domingo, 22 de janeiro de 2017

“W52-FC Porto apresenta-se aos sócios com três reforços”

Amaro Antunes (ex-LA Antarte), Jacobo Ucha (ex-Rádio Popular-Boavista) e Tiago Ferreira (ex-Liberty) são as caras novas

Por: Fábio Lima

Foto: Move Notícias

Amaro Antunes (ex-LA Antarte), Jacobo Ucha (ex-Rádio Popular-Boavista) e Tiago Ferreira (ex-Liberty) são as caras novas no plantel da W52-FC Porto, que este sábado se apresentou aos sócios no intervalo do jogo de futebol entre o FC Porto e o Rio Ave.
Rui Vinhas, vencedor da Volta a Portugal de 2016, e o galego Gustavo Veloso, bicampeão da prova, continuam a ser as principais referências. 

António Carvalho, Ángel Sanchez Rebollido, Daniel Freitas, João Rodrigues, Joaquim Silva, Juan Ignacio Pérez, Raúl Alarcón e Samuel Caldeira completam a equipa orientada por Nuno Ribeiro.
Fonte: Record on-line

“Tour Down Under: Ruben Guerreiro termina em 18.º na consagração de Richie Porte”

Caleb Ewan venceu última etapa

Por: Lusa

Foto: EPA

O português Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) terminou este domingo no 18.º lugar Tour Down Under, que terminou, em Adelaide, com o triunfo final do australiano Richie Porte (BMC).
O também australiano Caleb Ewan (Orica-Scott) conquistou o seu quatro triunfo em etapas da prova, impondo-se aos sprint, em 01:55.28 horas, ao eslovaco Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) e ao esloveno Marko Kump (UAE Abu Dhabi), que terminaram com o mesmo tempo.

Guerreiro, Tiago Machado e José Gonçalves, ambos da Katusha-Alpecin, também não perderam tempo para o vencedor, ao chegarem nas 30.º, 66.ª e 81.ª posições, respetivamente.
Na classificação geral, Porte, depois dos segundos lugares em 2015 e 2016, venceu com uma vantagem de 48 segundos sobre o colombiano Esteban Chaves (Orica-Scott), enquanto os seus compatriotas Jay McCarthy (Bora-Hansgrohe) e Nathan Hass (Dimension Data) ficaram a 51 segundo, repartindo o terceiro posto.
Os portugueses em prova mantiveram as posições da véspera, tendo o 18.º lugar final de Rúben Guerreiro valido o terceiro posto na classificação da juventude, conquistada pelo colombiano Jhonatan Restrepo (Katusha-Alpecin). Gonçalves concluiu a prova no 30.º lugar e Machado no 58.º.

Fonte: Record on-line

“Volta ao Qatar regressa em 2018”

Prova não se realiza este ano por falta de apoios

Por: Lusa

Foto: Getty Images

A Volta ao Qatar, que este ano foi cancelada por falta de apoios, vai regressar em 2018, assegurou este domingo o presidente da Federação de ciclismo do Qatar.
"A Federação vai organizar provas internacionais na próxima temporada, sendo a mais importante a Volta ao Qatar", disse hoje o novo presidente da entidade, Mohammed Al-Kuwari, aos meios de comunicação locais.

Em dezembro, a União Ciclista Internacional informou que a edição de 2017 da prova não se iria realizar por falta de apoios, um anúncio feito algumas semanas depois de os Mundiais de Estrada, que tiveram lugar em Doha, terem sido fortemente criticados pela falta de público.
A primeira edição da Volta ao Qatar aconteceu em 2002, com a prova a ser ganha por nomes emblemáticos do pelotão como o belga Tom Boonen ou o britânico Mark Cavendish.

 

Fonte: Record on-line

“Albergaria ganha asas em época de estreia”

LA-Metalusa-Blackjack aponta à Volta a Portugal

Por: Ana Paula Marques

Foto: Hugo Monteiro

Albergaria-a-Velha viveu ontem um dia de festa com a apresentação da equipa da terra, a LA Alumínios Metalusa Blackjack, cerimónia que terminou com um concerto da banda Anjos, cujos elementos principais, os irmãos Sérgio e Nelson, são grandes fãs de ciclismo, onde têm, de resto, muitos amigos. A ‘nova’ formação do pelotão nacional, que substitui a LA-Antarte e cujo patrocinador principal é o mesmo, a empresa de Luís Almeida, mantém a ambição da sua antecessora, a Volta a Portugal.

