sexta-feira, 1 de março de 2019

“Campeões Nacionais de Clubes de Duatlo 2019”

Este ano o Alhandra Sporting Club e o Clube de Natação Torres Novas conquistaram o título de Campeões Nacionais de Clubes de Duatlo, em femininos e masculinos respetivamente. Parabéns aos clubes vencedores e a todos os outros que deram o seu melhor!

Na época de 2019, o Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo foi constituído por duas etapas, menos uma que no ano transato que contou com uma prova em Braga. A primeira realizou-se no VI Duatlo de Rio Maior no dia 2 de fevereiro, enquanto a segunda teve lugar no XI Duatlo de Arronches no dia 23 do mesmo mês.

Com as duas etapas do Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo terminadas, o Alhandra Sporting Club revalidou o título de Campeão Nacional feminino ao vencer as duas provas do campeonato e totalizar 420 pontos.

Rafael Ribeiro, treinador do Alhandra Sporting Club, já tinha realçado a excelente prestação da forte equipa atletas que conseguiu uma excelente prestação nas duas etapas revalidando assim o título do para o seu clube.

Em segundo lugar ficou o Clube de Natação de Torres Novas, com 380 pontos, tendo subido ao segundo lugar do pódio nas duas etapas e o Núcleo do Sporting da Golegã alcançou a terceira posição, lugar que ocupou também nas duas provas do campeonato, somando 360 pontos.

Resultados da competição masculino do Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo

Em masculinos, foi o Clube de Natação de Torres Novas que subiu ao mais elevado lugar no pódio, ocupando a segunda posição em Rio Maior e a primeira em Arronches, totalizando 390 pontos e conquistando o título de Campeão Nacional.

Paulo Antunes, treinador do Torres Novas, reforçou aquilo que já tinha afirmado, «que apesar de os duatlos não serem prioritários, com uma boa equipa os resultados surgem naturalmente, pelo que obviamente que os objetivos passam por obter coletivamente a melhor classificação possível». Sendo essa a meta a alcançar o mesmo treinador declara que «que é muito bom conquistar este título com a equipa mais nova do circuito nacional».

Na segunda posição ficou o Estoril Praia Credibom, que venceu a primeira etapa em Rio Maior e alcançou o segundo lugar em Arronches totalizando 390 pontos.

O OutSystems Olímpico de Oeiras alcançou a terceira posição com 380 pontos, posição que ocupou também nas duas provas do campeonato.


Resultados Campeonato Nacional Clubes de Duatlo (femininos)

Apesar do esforço, não se conseguiu completar o pódio com as três equipas femininas, faltando aqui o Núcleo do Sporting da Golegã

1º lugar Alhandra Sporting Club

Etapa 1 Rio Maior: 210 pontos

Etapa 2 Arronches: 210 pontos

Total: 420 pontos

2º lugar Clube de Natação de Torres Novas

Etapa 1 Rio Maior: 190 pontos

Etapa 2 Arronches: 190 pontos

Total: 380 pontos

3º lugar Núcleo do Sporting da Golegã

Etapa 1: Rio Maior 180

Etapa 2: Arronches 180

Total: 360 pontos


Resultados do Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo (masculinos)

1º lugar Clube de Natação Torres Novas

Etapa 1 Rio Maior: 180 pontos

Etapa 2 Arronches: 210 pontos

Total: 390 pontos

2º lugar Estoril Praia Credibom

Etapa 1 Rio Maior: 210 pontos

Etapa 2 Arronches: 180 pontos

Total: 390 pontos

3º lugar OutsSystems Olímpico de Oeiras

Etapa 1: Rio Maior 190

Etapa 2: Arronches 190

Total: 380 pontos

Em 2018, Estoril Praia Triatlo conquistou o título de Campeão Nacional de Clubes de Duatlo na prova masculina, com o OutSystems Olímpico de Oeiras a conquistar a segunda posição e o Alhandra Sporting Club a ficar no terceiro lugar. Na competição feminina foi o Alhandra Sporting Club que conquistou o primeiro lugar no pódio, seguido do Sporting Clube de Portugal que ocupou o segundo lugar e o Alhandra Sporting Club que ficou na terceira posição.

Fonte: FTP

“Primoz Roglic vence etapa e reforça liderança na Volta aos Emirados Árabes Unidos”

Rui Costa foi 9.º na tirada de hoje

Por: Lusa

Foto: EPA

O esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) venceu esta sexta-feira a sexta etapa da Volta aos Emirados Árabes Unidos, reforçando a liderança da classificação geral individual na subida à montanha de Jebel Jais.

