terça-feira, 4 de junho de 2019

“I Curso de Treinador de Triatlo Grau III”

Irá realizar-se a partir do dia 5 de julho o primeiro Curso de Treinadores de Triatlo Grau III, com uma componente online e outra presencial na Faculdade de Motricidade Humana.

Após conclusão do processo de acreditação do Grau III de treinador de Triatlo junto do IPDJ, o que permitiu tornar o curso realidade, é com orgulho que a FTP divulga o primeiro Curso de Treinadores de Grau III em Portugal.

Destinado a Treinadores de Triatlo que tenham concluído com aproveitamento o Curso de Grau II, realiza-se pela primeira vez em Portugal o I Curso de Treinadores de Triatlo Grau III, com o objetivo de desenvolver competências de modo a habilitar profissionais para o treino de atletas de alto rendimento e seleções nacionais.

Desta forma, a FTP, em parceria com a Faculdade de Motricidade Humana, conseguiu reunir um painel de professores universitários de reconhecida valência académica e treinadores com currículo muito relevante no Alto Rendimento, enriquecendo o plano do curso de modo a proporcionar um real aprofundamento de conhecimentos nesta área.

Assim, entre outros profissionais, contaremos com:

– Prof. Dra. Anna Volossovitch (FMH);

– Prof. Rudi Bernardo (SFRAA);

– Prof. José Machado (FP Natação);

– Prof. Dr. Pedro Almeida (ISPA);

– Prof. Dr. António Graça (FP Atletismo);

A componente especifica (presencial) decorrerá em horário pós-laboral na Faculdade de Motricidade Humana durante o mês de julho (consulte o Cronograma_GrauIII aqui). A componente geral será realizada em parceria com a GNOSIS em formato online.

Para mais esclarecimentos, contactar: manuel.alves@federacao-triatlo.pt

Fonte: FTP

“Grande Prémio Jornal de Notícias Leilosoc”

Rafael Reis de amarelo em demonstração de força portista

Por: José Carlos Gomes

Rafael Reis (W52-FC Porto) venceu hoje, em Monção, o prólogo do Grande Prémio Jornal de Notícias Leilosoc e é o primeiro camisola amarela. A W52-FC Porto colocou cinco homens nos seis primeiros.

O exercício individual de 6,2 quilómetros foi palco de uma exibição portista que deixou toda a concorrência em alerta. A W52-FC Porto colocou toda a equipa nos 13 primeiros, com cinco homens nos primeiros seis da classificação.

Rafael Reis confirmou o estatuto de maior especialista em prólogos do pelotão nacional, concluindo a prova em 8m07s, tendo pedalado à média de 45,832 km/h. Joni Brandão (Efapel) foi o adversário mais forte dos portistas, numa prova em que não é especialista, gastando apenas mais 2 segundos do que o vencedor e mostrando estar num momento de forma assinalável. O terceiro do dia, a 3 segundos de Rafael Reis, foi o vencedor da edição transata do Grande Prémio Jornal de Notícias, António Carvalho (W52-FC Porto).

“Este era um contrarrelógio mais tático do que técnico, pois era necessário saber muito bem em que pontos gastar a força. Temos uma equipa muito forte para defender a vitória nesta corrida, que já nos pertence há quatro edições consecutivas. Amanhã é uma etapa com uma chegada que pode ser complicada. Iremos estudar a tática, até porque há muitas bonificações em jogo”, afirmou Rafael Reis.

O corredor natural de Palmela é também primeiro na classificação por pontos e a W52-FC Porto comanda por equipas. Entre os sub-23 destacou-se Rafael Lourenço (UD Oliveirense/InOutBuild), que sai na frente da juventude de Monção, um concelho do qual guarda boas recordações, pois venceu nesta localidade uma etapa do Grande Prémio Jornal de Notícias em 2018.

A primeira etapa em linha corre-se nesta quarta-feira, levando a caravana de Monção (11h50) até Viana do Castelo (15h57). A fase final é propícia aos sprinters, mas o início, montanhoso, poderá deixar alguns velocistas em mais lençóis.

