónicos e espectaculares triatlos de distância Ironman.

O Challenge Roth que já viu brilhar alguns dos mais prestigiados atletas internacionais da distância como o ex Campeão do Mundo de Ironman, Chris McCormack, o alemão Andreas Raelert e onde no ano passado, Jan Frodeno (medalha de Ouro em Pequim 2008) realizou o tempo de 7h35’39, tempo record da distância.

Este ano, apesar da ausência do alemão, a prova irá contar com a tentativa da suíça, Daniela Ryf, em bater o tempo da britânica Chrissie Wellington (8h18’13) conquistado em 2011.

Mas nem só de estrelas mundiais e recordes é feito o Challenge Roth. A prova é famosa pelo imenso público que a ela assiste, especialmente na Solarberg, uma subida com aproximadamente 600 metros de distância onde o público enche a estrada ao estilo da Volta a França. A espectacularidade deste momento é certamente um motivo para o qual cerca de 5000 atletas se inscrevem todos os anos nesta mítica competição.

Este ano Portugal não poderia estar melhor representado, são 41 os Triatletas Portugueses que irão representar o nosso país.

Na competição de Elite iremos ter o mais experiente atleta na distância, Sérgio Marques assim como José Estrangeiro e Rafael Gomes, no sector feminino, Portugal conta com a participação da Vanessa Pereira que já por várias vezes foi Campeã Nacional de Distância Longa.

Nos Age Groups, Portugal terá 37 triatletas, alguns a fazer a sua estreia e outros que irão certamente tentar bater o seu tempo pessoal.

Mais a norte, no mesmo dia, realiza-se o Campeonato Europeu de Ironman em Frankfurt.

Esta competição é bastante participada por atribuir um número mais elevado de vagas para o Campeonato do Mundo de Ironman a realizar no Havai em Outubro deste ano.

Portugal contará com a participação de 15 triatletas que certamente terão um dia cheio de emoções e de histórias para contar.

Fonte: FTP

“Convocatória: WTS Hamburgo”

A Comissão Técnica Nacional divulgou a convocatória para a 5ª etapa do Campeonato do Mundo de Triatlo Elite. O evento terá lugar em Hamburgo, Alemanha, nos próximos dias 15 e 16 de Julho e será parte integrante da World Triathlon Series.

A lista de convocados é encabeçada por intermédio do mais recente Campeão da Europa de Triatlo Elite. João Pereira marca presença na cidade europeia depois das vitórias consecutivas nos europeus Standard e Sprint. João Silva, terceiro nas duas competições, também estará presente em Hamburgo e Melanie Santos será a representante feminina da comitiva lusa.

Fonte: FTP

“Claudia Cretti gravemente ferida”

Após queda na sétima etapa do Giro Rosa

Por: Lusa

Foto: Getty Images

A italiana Claudia Cretti (Valcar-PBM) ficou esta quinta-feira gravemente ferida numa queda violenta durante a sétima etapa da Volta a Itália feminina em bicicleta, encontrando-se internada no Hospital de Benevento, anunciou a organização da prova.

A Valcar-PBM informou, em comunicado, que a queda da atleta aconteceu quando "rodava a 90 quilómetros por hora" durante uma descida, sendo que os médicos temem "que existam danos cerebrais".

A equipa da ciclista, de 21 anos, pediu "respeito à família" de Cretti, que caiu a meio da ligação de 142 quilómetros entre Isernia e Baronissi, no sul de Itália, a sétima de 10 etapas do Giro Rosa, a mais importante prova de ciclismo do circuito feminino.

A única portuguesa em prova é Daniela Reis (Lares Waowdeals), que esta quinta-feira foi 84.ª na etapa, a 11.55 minutos da vencedora da tirada, a espanhola Sheyla Gutiérrez (Cylance), caindo para 63.º posto na geral, a 21.57 da líder, a holandesa Anna van der Breggen (Boels-Dolmans).

Fonte: Record on-line

“Tiago Machado: «Vai haver oportunidades para todos»”

Português admite que vai tentar conquistar uma etapa

Por: Marco Martins

Foto: Filipe Farinha

O português Tiago Machado está no Tour'2017 no papel de 'aguadeiro' de Alexander Kristoff e Robert Kiserlovski, mas ainda assim sabe que na Katusha–Alpecin terá oportunidade para se mostrar e eventualmente tentar a sua primeira vitória em etapas na mais importante prova do calendário velocipédico internacional.

