segunda-feira, 24 de junho de 2019

“Euskadi tem na Volta a Portugal "a maior corrida da época"”

Equipa espanhola venceu no domingo o Grande Prémio Abimota

Por: Lusa

Foto: Instagram de Gotzon Martin

A equipa espanhola Euskadi, 'herdeira' da Euskaltel-Euskadi, venceu no domingo o Grande Prémio Abimota e a vitória dá "motivação" para "a maior corrida da época", a Volta a Portugal, que arranca em 31 de julho.

Através de Gotzon Martin, que integrou uma fuga decisiva na quarta e última etapa, em Águeda, os bascos triunfaram na prova portuguesa e confirmaram a apetência para correr em terras lusas, sobretudo desde o novo foco, em 2018, de uma formação que 'herda' o legado da Euskaltel-Euskadi.

Na equipa desde 2015, um ano depois da aposta nos sub-23, Gotzon Martin é um reflexo do esforço da Fundação Euskadi nos últimos anos em prol do desenvolvimento de jovens corredores: em 2018, voltou a criar uma equipa profissional, no terceiro escalão (Continental), e por lá já passaram vários ciclistas que subiram de nível.

"O Gotzon é um corredor de muito futuro, dos melhores jovens de Espanha, e está com muita confiança. (...) Tem melhorado todos os anos, em 2019 está a fazer-se ciclista e esta vitória mostra o que pode fazer", diz à Lusa o diretor desportivo, o antigo ciclista Jorge Azanza, após a cerimónia do pódio da última etapa.

O caso mais recente é o do colombiano Sergio Higuita, de 21 anos, que em abril deixou os bascos para a equipa de WorldTour Education First, 'brilhando' na prova de estreia, a Volta à Califórnia, com um segundo lugar na geral.

O próprio Jorge Azanza é um símbolo da aposta em jovens valores da região da Euskadi, uma vez que integrou a formação 'clássica', a Euskaltel Euskadi, entre 2007 e 2013, na qual foi colega, no último ano de existência, do português Ricardo Mestre ou do atual presidente da equipa, o ainda corredor espanhol Mikel Landa (Movistar).

Aos 37 anos, lidera um projeto de formação que tem em Portugal um "imenso gosto, por correr muito no país e lutar por vitórias", revela, com o fôlego dado pela vitória em Águeda a ser "importantíssimo para a equipa" na busca da Volta.

"É a maior corrida que vamos correr este ano, e com todo o empenho destes 'miúdos' vamos tentar conseguir uma vitória em etapa", atira o diretor desportivo.

Na Volta a Portugal, duas Euskadi vão defrontar-se, uma vez que a Euskadi Murias também está na lista provisória de equipas com passagem marcada por Portugal, mas esta "de uma categoria superior", razão pela qual Jorge Azanza rejeita qualquer rivalidade.

"Nós trabalhamos com corredores jovens e que há dois anos vão subindo na nossa filial. Queremos ir formando jovens e esse trabalho já é em si um êxito", explica.

O vencedor do 40.º Grande Prémio Abimota corrobora à Lusa a ambição de Azanza, apelidando a Volta a Portugal de 'Grandíssima' e explicando que o objetivo não passa pela geral, por ser "muito difícil de atingir", mas antes por uma vitória em etapa.

"Vamos tentar em todos os dias dar tudo. Temos de nos fazer visíveis e tentar uma vitória até ao final", resume, em poucas palavras, o corredor de 23 anos.

Fonte: Record on-line

“Meio milhar de participantes no Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal”

Cerca de meio milhar de participantes marcou presença na 11ª edição do Passeio de Bicicleta “Dia 1 de Portugal” promovido pela Associação de Ciclismo do Minho, no dia 24 de Junho, em Guimarães, para assinalar a Batalha de São Mamede de 1128.

Delmino Pereira, Cândido Barbosa, Tiago Machado, José Mendes, Marta Branco, João Salgado e Ilda Pereira foram algumas das presenças na iniciativa que, além de assinalar a Batalha de São Mamede de 1128, integrou este ano o programa oficial das comemorações dos 120 anos da União Velocipédica Portuguesa / Federação Portuguesa de Ciclismo.