Roglic, de 29 anos, cumpriu os 180 quilómetros entre Ajman e o cimo de Jebel Jais em 4:15.39 horas, batendo sobre a meta o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), segundo com o mesmo tempo, e o francês David Gaudu (Groupama-FDJ), terceiro.

Na geral, o esloveno, que lidera desde o contrarrelógio por equipas do primeiro dia, tem agora 31 segundos de vantagem sobre o campeão do mundo de fundo, o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), segundo, que sofreu uma queda, sem consequências nos primeiros quilómetros, e 44 segundos em relação a Gaudu.

O português Rui Costa (UAE Emirates) foi hoje nono classificado, terminando no grupo de nove ciclistas que cruzaram a meta com o mesmo tempo do vencedor, e subiu ao 17.º lugar da geral, agora a 2.30 minutos de Roglic.

Nelson Oliveira (Movistar) foi 74.º na tirada, a mais de 12 minutos do vencedor, e caiu um lugar na geral, para o 69.º posto.

No sábado, a sétima e última etapa tem 145 quilómetros e parte de um parque de 'safari' no Dubai e termina junto a um centro comercial na mesma cidade, numa etapa para os 'sprinters' que deve confirmar o triunfo de Roglic.

Fonte: Record on-line

“Ivo Oliveira fora das medalhas na perseguição dos Mundiais de ciclismo de pista”

Depois de ter conquistado a prata na edição anterior dos Mundiais e nos últimos Europeus

Por: Lusa

O português Ivo Oliveira, vice-campeão do mundo, ficou esta sexta-feira fora da luta das medalhas da prova de perseguição individual dos Mundiais de ciclismo de pista, em Pruszków, Polónia, fazendo o sexto melhor tempo na qualificação.

Depois de ter conquistado a prata na edição anterior dos Mundiais e nos últimos Europeus, o ciclista luso ficou aquém do esperado e registou um tempo de 4.14,127 minutos, melhor do que o registo na final europeia de 2018, mas fora das medalhas.

Na especialidade de perseguição individual, que saiu do quadro dos Jogos Olímpicos em 2012, dois ciclistas partem ao mesmo tempo, em pontos opostos da pista, e tentam apanhar o outro ou estabelecer o melhor tempo ao longo de quatro quilómetros.

A disputa pela medalha de ouro vai opor o italiano Filippo Ganna, que defende o título depois de registar o segundo melhor tempo de sempre, com 4.07,456, a 194 milésimas do recorde do mundo, e o alemão Domenic Weinstein, campeão europeu, que fez a terceira melhor marca mundial, com 4.09,091.

Ainda hoje, a portuguesa Maria Martins compete na modalidade de omnium, especialidade em que João Matias representa Portugal no quadro masculino, no sábado, antes de os irmãos Ivo e Rui Oliveira correrem o madison, no domingo.

Fonte: Record on-line

“Partida Ribatejana na Volta a Portugal Santander”

Vinte e seis anos depois, a Volta a Portugal em Bicicleta regressa à cidade de Santarém e consequentemente a uma região que proporcionou à história do ciclismo português alguns dos seus maiores ídolos.

Santarém será palco da Partida da 3ª etapa da 81ª Volta a Portugal Santander, no dia 3 de agosto, sábado, passando o percurso da etapa pelos municípios ribatejanos de Almeirim, Alpiarça, Chamusca e Golegã que integram a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo. Também é parceira desta iniciativa a Entidade Regional de Turismo do Ribatejo/Alentejo.

Para o presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Gonçalves, é com orgulho e entusiasmo que o Município de Santarém volta a associar-se à prova rainha do ciclismo português. “Ser parte integrante deste evento de relevância internacional, é para todos os Scalabitanos uma honra.

Nesta 81ª Volta a Portugal em Bicicleta, Santarém será o ponto de partida para uma etapa que terá como fundo as belas paisagens da lezíria do Tejo e dos Municípios que prontamente se mostraram disponíveis para abraçar este projeto: Almeirim, Alpiarça, Chamusca e Golegã.

O Ribatejo é um território de excelência e tradição no ciclismo nacional, pelo que voltar a poder assistir à partida de uma etapa da Volta, é um marco importantíssimo para a região, reforçando indubitavelmente a nossa identidade territorial.”

Desde 1992 que Santarém não surgia no itinerário da maior competição velocipédica nacional. Nesse ano, a cidade, Capital de Distrito, viu chegar uma etapa de quase 200 quilómetros proveniente de Aveiro e ganha por Manuel Abreu (Tensai). No dia seguinte a Volta partiu de Santarém em direção a Lisboa.