"Quando vim para o Tour, já sabia para que tipo de trabalho vinha. Nesta prova, com este tipo de dimensão como é o Tour, ganhar ou fazer classificação geral é uma coisa muito complicada porque é preciso estar muito bem, é preciso aguentar a pressão, e acho que não fazia sentido. Acho que o papel que o José encontrou para mim nestas provas mais importantes, que é de trabalhar em prol dos líderes da equipa, é a solução ideal e está visto que posso ser um dos melhores 'équipiers' do pelotão internacional. Depois também sei que nesta equipa, posso ter as minhas oportunidades nas provas de menor dimensão, e tentar aproveitá-las quando as oportunidades surgirem", admitiu o cilcista nacional, de 31 anos, em declarações a Record, na chegada a Troyes.

Por agora, com seis etapas disputadas, Machado admite que o Tour está a correr como planeado. "Está a correr conforme esperava porque tenho feito o trabalho que tinha de fazer. Ontem na 'Planche des Belles Filles' fui até ao início da subida com o pelotão e depois vi que já não aguentava com as pernas e optámos por não massacrar mais o músculo, porque o Tour é longo. Acho que vai haver oportunidades para todos, e queria num dia de inspiração poder ter a minha oportunidade", admitiu.

A promessa de tentativa de vitória está feita, mas tudo depende de muitos fatores: "Cada dia é um dia novo. Se acordar com capacidade para me meter numa fuga, vou tentar. Depois de lá estar, veremos. Se fizer 30.°, 40.° ou 5.°, 4.°, é o que as pernas deixarem. Isto não vale a pena pensar nisto por enquanto. O que vier, vem com agrado".

Tiago Machado abordou também a situação que envolveu o afastamento de Peter Sagan, admitindo não ter opinião formada sobre essa expulsão. "Acho que as chegadas ao sprint são todas complicadas. Aquela foi um bocado mais complicada porque envolveu o campeão do mundo, um ciclista mediático. Mas uma chegada ao sprint é assim, eles são malucos, eles querem meter a bicicleta onde não passa um guiador. Se foi bem expulso ou mal expulso, não me compete a mim decidir. É pena porque uma pessoa gosta de correr com os melhores, foi pena o Valverde ter abandonado no primeiro dia devido à queda. Agora o Sagan, é pena os grandes ciclistas não poderem estar na prova", finalizou.

Fonte: Record on-line

“Kittel mais perto do recorde alemão”

Alemão venceu a 6.ª etapa

Por: Lusa

Foto: Reuters

Marcel Kittel, da Quick Step-Floors, voltou esta quinta-feira a ser imperial, interrompendo o marasmo da sexta etapa, para ficar a apenas duas vitórias de se tornar o ciclista alemão mais vitorioso de sempre na Volta a França.

Desta vez não houve lágrimas de alegria, como aconteceu no domingo, em Liège, mas houve felicidade a rodos, com Kittel a celebrar, diante de Arnaud Démare (FDJ) e André Greipel (Lotto Soudal), o seu 11.º triunfo na Volta a França, um registo que o deixa a apenas uma vitória do recorde absoluto germânico, detido por Erik Zabel,

"É verdade que me sinto bem. Sinto-me bastante confiante com a equipa e comigo mesmo. Estou muito feliz por ter vencido outra vez", disse o gigante alemão.

No seu discurso sempre plácido, o 'sprinter' da Quick Step-Floors lamentou a excessiva importância dada às ausências de Peter Sagan e Mark Cavendish, considerando que nada retira o valor da sua vitória: "Não há qualquer diferença, só há duas equipas a menos [no lançamento do 'sprint'], mas o combate é sempre o mesmo".

Os dez segundos de entusiasmo do 'sprint' valeram por toda a tirada. Nova etapa plana, novo marasmo - com exceção daquele guarda-sol que se atravessou na estrada e que irritou o incansável Tiago Machado, que por pouco não foi atingido.

Os longos 216 quilómetros entre Vesoul e Troyes convidavam à formação de uma fuga e ela não tardou, com Perrig Quemeneur (Direct Energie), Frederik Backaert (Wanty-Groupe Gobert) e Vegard Stake Laengen (UAE Team Emirates) a pedalarem destacados, com uma vantagem que chegou a rondar os quatro minutos, desde os primeiros metros.

