terça-feira, 3 de julho de 2018

“Núcleo de cicloturismo do Penteado pedala até Fátima, em passeio de grande tradição”

16° Ciclo Peregrinação do Núcleo de Cicloturismo do Penteado

Texto: José Morais e Humberto Ratinho 

Fotos: Humberto Ratinho/Núcleo Cicloturismo Penteado

Fátima, o Altar do Mundo como é mais conhecida, é local de muitas peregrinações anuais, muitos são os ciclistas que ao longo do ano ali se deslocam, em busca de paz de espirito, num lugar sem dúvida inexplicável por todos aqueles que por lá passam.

O Núcleo de Cicloturismo do Penteado, mantém essa tradição há 16 anos, tudo começou com Dois Grandes Amigos, o José Manuel Fernandes e o João Ginó, quando tiveram a feliz ideia de ir um pouco além dos pequenos passeios de bicicleta ao fim da tarde pela pacata localidade do Penteado, e arredores, ao decidiram formar uma equipa de cicloturismo, e avançar nesta grande aventura.

Não foi difícil juntar muitos amigos com gosto pela bicicleta, muitos com bicicletas menos próprias, e algumas adaptadas para fazer estrada, e rapidamente apanharam o gosto pela modalidade, e foram evoluindo nas suas montadas. Infelizmente estes Dois Amigos, estes Dois Senhores, já não se encontram entre nós, mas continuam a ser relembrados e homenageados, e atualmente é a Carla Fernandes, a filha do José Manuel Fernandes, a delegada da equipa do Núcleo de Cicloturismo do Penteado, que com a ajuda de todos os membros do grupo, continua o trabalho que estes Dois Senhores fundadores do grupo, começaram um dia.
 

Este ano a iniciativa continuou, e mais um ano, que estes amigos se juntaram para rumar em direção a Fátima. A viagem sempre feita em dois dias, em modo de passeio, e com paragens estratégicas para garantir que todos aguentem os 180 km de estradas que os espera, entre o Penteado e Fátima.

 A primeira etapa foi até Tomar, até esta cidade foram feitos
150 quilómetros no primeiro dia de viagem. Ai se assentar "arraiais" de toda a comitiva de STAFF, foi tempo de banhos, e juntar todo o Grupo, para mais tarde rumar ao restaurante "O AÇUDE", o qual todos os anos os recebe com muito agrado e bom gosto.

O jantar e resto do dia foi passado em ambiente de festa, contando histórias, relembrando os bons e menos momentos passados, não faltando os brindes aos presentes, e relembrando em memória os que já partiram, o João Ginó e José Manuel Fernandes, os quais deixaram sem dúvida muitas saudades ao Grupo e seus familiares, relembrando que foram eles os pioneiros da iniciativa.

Depois de uma noite a descansar, no segundo dia bem cedinho, estes valentes "ciclistas" fizeram-se novamente à estrada, com o que restava das suas forças para encarem os últimos 30 quilómetros até ao Santuário de Fátima.
Aqui, e chegando ao destino, eram recebidos por familiares, e amigos, que se deslocaram lá, para os apoiar, e felicitar pelo feito, gerando-se um clima de felicidade, emoção e muita energia positiva, onde todos em família festejaram mais um feito, iniciado há 16 anos, e que hoje continua bem vivo, sendo mantido como era desejado pelos mentores desta aventura, o José Manuel Fernandes e o João Ginó.

E cicloturismo, não são apenas os passeios semanais domingueiro, são eventos deste género que como o Núcleo do Penteado faz, muito vão fazendo por este país fora, é uma forma diferente de pedalar, de conviver, de andar de bicicleta.



























 

“Montanha pode decidir o vencedor do 30º Grande Prémio do Minho"

Os prémios de montanha do Grande Prémio do Minho poderão ser determinantes na definição do vencedor da 30ª edição da prova que será disputada de 6 a 8 de julho e em que as localidades de Guimarães, Melgaço e Vieira do Minho assumirão um papel de destaque.

Destinada ao escalão de juniores a prova organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, é apadrinhada pelos ciclistas profissionais minhotos Tiago Machado, José Mendes, José Gonçalves e Domingos Gonçalves e contará com um pelotão de 161 ciclistas, em representação de 18 equipas portuguesas e 6 espanholas.

Com o arranque da competição no Centro de Ciclismo do Minho – Guimarães (Souto Santa Maria), a primeira etapa do 30º Grande Prémio do Minho terminará na União de Freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião (Guimarães), junto à sede da Associação de Ciclismo do Minho.