E nada melhor que apostar num filho da terra para chegar ao triunfo. "Estou aqui para ajudar a equipa em tudo o que me for pedido e tenho como maior sonho vencer a Volta a Portugal", confessou Edgar Pinto, que, aos 31 anos, está de regresso ao pelotão nacional, após algumas épocas a correr no estrangeiro, na Skydive Dubai. César Fonte, Hugo Sancho e Luís Afonso são as outras referências da equipa, sendo que o restante plantel é composto por dois espanhóis, Samuel Blanco e António Angula, e por dois jovens portugueses, João Matias e Zulmiro Magalhães.

Para além do ciclismo tradicional, a formação de Albergaria conta com uma secção de paraciclismo, com Telmo Pinão e Carlos Santos. O primeiro esteve nos Jogos do Rio’2016 e exerce ainda funções de marketing e comunicação.

Fonte: Record on-line

“LA Alumínios-Metalusa aponta à Volta a Portugal”

Por: Lusa

Foto: Hugo Monteiro

A nova equipa de ciclismo LA Alumínios-Metalusa apresentou-se este sábado com a ambição de vencer a Volta a Portugal, tendo como chefe de fila Edgar Pinto, que está de regresso ao pelotão nacional.
Na apresentação da equipa à comunicação social, em Albergaria-a-Velha, o diretor desportivo da formação que vem substituir a extinta LA Alumínios-Antarte, José Augusto Silva, disse que o principal objetivo é "estar na disputa de todas as provas".

"Temos argumentos para poder discutir todas as corridas que vamos disputar. A grande aposta é a Volta a Portugal, porque é a menina dos olhos do ciclismo português. Naturalmente que aí vamos fazer tudo para estar bem", disse José Augusto Silva.
Os grandes trunfos da equipa, como sublinhou aquele responsável, são César Fonte e Edgar Pinto, que regressa a Portugal depois de ter estado nas duas últimas épocas ao serviço de uma equipa do médio oriente.
"Penso que estes dois ciclistas podem estar na discussão da Volta a Portugal, se não tiverem imprevistos de maior durante a época", disse José Augusto Silva.
Edgar Pinto, que já soma um quarto lugar na Volta a Portugal e na sua última participação ganhou a etapa da Senhora da Graça, assume-se como candidato à vitória na principal competição portuguesa.
"Claro que não sou o único a querer a vitória. Vou ter grandes candidatos, mas vou trabalhar nesse sentido para descobrir a vitória", disse o ciclista natural de Albergaria-a-Velha.
Quanto à sua nova equipa, Edgar Pinto diz que espera que este seja "um projeto para durar".
"É um projeto em que está inserida a minha família e a minha terra e só assim poderia voltar. Temos homens com vontade e que estavam um pouco apagados em outras equipas e penso que aqui vão brilhar", afirmou o ciclista.
Além de Edgar Pinto (ex-Skydive Dubai) e César Fonte (ex-Rádio Popular-Boavista), a equipa da LA Alumínios-Metalusa-Blackjack conta com Hugo Sancho e Luís Afonso (ex-LA Alumínios-Antarte), João Matias (ex-Supermercados Froiz), Zulmiro Magalhães (ex-Liberty Seguros-Carglass) e os espanhóis Samuel Blanco Prol (ex-Rías Baixas) e Chavita Angulo (ex-Gomur Liébana).
A estreia da equipa vai decorrer na prova de abertura do calendário nacional de estrada, marcada para o dia 05 de fevereiro, mas os primeiros grandes desafios serão a Volta ao Algarve (15 a 19 de fevereiro) e logo a seguir a Volta ao Alentejo (22 a 26 de fevereiro).
Além das provas em Portugal, a formação de Albergaria-a-Velha tem presenças asseguradas na Volta a Castilla e Léon e na Volta às Astúrias (Espanha), estando ainda em aberto a possibilidade de participar na Volta a Chihuahua (México), na Volta a Marrocos e numa prova em França.
A equipa conta também com uma vertente de paraciclismo, tendo contratado Telmo Pinão, que foi 12.º no contrarrelógio dos Jogos Paralímpicos Rio2016.

Fonte: Record on-line

“Critérios de Pista”

Critério Bento Pessoa e Critério Alves Barbosa! Vertente pista, Velódromo de Sangalhos, foram onde a equipa Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense, consegue nas 4 provas 4 pódios. Critério Bento Pessoa Primeira prova oficial do calendário de pista 2017 e estreia em competição da equipa Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense! Cinco atletas representaram a nossa formação, foram eles: Wilson Esperança, Bruno Martins e Francisco Guerreiro, Hugo Faustino, Francisco Duarte. Primeira prova foi coletiva (perseguição por equipas) onde alcançamos o 2º posto no final, depois de termos conseguido o melhor tempo na qualificação. 

