sexta-feira, 1 de setembro de 2017

“Vuelta/Froome segue líder na Volta a Espanha”

No sábado, os ciclistas enfrentam uma ligação de 175 quilómetros, entre Écija e Jaén.

O ciclista italiano Matteo Trentin (Quick-Step Floors) venceu hoje pela terceira vez na Volta a Espanha, ao conquistar a 13.ª etapa, com o britânico Chris Froome (Sky) a segurar a liderança da geral individual.

O líder da camisola dos pontos, que já tinha vencido as quarta e 10.ª etapas, cumpriu a tirada de 198,4 quilómetros entre Coín e Tomares em 04:25.13 horas, à frente do italiano Gianni Moscon (Sky), segundo, e do dinamarquês Soren Kragh Andersen (Sunweb), terceiro, numa chegada ao ‘sprint’ em que Froome foi sétimo, evitando assim possíveis cortes e a perda de tempo para os restantes candidatos à vitória final.

No sábado, os ciclistas enfrentam uma ligação de 175 quilómetros, entre Écija e Jaén, que termina em alto, com uma chegada no topo da Serra da Pandera de contagem especial.

Fonte: Sapo on-line

“MOTORFESTIVAL”

Organização anuncia plantel de luxo de pilotos convidados CYRIL NEVEU, 5 VEZES CAMPEÃO DO PARISDAKAR, E FILIPE ALBUQUERQUE CONFIRMADOS NO CARAMULO MOTORFESTIVAL

Todos os anos, o Caramulo Motorfestival conta com a presença de pilotos veteranos, que participam no evento em competição ou apenas em demonstração, permitindo ao público ter um contacto directo com os mesmos. Este ano não é excepção, contando com um plantel de pilotos de luxo, tanto em automóveis como em motos, encabeçado pelos pilotos Cyril Neveu e Filipe Albuquerque. 

Considerado como um dos mais aclamados pilotos de motos franceses, Cyril Neveu participou em 10 edições do mítico Paris-Dakar. Com uma longa carreira na competição motorizada, Cyril Neveu foi ainda organizador de inúmeros ralis tais como o Rallye Optic 2000 Tunisie, o Rallye Orpi Maroc, Maroc Classic, Megève – Saint-Tropez ou o Rallye Entre 2 Mers, vários deles orientados para automóveis clássicos. 

Filipe Albuquerque descobriu a sua paixão pelo automobilismo com apenas oito anos quando experimentou um kart. Aos 22 anos, fez o seu primeiro teste oficial aos comandos do F1 da Toro Rosso. Correu nas 6h de Spa e nas 24h de Le Mans, onde foi distinguido com o prémio 'Melhor Rookie do Ano' e foi ainda Vice-Campeão do European Le Mans Series.   

Além destas duas estrelas o Caramulo Motorfestival vai contar ainda com os seguintes pilotos: 

Tiago Magalhães Actual Campeão Nacional na classe Superbikes, corre na Aprilia Portugal Racing Team. 

Joaquim Jorge Tendo iniciado a sua carreira nos Kartings em 1983, o piloto Joaquim Jorge, que participa este ano na Rampa Histórica do Caramulo, é o recordista de títulos (15) de campeão nacional, em ralis e velocidade, de clássicos. 

Francisco Sande e Castro O ex-Vice-Campeão Europeu do Troféu Citroën e veterano do Rally Paris-Dakar, onde participou por duas vezes ao volante de um UMM, regressa à Rampa do Caramulo onde correu nos anos 80. 

Filipe Lourenço Uma das revelações no desporto sobre duas rodas, Filipe Lourenço corre actualmente na Aprilia Portugal Racing Team onde luta pelo título do Troféu Motoval. 

Rodrigo Correia Com apenas 13 anos de idade, o piloto que está a disputar o Campeonato Nacional de Ralicross irá percorrer o palco do Caramulo aos comandos do seu Karting, ou da sua Mini Moto4, em 4 ou 2 rodas, como já é tradição. 

Fonte: Museu Caramulo/Parceria Notícias do Pedal

“Sport Lisboa e Benfica vence Campeonato Nacional Jovem”

O Sport Lisboa e Benfica é o novo Campeão Nacional Jovem. Com a vitória conseguida no Triatlo do Douro a formação lisboeta acumulou o seu terceiro triunfo consecutivo em etapas do Campeonato Nacional Jovem e, consequentemente, conquistou o título na maior prova do nosso país para as camadas de formação.