Ao momento da partida associaram-se Ricardo Costa e Seara de Sá, Vereadores do Desporto e do Urbanismo da Câmara Municipal de Guimarães e Carlos Coimbra Antunes, Presidente da Junta de Freguesia da Costa, entre outras individualidades.

Com um balanço positivo, o Passeio de Bicicleta "Dia 1 de Portugal” reuniu na “festa do ciclismo de lazer” um número de participantes que superou as melhores expetativas. Aliando o desporto, a cultura e a história, o Passeio de Bicicleta "Dia 1 de Portugal", promovido com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, entre outras entidades, pretendeu incentivar a prática desportiva e a utilização da bicicleta como opção de mobilidade, para além de assinalar uma importante data histórica, a Batalha de São Mamede (24 de Junho de 1128) que viria a ser designada como "a primeira tarde portuguesa".

A 11ª edição do Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal teve dois percursos de dificuldade baixa (passeio e mini passeio) e um trilho de BTT (promovido em parceria com a Erdal), procurando-se assim incentivar a participação de todos os interessados, independentemente da idade e da condição física.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal, organizado desde 2009, tem a particularidade de gerar momentos de interação e de possibilitar a participação de toda a família.

A iniciativa foi de participação gratuita, tendo os participantes recebido uma t-shirt oficial e participado no sorteio de diversos prémios oferecidos pelos parceiros do evento.  Com partida junto ao Estádio D. Afonso Henriques, o percurso inicial do Passeio Dia 1 de Portugal percorreu o Centro Histórico de Guimarães pelos três grupos de inscritos. O Trilho de BTT, uma das três opções de participação, foi promovido em parceria com a ERDAL - Escolas de Referência de Desportos de Ar Livre e procurou proporcionar aos participantes paisagens únicas e deslumbrantes, muitas delas até agora inacessíveis em percursos de BTT.

Embora maioritariamente provenientes de várias freguesias do concelho de Guimarães, o Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal registou a presença de participantes oriundos das localidades de Amarante, Amares, Aveiro, Barcelos, Braga, Cabeceiras de Basto, Esposende, Fafe, Felgueiras, Gondomar, Lousada, Maia, Marco de Canaveses, Matosinhos, Melgaço, Mondim de Basto, Oliveira de Azeméis, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes, Porto, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Tarouca, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Verde e Vizela.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal contou, entre outros, com os seguintes apoios: Câmara Municipal de Guimarães, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, POPP Design, Score Tech, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Tempo Livre / Centro de Medicina Desportiva de Guimarães, Vitrus Ambiente, AFAcycles,  Enfcare - Serviços de Enfermagem, Lda., Associação Vimaranense de Hotelaria, Navega Rías Baixas, Guimarpeixe, Junta de Freguesia da Costa, Remax GO (Azurém - Quintã / Guimarães), Finiconde, Interfios, Pevigel e Programa Nacional "Ciclismo para Todos".

Nas edições anteriores a iniciativa integrou a programação de Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura, de Guimarães 2013 - Cidade Europeia do Desporto, foi o evento escolhido pelo Comité Olímpico de Portugal para assinalar o Dia Olímpico (2013), integrou o programa oficial das Comemorações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa (2014), fez parte do programa do Centenário do Centro Juvenil de São José (2015) e do projeto de inclusão social desenvolvido em parceria pela CERCIGUI e o CNE - Corpo Nacional de Escutas (2015).

Fonte: ACM

“João Rocha e Daniela Pereira brilharam em Porto de Ave”

João Rocha e Daniela Pereira foram os grandes vencedores do 3º BTT XCO Tesouros do Ave, quinta prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech disputada em Porto de Ave (Póvoa de Lanhoso).

Organizado em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho e pela AETAD - Eventos Tesouros do Ave, o 3º BTT XCO Tesouros do Ave realizou-se no circuito de Cross Country Olímpico de Porto de Ave - Póvoa de Lanhoso e, apesar das condições climatéricas adversas, foi bastante participado e disputado, assistindo-se a grandes ‘lutas’ pelas melhores posições.

João Rocha (Rodabike/ACRG/Gondomar) venceu em Elites, com o tempo de 01:14:04, deixando o segundo classificado, Fábio Ribeiro (ACDRBTT/LROPTICAS/RJGROUP) a 01.34m. Na terceira posição ficou António Azevedo (Tomatubikers / Toyota - Macedo & Macedo) que assim se mantém na corrida pela conquista do título.