O trio, que chegou a ser perseguido por um solitário Laurent Pichon (Fortuneo-Oscaro), andou mais de duas centenas de quilómetros em fuga, sendo apanhado dentro dos últimos 3.000 metros da meta, quando a FDJ, a Quick Step-Floors, a Trek-Segafredo e a Sunweb assumiram as suas pretensões à tirada.

Com a corrida lançada, e sem incidentes a adulterar o 'sprint', o melhor voltou a ser o de sempre: vindo lá bem de trás, Kittel galgou posições e negou, sobre a linha de meta, a segunda vitória ao campeão francês Arnaud Démare (FDJ), garantindo uma repetição exata do pódio da segunda etapa.

Novamente terceiro, André Greipel (Lotto Soudal) não escondeu a frustração, tanto mais que o seu compatriota igualou, aos 29 anos, o seu número de triunfos no Tour.

Resguardado das loucuras do 'sprint', Chris Froome (Sky) chegou tranquilamente no pelotão, onde estavam inseridos todos os favoritos, e, na sexta-feira, vai viver o seu 47.º dia de amarelo no Tour.

"Tendo em conta o que falta, não podia ter sido um dia mais relaxado. Nestas jornadas, tentamos abrigar-nos do vento, manter-nos na roda dos colegas e poupar tanta energia quanto possível para os dias difíceis que aí vêm. Não me importava de ceder a amarela a corredores de uma fuga, que não me preocupem na geral, mas não ficaria contente em dá-la a um dos meus rivais", assumiu o britânico.

O tricampeão do Tour (2013, 2015 e 2016) tem o seu mais direto perseguidor, o colega, compatriota e amigo Geraint Thomas, a 12 segundos, e o terceiro classificado, o italiano Fabio Aru (Astana) a 14. O português Tiago Machado (Katusha Alpecin), que esta quinta-feira perdeu 33 segundos, ocupa a 55.ª posição, a 7.56 minutos de Froome.

Na sexta-feira, Froome terá nova etapa de 'descanso' ativo, com a sétima tirada a ligar Troyes e Nuits-Saint-Georges, no total de 213,5 quilómetros.

Fonte: Record on-line

“TAS rejeita pedido da Bora-hansgrohe para readmitir Sagan”

Eslovaco vai continuar fora da prova

Por: Lusa

Foto: Reuters

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) rejeitou esta quinta-feira o pedido da equipa alemã Bora-hansgrohe para reverter a expulsão do ciclista eslovaco da 104.ª Volta a França.

"O TAS rejeitou um pedido urgente endereçado na quarta-feira pelo ciclista eslovaco Peter Sagan e pela sua equipa (...). Deste modo, Peter Sagan mantém-se excluído da Volta a França de 2017", indicou em comunicado a instância superior, sediada em Lausana.

A equipa alemã Bora-hansgrohe tinha anunciado há momentos que recorreu ao TAS para reverter "com urgência" a decisão de expulsar Peter Sagan da 104.ª Volta a França.

Na nota, a formação alemã reiterava que o bicampeão mundial não causou "deliberadamente" a queda de Mark Cavendish.

Como argumento para reverter a deliberação do colégio de comissários, a Bora-hansgrohe sustentava que o regulamento da UCI especifica que é obrigatório ouvir o corredor antes de ser tomada qualquer decisão disciplinar e que Sagan nunca teve a oportunidade de explicar o seu ponto de vista.

No final da quarta etapa, o colégio de comissários da Volta a França considerou que o eslovaco provocou, com uma cotovelada, a queda do britânico Mark Cavendish (Dimension Data), colocando "seriamente em risco vários corredores no sprint", e decidiu expulsá-lo.

Fonte: Record on-line

“José Azevedo: «A equipa valoriza o trabalho de Tiago Machado»”

Diretor desportivo da Katusha-Alpecin elogia compatriota

Por: Marco Martins

Foto: Filipe Farinha

Alexander Kristoff ainda tentou, mas ainda não foi desta que a Katusha-Alpecin, equipa comandada por José Azevedo, conseguiu vencer neste Tour'2017. À chegada a Troyes - após uma tirada ganha por Marcel Kittel -, o diretor desportivo da formação suíça reconheceu a Record o trabalho durante a etapa e prometeu ataques para breve.

