segunda-feira, 20 de março de 2017

“Cross Country Olímpico”

Porto de Ave acolhe o Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros

Disputa-se no dia 26 de março o 1º BTT XCO Tesouros do Ave, segunda prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros que decorrerá em Porto de Ave (Póvoa de Lanhoso). A iniciativa integrará provas para todas as categorias de competição (incluindo escolas e paraciclismo) e para não federados (promoção).

Organizado em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho e pela AETAD - Eventos Tesouros do Ave, o 1º BTT XCO Tesouros do Ave será disputado no circuito de Cross Country Olímpico de Porto de Ave - Póvoa de Lanhoso.

O programa do 1º BTT XCO Tesouros do Ave começará com um período para treinos entre as 10 e as 12h00, realizando-se a partir dessa hora as atividades para pupilos, benjamins e iniciados. Pelas 14 horas começará a prova para infantis, juvenis, cadetes, femininos (sub 23/elites e master), paraciclismo e promoção e às 15h30 a corrida de juniores, elites/sub 23 e masters. A cerimónia protocolar está prevista para as 17h30. A participação na prova é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção (custo de inscrição inclui seguro de acidentes pessoais). O secretariado para confirmação de inscrições abrirá às 10 horas e as inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 1º BTT XCO Tesouros do Ave tem o apoio da Câmara Municipal de Póvoa de Lanhoso, Junta de Freguesia de Taíde, Real Confraria de Nossa Senhora de Porto de Ave, Federação Portuguesa de Ciclismo, MAPFRE | Seguros, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Arrecadações da Quintã, POPP Design, Salvaggio, AFAcycles, Bike Magazine (revista oficial) e do comércio e industria local.

Recorde-se que Porto de Ave acolheu em 2014 o Campeonato Nacional de BTT XCO que consagrou David Rosa e Joana Barbosa como Campeões Nacionais de elites, assim como o 1º XCO - Marino Fonseca que foi disputado no mesmo circuito. As competições de Cross Country Olímpico regressam agora a Porto de Ave com o 1º BTT XCO Tesouros do Ave pontuável para o Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros. Na primeira prova do Campeonato do Minho de 2017, disputada em Fragoso (Barcelos), Fábio Ribeiro e Susana Santos venceram em elites enquanto André Terroso e Jéssica Costa em juniores, Rúben Nunes em masters 30, Monserrat Alonso em masters femininas, António Sousa em masters 40, António Silva em masters 50, Tiago Sousa e Ana Santos em cadetes, João Cruz e Mariana Líbano em juvenis, João Martins e Beatriz Silva em infantis, Rui Sabino e Luísa Erlhagen em iniciados, Diogo Maia e Leonor Silva em pupilos-benjamins e Nuno Louro em promoção. Coletivamente triunfaram a ASC / Focus Team / Vila do Conde (competição) e a Escola BTT Matosinhos (escolas).

Fonte: ACM

“Davide Cimolai é o primeiro líder da Volta à Catalunha”

Italiano cumpriu a tirada em pouco mais de 4 horas

Por: Lusa

Foto: Davide Cimolai facebook

O ciclista italiano Davide Cimolai (FDJ) impôs-se esta segunda-feira ao sprint na primeira etapa da Volta à Catalunha, vestindo a primeira camisola de líder da prova espanhola.
Vencedor da penúltima etapa no ano passado, Cimolai repetiu o feito no final dos 178,9 quilómetros, com início e final em Calella, batendo num emocionante mano a mano o francês Nacer Bouhanni (Cofidis), com o italiano Kristian Sbaragli (Dimension Data) a ser terceiro.
O italiano foi o primeiro do pelotão, que, na sua totalidade, cumpriu a tirada em 4:28.21 horas. Assim, com o mesmo tempo do vencedor chegaram Ricardo Vilela (Manzana Postobón), Nelson Oliveira (Movistar), Tiago Machado (Katusha), José Gonçalves (Katusha) e José Mendes (Bora-hansgrohe).
Graças às bonificações, Cimolai tem quatro segundos de vantagem na geral sobre Bouhanni, com Sbaragli a ocupar a terceira posição, a seis segundos.
Vilela é o melhor português, no 54.º lugar, com Oliveira (68.º), Machado (83.º), Gonçalves (124.º) e Mendes (132.º) todos a dez segundos do italiano.
Na terça-feira, a segunda etapa vai fazer as primeiras grandes diferenças na geral, uma vez que a Volta a Catalunha propõe um contrarrelógio por equipas anormalmente longo, de 41,3 quilómetros, com início e final em Banyoles.