Daniela Pereira (SAERTEX Portugal/Edaetech) triunfou na corrida de Elites femininas. A atleta da equipa de Viana do Castelo gastou 53:20m para fazer o percurso definido na pista de Cross Country de Porto de Ave. Na segunda posição ficou Leandra Gomes (Batotas/Ponte de Lima) que gastou mais três minutos do que a vencedora.

Em Sub-23, a vitória foi para José Simões (Tomatubikers / Toyota - Macedo & Macedo) que concluiu a prova 01:18:04h e baralhou, com o triunfo em Porto de Ave, as contas do Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech. Na segunda posição ficou José Ribeiro (Joane BTT/Trilos Bike) e Tiago Alves (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde) terminou em terceiro. Ana Moreira, Tomatubikers/Toyota -Macedo&Macedo, venceu em Sub-23 femininas.

Em Juniores, Tiago Sousa (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde) foi o mais rápido e deixou na segunda posição Lucas Braga (Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact) que, mesmo assim, manteve o comando do campeonato. Ruben Queirós (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde) manteve a segunda posição na geral da competição campeonato ao terminar em terceiro lugar. Em Juniores femininos a vitória foi para Rafaela Ramalho (Maiatos), enquanto Joana Santos e Rute Silva, ambas do Tomatubikers/Toyota -Macedo&Macedo, preencheram os restantes lugares do pódio.

João Cruz (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde) e Maria Silva (BTT Matosinhos) foram os vencedores em Cadetes.

Duarte Monteiro (Joane BTT/Trilhos Bike) triunfou em Masters 30, enquanto António Viana (Bombos S. Sebastião/MOnçãoBike/Lusomotor) foi o primeiro a chegar à meta em Masters 40 e António Sousa, que corre como individual, venceu em Masters 50.

Paulo Teixeira (Rodabike/ACRG/Gondomar) subiu ao mais alto lugar do pódio em paraciclismo.

Na vertente de Promoção destacou-se José Vieira, que fez o tempo de 37:40, deixando na segunda posição Manuel Carvalho e na terceira Davide Vieira.


Daniel Silva e Matilde Fernandes, ambos da Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact foram os vencedores da prova de Pupilos Benjamins em Porto de Ave.

Daniel Silva deixou na segunda posição o seu colega de equipa Afonso Pereira, enquanto em terceiro ficou Tomás Vigário, da Domarsa/Code/Santa Cruz/Bicicastro. Já na prova feminina Daniela Fernandes (Seissa/KTM -Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact) foi segunda e Alexandra Faria (BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim) terceira.

Em Iniciados a vitória foi para Afonso Silva, do BTT Braguinhas/Padim da Graça, que fez menos 18s que Carlos Silva (Domarsa/CODE/Santa Cruz/Bicicastro) enquanto Renato Sousa (BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim) foi terceiro.

Rita Fontinhas (Maiatos) venceu a prova feminina, deixando nos lugares imediatos Lara Azevedo (Escola BTT Matosinhos) e Leonor Silva (Tomatubikers/Toyota -Macedo&Macedo).

Em Infantis destacaram-se Hugo Ramalho e Margarida Vasconcelos, ambos do Maiatos. João Vigário (Domarsa/CODE/Santa Cruz/Bicicastro) e Gonçalo Costa (BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim) terminaram em segundo e terceiro enquanto em femininos o pódio foi preenchido por Alexandra Moreira (Escola BTT Matosinhos) e Helena Vasconcelos (Maiatos).

João Martins, da Seissa/KTM - Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact, venceu em Juvenis, deixando nos lugares imediatos Fábio Teixeira e Rafael Sousa, ambos do BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim. Beatriz Silva (BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim) venceu a prova feminina, enquanto Francisca Moreira (Escola BTT Matosinhos) foi segunda.

Por equipas o BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim subiu ao mais alto lugar do pódio. A equipa da Póvoa de Varzim levou a melhor sobre o Seissa/KTM -Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact que terminou em segundo e a Domarsa/Code/Santa Cruz/Bicicastro que ficou em terceiro.
 