Na extensão de 97 quilómetros, a primeira etapa arrancará às 14 horas e o final está previsto para as 16h33. O percurso da etapa integra uma contagem de montanha de terceira categoria (Póvoa de Lanhoso, pelas 15h49 – Arrecadações da Quintã) e quatro metas volantes (Joane  - pelas 14h25 - Controlsafe, Vila Nova de Famalicão pelas 14h40 - AfaCycles, Braga pelas 15h34 - Universidade do Minho: Aqui és futuro e Póvoa de Lanhoso pelas 15h54 - Restaurante Sabor do Campo).                    

Depois de uma primeira etapa mais propícia para roladores, o pelotão do 30º Grande Prémio do Minho rumará até Melgaço, o Município mais a Norte de Portugal, para enfrentar um trajeto delineado no “destino de natureza mais radical de Portugal” que terminará em Castro Laboreiro.

A etapa começará às 14 horas na avenida da Inês Negra (junto à Câmara Municipal de Melgaço e terminará em Castro Laboreiro, pelas 16h24, depois de cumpridos 91,3 quilómetros. A segunda etapa, considerada a mais dura do 30º Grande Prémio do Minho, integra duas contagens de montanha em São Gregório (3ª categoria, pelas 15h27 e 16h24) e em Castro Laboreiro (1ª categoria), coincidente com a meta final. As metas volantes estarão instaladas em Prado (14h54) e em Alvaredo (15h08).

Vieira do Minho, terra de encantos, ao acolher a partida e chegada da última etapa será o concelho que consagrará o vencedor da 30ª edição do Grande Prémio do Minho.

A avenida Barjona de Freitas será o local de partida (13 horas) e de chegada (15h21) da terceira e última etapa do 30º Grande Prémio do Minho que terá a extensão de 89,4 kms.

Na derradeira etapa estarão em disputa uma meta de montanha em Serradela (2ª categoria - 14h29) e uma meta volante à passagem pela meta (13h30).

Durante os 277, 7 quilómetros das três etapas estarão em disputa diversas contagens de montanha e metas volantes, assim como as classificações gerais individual por tempos (Camisola Amarela: CJR - Cândido José Rodrigues, SA), por pontos (Camisola Verde: Controlsafe), da Montanha (Camisola Azul: Arrecadações da Quintã), do melhor júnior de primeiro (Camisola Laranja: Cision), do melhor atleta da Associação de Ciclismo do Minho (Camisola Branca: Universidade do Minho) e por equipas.

Nove nacionalidades estarão representadas no pelotão do 30º Grande Prémio do Minho que será maioritariamente português (126 ciclistas), contando com a presença de 28 atletas espanhóis, dois do Chile, um da Colômbia, um do México, um da Costa Rica, um de Marrocos e um da República Dominicana. Acresce a presença do búlgaro Nentcho Dimitrov, treinador da equipa Sporting / Tavira / Formação Engº Brito da Mana que, enquanto ciclista, teve dezenas de participações na seleção búlgara, nomeadamente em Campeonatos do Mundo e nos Jogos Olímpicos, onde, na edição de 1980, em Moscovo, alcançou o 6º lugar.

Além das principais formações portuguesas, seis equipas espanholas marcarão presença no 30º Grande Prémio do Minho: da região de Valência participará a formação Ginestar – ULB, da Cantábria o Banco Santander - P.C. Sprint., de Castela e Leão a Arte en Transfer - Leon e da Galiza a Fundacion Oscar Pereiro, Aleata - CC Farto e o Clube Ciclista Cidade de Lugo - Pescados Ruben. A par de ciclistas espanhóis, a equipa Banco Santander - P.C. Sprint participará no Grande Prémio do Minho com um atleta colombiano, a Arte en Transfer – Leon com dois chilenos, a formação galega Aleata - CC Farto com um atleta do México e outro da República Dominicana e a também equipa da Galiza Culbe Ciclista Cidade de Lugo - Pescados Ruben com um ciclista de Marrocos.

Das 18 equipas portuguesas inscritas para o 30º Grande Prémio do Minho o Alcobaça CC / Crédito Agrícola é a única que integra um atleta estrangeiro, nomeadamente da Costa Rica.