Com seis presenças no lugar mais alto do pódio ao longo da época, o Sport Lisboa e Benfica destronou o Alhandra Sporting Club, vencedor das últimas três edições da prova, e, pela primeira vez na história do clube, subiu ao lugar mais alto do pódio final do Campeonato Nacional Jovem. O Alhandra Sporting Club encerrou a sua prestação de 2017 com um total de cinco vitórias em etapas do campeonato, que culminaram na conquista do título de vice-campeão de clubes, tendo ficado a apenas vinte pontos do primeiro classificado. O terceiro lugar do campeonato foi conquistado pelo Clube de Natação de Torres Novas.

A edição deste ano do CN Jovem ficou marcada pela competitividade das várias formações que participaram ao longo do ano e destacamos as que ocuparam posições de pódio nas doze etapas da prova. Escola Triatlo Santo António Évora, FET-Fátima Escola de Triatlo, Núcleo do Sporting da Golegã, Andorinha, Clube Desportivo Aquático – Venda do Sócio e Clube 4 Estilos foram as que, juntamente com as três primeiras classificadas, conquistaram os principais pontos em algum dos capítulos da competição.

O Campeonato Nacional Jovem de 2017 procurou dar a conhecer a modalidade aos mais jovens e transmitir a paixão pelo duatlo, aquatlo e triatlo em alguns dos melhores cenários de Portugal para a prática desportiva. Foi uma competição que levou as camadas de formação de mais de quarenta clubes a percorrer o país de norte a sul e onde observamos o feliz crescimento da modalidade. Crescimento que tem sido notório ao longo dos anos e que acreditamos ser o principal motor de desenvolvimento do Triatlo.

Congratulamos todos participantes desta competição que foi reservada aos mais jovens mas onde todos os intervenientes marcaram positivamente a sua presença.

Fonte: FTP

“Ironman 70.3 de Cascais: Há 2200 atletas inscritos”

Organização fala em recorde de inscrições

"Batemos o recorde de inscrições com a entrada de 2.200 atletas e Portugal bem pode orgulhar-se desta prova", disse Jorge Pereira, diretor do Ironman 70.3 de Cascais, que irá ter lugar no próximo domingo. "Aparecemos e vencemos", comentou ainda Jorge Pereira a propósito da lista, onde se contam os olímpicos portugueses Bruno Pais e Vanessa Fernandes.

No dia da prova, e quando o sol nascer, será cantado pelos atletas o hino nacional e depois irá realizar-se a competição, que consta de 1.900 metros de natação, 180 quilómetros de ciclismo e 42 km de corrida.

A organização anunciou ainda que estão garantidas as presenças de estrelas internacionais como as espanholas Saleta Castro e Sarah Loehr, o norte-americano Tim Hancock e ainda o francês Denis Chevrot.

Fonte: Record on-line

“LA SALLE SPORTS PEDALA ATÉ À EUROBIKE 2017”

A La Salle Sports inicia o caminho de internacionalização dos seus produtos naquela que é uma participação inaugural na EUROBIKE 2017, que anualmente agrega mais de 40 mil visitantes de mais de 150 países.  

É na feira líder de acessórios para bicicletas que a empresa de Santa Mª da Feira mostra algumas novidades e ainda o seu novo site, vocacionado para o mercado externo.   

São diversos os produtos La Salle Sports expostos no certame, juntamente com o distribuidor italiano de referência, a BONIN. Refira-se que todos os produtos La Salle Sports são concebidos atendendo às exigências dos ciclistas e amantes do passeio de bicicleta, utilizando as melhores matérias-primas que conferem aos materiais uma maior durabilidade e conforto.  

Na LaSalle Sports proporcionamos aos nossos clientes e ciclistas, acessórios de qualidade que não só melhoram a sua ‘performance’, mas também melhorem a qualidade do seu passeio ou corrida de bicicleta. Dispomos de uma linha de produtos high-end, de qualidade irrepreensível a preços acessíveis.

O mundo do ciclismo está reunido na Alemanha e a La Salle Sports está presente, até a dia 2 de setembro, em Friedrishchafen, na Alemanha, Pavilhão A1 / Stand 606 [juntamente com a Global Opportunities / BONIN]. 