Fonte: Record on-line

“Sport Lisboa e Benfica e Sporting Clube de Portugal triunfantes em Altura”

O Triatlo de Altura marcou mais um fim-de-semana preenchido de emoção e competitividade que trouxe à região algarvia mais de três centenas de triatletas de todas as zonas do país. O Sporting Clube de Portugal e o Sport Lisboa e Benfica foram os grandes vencedores da etapa inaugural da Taça de Portugal de Triatlo e o Sport Lisboa e Benfica sagrou-se Campeão Nacional de Clubes de Estafetas Mistas.

Sábado, 18, foi dia de disputar a primeira etapa da Taça de Portugal de Triatlo. Uma prova que ficou marcada pela presença dos Olímpicos João Pereira e Miguel Arraiolos e que reuniu uma grande camada humana na zona marítima de Altura.

Com duas partidas distintas as senhoras foram as primeiras a enfrentar o mar do Algarve. Helena Carvalho, Sporting Clube de Portugal, provou mais uma vez as suas excelentes capacidades enquanto nadadora e liderou os 750m de natação que compuseram o primeiro segmento da prova. Ao longo do percurso de ciclismo formou-se um grupo na liderança da competição composto pelas principais candidatas à vitória. Grupo que surgia encabeçado por intermédio de Melanie Santos, Sport Lisboa e Benfica, que se apresentava com favoritismo ao triunfo na etapa. A internacional portuguesa cumpriu o melhor parcial na corrida e venceu a competição com uma vantagem confortável sobre a concorrência. A britânica Hannah Kitchen foi segunda classificada e a jovem cadete Gabriela Ribeiro, Alhandra Sporting Club, conseguiu um excelente terceiro lugar.

Nos homens não seriam expectáveis muitas surpresas e o principal candidato à vitória surgia por intermédio do quinto classificado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, João Pereira. Contudo, a prova ficou marcada pelo intenso nível competitivo que se fez sentir ao longo do dia. Desde os momentos inicias da prova, durante o segmento de natação, e ao longo de todo o percurso de ciclismo e de corrida, numerosos grupos de triatletas percorreram as estradas e ruas de Altura a grandes velocidades. João Pereira foi mesmo o primeiro a cortar a meta final e Miguel Arraiolos, colega de equipa no Sport Lisboa e Benfica e igualmente Olímpico no Rio, foi segundo classificado. O pódio masculino foi encerrado por intermédio de Duarte Brás, Outsystems Olímpico de Oeiras.

Em termos coletivos a vitória da primeira etapa da Taça de Portugal de Triatlo foi conquistada pelo Sporting Clube de Portugal, em femininos, e pelo Sport Lisboa e Benfica, em masculinos. As duas formações assumem, de agora em diante, a liderança provisória na mítica competição Nacional até, pelo menos, a disputa da segunda etapa. Na competição feminina o Alhandra Sporting Club foi segundo e o Outsystems Olímpico de Oeiras terceiro. Os mesmos clubes ocuparam o pódio masculino, ainda que de forma inversa. O Outsystems Olímpico de Oeiras alcançou o segundo lugar e o Alhandra Sporting Club completou o pódio masculino na terceira posição.

No mesmo dia existiu oportunidade para a realização de uma prova aberta, destinada a todos os interessados em participar. A competição composta por uma prova de triatlo, disputada ao longo de 300m de natação, 8km de ciclismo e 2km de corrida foi vencida por Alexandre Montez, Rio Maior Triatlo, e por Rita Coelho.

