quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

“11 Cidades para aproveitar de bicicleta”

Cidade sete: De Chapultepec ao centro histórico

Por: Lonely Planet

CIDADE DO MÉXICO

As megalópoles não costumam parecer promissoras para quem planeja percorrê-las de bike. A população é enorme, as redes de transporte muito extensas e há uma sensação de caos controlado. No entanto, a Cidade do México está se tornando uma exceção à regra conforme cresce sua reputação de destino urbano. As vias principais continuam sendo complicadas de percorrer, devido ao trânsito e às condições do asfalto, mas como em qualquer outro lugar do mundo os circuitos de bicicleta para explorar a cidade são populares entre os visitantes e cobrem mais terreno do que se pode percorrer a pé. Sobre duas rodas é possível aproveitar algumas das ciclovias especiais que atravessam a cidade, como a que vai do bosque de Chapultepec até o centro histórico. Há aluguel grátis de bicicletas (até três horas) em locais do centro e o sistema público de Ecobici oferece até 45 minutos de passeio grátis. Além disso, aos domingos pela manhã várias ruas do centro fecham ao trânsito e oferecem uma rota de 26 quilômetros ininterrupta.

Fonte: El País

“McLaren associa-se à equipa de ciclismo Bahrain-Mérida”

Acordo de parceria "técnica e comercial"

Por: Lusa

Foto: McLaren.com 1/5

A McLaren, uma das marcas históricas do Mundial de Fórmula 1, e a equipa de ciclismo Bahrain-Mérida, liderada pelo italiano Vincenzo Nibali, assinaram um acordo de parceria "técnica e comercial", anunciou esta quarta-feira o construtor britânico.


A parceria nasceu da vontade das autoridades do Bahrain de "unificar os seus investimentos em desporto e tecnologia", através da McLaren, como acionista maioritário, e da equipa ciclismo que patrocina.

"O ciclismo é uma atividade desportiva em que estamos envolvidos há muito tempo", disse John Allert, diretor de marketing da McLaren, que já tinha colaborado antes dos Jogos Olímpicos Londres'2012 com equipas britânicas de ciclismo, remo, vela e canoagem, as quais beneficiaram do seu sistema de gestão de desempenho.

Fonte: Record on-line
 

“Volta a Espanha de 2020 parte de Utrecht”

Holanda recebe as três primeiras etapas da prova

Foto: Twitter La Vuelta

A Volta a Espanha de 2020 vai partir de Utrecht, na Holanda, país em que se disputarão as três primeiras etapas da prova, anunciou esta quarta-feira o diretor geral da Vuelta, Javier Guillén.

A cidade de Utrecht será o palco da etapa inaugural, em formato de contrarrelógio por equipas, e do final da segunda etapa, que terá arranque em s'Hertogenbosch, enquanto Breda receberá a terceira etapa da Vuelta.

Utrecht tornar-se-á a única cidade a acolher etapas das três principais provas do ciclismo internacional, depois de já ter integrado os percursos da Volta de Itália, em 2010, e da Volta de França, em 2015.

Lisboa foi a primeira cidade fora do território espanhol a receber o arranque da Vuelta, em 1997, com chegada no Estoril, seguindo-se Assen, também na Holanda, em 2009, e Nimes, em França, em 2017.

Fonte: Record on-line

“Sky anuncia que vai deixar o ciclismo em 2019”

Televisão patrocinou equipa que ganhou até ao momento 8 grandes voltas

Foto: Reuters

A Sky vai deixar o pelotão mundial no final da época de 2019. A equipa compete com esta designação desde 2010, mas a televisão britânica informa que não vai renovar o seu patrocínio.

A Sky sai mas a estrutura dirigida por Dave Brailsford mantém-se, tem é de procurar agora um novo patrocinador para a temporada de 2020.

Em 2016 o canal de TV já tinha deixado o ciclismo de pista, uma relação iniciada em 2008.

Até ao momento a Sky soma 322 vitórias, entre as quais 25 triunfos em provas de um dia, 52 etapas em grandes voltas e 8 gerais em grandes voltas, entre Giro, Tour e Vuelta.

Bradley Wiggins ganhou o Tour em 2012 com a camisola da Sky;Chris Froome fê-lo em 2013, 2015, 2016 e 2017. Geraint Thomas venceu a edição de 2018, também pela equipa britânica.

Froome conquistou ainda a Volta a Espanha de 2017 (antes de ver a UCI retirar-lhe o título, depois de um controlo positivo) e a Volta a Itália de 2018.

Fonte: Record on-line