"Foi uma etapa controlada pelas equipas dos sprinters, na qual nós também controlámos com o Tiago, que até foi o nosso primeiro ciclista a puxar. No final havia toda esta tensão, todos queriam estar na frente, a estrada era estreita, e nós fizemos um excelente trabalho com toda a equipa na preparação do sprint. No final, o Alex [Alexander Kristoff] fez o seu melhor, deu o seu máximo, acabou no quarto lugar, os outros foram mais fortes"

Ainda que até agora o trabalho da equipa não tenha sido recompensado em vitórias, Azevedo enaltece o que foi feito até agora: "Não podemos dizer que o trabalho não pagou até agora. A equipa tem feito o seu trabalho, é importante o trabalho que fazem na preparação do sprint e no controlo da etapa. Eu estou convencido. O Alex dá o seu máximo todos os dias, e ele também quer ganhar. Certamente não está satisfeito. Amanhã é outra chegada ao sprint, vamos tentar novamente."

Na memória do português está a tirada de abertura, que não correu de feição, especialmente por Tony Martin, um crónico candidato, não passou do quarto posto. "O contrarrelógio de Düsseldorf era um dos grandes objetivos que tínhamos, não só neste Tour mas também nesta época. Não foi possível ganhar. Houve um certo desapontamento naquela altura, mas temos de olhar para os próximos dias. Na altura faltavam 20 etapas, agora faltam ainda 15. Temos de continuar a lutar todos os dias. A equipa, nos dias em que há sprints, tem estado sempre na frente, tem mostrado que é ativa, que assume as suas responsabilidades. Estou satisfeito com o seu rendimento até ao momento. Logicamente que gostávamos de ganhar e é para isso que aqui estamos", frisou.

Ainda sem vitórias no Tour'2017, Azevedo reconhece que as etapas de montanha que se seguem contarão com elementos da Katusha nas fugas. "Claro que vamos tentar integrar as fugas com o Tiago, com o Maurits [Lammertink] e com o Robert [Kiserlovski]. O Robert até poderá ganhar uma etapa na alta montanha e até pode, na geral, aproximar-se de um top-15. Acho que tem todas as condições para isso. No entanto o nosso foco principal está centrado nas vitórias nas etapas", explicou.

A finalizar, José Azevedo deixou elogios ao papel de Tiago Machado no seio da equipa. "O Tiago está aqui numa missão diferente. Nós valorizamos isso, ele sabe disso. Sabe que o seu trabalho é tão importante como o trabalho daquele que faz os últimos 500 metros. Aqui não há diferenças entre os corredores, são todos importantes. Quando veio para o Tour, sabia qual era a sua missão e aceita isso. O mais importante é que saiba que nós valorizamos o seu trabalho", concluiu.

Fonte: Record on-line

“Kittel 'bisa' ao vencer sexta etapa”

Chris Froome veste de amarela

O ciclista alemão Marcel Kittel (Quick Step-Floors) 'bisou' esta quinta-feira na 104.ª Volta a França, ao impôr-se na chegada da sexta etapa, em Troyes, onde o britânico Chris Froome (Sky) voltou a vestir de amarelo.

Kittel, que já tinha vencido a segunda etapa, foi o mais forte no 'sprint' que encerrou os 216 quilómetros desde Vesoul, batendo o campeão francês Arnaud Démare (FDJ) e o seu compatriota André Greipel (Lotto Soudal).

Chris Froome, que gastou as mesmas 5:05.33 horas do vencedor da etapa, manteve a diferença para os seus mais diretos perseguidores. O tricampeão da Volta a França (2013, 2015 e 2016) tem o companheiro e compatriota Geraint Thomas a 12 segundos, e o italiano Fabio Aru (Astana) a 14.

Fonte: Record on-line

“Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho"

Yannis Yssaad vence ao sprint e Vangstad mantém amarela

Por: José Carlos Gomes

O francês Yannis Yssaad (Armée de Terre) ganhou hoje ao sprint a primeira etapa do Troféu Joaquim Agostinho, uma ligação de 140 quilómetros, entre a Ventosa e Arruda dos Vinhos, que permitiu ao norueguês Andreas Vangstad (Team Sparebanken Sor) manter a camisola amarela.