João Barroso (Vereador do Desporto da Câmara Municipal da  Póvoa de Lanhoso): “É um orgulho receber um evento destes”

João Barroso, Vereador do Desporto da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, gostou de ver a forma determinada com que os atletas disputaram as várias provas do 3º BTT XCO Tesouros do Ave e o número de participantes que marcaram presença na prova de Porto de Ave.

“É uma alegria enorme e um orgulho receber uma prova destas e foi bonito verificar que envolve muitos miúdos e que esteve aqui muita gente dos mais variados locais da zona norte do País. É uma prova que tem apenas três anos mas que já tem uma credibilidade enorme, envolvendo muitos atletas. É uma excelente iniciativa para dar a mostrar a Póvoa de Lanhoso”, afirmou o autarca garantindo que esta “é uma parceria para continuar, porque juntos podemos fazer mais e melhor”.

Miguel Silva, presidente da Junta de Freguesia de Taíde, considerou que “estas iniciativas são sempre muito positivas para a freguesia. Hoje tivemos aqui muita gente entre participantes e público em geral.”.

Miguel Silva assegura que “a Junta de Freguesia tem apoiado este evento, sabemos que não é o apoio que eles gostariam de receber e até que nós gostaríamos de dar, mas as JF têm hoje um orçamento muito limitado, existem muitas dificuldades e muitas associações”.

Por sua vez, José Lopes Araújo, da Eventos Tesouros do Ave, fez um balanço positivo do 3º BTT XCO Tesouros do Ave: “A prova correu muito bem, foi um grande sucesso. Dá-nos alento para a continuar a realizar. Temos uma pista muito boa que foi destruída há dois meses por um forte incendio mas conseguimos recuperá-la a tempo de receber o Campeonato do Minho”.


Daniela Pereira (Saertex Portugal/Edaetech) somou quarta vitória

Daniela Pereira, da SAERTEX Portugal/Edaetech, amealhou em Porto de Ave a sua quarta vitória, em cinco provas já realizadas, no Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech, estando a um pequeno passo de se sagrar Campeã do Minho.

A atleta do clube de Viana do Castelo acredita que pode conquistar o título, mas “tenho que estar ao meu melhor nível porque tenho adversárias de peso. Ainda nesta prova tive que me aplicar porque quer a Leandra Gomes, quer a Ana Moreira (sub-23) apertaram comigo e, no fundo, obrigaram-me a dar o máximo para poder vencer”.

O BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim foi o grande vencedor dos escalões de Escolas. Sérgio Balteregio, diretor desportivo do BMC/CDC Navais/Póvoa de Varzim, começou por afirmar que “a corrida correu bem. Nós apostamos mais no BTT, também fazemos estrada, mas o BTT é a nossa aposta. Viemos aqui porque estamos próximos do Campeonato Nacional e esta prova é um bom treino. O Campeonato do Minho é muito competitivo, bem organizado e gostamos de participar nestas provas”.

O 3º BTT XCO Tesouros do Ave teve o apoio da Câmara Municipal de Póvoa de Lanhoso, Junta de Freguesia de Taíde, Real Confraria de Nossa Senhora de Porto de Ave, Gabinete do Ave - Seguros & Contabilidade, Corpo Nacional de Escutas, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Score Tech, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Arrecadações da Quintã, POPP Design e do comércio e industria local.

Fonte: ACM

“Campeonato Nacional de Maratona (XCM)”

Tiago Ferreira e Raquel Queirós sagraram-se campeões nacionais

Em Tabuado (Marco de Canaveses), Maratona de Almocreve serviu para a atribuição dos títulos nacionais de Maratona (XCM).

Tiago Ferreira voltou a envergar a vestimenta de campeão nacional após um ano de interregno. O mais internacional dos atletas portugueses de XCM reconquistou o título nacional de Elites na localidade de Tabuado, no Marco de Canaveses. Na corrida de 92 quilómetros, com 3450 metros de "acumulado", o antigo campeão mundial de XCM, a competir com as cores da DMT Racing Team avantajou-se ainda no primeiro terço do percurso para consolidar uma vantagem confortável sobre o segundo classificado, o seu colega de equipa, José Dias.