Da região do Minho participarão na competição as equipas Seissa | KTM-Bikeseven | Matias&Araújo | Frulact, Centro Ciclista Barcelos / A.F.F / Orbea / Onda e a Tensai / Sambiental / Santa Marta, sendo as restantes formações portuguesas as seguintes: Sporting / Tavira / Formação Engº Brito da Mana, Academia Joaquim Agostinho / UDO, ACD Milharado / Escola de Ciclismo Manuel Martins, Alcobaça CC / Crédito Agrícola, Anipura - G.D.M. Escola Alexandre Ruas, Bairrada, Escola de Ciclismo Bruno Neves, Jorbi – Team José Maria Nicolau, LA Alumínios / SGR Ambiente / CC A. Paio Pires, Maia Formação, Mato-Cheirinhos / Vila-Galé / Etopi, Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense, Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel - S. Pintos / Talho do Povo - Ramalde, Vito - Feirense - Blackjack / SC S. João Ver, Peçamodôvar / Delta-Cafés / Polisport – SC Bike Team / SC Bike Team.

O 30º Grande Prémio do Minho é apadrinhado por quatro ciclistas profissionais minhotos formados em clubes da Associação de Ciclismo do Minho: o famalicense Tiago Machado (Katusha-Alpecin), o vimaranense José Mendes (Burgos BH) e os gémeos e barcelenses José Gonçalves (Katusha-Alpecin) e Domingos Gonçalves (Rádio Popular/Boavista).

Recorde-se que no ano passado, com emoção até ao último metro, Pedro Lopes (Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact) sagrou-se vencedor da 29ª edição do Grande Prémio do Minho. O jovem vimaranense venceu as classificações geral individual (Camisola Amarela – Empiqua) e a de melhor atleta da ACM (Camisola Branca – Força Minho). Diogo Vieira (Tensai/Sambiental/Santa Marta) conquistou a classificação geral dos pontos (Camisola Verde – ControlSafe), o espanhol Abel Álvarez (Bathco) a classificação geral da montanha (Camisola Azul – Arrecadações da Quintã), Afonso Silva (Sporting / Tavira / Formação Eng. Brito da Mana) venceu a classificação da juventude (Camisola Laranja – Cision) e por equipas venceu a Academia Joaquim Agostinho / UDO.

Fonte: ACM

“Agenda de Ciclismo”

Nacional de BMX e GP do Minho em destaque

Por: José Carlos Gomes

A pista de Vila Verde, Figueira da Foz, será palco do Campeonato Nacional de BMX Race, no próximo domingo. Na agenda do próximo fim-de-semana destaca-se ainda o 30.º GP do Minho, prova por etapas para juniores, que decorre entre 6 e 8 de julho, juntando cerca de 160 corredores.

São esperados mais de cem corredores para a disputa do Campeonato Nacional de BMX, num fim-de-semana completo de animação na pista figueirense desta vertente olímpica de ciclismo.

No sábado a pista estará aberta para treinos, a partir das 16h00. No dia seguinte os treinos começam às 9h30, mas as atenções estarão centradas na competição, que arranca às 11h00.

A 30.ª edição do Grande Prémio do Minho vai juntar um pelotão de 160 corredores de nove nacionalidades, entre sexta-feira e domingo. A competição terá um total de 277,7 quilómetros, distribuídos por três etapas, servindo também de preparação para o Campeonato da Europa de Juniores, que se realiza na semana seguinte.

A primeira etapa será antecedida pela inauguração da segunda fase do Centro de Ciclismo do Minho, na freguesia de Souto Santa Maria, Guimarães, às 12h00. Esse será o local de partida para a tirada, às 14h00. O pelotão disputa na jornada inaugural a mais longa etapa da prova, com 97 quilómetros que terminam junto à sede da Associação de Ciclismo do Minho, em Guimarães, cerca das 16h30.

A segunda etapa terá 91,3 quilómetros, partindo da Câmara Municipal de Melgaço, às 14h00, e chegando a Castro Laboreiro, no mesmo concelho, cerca das 16h20. A meta coincide com um prémio de montanha de primeira categoria. A terceira e última viagem está marcada para domingo, tendo 89,4 quilómetros, com partida e chegada na Avenida Barjona de Freitas, Vieira do Minho. O tiro de partida irá soar às 13h00 e o fim da corrida prevê-se para pouco depois das 15h00.

