segunda-feira, 30 de outubro de 2017

“Ciclismo: Rui Costa, José Mendes e José Gonçalves no Bike Tour Tiago Machado”

Os ciclistas Rui Costa, José Mendes e José Gonçalves são algumas das presenças confirmadas no VIII Bike Tour Tiago Machado que se realiza no próximo dia 5 de novembro (domingo) em Vila Nova de Famalicão. O passeio de bicicleta, aberto à participação de todos os interessados, tem o apoio da Associação de Ciclismo do Minho e, como habitualmente, assumirá um cariz solidário, revertendo as receitas para a "Dar as Mãos - Associação de Solidariedade". Para além do famalicense Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), o passeio contará com a participação, entre outros, de Rui Costa (UAE Team Emirates), José Mendes (Bora - Hansgrohe) e José Gonçalves (Team Katusha Alpecin). As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt)

Com um percurso de 20 quilómetros, de dificuldade baixa, o VIII Bike Tour Tiago Machado começará às 9 horas no Parque da Devesa - Vila Nova de Famalicão. Os participantes no V Bike Tour Tiago Machado habilitam-se ao sorteio de vários prémios.

Visando a promoção da prática desportiva e assumindo um cariz solidário, a participação no VIII Bike Tour Tiago Machado tem um custo de 5€ (para adultos) e de 3€ (crianças até aos 12 anos), revertendo o lucro para a "Dar as Mãos - Associação de Solidariedade". As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt)

No ano passado, cerca de meio milhar de pessoas participou no Bike Tour Tiago Machado promovido pelo sétimo ano consecutivo em Vila Nova de Famalicão. As receitas da iniciativa do ciclista minhoto - considerado pelo jornal francês L´Équipe o herói da Volta a França de 2014 - reverteram a favor da “Dar as Mãos - Associação de Solidariedade”.

ACMCiclismo: Rui Costa, José Mendes e José Gonçalves no Bike Tour Tiago Machado

Os ciclistas Rui Costa, José Mendes e José Gonçalves são algumas das presenças confirmadas no VIII Bike Tour Tiago Machado que se realiza no próximo dia 5 de novembro (domingo) em Vila Nova de Famalicão. O passeio de bicicleta, aberto à participação de todos os interessados, tem o apoio da Associação de Ciclismo do Minho e, como habitualmente, assumirá um cariz solidário, revertendo as receitas para a "Dar as Mãos - Associação de Solidariedade". Para além do famalicense Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), o passeio contará com a participação, entre outros, de Rui Costa (UAE Team Emirates), José Mendes (Bora - Hansgrohe) e José Gonçalves (Team Katusha Alpecin). As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt)

Com um percurso de 20 quilómetros, de dificuldade baixa, o VIII Bike Tour Tiago Machado começará às 9 horas no Parque da Devesa - Vila Nova de Famalicão. Os participantes no V Bike Tour Tiago Machado habilitam-se ao sorteio de vários prémios.

Visando a promoção da prática desportiva e assumindo um cariz solidário, a participação no VIII Bike Tour Tiago Machado tem um custo de 5€ (para adultos) e de 3€ (crianças até aos 12 anos), revertendo o lucro para a "Dar as Mãos - Associação de Solidariedade". As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt)

No ano passado, cerca de meio milhar de pessoas participou no Bike Tour Tiago Machado promovido pelo sétimo ano consecutivo em Vila Nova de Famalicão. As receitas da iniciativa do ciclista minhoto - considerado pelo jornal francês L´Équipe o herói da Volta a França de 2014 - reverteram a favor da “Dar as Mãos - Associação de Solidariedade”.

Fonte: ACM


 

“Carlos Cabrita é Campeão do Mundo de XTERRA no escalão 60-64”

Carlos Cabrita foi a grande figura da comitiva portuguesa no Campeonato do Mundo de XTERRA de 2017 ao conquistar o título mundial no escalão Age-Group 60-64. Na mesma prova estiveram em destaque outros nomes do triatlo em Portugal que representaram as cores do nosso país da melhor forma e enfrentaram o enorme pelotão internacional que alinhou na mítica praia de Maui em busca do ouro mundial.