No cronómetro, o atleta viseense cumpriu o percurso - coincidente com a sétima edição da Maratona de Almocreve - em 4h29m11s, deixando o segundo classificado, a 9m10s de diferença. O terceiro lugar foi pertença de David Vaz, a correr a título individual e que gastou mais 12m32s do que o vencedor.

Na corrida feminina, Raquel Queirós (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão) sagrou-se campeã nacional de Elites pela primeira vez na disciplina. A atual líder do ranking da Taça de Portugal de Cross-Country Olímpico ousou a discussão do título numa vertente distinta e saldou-se com sucesso.

Queirós percorreu a distância em 4h32m56s antecipando-se em mais de oito minutos a Melissa Maia (Korpo Ativo BTT/UDL-União Desportiva Lorvanense), enquanto que o terceiro posto do pódio foi preenchido pela algarvia Celina Carpinteiro (BTT Loulé/Elevis), com mais de 12 minutos de atraso.

Nas corridas das categorias Masters consagraram-se uma série de novos campeões nacionais. Em Master 30,  Jose Lourenço (SPAC BTT) subiu ao mais elevado grau do pódio; em Master 35, Carlos Gomes (BTT Seia) sagrou-se campeão, o mesmo sucedendo com Martinho Saragoça (Transfor), em Master 40. António Passos (Rompe trilhos/AJPCar) foi o mais forte na categoria Master 45 e Carlos Soares (Saertex Portugal) venceu entre os Master 50.

Fernando Gonçalves (CTM Vila Pouca-CEPSA-Casa Lima Chaves) foi o mais capaz nos Master 55 e Manuel Pinto (Saertex Portugal) venceu nos Master 60. Nas categorias femininas, Raquel Marques (AXPO-Firstbike Team-Vila do Conde) venceu nas Master 30 e Marlene Costa (individual) foi a mais forte nas Master 40. Na vertente de Paraciclismo, Gil Pereira (Batotas-Ponte de Lima) venceu na Classe C e Tiago Craveiro competiu na Classe D.

Fonte: FPC

“Campeonato da Europa em Kitzbuhel (Áustria)”

Gonçalo Balbino e Abel Afonso no Campeonato da Europa de Triatlo em Youth

Por: Paulo Vieira

GONÇALO BALBINO e ABEL AFONSO estiveram presentes, em representação da Seleção Nacional de Triatlo, no CAMPEONATO DA EUROPA DE TRIATLO em YOUTH (Cadetes), que se realizou entre os dias 20 e 23 de junho, em Kitzbuhel na Áustria.

Mais uma participação internacional do Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, com a estreia destes 2 atletas, numa competição europeia de triatlo que teve o seu início na quinta-feira, dia 20 de junho, com a realização das semi-finais de apuramento, em formato super-sprint.

Gonçalo Balbino alcançou na sua semi-final o 14ºlugar, o que lhe deu apuramento para a final B deste Campeonato da Europa, disputada no sábado, dia 22 de junho, que não conseguiu terminar por não se encontrar nas melhores condições físicas.

Abel Afonso, fruto do seu início na modalidade apenas esta época, alcançou o 22ºlugar na sua semi-final, não sendo apurado para nenhuma das finais.

No domingo, disputou-se ainda a prova de estafetas mistas deste Campeonato da Europa em Youth, competição aonde Portugal conquistou o 10ºlugar, com a participação de Gonçalo Balbino numa equipa constituída também por Inês Rico do Alhandra (medalha de prata neste Campeonato da Europa no dia anterior), Mariana Carvalho do Benfica e Alexandre Montez do Olímpico de Oeiras (medalha de bronze neste Campeonato da Europa no dia anterior).

 

Taça do Mundo em Antuérpia (Bélgica)

MADALENA ALMEIDA, atleta SUB-23 do Clube Natação torrejano, participou no domingo em Antuérpia na Bélgica, na Taça do Mundo de Triatlo em Elites, mas não conseguiu terminar a sua prova devido a um furo no segmento de ciclismo.

 

Grand Prix em Dunkerque (França)

RICARDO BATISTA esteve este domingo em França, para competir no Grand Prix, em representação da equipa francesa, Valence Triathlon da 1ªdivisão do triatlo francês. Este circuito francês designado por Grand Prix, tem como uma das suas principais características, a participação de muitos atletas internacionais convidados pelos clubes franceses, como foi o caso de Ricardo de Batista, fruto dos resultados que tem vindo a alcançar a nível internacional.