Hoje, 19, foi dia de atribuir o primeiro título coletivo da época. Com a disputa do Campeonato Nacional de Clubes de Estafetas Mistas as formações reuniram-se na praia de Altura com as táticas e o espírito competitivo alinhados. As equipas compostas por quatro elementos, dois de cada género, que percorreram, entre si, vagas de 300m de natação, 8km de ciclismo e 2km de corrida, marcaram um evento dinâmico que procurou enaltecer o espírito coletivo. O Sport Lisboa e Benfica foi a formação vitoriosa da manhã e conquistou o título de Campeão Nacional de Clubes de Estafetas Mistas. Apurando-se, desta forma, para o Campeonato Europeu de Clubes, caso o mesmo tenha lugar na presente temporada. A prova ficou ainda marcada pela presença de Vanessa Fernandes, que assinalou desta forma o retorno à nossa modalidade.

A luta pelo pódio na competição bateu-se fortemente entre três formações. Outsystems Olímpico de Oeiras, Sporting Clube de Portugal e Alhandra Sporting Club procuraram um lugar nos três primeiros e protagonizaram excelentes momentos competitivos. No final da prova o Outsystems Olímpico de Oeiras alcançou o segundo lugar e o Sporting Clube de Portugal encerrou o pódio na terceira posição.

O Triatlo de Altura foi um evento organizado pela Câmara Municipal de Castro Marim e pela Federação de Triatlo de Portugal onde, alegremente, observamos a família do Triatlo reunida para mais um fim-de-semana preenchido de competições e de harmonia.

Fonte: FTP

“Taça de Portugal e Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma”

David Vaz e Celina Carpinteiro venceram a 2ª Maratona BTT de Melgaço

David Vaz (Gnauk/King Gates/Blisq Creative) e Celina Carpinteiro (BTT Loulé/BPI/Elevis) ganharam a 2ª Maratona BTT de Melgaço, primeira etapa da Taça Cyclin´ Portugal e terceira prova do Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma.

Começando e terminando no Largo Hermenegildo Solheiro, a 2º Maratona BTT de Melgaço decorreu por trilhos e caminhos rurais de Melgaço, numa organização conjunta da Melsport - Melgaço, Desporto e Lazer E.M., Associação de Ciclismo do Minho e Federação Portuguesa de Ciclismo do Minho.

Mais de 600 betetista participaram na Maratona BTT de Melgaço que, além do êxito organizativo e desportivo, surpreendeu os participantes pelo percurso de rara beleza.

David Vaz completou os 90 quilómetros da prova masculina em 3h47m33s, cortando a meta isolado, depois de liderar em solitário grande parte da prova. O segundo classificado foi Renato Ferreira (Vasconha BTT Vouzela), a 1m44s. Davide Machado (BTT Seia) fechou o pódio, a 1m46s do vencedor.

Celina Carpinteiro não deu hipótese na corrida feminina de 67,5 quilómetros. Completou a distância em 3h38m51s, menos 46 segundos do que a colega de equipa Charlotte Davies. A terceira, a 2m59s, foi Flávia Lopes (Vasconha BTT Vouzela).

Nelson Sousa (Batotas/Ponte de Lima) triunfou em masters 30, Javier Busto (Extol/La Gramola Team) adiantou-se à concorrência em masters 35, Manuel Golmar (Extol/La Gramola Team) ganhou em masters 40, José Rosa (Ser e Parecer Pro Bike Team) sobressaiu em masters 45, Reinaldo Luís (ProRebordosa/Oforsep/RJ Group) ergueu os braços em masters 50, Vítor Graça (Ass. 20 Km Almeirim/Restaurante O Forno) venceu em masters 55.

Entre as veteranas destacaram-se a master 30 Ângela Fernandes (BTT Seia) e a master 40 Elisete Sousa (BTT Loulé/BPI/Elevis).

Tiago Craveiro foi o primeiro a cortar a meta entre os paraciclistas de classe D, enquanto Gil Pereira (CCR Moreira Cónegos/Confeções Cruzeiro) foi o melhor paraciclista de classe C.

A 2ª Maratona BTT Melgaço contou com o apoio, entre outros, das seguintes entidades: Câmara Municipal de Melgaço, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe e Ciclismo a Fundo (revista oficial), .