Com partida assinalada no passado domingo, dia 29 de Outubro, em Maui, Havai, perto de mil triatletas lançaram-se nas águas do pacífico com o objetivo de competir numa das mais exigentes provas da modalidade. O Campeonato do Mundo de XTERRA juntou os melhores triatletas mundiais em todo-o-terreno e desafiou todo os presentes ao longo de 1,5km de natação e de 32km de ciclismo e 10,5km de corrida com enorme nível de exigência técnica e física.

Entre a elite de profissionais Portugal foi representado por dois triatletas. Rui Dolores, mais forte entre a dupla nacional, cruzou a linha da meta no 13º posto e Tiago Maia completou a prova na 21ª posição. Resultados positivos que colocaram os profissionais portugueses a apenas um lugar de ocupar duas posições dentro do top20 mundial.

Carlos Cabrita – Campeão do Mundo XTERRA 60-64

 Na mesma competição foram disputados os títulos em várias frentes dos escalões Age-Group. Destinados aos triatletas amadores da modalidade as provas AG juntaram largas centenas de participantes que contribuíram vivamente para o ambiente competitivo do evento. Nos homens o grande destaque foi para Carlos Cabrita que conquistou o título mundial no escalão 60-64. O triatleta algarvio cumpriu uma prova de trás para a frente e foi no último segmento que, com um excelente registo na corrida, confirmou o ouro mundial. Também em competição nos homens estiveram Rui Galinha, 8º no escalão 45-49, e Ricardo Rosado, 14º em 30-34.

Nas senhoras houve igualmente enorme destaque de uma das representantes lusas. Pauline Vie, triatleta do escalão 15-19, cumpriu uma excelente prestação e subiu ao segundo lugar do pódio no Campeonato do Mundo de XTERRA, conquistando mais uma medalha para Portugal. No grupo de idade 30-34 foi Lurdes Gonçalves quem representou Portugal, tendo conseguido um 6º lugar no escalão, enquanto Ana Vintem conquistou a 13ª posição nos 25-29 anos.

A participação portuguesa na edição de 2017 do Campeonato do Mundo de XTERRA ficou marcada pelos excelentes resultados dos nossos triatletas que colocaram o nome de Portugal, mais uma vez, nos lugares cimeiros do triatlo a nível mundial. Congratulamos os medalhados que conquistaram o ouro e a prata bem como todos os que competiram com as cores de Portugal e que procuraram representar o nosso país ao mais alto nível.

Fonte: FTP

“Continuidade no Bombarralense”

Rodrigo Pereira é o primeiro rosto da continuidade do projecto de ciclismo do Bombarralense a nível júnior para 2018, Atleta combativo em prol do colectivo, é mais uma confirmação para a equipa de júniores do SCEB Bombarralense em 2018. O jovem prodígio decidiu ficar na equipa "pois é uma equipa que tenta dar as melhores condições aos atletas e ajuda-nos a crescer enquanto atletas e enquanto seres humanos".

Fonte: Bombarralense

“David Arroyo reforça equipa EFAPEL em 2018”

Trepador já brilhou nas grandes voltas como o Giro e a Vuelta

A equipa de ciclismo EFAPEL vai contar em 2018 com o contributo de David Arroyo. Aos 37 anos, o espanhol nascido em Talavera de La Reina integra o pelotão nacional com a formação e Ovar. Muito forte quando a inclinação da estrada aumenta, o trepador que já venceu etapas na Vuelta e fez segundo no Giro está de regresso a Portugal, país onde venceu as classificações da montanha e da juventude na Volta de 2004.

Com uma carreira predominantemente feita em equipas espanholas, David Arroyo não resistiu ao desafio colocado pela equipa EFAPEL e vai ser um dos corredores que formam o pelotão português em 2018. Proveniente da estrutura Continental-Profissional, Caja Rural, David Arroyo é o sexto nome apresentado pela formação de Ovar para a próxima temporada.