“5# TROFEU RIBATEJO NORTE - 17 Setembro 2017”

ROSSIO AO SUL DO TEJO

PARTIDA AS 9H

MARGINAL AQUAPOLIS SUL

 

DISTÂNCIAS

MARATONA - 60KM  1150D+

MEIA MARATONA - 35KM 750D+

PRÉMIOS

Três primeiros da GERAL de ambas as distâncias.

Masculinos

ESCALÕES (ambas as distâncias)

Sub-23 /ELITES-Atletas Masculinos com menos de 30 anos - Nascidos depois de 1988 (inclusive)

MASTERS 30-Atletas Masculinos entre os 30 e os 39 anos - Nascidos entre 1987 (inclusive) e 1978 (inclusive)

MASTERS 40-Atletas Masculinos entre os 40 e os 49 anos - Nascidos entre 1977 (inclusive) e 1968 (inclusive)

MASTERS 50-Atletas Masculinos com mais de 50 anos - Nascidos antes de 1967 (inclusive)

FEMININOS (ambas as distâncias)

ELITES (SUB35)-Atletas Femininas com menos de 35 anos - Nascidos depois de 1982 (inclusive)

MASTERS (+35 ANOS)-Atletas Femininos com mais de 35 anos - Nascidos antes de 1981 (inclusive)

Com almoço- 17 pedaladas

Sem almoço -10 pedaladas

Acompanhantes Adultos almoço-  9 pedaladas

+ 9anos- 9 pedaladas

Acompanhantes dos 4 aos 9 anos- 5 Pedaladas

Acompanhantes menos de 4 anos-gratis

NIB

0045 5390 4027072910957

IBAN

CCA

PT 500 04553904027072910957

EMENTA ALMOÇO

SOPA CALDO VERDE

LOMBO ASSADO ACOMPANHADO COM BATATA,ARROZ E LEGMUES

BEBIDAS:AGUAS,VINHO,CERVEJA

SOBREMESA:ARROZ DOCE OU GELATINA

Os participantes têem direito a :

Estadia (Participante e tenda) no parque Tejo na vespera do evento, junto a zona de meta

(Obrigatorio comunicar a reserva para a organização para acbttfojo@gmail.com até dia 14 Setembro)

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: http//acbttfojo.blogspot.pt

"Bombarralense Mantém Bons Resultados”

No dia 26 de agosto, o Sport Clube Escolar Bombarralense, com a sua equipa júnior, a Sicasal – Liberty Seguros – Bombarralense, marcou presença no Circuito Ciclismo Póvoa da Galega.

A equipa marcou presença com Francisco Guerreiro, Leonel Firmino, Rafael Costa, Wilson Esperança, Francisco Duarte, Rodrigo Pereira, Rodrigo Duarte e Bruno Valentim.

Prova corrida em circuito, a equipa tinha como objectivo continuar a onda de bons resultados do fim-de-semana transacto. Com Leonel Firmino a liderar a equipa, os restantes elementos trabalharam para deixar o jovem nas melhores condições para discutir a prova. Leonel Firmino atacou, levando consigo Miguel Salgueiro (ACD Milharado/Escola Ciclismo Manuel Martins). Na discussão a dois, o homem do Bombarralense levou a melhor, vencendo o Circuito.

No Domingo a equipa deslocou-se à Malveira para mais um circuito. Com a mesma formação do dia anterior exceptuando as ausências de Rafael Costa e Rodrigo Duarte, o objectivo era estar em destaque, numa prova divida em dois sectores, prova em linha e prova de scratch (pista).

Na parte da manhã, Leonel Firmino e Wilson Esperança finalizaram em 7º e 10º, respectivamente, num pelotão fraccionado. Na parte da tarde, Leonel Firmino integrou uma fuga inicial de 7 atletas. A 4 voltas do fim, o jovem tentou ir em busca da vitória, tendo sido anulado por Diogo Ribeiro (Sporting Tavira) que acabou por vencer. Leonel Firmino finalizou em 2º lugar.

Destaque ainda para o nosso corredor António Pintassilgo que participou na 1° Prova - Troféu Norte Alentejano, finalizando no 3º lugar.

A equipa prepara agora o Circuito das Vindimas, em Alfeizeirão.