Pretendendo assumir-se como um evento de referência que contribua para a promoção da prática desportiva e que corresponda ao crescente interesse por atividades de BTT, a Maratona visou igualmente potenciar a marca Melgaço e tudo o que a referida aporta a vários níveis, como a gastronomia, cultura, história, costumes, desporto de Natureza entre outros.

O Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma prossegue com a 3ª Maratona BTT de Paredes de Coura (4 de junho, Paredes de Coura) e a 4ª Maratona BTT - Berço do Alvarinho (8 de outubro, Monção).

Fonte: ACM

“Taça Cyclin’Portugal XCM”

David Vaz e Celina Carpinteiro vencem em Melgaço

David Vaz (Gnauk/King Gates/Blisq Creative) e Celina Carpinteiro (BTT Loulé/BPI/Elevis) ganharam hoje a Maratona BTT (XCM) de Melgaço, primeira prova pontuável para a Taça Cyclin’Portugal de XCM.

David Vaz completou os 90 quilómetros da prova masculina em 3h47m33s, cortando a meta isolado, depois de liderar em solitário grande parte da prova. O segundo classificado foi Renato Ferreira (Vasconha BTT Vouzela), a 1m44s. Davide Machado (BTT Seia) fechou o pódio, a 1m46s do vencedor.

Celina Carpinteiro não deu hipótese na corrida feminina de 67,5 quilómetros. Completou a distância em 3h38m51s, menos 46 segundos do que a colega de equipa Charlotte Davies. A terceira, a 2m59s, foi Flávia Lopes (Vasconha BTT Vouzela).

Nelson Sousa (Batotas/Ponte de Lima) triunfou em masters 30, Javier Busto (Extol/La Gramola Team) adiantou-se à concorrência em masters 35, Manuel Golmar (Extol/La Gramola Team) ganhou em masters 40, José Rosa (Ser e Parecer Pro Bike Team) sobressaiu em masters 45, Reinaldo Luís (ProRebordosa/Oforsep/RJ Group) ergueu os braços em masters 50, Vítor Graça (Ass. 20 Km Almeirim/Restaurante O Forno) venceu em masters 55.

Entre as veteranas destacaram-se a master 30 Ângela Fernandes (BTT Seia) e a master 40 Elisete Sousa (BTT Loulé/BPI/Elevis).

Tiago Craveiro foi o primeiro a cortar a meta entre os paraciclistas de classe D, enquanto Gil Pereira (CCR Moreira Cónegos/Confeções Cruzeiro) foi o melhor paraciclista de classe C.

Fonte: FPC

“3º TRIATLO ALTURA (CASTRO MARIM)”

4 TORREJANOS NA SELECÇÃO NACIONAL

Decorreu este fim-de-semana na praia de Altura – Castro Marim, a 1ªetapa da Taça de Portugal de Triatlo, que foi simultaneamente a 2ªprova de critério de selecção para a Taça da Europa de Triatlo que terá lugar na Quarteira nos dias 1 e 2 de Abril.

Esta 1ªetapa realizou-se no sábado à tarde, e confirmou a presença de 4 atletas torrejanos na Selecção Nacional de Triatlo em Juniores. RICARDO BATISTA, JOSÉ PEDRO VIEIRA e JOANA MIRANDA (ainda Cadetes) e CAROLINA SERRA (Junior) confirmaram as suas presenças em Quarteira, com excelentes prestações nesta prova de Altura, composta por 750m de natação, 20kms de ciclismo e 5kms de corrida.

Na prova feminina, Joana Miranda e Carolina Serra que saíram da água bem posicionadas, conseguiram no ciclismo manter-se num grupo perseguidor a Melanie Santos do Benfica, mas enquanto Joana Miranda concluiu a sua prova em 3ºlugar no seu escalão de Cadetes, Carolina Serra não conseguiu terminar a sua prova, desistindo na corrida. No entanto, graças ao resultado obtido na 1ªprova de critério no fim-de semana passado em Monte Gordo, 1ºlugar em Juniores, Carolina Serra conseguiu o apuramento para Quarteira.

