quinta-feira, 21 de novembro de 2019

“Jogos Santa Casa atribuem Bolsas de Educação a triatletas”

Foram sete os triatletas que receberam este ano letivo 2019/2020 Bolsas de Educação Santa Casa.

Afonso do Canto, Filipe Marques, Gabriela Ribeiro, Helena Carvalho, Maria Tomé, Vasco Vilaça e Vera Vilaça foram os triatletas que este ano receberam Bolsas de Educação Jogos Santa Casa, um incentivo importante para prosseguirem os seus estudos sem deixar o treino de competição.

No total, foram atribuídas pelos Jogos Santa Casa 54 bolsas de educação a 44 a atletas em preparação para os Jogos Olímpicos e 10 bolsas destinadas a atletas que poderão integrar os Jogos Paralímpicos e Surdolímpicos.

Além do vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia, este evento contou com a presença do Secretário de Estado do Desporto e Juventude, João Paulo Rebelo, com o presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino e com o presidente do Comité Paralímpico de Portugal, José Manuel Lourenço.

Estas bolsas são atribuídas pelo sétimo ano consecutivo com o mote ‘Vamos passar a chama aos Campeões do Futuro’, tendo este ano a particularidade de os atletas poderem optar por regime de estudo parcial de modo a conseguirem dedicar-se à exigente preparação que antecede os Jogos Olímpicos que se realizam em Tóquio 2020.

Filipe Marques, Vera Vilaça, Gabriela Ribeiro, Helena Carvalho e Afonso do Canto (Maria Tomé e Vasco Vilaça não puderam estar presentes)

A cerimónia da entrega das Bolsas da Educação teve lugar no Museu do Oriente, em Lisboa, no dia 19 de novembro, onde o Triatlo esteve bem representado com os atletas Afonso do Canto e Vera Vilaça, ambos a frequentar o Mestrado Integrado de Medicina, Filipe Marques que está em Ciências do Desporto, Gabriela Ribeiro, que frequenta o Curso de Apoio à Infância, Helena Carvalho, que se encontra no Mestrado Integrado de Medicina Veterinária, Maria Tomé, que frequenta o curso de Fisioterapia e Vasco Vilaça, que integra o Bacharelato Ciências de Engenharia de Computadores.

O vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, João Pedro Correia, reforçou a atual estreita relação entre a Santa Casa e o desporto, sendo os Jogos Santa Casa «um dos maiores contribuintes de apoio à atividade desportiva no nosso país.» Um apoio que tem várias formas de se expressar como, por exemplo, através do apoio às federações desportivas.

Mas seja através destes apoios mais específicos ou incentivos de outra ordem, «o desporto é também um fator de coesão social, contribuindo de modo inquestionável para o desenvolvimento das sociedades.» Estas Bolsas de Educação ajudam a que mais atletas consigam prosseguir os seus estudos, conciliando a atividade académica com a sua atividade desportiva. Para o vice-provedor «Este compromisso não se circunscreve à competição, já que a marca Santa Casa tem vindo a promover junto dos cidadãos  estilos de vida saudáveis».

José Manuel Constantino, presidente do COP, afirma que estas bolsas funcionam como um incentivo para que os atletas não desistam dos estudos por causa do desporto e não abandonem o desporto por causa dos estudos, ‘permitindo que sigam as duas vias– desportiva e de estudante.’ O mesmo presidente lança o apelo de não sobrecarregar o calendário com provas, de modo a salvaguardar o trabalho dos atletas.

José Manuel Lourenço, presidente do Comité Paralímpico, considerou que esta iniciativa reforça a equidade entre atletas, o que é de grande mérito.

O Secretário do Desporto e Juventude, João Paulo Rebelo, reforçou a ideia que o objetivo da atribuição destas bolsas de educação é que quem as recebe «se dedique de igual forma ao desporto e aos estudos, numa carreira dual que é possível concretizar.»

E   não tem dúvida «que estes futuros profissionais irão desempenhar melhor as suas funções porque passaram pela experiência de atletas de alto rendimento, já que o espírito de sacrifício enquanto atletas fá-los pessoas melhores e por consequência melhores profissionais, quer seja na área do desporto quer em qualquer outra área.»

Muitos parabéns a todos pelo duplo empenho – desportivo e académico e votos de muito sucesso a todos os atletas!

Fonte: FTP

“15º Encontro Cicloturismo Escolinha da Bicicleta/Núcleo Cicloturista de Alvalade (NCA)”

Dia 1 de dezembro de 2019

Por: José Morais

Cartaz: NCA

Com o apoio da Federação Portuguesa de Ciclismo, Junta de Freguesia de Alvalade, Câmara Municipal de Lisboa, o Núcleo de Cicloturista de Alvalade/Escolinha da Bicicleta, leva para a estrada o seu 15º passeio de bicicleta, no próximo dia 1 de dezembro.

Um evento que será dois em um, é constituído por dois passeios distintos, o primeiro aberto a pessoas de todas as idades, e que tenham mais preparação, o mesmo terá uma distância de 60 quilómetros, tem concentração marcada para as 8 horas, e partida pelas 9 horas.

O segundo passeio, tem como objetivo juntar filhos, pais e avós, e ainda os menos preparados, terá uma distância de 10 quilómetros, a concentração está marcada para as 9,30, e a partida será feita pelas 10,30.

A partida e chegada será de ambos os passeios no Complexo Desportivo de São João de Brito, junto à sede do Núcleo Cicloturista de Alvalade, na Av. Do brasil em Lisboa.

Para informações e inscrições, as mesmas podem ser feitas pelo telefone: 210 987 537 ou pelo e-mail: nca.alvalade@gmail.com 

Marque já na sua agenda, e participe neste passeio que muito promete, num Núcleo que muito promove e divulga a bicicleta.