Fonte: Bombarralense

"TRIATLO DO DOURO"

ESCOLA TRIATLO TORRES NOVAS

3ºLUGAR NO CAMPEONATO NACIONAL DE TRIATLO JOVEM 2017

No passado sábado, dia 26 de Agosto, o Douro foi palco da derradeira etapa do Campeonato Nacional de Triatlo Jovem. Esta competição levou os jovens triatletas, divididos por 4 escalões (Benjamins, Infantis, Iniciados e Juvenis), a realizarem uma prova de triatlo em percursos junto a Folgosa – Armamar, com distâncias que variaram entre os 50m de natação, 1km de ciclismo, 400m de corrida e os 300m de natação, 8km de ciclismo e 2km de corrida.

Nesta etapa, estiveram apenas presentes 4 atletas torrejanos, uma vez que em termos de classificação coletiva, a ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS já tinha assegurado na etapa anterior realizada em Coruche, o 3ºLUGAR NO CAMPEONATO NACIONAL DE TRIATLO JOVEM 2017.

A ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS, que desde 2011 tem vindo a manter a sua regularidade no Campeonato Nacional de Triatlo Jovem, já se sagrou por 4 vezes Vice-Campeã Nacional e alcançou o título de Campeã Nacional em 2013.

GUSTAVO DO CANTO – Vice-Campeão Nacional Triatlo

Na última etapa do Campeonato Jovem realizada no rio Douro, individualmente o destaque vai para GUSTAVO DO CANTO, atleta da Escola de Triatlo torrejana que venceu a sua prova quase sobre a linha da meta, e perante uma forte concorrência, uma vez que ainda se encontrava em disputa no escalão de Iniciados, o título de Campeão Nacional de Triatlo. Com este resultado, GUSTAVO DO CANTO sagrou-se Vice- Campeão Nacional de Triatlo 2017 na categoria de Iniciados.

JOSÉ TADEIA, foi outro torrejano em bom plano nesta prova do Douro ao ficar a um lugar do pódio, ou seja terminou na 4ªposição, alcançando um excelente 5ºlugar no ranking do Campeonato Nacional de Iniciados, logo seguido pelo seu colega de equipa, Pedro Afonso Silva no 6ºlugar do mesmo ranking.

Em Juvenis, Guilherme Marques teve uma boa prestação, e concluiu a sua prova no 23ºlugar, enquanto em Infantis, Ana Júlia Marques não conseguiu terminar devido a um pequena lesão no pé, que a impediu de continuar em prova.

Fonte: ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS

“Campeonato do Mundo de Paraciclismo”

Luís Costa conquista medalha de bronze no Mundial de Paraciclismo

Resultado histórico do paraciclismo português num Campeonato do Mundo da modalidade fruto de “muito trabalho” salienta selecionador nacional José Marques

Luís Costa correu com as cores de Portugal para o melhor resultado internacional do Paraciclismo português, ao conquistar a medalha de bronze na prova de contrarrelógio individual, na classe H5, dos Campeonatos do Mundo de Paraciclismo que, até domingo, decorrem em Pietermaritzburg, na África do Sul. O atleta do Sporting/Tavira-Paracycling competiu na prova de contrarrelógio, na distância de 23,3 quilómetros, repartidos em três voltas, ficando a 47 segundos de igualar o tempo do vencedor, o italiano Alessandro Zanardi, múltiplo campeão de H5, classe destinada a "Handbikes". Zanardi, ex-piloto de F1, cumpriu as três voltas ao percurso em 37m47s, à média de 37 km/h, garantindo a medalha de ouro. O holandês Tim De Vries gastou mais dois segundos para terminar na segunda posição e conquistar a medalha de prata.

"Era um percurso a cumprir em três voltas e no qual o Luís andou sempre com um ritmo muito regular e ao nível dos melhores. Sabíamos que podia chegar às medalhas, pois os seus tempos era muitos próximos do Zanardi, acabando somente por perder um pouco mais na última volta. O Luís [Costa] tem ainda muito para aprender mas está em franca evolução e obter aqui um resultado destes é excelente. Há dois anos, neste tipo de prova, o Luís Costa perdeu 5 minutos, no ano passado já perdeu três minutos, e, agora ficou a menos de um minuto do título mundial. É um resultado muito positivo que dá conta do muito trabalho. O já realizado para aqui chegar e o muito que terá ainda pela frente para continuar a evoluir", explicou o selecionador nacional José Marques.

