sábado, 28 de janeiro de 2017

Reportagem no “O Praticante” da: “Assembleia Geral da FPCUB”

O “O Praticante” publicou a reportagem da “Assembleia Geral da FPCUB” realizada este sábado em Lisboa, a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/assembleia-geral-da-fpcub-2/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Programa COMBINADO”

COMBINADO – PROGRAMA DE INCENTIVO À UTILIZAÇÃO DOS TRANSPORTES PÚBLICOS E BICICLETA

A FPCUB convida todos os residentes na área metropolitana de Lisboa a participarem no “Programa Combinado”, está disposto a deixar o seu automóvel e a testar os transportes públicos e a bicicleta nas suas deslocações diárias?

Então inscreva-se através do formulário disponível aqui e habilite-se a ganhar um passe mensal e uma bicicleta dobrável.

Combinado?

Fonte: FPCUB

“Rede EuroVelo”

Sobre a rede EuroVelo

A Rede Europeia de Ciclovias (EuroVelo) inclui actualmente 15 rotas cicláveis de longa distância que cruzam o continente Europeu.

As rotas EuroVelo podem ser usadas por cicloturistas bem como pelos habitantes locais nas suas deslocações diárias. Muitas destas rotas encontram-se concluídas, mas outras estão em permanente desenvolvimento. Estima-se que até 2020, a rede esteja substancialmente completa.

Os seus objectivos são:

Promover deslocações sustentáveis do ponto de vista económico, ambiental e social;

Melhorar a qualidade das rotas em todos os países participantes;

Promover a sinalização uniforme das rotas EuroVelo, de acordo com as normas publicadas;

Fornecer informação a nível europeu sobre as rotas EuroVelo e as ciclovias nacionais;

Apoiar o desenvolvimento de centros nacionais de coordenação para as rotas EuroVelo e nacionais; e

Promover a troca de conhecimentos e boas práticas entre os estados e regiões europeias, estimulando o desenvolvimento de estratégias e infraestruturas de mobilidade ciclável.

A implementação e manutenção da rede EuroVelo é coordenada pela Federação Europeia de Ciclistas (ECF), em colaboração com os Centros de Coordenação e Coordenadores Nacionais (NECC/Cs). Em Portugal o NECC é a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB).

O comprimento total destas rotas ultrapassa os 70.000 km e atravessa 42 países.

Pode consultar tudo em: http://euroveloportugal.com/pt/ 

Fonte: EuroVelo Portugal

“Enamorados por Lisboa”

Texto e fotos: José Morais
O dia de São Valentim, mais conhecido por Dia dos Namorados celebra-se todos os anos a 14 de fevereiro, este dia é conhecido por ser o dia mais romântico do ano, no qual os casais trocam mensagens, cartas, presentes e outras ofertas, de forma a mostrarem e comemorarem o amor que sentem, sejam namorados ou já casados, e para celebrar esse dia, a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, e o apoio da EPAL, propõem para o próximo dia 12 de fevereiro um passeio informal de bicicleta, denominado de “Enamorados por Lisboa”, para quem gosta de sentir o cabelo ao vento, o ar fresco na cara, perder o fôlego com vistas surpreendentes e na companhia excecional de enamorados pela bicicleta, onde descontraidamente podem descobri alguns ponto bonitos da capital.

O ponto de encontro será o alto do Parque Eduardo VII, no Jardim Amália Rodrigues a partir das 9 horas, como passeio a ter início pelas 10 horas, com passagem por Penitenciária De Lisboa, Campolide, Aqueduto das Águas Livres (atravessar), Parque Florestal de Monsanto e regresso pelo mesmo percurso, Ciclovia da Duque de Ávila, Av. da República, Campo Pequeno, regresso pela Av. República, Av. Fontes Pereira de Melo, Marquês de Pombal, Parque Eduardo VII e Jardim Amália Rodrigues, onde pelas 12,30 terminará a pedalada romântica.

Aberto a todos os amantes da bicicleta, as inscrições devem ser feitas para a FPCUB pelo telefone: 213 159 648, ou pelo mail: fpcub@fpcub.pt

Ainda mais informações no sítio da CML em: http://www.cm-lisboa.pt/…/article/enamorados-por-lisboa-2017    

Programa:


Venha Bicicletar por aí, participe… e conheça um pouco da história deste dia tão romântico.

A história do Dia de São Valentim remonta ao século III d.c. O Imperador Romano Claudius II proibiu os casamentos, para assim angariar mais soldados para as suas tropas. Um sacerdote da época, de nome Valentim, desrespeitou este decreto imperial, realizando casamentos. O segredo foi descoberto e Valentim foi preso, torturado e condenado à morte, antes conseguiu enviar e receber algumas cartas ainda na cela, o que originou a troca de cartões neste dia, os chamados "valentines".