A segunda prova (corrida por pontos), foi a primeira corrida individual da época, começamos da melhor maneira possível com vitória através de Wilson Esperança! 

Já no Critério Alves Barbosa a equipa consegue um 3° lugar por intermédio de Francisco Duarte e 5° Wilson Esperança, na disciplina (corrida por pontos). Para além desta disciplina, houve também Perseguição por Equipas! Numa primeira ronda (eliminatória) a nossa equipa obteve o melhor tempo,

 Qualificando-se assim para a final, onde acabamos por melhorar a nossa melhor marca e assim obter o 1° lugar por intermédio Wilson Esperança, Francisco Duarte, Francisco Guerreiro e Bruno Martins. Após um início bastante positivo esperamos que este seja um bom presságio para a época desportiva 2017. Todos os nossos resultados obtidos por esta equipa nunca seriam possíveis sem o incondicional apoio dos nossos patrocinadores que tornam com que tudo seja possível! 

Próximo fim-de-semana 28 e 29 irá se realizar os Campeonatos Nacionais de Pista onde a nossa equipa irá estar presente.

Fonte: Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense

 

“Taça de Portugal de Ciclocrosse”

Roberto Ferreira e Ana Vigário conquistam Taça em Melgaço

Roberto Ferreira e Ana Rita Vigário (Maiatos/Reabnorte) venceram hoje, em Melgaço, a última etapa da Taça de Portugal de Ciclocrosse, resultado que lhes permitiu a conquista do troféu na categoria de elite.

A corrida masculina foi de grande intensidade e equilíbrio. Roberto Ferreira, o campeão nacional, Ricardo Marinheiro, e José Dias levaram a batalha para o risco de meta. Roberto Ferreira foi o mais lesto, embora com o mesmo tempo de Marinheiro. José Dias gastou mais 4 segundos.

A vitória de Roberto Ferreira valeu-lhe a conquista da Taça de Portugal. Terminou a época com 200 pontos, mais 25 do que Vítor Santos e mais 40 do que Mário Costa, que liderava, mas faltou à última prova, devido a compromissos com a equipa espanhola que vai representar em 2017.

Ana Rita Vigário foi superior a toda a concorrência na prova deste domingo, deixando a segunda classificada, Daniela Pereira (Saertex Portugal/Edaetech), a 34 segundos, e a terceira, Ana Vale, a 3m10s. A vitória na etapa minhota da Taça garantiu à corredora gondomarense a conquista da Taça de Portugal, ultrapassando a ausente Joana Monteiro, que, apesar de ausente nas duas últimas provas, terminou o troféu no segundo posto.

A Taça de Portugal de sub-23 feminina decidiu-se, praticamente, ao sprint. Raquel Queirós e Marta Branco chegaram a Melgaço com os mesmos pontos e disputaram a corrida deste domingo taco a taco. Raquel Queirós venceu e Marta Branco gastou mais 3 segundos. Foi esta escassa diferença que garantiu a conquista da Taça por Raquel Queirós.

O júnior Carlos Salgueiro (Maiatos/Reabnorte) chegou ao Alto Minho com a Taça garantida. Não fez a dobradinha, pois foi batido por Pedro Costa na etapa.

O galego Mario Lorenzo (CC O Rosal) foi a Melgaço triunfar na prova deste domingo, nada que impedisse a vitória do ausente Tiago Sousa (ASC/Focus Team/Vila do Conde) na geral. Ana Santos (ASC/Focus Team/Vila do Conde) foi a melhor cadete na etapa e também na Taça de Portugal.

Manuel Lopes foi o melhor master 30 neste domingo, mas Rúben Nunes (ASC/Focus Team/Vila do Conde) impôs-se na geral. Marco González (MMR Bikes) ganhou a etapa em master 40, mas António Sousa (Maiatos/Reabnorte) impôs-se na geral. Em master 50, também houve triunfo espanhol em Melgaço, através de Antonio Garrido (CC Salvaterra de Miño), e luso na geral, por intermédio de Rodolfo Lopes. A prova de masters femininas foi mais empolgante. Raquel Marques (ASC/Focus Team/Vila do Conde) ergueu os braços na prova de hoje e ultrapassou Marina Leitão nas contas finais da Taça.

João Cruz (ASC/Focus Team/Vila do Conde) ganhou a corrida de juvenis não pontuável para a Taça de Portugal.~

Fonte: FPC