Luís Costa, cuja experiência internacional na Taça do Mundo de Paraciclismo, teve como ponto o terceiro lugar na prova de contrarrelógio H5 na ronda de Emmen, na Holanda, aplicou-se a fundo para conquistar a primeira medalha portuguesa num mundial de Paraciclismo, superando as desventuras da queda e da avaria mecânica na sua bicicleta que perturbaram o ultimar da sua preparação já na África do Sul.

"Senti-me confiante, mas estava algo ansioso. Conheço as minhas capacidades, sabia qual era momento de forma e trazia muitas expetativas, mas como tive tantos azares esta semana, com a queda e avaria da bicicleta, passei uns sob stress e tive receio que isso fosse condicinar o meu estado físico. Mas senti-me bem e fui sempre a dar tudo, ultrapassando adversários que tinham partido primeiro. O pessoal da seleção e a assistência começou a dizer-me que estava nas medalhas, comecei acreditar e foi assim" descreveu Luís Costa, inspetor da Polícia Judiciária, natural de Alzustrel. Luís Costa competirá ainda no próximo sábado, na prova de fundo.

"O moral está alto, com uma medalha estou muito mais descontraído. Os adversários são os mesmos, o percurso é ao meu gosto e tudo é possível. Com a cabeça fria, acreditando como acredito, qualquer resultado é possível", disse o medalhado de bronze.

A participação da Seleção Nacional de Paraciclismo nos Mundiais de Pietermaritzburg prossegue esta sexta-feira, com a entrada em competição de Telmo Pinão, classe C2, na disputa da prova de contrarrelógio de 31 quilómetros.

Fonte: FPC

“Vuelta/LA Alumínios empresta autocarro à Aqua Blue Sports”

Viatura dos irlandeses ficou destruída em incêndio

O espírito de entreajuda também está presente no ciclismo e a prova disso é o gesto da equipa portuguesa LA Alumínios. O autocarro dos irlandeses Aqua Blue Sports apareceu ontem de manhã todo queimado (foi detido um suspeito de 55 anos) e a LA prontamente emprestou o seu próprio veículo. "Estamos aqui para colaborar e chegará o mais depressa possível a Espanha" confirmou o presidente da equipa Fernando Pinto, em declarações a Record. Os irlandeses agradeceram a ajuda.

Fonte: Record on-line

“Campeonato do Mundo de Paraciclismo”

Telmo Pinão foi 15.º classificado

na prova C2 de contrarrelógio

Natural de Montemor  foi o segundo representante nacional a entrar em ação no  Campeonato do Mundo de Paraciclismo,  que entre 31 de agosto e 1 de setembro, em Pietermaritzburg, África do Sul.

Telmo Pinão classificou-se no 15.º lugar da prova de contrarrelógio, da classe C2, do Campeonato do Mundo de Paraciclismo cuja medalha de ouro foi conquistada pelo canadiano Tristen Chernove. Na prova de 23,3 quilómetros, Pinão manteve a toada regular registando o 15.º melhor tempo nas duas primeira voltas do percurso até repetir a mesma posição, finda a terceira e última volta. Na classificação final, Pinão gastou mais 5m57s segundos do que o vencedor.

"O Telmo Pinão foi bastante prejudicado pelo vento forte que se fez sentir e acabou por sentir alguma dificuldade, natural e esperada, dado o atraso da sua preparação, diante das partes mais duras do percurso. Na prova de fundo, no entanto, poderá conseguir um melhor resultado", disse o selecionador nacional de Paraciclismo, José Marques.

Pinão, natural de Montemor, competiu na classe C2, que inclui atletas amputados, e mostrou-se insatisfeito pela sua prestação. "Após o reconhecimento do percurso e os treinos que tinha feito ultimamente fiquei confiante que faria um melhor resultado. Mas na corrida tudo se inverteu, o vento estava em sentido contrário e criou-me dificuldades inesperadas. Na prova de fundo o objetivo é ficar no dez primeiros" reconheceu.

O programa dos Campeonatos do Mundo de Paraciclismo, com presença de atletas portugueses, prossegue este sábado com a disputa da prova de fundo da classe H5, na distância de 60,7 quilómetros e na qual competirá Luís Costa.

Fonte: FPC