“Tim Wellens triunfa no Troféu Serra de Tramuntana”

Nuno Bico foi único ciclista português a terminar prova espanhola

Por: Lusa

O ciclista belga Tim Wellens (Lotto Soudal) venceu esta sexta-feira o Troféu Serra de Tramuntana, o segundo do Challenge de Maiorca, com Nuno Bico (Movistar) a ser o único português a terminar a prova espanhola.
Um dia depois do triunfo do seu colega de equipa, o alemão André Greipel, no primeiro dos troféus do Challenge de Maiorca, Tim Wellens deu nova vitória à Lotto Soudal, ao chegar isolado a Deia, após 153,9 quilómetros desde Sóller.

Num traçado montanhoso percorrido em grande parte sob chuva, o belga cruzou a meta após 4:06.42 horas, batendo o colega e compatriota Louis Vervaeke, segundo classificado, por 24 segundos, e Vicente García de Mateos.
O ciclista da equipa portuguesa Louletano-Hospital de Loulé, que está a representar a seleção espanhola, foi terceiro, a 29 segundos.
Nuno Bico (Movistar) foi o único ciclista nacional a terminar o Troféu Serra de Tramuntana, sendo 67.º, a 20.03 minutos do vencedor.
José Mendes (Bora-Hansgrohe) e Nuno Meireles (Equipo Bolivia) desistiram no decurso da prova.

Fonte: Record on-line

“Challenge de Maiorca: Wellens volta a vencer com José Mendes em 25.º”

Belga gastou 4:27.55 horas para completar os 158,7 quilómetros do percurso

Por: Lusa

Foto: Lotto Soudal/PhotoNews

O ciclista belga Tim Wellens (Lotto Soudal) somou este sábado o segundo triunfo no Challenge de Maiorca, ao vencer o troféu Andratx-Mirador d'Es Colomer, no qual José Mendes (Bora-Hansgrohe) foi o melhor português.
Na terceira prova do Challenge de Maiorca, Wellens repetiu o triunfo da véspera, desta feita ao ser o mais rápido a cortar a meta instalada no alto do Mirador d'Es Colomer, gastando 4:27.55 horas para completar os 158,7 quilómetros do percurso.

Com o mesmo tempo do vencedor chegaram o espanhol Alejandro Valverde (Movistar) e o belga Tiesj Benoot, igualmente da Lotto Soudal, equipa que venceu as três provas do Challenge de Maiorca, depois de o alemão Andre Greipel vencer no primeiro dia.
O campeão nacional José Mendes terminou na 25.ª posição, a 21 segundos de Wellens, Nuno Bico (Movistar) foi 61.º, a 6.00 minutos, e Nuno Meireles (Equipo Bolívia) acabou em 76.º, a 19.25.
O espanhol Vicente García de Mateos, da equipa portuguesa Louletano-Hospital de Loulé, mas que está a representar a Espanha, terminou na 10.ª posição, a sete segundos do vencedor.
No domingo, corre-se a quarta e última prova do Challenge de Maiorca, o Troféu Playa de Palma-Palma, num percurso de 161,5 quilómetros, propício a uma chegada ao 'sprint'.

Fonte: Record on-line

“EFAPEL apresenta bloco coeso e ambicioso para 2017”

Sérgio Paulinho lidera grupo muito homogéneo e com vontade de ganhar

A temporada de ciclismo nacional começa já no próximo mês e a equipa profissional de ciclismo EFAPEL está a postos para os desafios de 2017. A formação vai continuar a ter Américo Silva como timoneiro de um conjunto de corredores muito coeso e ambicioso, em que a mistura entre experiência e juventude é, por certo, um argumento de competitividade e valor.

A nova temporada começa cheia de novidades. A começar, o bloco de ciclistas mudou. A equipa manteve o núcleo duro formado por cinco elementos que transitam de 2016. São eles Daniel Mestre e Henrique Casimiro, Rafael Silva, António Pereira Barbio e Álvaro Trueba. Nas novidades, a EFAPEL volta a contar com Bruno Silva, que regressa a uma casa que já representou, recrutou Mateo Garcia, um jovem que chega directamente da Colômbia, e um valor seguro espanhol, Jesus Del Pino, capaz de acrescentar valor à formação, principalmente na montanha. Para liderar este grupo, a equipa conta com um dos maiores nomes do ciclismo português da actualidade, Sérgio Paulinho.

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004 e depois de mais de uma década nas melhores equipas do mundo, Sérgio Paulinho regressa a Portugal para competir e assumir o papel de chefe de fila da EFAPEL. O experiente ciclista assume este lugar com grande ambição. Em conjunto com toda a equipa, quer manter a imagem dinâmica, lutadora, vitoriosa e protagonista em todas as competições nas quais a formação de Ovar participa.

O director desportivo da EFAPEL, Américo Silva, é o espelho da vontade de continuar a lutar pelos triunfos e a assumir um papel de destaque em todas as corridas. “Os objectivos da EFAPEL serão sempre o estar na disputa de todas as competições e com o objectivo de as vencer”, afirmou o responsável.