A etapa terminou perante um público numeroso e entusiasta, que assistiu a uma disputa a alta velocidade, da qual saiu vencedor, com à vontade, o francês Yannis Yassaad. Samuel Caldeira (W52-FC Porto) foi o segundo classificado e Oscar Pelegri (Caja Rural-Seguros RGA) fechou o pódio do dia.

“Era uma chegada ao meu gosto e a equipa tinha o objetivo de ganhar aqui. Acelerámos no último topo e na chegada consegui alcançar o nosso objetivo”, relata Yannis Yssaad, após conquistar a quarta etapa da época.

O norueguês Andreas Vangstad terminou a etapa no pelotão e manteve o primeiro posto na geral, com 8 segundos de vantagem sobre o galego Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) e com 17 segundos sobre o luso Sérgio Paulinho (Efapel), segundo e terceiro.

“A equipa fez um excelente trabalho para controlar a corrida até à última montanha do dia. Devo aos meus companheiros a manutenção da camisola amarela. Amanhã espero ter boas pernas na subida final. Vai ser duro, mas tudo farei para continuar na primeira posição”, disse Andreas Vangstad.

A agitação da etapa de hoje ficou a cargo de David Ribeiro (Liberty Seguros/Carglass), Adrián González (Euskadi Basque Country-Murias) e Pablo Guerrero (RP-Boavista). O trio saiu do pelotão com 20 quilómetros percorridos, chegou a ter mais de 6 minutos de vantagem, mas não resistiu à perseguição movida pela Team Sparebanken Sor, autoritária na frente do pelotão, em defesa da camisola amarela de Andreas Vangstad.

Pablo Guerrero ainda conseguiu passar na frente na última contagem de montanha do dia, garantindo a conquista da camisola dos melhores trepadores, mas a fuga terminou logo de imediato, a 26 quilómetros do fim. David Ribeiro também viu premiado o esforço da fuga, ficando portador da camisola das metas volantes. Pablo Guerrero assumiu ainda o comando do combinado.

Finda a luta pelas classificações secundárias, o pelotão acelerou rumo à meta, à disputa da etapa e à luta pela geral. Daniel Sánchez (RP-Boavista) e Carlos Cobos (Caja Rural-Seguros RGA) ainda tentaram surpreender o grupo, pedalando adiantados, mas acabaram absorvidos, permitindo uma chegada ao sprint.

A vitória em Arruda dos Vinhos rendeu a Yannis Yssaad o primeiro lugar na classificação por pontos. O basco Óscar González (Euskadi Basque Country-Murias) continua a ser o melhor jovem e a W52-FC Porto segue no comando por equipas.

O Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho vive nesta sexta-feira uma das jornadas mais aguardadas. A segunda etapa da corrida começa às 11h30 em Sobral de Monte Agraço, terminando cerca das 15h15, depois de percorridos 155 quilómetros, no alto de Montejunto. A meta coincide com uma contagem de montanha de primeira categoria, sendo alcançada após subida pela vertente do Avenal, mais exigente do que a escalada habitualmente feita. Aliás, a 5,5 quilómetros da meta, há outro prémio de montanha. 

Classificações

1.ª Etapa: Adega Cooperativa S. Mamede da Ventosa - Arruda dos Vinhos, 140 km

1.º Yannis Yssad (Armée de Terre), 3h32m39s (Média: 39,502 km/h)

2.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt

3.º Oscar Pelegri (Caja Rural-Seguros RGA), mt

4.º João Matias (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), mt

5.º Pedro Paulinho (Louletano-Hospital de Loulé), mt

6.º César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), mt

7.º Jimmy Raibaud (Armée de Terre), mt

8.º Jesús Ezquerra (Sporting-Tavira), mt

9.º Julen Irizar (Euskadi Basque Country Murias), mt

10.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), mt

Geral Individual

1.º Andreas Vangstad (Team Sparebanker Sor), 3h43m02s

2.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 8s

3.º Sérgio Paulinho (Efapel), a 17s

4.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 18s

5.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 19s

6.º Daniel Mestre (Efapel), a 20s

7.º Óscar Rodríguez (Euskadi Basque Country-Murias), a 21s

8.º Yannis Yssad (Armée de Terre), a 25s

9.º Jesús Ezquerra (Sporting-Tavira), mt

10.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), a 26s

Fonte: FPC

“BICLA FEST / LISBOA CICLÁVEL 2017”

A Bicla Fest irá decorrer no dia 17 de Setembro de 2017, em Lisboa, no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade que decorre de 16 a 22 de Setembro.