O ciclista espanhol não só venceu as classificações da montanha e da juventude na Volta a Portugal de 2004 como foi o segundo melhor na geral individual dessa edição. Com uma carreira feita sempre ao mais alto nível, chega à EFAPEL para contribuir para o sucesso colectivo da equipa, seja pela sua disponibilidade, pelas suas características enquanto ciclista, seja pela experiência que acumulou em quase duas décadas enquanto corredor com os melhores do pelotão internacional.

David Arroyo é a primeira contratação da EFAPEL para 2018. Até ao momento, a equipa liderada por Américo Silva renovou com cinco ciclistas que se mantém no colectivo de Ovar. Assim, o espanhol terá como companheiros Rafael Silva, Bruno Silva, o seu compatriota, Jesus del Pino, Daniel Mestre e Henrique Casimiro.

Nos próximos dias, a equipa EFAPEL vai continuar a anunciar os nomes que constituem o conjunto de corredores na próxima temporada.

Fonte: Efapel

“Equipa Portugal/Ambição na Taça do Mundo após Europeu histórico”

Por: José Carlos Gomes

A Equipa Portugal parte, nesta terça-feira, para a Polónia onde iniciará a participação na Taça do Mundo de Pista 2017/2018, apenas duas semanas depois de fazer história no Campeonato da Europa.

Os gémeos Ivo e Rui Oliveira são os corredores escolhidos pelo selecionador nacional, Gabriel Mendes, para o arranque da Taça do Mundo, que terá lugar em Pruszków, Polónia, entre os dias 3 e 5 de novembro.

Na semana seguinte, entre 10 e 12 de novembro, é a vez da pista de Manchester receber a segunda etapa da Taça do Mundo de Pista. Nessa ocasião apenas Ivo Oliveira representará as cores nacionais.

A competição perante os melhores do Mundo e a conquista de pontos tendo em vista o apuramento para o Campeonato do Mundo de 2018 são os objetivos principais da expedição lusa. “A prioridade será dada à disciplina olímpica de omnium, na qual tentaremos obter a máxima pontuação possível. Sabemos que ficar nos oito primeiros é uma meta ambiciosa, mas é com esse intuito que correremos, tanto na Polónia como em Inglaterra, uma vez que o top 8 é um resultado muito bom que já nos dá uma pontuação apreciável”, esclarece Gabriel Mendes.

Na etapa polaca da Taça do Mundo, Portugal estará em três frentes. Rui Oliveira competirá em omnium e em scratch e Ivo Oliveira participará na corrida por pontos. Na semana seguinte, em território britânico, Ivo Oliveira será o representante luso no omnium e em scratch.

Existe uma explicação regulamentar para a participação em omnium caber a Rui Oliveira numa semana e ao irmão na seguinte: para o ranking do país apenas contam os dois melhores resultados de cada um dos ciclistas. Ivo Oliveira já pontuou duas vezes em omnium, tentará melhorar um dos resultados. Rui Oliveira tem menos participações, pelo que todos os pontos que conquistar na Polónia serão adicionados ao ranking de Portugal, que, neste momento, está no 19.º posto entre os 72 países mundiais pontuados nesta disciplina olímpica.

A participação na Taça do Mundo surge na sequência do Campeonato da Europa de Elite, no qual os gémeos Oliveira fizeram história ao conquistarem as primeiras medalhas do ciclismo de pista português em grandes competições de elite. Rui Oliveira foi o terceiro classificado em eliminação e Ivo Oliveira conseguiu o segundo lugar em perseguição individual.

Agenda da Equipa Portugal na Taça do Mundo

3 de novembro

13h30: Corrida por Pontos – qualificação: Ivo Oliveira

14h25: Scratch – qualificação: Rui Oliveira

17h50: Corrida por Pontos – Final: Ivo Oliveira

 
4 de novembro

20h30: Scratch – final: Rui Oliveira


5 de novembro

13h00-19h30: Omnium: Rui Oliveira


10 de novembro

15h15: Scratch – qualificação: Ivo Oliveira

20h10: Scratch – final: Ivo Oliveira


11 de novembro

14h15-21h25: Omnium: Ivo Oliveira

Fonte: FPC