Ricardo Batista, alcançou nesta sua 1ªparticipação no Grand Prix, o 14ºlugar.

No próximo sábado, dia 29 de junho, vamos ter mais participações internacionais de atletas torrejanos, desta vez na Taça da Europa de Triatlo em Holten na Holanda. Em Elites teremos Madalena Almeida e Ricardo Batista, e na prova de Juniores estarão presentes, José Pedro Vieira e Afonso do Canto.

No mesmo dia, disputa-se a nível interno, a 4ªetapa do Campeonato Nacional de Triatlo Jovem, em Soure, com a presença da Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas.

Fonte: Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas

“GP ABIMOTA: GOTZON MARTIN APROVEITOU A FUGA PARA CONQUISTAR 40.ª EDIÇÃO”

Martin, de 23 anos, foi segundo na quarta e última tirada, uma ligação de 174,5 quilómetros entre Anadia e Águeda.

O ciclista espanhol Gotzon Martin (Euskadi) aproveitou este domingo uma fuga numerosa, na qual caiu o compatriota Raúl Alarcón (W52-FC Porto), para vencer a 40.ª edição do Grande Prémio Abimota.

Martin, de 23 anos, foi segundo na quarta e última tirada, uma ligação de 174,5 quilómetros entre Anadia e Águeda, conquistando a geral, com o jovem Pedro Andrade (Vito-Feirense), de 19 anos, a vencer a etapa, com o tempo de 4:09.40 horas.

Martin acabou a dois segundos, assim como o vencedor da classificação da montanha, Patrick Videira (Fortunna-Maia), terceiro após se ter isolado dos restantes fugitivos durante grande parte das últimas dezenas de quilómetros, sendo alcançado já no último.

O pelotão chegou a 1.02 minutos, o que deixou o anterior camisola amarela, o espanhol Antonio Angulo (Efapel), a 53 segundos do vencedor, enquanto César Fonte (W52-FC Porto) fechou o pódio da geral, a 1.03 minutos.

O líder da juventude, o também ‘dragão’ Jorge Magalhães, foi quarto classificado, a 1.05, enquanto José Mendes (Sporting-Tavira) acabou no quinto posto.

Antonio Barbio (LA Alumínios) foi sexto, seguido de Bruno Silva (Efapel), Sergio Vega (Miranda-Mortágua), Hugo Sancho (Miranda-Mortágua) e João Benta (Rádio Popular-Boavista), num ‘top 10’ cujos extremos distaram apenas 1.28 minutos.

O dia fica marcado por uma fuga numerosa que chegou a ter mais de quatro minutos de vantagem sobre o pelotão e na qual seguia o vencedor da Volta a Portugal em 2017 e 2018, Raúl Alarcón, que acabou por ter uma queda aparatosa.

Alarcón chegou mesmo a estar “vários segundos inconsciente”, segundo explicou fonte dos serviços médicos da prova, numa queda “grave” durante uma descida a alta velocidade, em que outros ciclistas também acabaram por cair.

O diretor desportivo dos ‘azuis e brancos’, Nuno Ribeiro, confirmou à Lusa que o ciclista, de 33 anos, foi transportado para o hospital e que “ainda hoje” se saberá se o espanhol poderá defender a vitória na Volta, que conquistou nos dois últimos anos.

Dessa fuga saiu Patrick Videira, em busca da liderança da montanha e de uma vitória em etapa para a Fortunna-Maia, um objetivo que foi conseguido por Pedro Andrade, campeão nacional de juniores de fundo.

Pedro é neto de Joaquim Andrade, vencedor da Volta a Portugal em 1969, e de 12 etapas na ‘prova rainha’ do ciclismo português, e filho de outro Joaquim, atual diretor da equipa feirense e vencedor da Volta ao Algarve em 1991 e da Volta ao Alentejo em 2002.

Gotzon Martin arrecadou a geral fruto de uma “estratégia perfeita”, admitiu à Lusa o diretor desportivo da Euskadi, Jorge Azanza, numa fuga em que contou com a ajuda de Jokin Aramburu para conseguir o tempo que precisava.

Fonte: Sapo on-line