O objetivo deste evento é divulgar a ciclabilidade de Lisboa num percurso plano e acessível a todos.

Para participar basta apenas uma bicicleta – BTT, citybike ou convencional e vontade de conhecer Lisboa de uma forma saudável e ecológica.

Fonte: FPCUB

“VII FESTIVAL DA BICICLETA SOLIDÁRIA 2017”

VII Festival da Bicicleta Solidária 2017 Não vai faltar, como habitualmente, o encontro e passeio de bicicletas antigas, passeio para todas as bicicletas, oficina de bicicletas e música para animar. Não vai querer perder esta festa da bicicleta. Inscreva-se já e não se esqueça de levar géneros alimentares para instituições de solidariedade. Dia 10 de Setembro […]

Fonte: FPCUB

“VILAMOURA CYCLE CHIC 2017”

O passeio mais ‘chic’ do Verão está de volta!

Este ano Vilamoura Cycle Chic realiza-se no dia 05 de Agosto, com concentração pelas 17h30 junto ao Hotel Tivoli Marina – Marina de Vilamoura.

Facebook (página): https://www.facebook.com/fpcub/ Facebook (evento): https://www.facebook.com/events/957072467765745

Fonte: FPCUB

“CAMPANHA DE NOVOS SÓCIOS E RENOVAÇÃO-2017 E 2017/2018”

A FPCUB irá iniciar no dia 15 de Julho de 2017 uma campanha de novos sócios e renovações.

O valor da quota será de 16€ até ao final do ano de 2017 ou de 39€ pelo resto do ano de 2017 e o ano todo de 2018!

Fonte: FPCUB

“Troféu Joaquim Agostinho /Paulinho faz terceiro no prólogo”

EFAPEL coloca três ciclistas nos 15 primeiros

O prólogo do Troféu Joaquim Agostinho foi positivo para a equipa EFAPEL. Sérgio Paulinho ficou em terceiro, a 17 segundos do vencedor, Andreas Vangstad, do Team Sparebanken. Daniel Mestre foi quinto, a 20 segundos do vencedor, enquanto Álvaro Trueba realizou a 15ª marca, a meio minuto do primeiro camisola amarela.

A prova que se realiza na região Oeste começou com um esforço individual contra o cronómetro. Ao longo dos oito quilómetros com partida e chegada em Turcifal, Sérgio Paulinho estabeleceu a marca de 10m40s. Daniel Mestre ficou muito perto, com o tempo de 10m43s e posicionam-se entre os primeiros da geral individual.

A EFAPEL está presente nesta prova com o objectivo de lutar pela classificação diariamente e mostrou-o logo no dia de abertura. Amanhã, os corredores percorrem 140 quilómetros entre São Mamede da Ventosa e Arruda dos Vinhos.

Classificação na primeira etapa

    Andreas Vangstad            Team Sarebanken        10m23s

    Gustavo Veloso            W52/FC Porto            a 8s

    Sérgio Paulinho            EFAPEL            a 17s


    Daniel Mestre                EFAPEL             a 20s

15º    Álvaro Trueba            EFAPEL            a 30s

18º    Rafael Silva                EFAPEL             a 31s

25º    António Pereira Barbio        EFAPEL            a 39s

34º    Henrique Casimiro            EFAPEL            a 46s

39º    Bruno Silva                EFAPEL             a 47s

82º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 1m14s

Classificação geral individual

    Andreas Vangstad            Team Sarebanken        10m23s

    Gustavo Veloso            W52/FC Porto            a 8s

    Sérgio Paulinho            EFAPEL            a 17s


    Daniel Mestre                EFAPEL             a 20s

15º    Álvaro Trueba            EFAPEL            a 30s

18º    Rafael Silva                EFAPEL             a 31s

25º    António Pereira Barbio        EFAPEL            a 39s

34º    Henrique Casimiro            EFAPEL            a 46s

39º    Bruno Silva                EFAPEL             a 47s

82º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 1m14s

Fonte: Efapel

“Atualização do Canal NP-TV com o “Vídeo Promocional 14 Horas a pedalar.2017…Pedalar para ajudar”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o “Vídeo Promocional 14 Horas a pedalar.2017…Pedalar para ajudar”


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated 

Desejamos que passem e recordem bons momentos.