No histórico da Volta a Portugal, a cidade santarena tem um registo de nove chegadas de etapa e sete partidas. O ano de 1933 surge como a primeira data de Santarém no itinerário da prova. Foi nesse tempo e nessa década que se viveram momentos épicos de dois amigos ribatejanos, Alfredo Trindade e José Maria Nicolau, que através do ciclismo projetaram a rivalidade entre Benfica e Sporting para todo o país.

Fonte: Podium

“MELGAÇO E GALIZA PLANEIAM A CRIAÇÃO DO TROFÉU MINHO – GALAICO”

Uma aposta no ciclismo

Por: Sara Pereira

A empresa municipal Melsport - Melgaço, Desporto e Lazer, E.M., a Associação de Ciclismo do Minho (ACM) e a Federação Galega de Ciclismo (FGC), reuniram em Melgaço para definir estratégias de promoção do ciclismo e do desporto na zona Minho e da Galiza. Um dos objetivos é a criação do Troféu Minho – Galaico, referente a algumas vertentes de ciclismo, nomeadamente o ciclocrosse, modalidade que se encontra bastante enraizada na Galiza.

As entidades pretendem promover, conjuntamente, eventos e provas de ciclismo pontuáveis para as duas Federações. Neste contexto, está em cima da mesa a criação do troféu Minho – Galaico para algumas vertentes de ciclismo, nomeadamente o ciclocrosse, modalidade que se encontra bastante enraizada na Galiza. O V XCO Vila de Melgaço, a 5 de maio, será o primeiro evento de ciclismo que contará com a presença de escolas de BTT da vizinha Galiza, em virtude da reunião realizada. Em análise esteve também a concertação de calendários dos eventos na zona do Minho e da Galiza, com o propósito de não prejudicar o sucesso de cada um e de promover a participação de atletas portugueses em eventos realizados na Galiza e vice-versa.

“O desporto é uma alavanca de desenvolvimento da economia local e é este caminho que queremos potenciar. Melgaço já é uma referência para a prática de desportos de aventura e de deporto com cariz competitivo e/ou de lazer! É nossa intenção continuar a apostar no desporto. Assim, em 2019 reforçamos a aposta nas provas de ciclismo de estrada, com o acolhimento das competições mais importantes no panorama nacional”, afirma José Adriano Lima, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Melgaço.

Melgaço tem vindo a promover eventos desportivos de referência, a nível regional, nacional e internacional, atraindo atletas de vários pontos do País, mas também de Espanha. “Este sucesso muito se deve ao seu “braço armado” para o desporto que é a empresa municipal Melsport, EM., a qual tem ao seu dispor equipas de trabalho qualificadas que se envolvem nos diferentes projetos desportivos e que nos permitem a todos alcançar o sucesso”, realça o José Adriano Lima, também Presidente da Melsport.

Na reunião de trabalho estiveram presentes os responsáveis das três entidades, nomeadamente: José Adriano Lima, no título de Presidente da Melsport, Igor Moreira e Jorge Domingues, Técnicos da empresa municipal, José Luís Ribeiro, Presidente da ACM, Nuno Lopes, Secretário Técnico da ACM, Juan Carlos Muñiz, Presidente da Federación Galega de Ciclismo (FGC) e Guillermo Sande, Técnico da Federação.

 

ASSOCIAÇÃO DE CICLISMO DO MINHO ATRIBUIU TÍTULO DE SÓCIA HONORÁRIA À CÂMARA MUNICIPAL DE MELGAÇO

A ACM considera que Melgaço Tem condições de excelência para a prática do ciclismo e para acolher e organizar grandes eventos. É neste âmbito que se têm renovado parcerias de sucesso entre o Município, a ACM e a Melsport. Uma aposta que contribui não apenas para a promoção de Melgaço e desenvolvimento da economia local, mas, sobretudo, estimula a prática desportiva, nomeadamente do ciclismo.

Recorde-se que Melgaço recebe em 2019 os Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada das categorias de Elites e Sub 23, assim como o Grande Prémio do Minho e provas da Taça de Portugal e do Campeonato do Minho de BTT Maratonas, Ciclocrosse e Cross Country Olímpico.

Os eventos:

          Taça de Portugal de Ciclocrosse: 20 de janeiro

          IV Maratona de BTT de Melgaço Ukubo, pontuável para a Taça de Portugal: 17 de março

          V BTT XCO de Melgaço, integrado no Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech: 5 de maio

          Campeonatos Nacionais de Elites e Sub 23: de 27 a 30 de junho

          Grande Prémio do Minho (juniores): de 26 a 28 de julho

 

Fonte: Câmara Municipal Melgaço