sábado, 8 de dezembro de 2018

“11 Cidades para aproveitar de bicicleta”

Cidade Três - Montreal, 600 quilômetros de ciclovias

CANADÁ

Por: Por: Lonely Planet

Com um perfil topográfico totalmente montanhoso e difíceis condições climáticas durante quase o ano todo, se dizia que Montreal não poderia ser uma cidade bikefriendly, mas se tornou exatamente isso, com mais de 600 quilômetros de ciclovias pela cidade — quase 250 deles isolados completamente do trânsito— e mais de 5.000 bicicletas de uso público para alugar. Todos os verões cerca de 30.000 pessoas se reúnem no parque Jeanne-Mance para participar do Tour de l’Ille de Montreal, uma corrida com várias distâncias a escolher (a clássica, de 25 ou 50 quilômetros, e a Découverte, de 65 ou 100). As rotas percorrem a ilha de Montreal e cruzam o grande rio São Lourenço pelas pontes de JacquesCartier e Champlain, sobre Ile Sainte Helene e pelo Parc Jean-Drapeau, explorando Longueuil e Parc Michel-Chartrand antes de voltar ao ponto inicial.

Por: El País

“ACM reúne em Assembleia-Geral (14 de dezembro)”

A Assembleia-Geral da Associação de Ciclismo do Minho reúne em sessão ordinária no próximo dia 14 de dezembro, a partir das 20h30, na sede social da associação.

Da ordem de trabalhos consta a eleição dos órgãos sociais para o biénio 2019/2020 e a apreciação e votação do plano de atividades e orçamento de 2019, entre outros assuntos.

A reunião decorrerá na sede da ACM (Rua das Violetas, nº 600, Urbanização da Atouguia, Bloco A, 2ª fase, 4810-059 Guimarães).

Instituição de Utilidade Pública e representante no Minho da Federação Portuguesa de Ciclismo (entidade detentora do Estatuto de Utilidade Pública Desportiva), a Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt) foi fundada em 1977 e é uma associação sem fins lucrativos que tem como objeto a promoção e regulamentação do ciclismo, nas suas diversas vertentes, em toda a região do Minho (distritos de Braga e Viana do Castelo).

Fonte: ACM

“Troféu Internacional Município de Anadia”

Rui Oliveira terceiro classificado em scratch

Por: José Carlos Gomes

Rui Oliveira conseguiu esta sexta-feira o primeiro pódio para Portugal no Troféu Internacional Município de Anadia, sendo o terceiro classificado na corrida de scratch para sub-23.

A prova de scratch foi a primeira a conhecer o desfecho na noite desta sexta-feira.A corrida de 15 quilómetros disputou-se com grande intensidade, durante a qual o pelotão rolou sempre estirado, devido à grande velocidade, plasmada na média final superior a 50 km/h. Nenhuma tentativa de fuga medrou, acabando a prova por decidir-se ao sprint, no final das 60 voltas. A vitória foi para o polaco Filip Prokopyszyn, que foi acompanhando no pódio pelo britânico Fred Wirght, segundo classificado, e pelo português Rui Oliveira, terceiro.

No setor feminino, Maria Martins foi a sexta classificada na prova de scratch também para sub-23. A melhor foi a mexicana Lizbeth Salazar, seguida para francesa Marie Le Net e pela suíça Michelle Andres.

O neozelandês Aaron Gate triunfou na corrida por pontos de elite, com 62 pontos. O adversário mais próximo foi o britânico Fred Wright, com 51. O canadense Jay Lamoureux foi o terceiro, com 41. João Matias terminou como melhor português, no sétimo lugar, com 24 pontos.

A corrida por pontos de elite feminina foi ganha pela francesa Laurie Berthon, com 18 pontos. Seguiram-se a canadense Annie Foreman-Mackey, com 15, e a gaulesa Victoire Berteau, com 11. Maria Martins foi a representante da Equipa Portugal, somando 3 pontos, o que lhe valeu a nona posição em 24 participantes.

O programa deste sábado contempla provas entre as 9h30 e as 13h50 e entre as 16h00 e as 19h10. No domingo, as provas estão agendadas para o período entre as 9h30 e as 15h00. A entrada é gratuita para o público.

Fonte: FPC

“Troféu Internacional Município de Anadia”

Rui Oliveira terceiro classificado em scratch

Por: José Carlos Gomes

Rui Oliveira conseguiu esta sexta-feira o primeiro pódio para Portugal no Troféu Internacional Município de Anadia, sendo o terceiro classificado na corrida de scratch para sub-23.

A prova de scratch foi a primeira a conhecer o desfecho na noite desta sexta-feira.A corrida de 15 quilómetros disputou-se com grande intensidade, durante a qual o pelotão rolou sempre estirado, devido à grande velocidade, plasmada na média final superior a 50 km/h. Nenhuma tentativa de fuga medrou, acabando a prova por decidir-se ao sprint, no final das 60 voltas. A vitória foi para o polaco Filip Prokopyszyn, que foi acompanhando no pódio pelo britânico Fred Wirght, segundo classificado, e pelo português Rui Oliveira, terceiro.

No setor feminino, Maria Martins foi a sexta classificada na prova de scratch também para sub-23. A melhor foi a mexicana Lizbeth Salazar, seguida para francesa Marie Le Net e pela suíça Michelle Andres.

O neozelandês Aaron Gate triunfou na corrida por pontos de elite, com 62 pontos. O adversário mais próximo foi o britânico Fred Wright, com 51. O canadense Jay Lamoureux foi o terceiro, com 41. João Matias terminou como melhor português, no sétimo lugar, com 24 pontos.

A corrida por pontos de elite feminina foi ganha pela francesa Laurie Berthon, com 18 pontos. Seguiram-se a canadense Annie Foreman-Mackey, com 15, e a gaulesa Victoire Berteau, com 11. Maria Martins foi a representante da Equipa Portugal, somando 3 pontos, o que lhe valeu a nona posição em 24 participantes.

O programa deste sábado contempla provas entre as 9h30 e as 13h50 e entre as 16h00 e as 19h10. No domingo, as provas estão agendadas para o período entre as 9h30 e as 15h00. A entrada é gratuita para o público.

Fonte: FPC