 

Mais eventos oficiais

6 a 8 de julho: Volta à Ilha Terceira, Açores

7 de julho: 32.º Circuito da Maceirinha, Leiria

7 de julho: 3 Horas de Resistência Noturna Por Terras de Salmarim, Castro Marim

8 de julho: 2.º XCO Tesouros do Ave, Póvoa de Lanhoso

8 de julho: II Volta a Boticas em Bicicleta

8 de julho: Granfondo Serra da Estrela, Seia

8 de julho: Campeonato de XCM da Beira Litoral, Arganil

8 de julho: 5.ª Maratona BTT Trilhos das Represas, Carregueira, Chamusca

8 de julho: 1.º Prémio do CC Azeitonense, Azeitão, Setúbal

8 de julho: 28.º Prémio Juvenil Aldeia da Piedade, Setúbal

8 de julho: I Passeio BTT Entre o Rio e a Serra, Mértola

8 de julho: I Troféu da Freguesia de Gomes Aires, Almodôvar

8 de julho: Taça do Algarve de XCO, S. Brás de Alportel

8 de julho: Campeonato da Madeira de Maratona BTT, Fonte do Bispo

10 de julho: Circuito de S. Tomé, Paredes do Bairro, Anadia

Fonte: FPC

“SKY CONFIRMA FROOME NUM ELENCO DE IMPOR RESPEITO”

Britânicos prometem partir ao ataque em França

Por: Lusa

A Sky anunciou esta terça-feira os sete corredores que vão acompanhar Chris Froome na Volta a França, que vai ser disputada entre sábado e 29 de julho, e na qual o britânico procura o seu quinto triunfo.

O polaco Michal Kwiatkowski, campeão do mundo em 2014, e o britânico Geraint Thomas, vencedor da Volta ao Algarve em 2015 e 2016, integram a equipa britânica, num elenco que volta a contar também com Luke Rowe.

Além dos quatro repetentes de 2017, e um dia após a União Ciclista Internacional (UCI) ter ilibado Froome do procedimento disciplinar por doping, a Sky confirmou a presença do colombiano Egan Bernal, vencedor da Volta a França do Futuro de 2017 e que vai estrear-se na Grande Boucle, tal como o italiano Gianni Moscon.

A equipa fica completa com o espanhol Jonathan Castroviejo e com o holandês Wout Poels, o único dos 'eleitos' que colaborou no primeiro triunfo de Froome na Volta a Itália, em maio último.

Froome, de 33 anos, venceu as edições de 2013, 2015, 2016 e 2017 do Tour, a de 2017 da Vuelta e a deste ano do Giro.

Fonte: Record on-line

“ASFIC PERTO DA VITORIA”

A equipa de ciclismo riomaiorense ASFIC – Grupo Parapedra / Dinazoo / Riomagic, deslocou-se ontem,  segunda-feira, 2 de julho, à localidade de Martingança, no concelho de Alcobaça, onde participou em mais uma edição do tradicional circuito de São João Batista, prova composta por 8 voltas, num total de 80 km, e onde participaram mais de 80 ciclistas de diversas equipa e individuais.

A ASFIC  apresentou-se apenas com 7 ciclistas (Rui Rodrigues, Aníbal Santo, Luís Vicente, João Letras, Jorge Letras, Carlos Ochoa e Edgar Oliveira), aos quais se juntou também o atleta do BTT Hélio Videira.  Os ciclistas, João Portela Hugo Feijão, Claudio Paulinho e Fabio leaça, não puderam comparecer por motivos profissionais, em virtude de a prova se realizar a uma segunda-feira.

A corrida teve início às 17h30, com um andamento muito veloz, assinalada por diversos momentos de ataque, com diferentes protagonistas. A ASFIC esteve sempre unida, bastante agitada e ativa no controlo do pelotão. 

A cerca de 2 voltas do fim, a união da ASFIC esteve mesmo em destaque na anulação de uma fuga de 3 atletas.

O Pelotão chegou compacto, com João Letras a atacar muito cedo no sprint para a meta e a perder por escassos centímetros para o vencedor da corrida, que o ultrapassa em cima da linha de meta.

João Letras subiu assim ao 2º lugar do pódio.

É certo que hoje a equipa não venceu, mas os seus atletas presentes mostraram uma enorme raça,  atitude e união, batendo-se com grande combatividade e determinação perante os seus adversários, o que deixa toda a equipa e direção orgulhosa.

A ASFIC Grupo Parapedra/Dinazoo/Riomagic, agradece a todos os seus patrocinadores, e a todos os que de alguma forma os ajudam ou apoiam.

Fonte: ASFIC