Mas o brilharete torrejano estava guardado para prova masculina, aonde com as presenças dos atletas seniores e olímpicos do Benfica João Pereira e Miguel Arraiolos, Ricardo Batista saiu em 1ºlugar no segmento de natação, quase logo seguido pelo seu colega de equipa José Pedro Vieira na 4ºposição, conseguindo manterem-se no grupo de liderança no ciclismo, e terminarem a prova nos 1º e 2ºlugares no seu escalão de Cadetes, sendo 11º e 19º classificados à geral.

Por equipas, o Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, alcançou o 4ºlugar em femininos, com Mariana Correia a fechar a equipa no 8ºlugar em Cadetes, e em Seniores Rita Amaro a conseguir o 22ºlugar, enquanto em masculinos, a equipa torrejana foi 5ªclassificada, contando com o 2ºlugar de Marco Sousa em Veteranos I, o mesmo lugar alcançado por Gonçalo Neves em Veteranos II antes da sua partida para África do Sul para mais uma participação numa prova de Ironman no dia 2/Abril.

Ainda em Cadetes, Afonso do Canto que também esteve presente esta etapa em Altura, teve uma queda no ciclismo que o impossibilitou de continuar em prova, Miguel Moreira foi 19ºclassificado, em Seniores André Sousa foi 56º, e em Veteranos I, Pedro Antunes e Pedro Silva terminaram nas 14ª e 16ªposições.

No domingo de manhã, foi a vez de se disputar a prova única do Campeonato Nacional de Triatlo por estafetas mistas, em distância super-sprint (300m de natação, 8kms de ciclismo e 2kms de corrida).

As equipas eram constituídas por 4 elementos (2 femininos e 2 masculinos), em que cada elemento efectuava uma prova de triatlo na distância super-sprint, e a equipa torrejana composta por Joana Miranda, José Pedro Vieira, Carolina Serra e Ricardo Batista (os 4 selecionados) alcançou o 5ºlugar, um excelente resultado obtido por uma equipa torrejana muito jovem, comparativamente com as restantes equipas participantes nesta prova.

De salientar nesta prova, o regresso da “menina prodígio” do Triatlo Português, Vanessa Fernandes, que fez parte da equipa do Benfica que venceu esta prova.

Pelo triatlo torrejano competiu ainda mais uma equipa de estafetas constituída por Mariana Correia, Diogo Mendes, Ana Margarida Silva e Marco Sousa, que se classificou na 14ªposição.

Fonte: Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas

“Equipa de Ciclismo Bombarralense no 2º posto por equipas após fim-de-semana menos positivo”

No passado Domingo, dia 20 de Março de 2017, o Sport Clube Escolar Bombarralense, com a sua equipa júnior a Sicasal – Liberty Seguros – Bombarralense marcou presença na 1ª prova da Taça de Portugal deste ano, em Alcobaça.

A equipa marcou presença com os ciclistas Francisco Duarte, Francisco Guerreiro, Guilherme Simão, Wilson Esperança, António Pintassilgo, Rafael Costa e Bruno Martins. Com este último debilitado e Leonel Firmino, líder principal da equipa, a não alinhar devido a doença, os jovens guerreiros partiram para esta prova à procura da sua sorte. 144 atletas e 111,9 quilómetros por percorrer, a equipa lutou por colocar um dos seus homens na fuga, algo que não foi permitido.

Wilson Esperança atacou isoladamente ao quilómetro 89, mas depressa foi apanhado pelo pelotão, onde a concorrência fez a diferença na montanha. Francisco Moreira (Seissa | KTM-Bikeseven |Matias & Araújo | Frulact) atacou na parte final da corrida e acabou por conquistar a prova. O pelotão disputou os lugares seguintes, no entanto, a nossa equipa não tinha nenhum sprínter experiente para tal disputa.

O nosso melhor atleta foi Francisco Guerreiro com um 15º posto. De destacar ainda que a equipa conclui em 4º colectivamente e no Classificação por Equipas da Taça de Portugal está agora no 2º lugar (notar que nesta classificação conta o Contra-Relógio Colectivo na Taça de Portugal, em pista).

Fonte: Bombarralense