Ambição não falta na estrutura de Ovar. Seja que competição for, os homens de Américo Silva querem estar na frente. Mas há um desejo maior do que todos os outros e o director desportivo nãp o esconde: “A vitória na Volta a Portugal é um sonho que desejamos ver concretizado.”

A temporada começa em Fevereiro, logo com embates exigentes. A prova de abertura está agendada para dia cinco e no dia 11 discute-se a primeira ronda da Taça de Portugal. Já na segunda metade do mês, a EFAPEL junta-se a algumas das melhores formações do mundo na Volta ao Algarve e, entre 22 e 26, corre a Volta ao Alentejo.

Fonte: Efapel

“Mulheres são quem mais frequentam os cursos de bicicleta da FPCUB"

As mulheres, a maioria com mais de 40 anos, são a maior parte dos alunos dos cursos para aprender a andar de bicicleta ministrados em Lisboa e são “menos complicadas na atitude face à aprendizagem”.

A afirmação é do Presidente da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, José Manuel Caetano, que, desde 2008, já realizou em parceria com a autarquia de Lisboa, 20 cursos de condução de bicicleta em que se inscreveram 320 pessoas que não sabiam andar, com uma média de 42 anos de idade e maioritariamente mulheres.

“A nossa experiência diz-nos que as mulheres são menos complicadas na atitude face à aprendizagem, sendo que a duração do curso é de três aulas de quatro horas cada, 85 por cento ficam a equilibrar-se na bicicleta na primeira sessão”, disse em declarações à agência Lusa.
Os cursos da Federação servem para quem não sabe andar de bicicleta, mas também para “utilizadores que queiram melhorar a sua experiência na via pública”.

“Para os que não sabem andar de todo de bicicleta, os cursos funcionam em recintos fechados ao ar livre, começando com explicação teórica da bicicleta seguindo de caminhamento com a bicicleta pela mão, para se familiarizar com o veículo, passando depois a uma primeiro contacto em cima da bicicleta, sem pedalar, com o intuito de se equilibrar usando os pés no solo e finalmente a fase final em que o utilizador começa a usar a bicicleta integralmente”, explicou José Manuel Caetano.
Fonte: FPCUB

“Assembleia Geral da FPCUB”

Texto e Fotos: José Morais       

Realizou-se este sábado 28 de janeiro, mais uma Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), a mesma teve início pelas 14 horas no Hotel Suites do Marquês em Lisboa, na ordem de trabalhos faziam parte quatro pontos,- ponto1 Aprovação dos Relatórios de Contas de 2016 e de Atividades,- ponto 2 Informações,- ponto 3 Aprovação do plano de Atividades e Orçamento para 2017, - ponto 4 Nomeação de Sócios de Mérito.

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral iniciou a sessão, perguntando aos presentes se queriam que fosse liga a ata da última assembleia, ou dispensada a mesma, sendo esta última aprovada por maioria.

Seguiu-se a aprovação do relatório de contas de 2016, com o presidente do conselho fiscal a confirmar a boa gestão da direção da FPCUB, que depois de analisar e verificar todo o relatório e contas, doo seu parecer muito positivo, estando assim de acordo com o mesmo, elogiando o trabalho feito pela direção ao longo dos anos, de seguida seguiu-se o plano de atividades, ao qual depois de discutido e colocado a votação, foi aprovado por unanimidade.

Seguiu-se as informações, onde o presidente da FPCUB, fez alguns esclarecimentos, e informou alguns projetos elaborados em 2016, como algumas parcerias com que a Federação tem tido.

Seguiu-se depois a o plano de atividades e o orçamento para 2017, onde mais uma vez o presidente da instituição falou em alguns projetos de mais relevo, caso do Projeto EuroVelo 1 que liga Vila Real de Santo António a Caminha, sempre pelo Litoral, o comprimento total destas rotas ultrapassa os 70.000 km e atravessa 42 países. O programa Combinado, um incentivo aos transportes público e ao uso da bicicleta, alguns projetos da Delegação do Porto na Semana Ibérica, entre portugueses e espanhóis, como ainda outras atividades e projetos a desenvolver, ponto que foi também aprovado por unanimidade.

O último ponto, e como é habitual, a distinção de sócio de mérito, onde foram propostos cinco associados, o associado Ricardo Figueiredo proposto pelo sócio José Gonçalves, os associados Armando Rosário, Benvindo Meira e Armando Costa, proposto pelo Grupo Gafetense, e os associados Manuel Custódio Jesus Guerreiro, Neal Gordon Byron e José Vitorino Canela Martins, proposto pelo Grupo Amaro Gonçalves, sedo colocada a votação á assembleia geral, foi aprovado por unanimidade.

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral deu por encerrado os trabalhos pelas 15,45 a todos os presentes, com um voto de confiança à direção, em conjunto com todos os associados presentes, os quais enalteceram o excelente trabalho feito em prol da bicicleta, chegando assim ao final de mais um ano, com um balanço e saldo positivo, que apesar da tão célebre crise, e das dificuldades, mais um ano conseguiu resistir, com uma gestão exemplar.