Fonte: FPC

“Ciclista Alves Barbosa homenageado durante apresentação do 40.º Prémio ABIMOTA”

Evento arranca no dia 20 de junho com um contrarrelógio no Campo Grande, em Lisboa, e termina no dia 23 em Águeda

Por: Lusa

Foto: Bruno Teixeira Pires

O ciclista Alves Barbosa foi esta segunda-feira homenageado na apresentação do 40.º prémio de ciclismo ABIMOTA, que arranca no dia 20 de junho com um contrarrelógio no Campo Grande, em Lisboa, e termina no dia 23 em Águeda.

A apresentação da prova, a que assistiram a viúva e filhos do corredor, serviu para homenagear "a glória maior" do ciclismo nacional e o primeiro corredor português a participar na Volta a França.

O presidente da Associação, João Miranda, lembrou a colaboração prestada por Alves Barbosa à organização da prova, o envolvimento de muitos para tornar possível manter o prémio, que é hoje a segunda prova nacional mais antiga por etapas.

Gil Nadais, secretário-geral da ABIMOTA, lembrou os principais feitos da carreira do ciclista ao serviço do Sangalhos.

"Falar de Alves Barbosa é contar a história do ciclismo português, é falar de um dos melhores ciclistas de sempre", disse Gil Nadais, lembrando um percurso que o levou aos 19 anos a participar na Volta a Portugal pelo Sangalhos.

Coube a Vital Almeida, enquanto diretor da prova, detalhar os pormenores técnicos dos quatro dias do Grande Prémio ABIMOTA, sublinhando a realização da Taça de Portugal de paraciclismo no dia 20, dia em que tem lugar a primeira etapa em circuito fechado de 7,8 quilómetros, num contrarrelógio por equipas no Campo Grande, em Lisboa.

A segunda etapa, dia 21, vai levar os ciclistas de Ourém a Mortágua, numa extensão de 170 quilómetros.

A terceira etapa é percorrida entre Almeida e Vouzela, na distância de 185 quilómetros.

Já em Anadia, os ciclistas partem para a quarta e última etapa, numa extensão de 174 quilómetros, com um troço de montanha em Sever do Vouga, na parte final, antes de terminar a prova na Avenida 25 de Abril, em Águeda.

Ao todo são 15 equipas portuguesas que disputam a prova e três equipas espanholas: Rádio Popular/Boavista, Miranda/Mortágua, W52/FC Porto, JORBI/Team José Maria Nicolau, Aviludo/Louletano/Uli, Sporting CP/Tavira, ACDC Trofa/Trofense, JV Perfis/Gondomar Cultural, EFAPEL, UD Oliveirense/INOUTBUILD, Crédito Agrícola/Jorbi/Almodôvar, SICASAL/Constantinos, LA Alumínios/LA Sport, Vito-Feirense- PNB, e Fortunna/Maia, com as cores nacionais, e Kuota/Construcciones Paulino, Baque Team e Supermercados Froiz, de Espanha.

Fonte: Record on-line

“Gerês Granfondo”

Por: Nuno Almeida

No passado dia 02/06/2019, o atleta do Intercaimabike/RPBikeshop, Paulo Almeida, participou na edição 2019 do Gerês Granfondo, realizada na vila do Gerês, com Organização Bikeservice.

Cerca de 2000 participaram neste evento, com 3 distâncias à escolha; Minifondo, Mediofondo e Granfondo, este último escolhido pelo atleta Paulo Almeida, com um percurso de 129kms e 2279 metros de acumulado positivo, com um traçado que percorreu o Parque Nacional Peneda Gerês.

Percurso no inicio bastante rolante, mas eis que chegam as 3 potentes subidas, que aliadas ao calor que se fazia sentir, aumentaram a dificuldade para todos os participantes.

 

Resultado do atleta entre os 600 que optaram pelo Granfondo:

-292º da Geral e 104º Master A

-5:19h com velocidade média de 24.4Km/h

Secretariado, marcações do percurso e reforço líquido e sólido satisfatórias, com uma boa Organização em geral.

O nosso agradecimento aos patrocinadores:

Fonte: Intercaima Bike
 

 

“Uma Dupla em Ascensão”

Texto: AfterTwo //works

Fotos: Jacinta Amorim, Helena Dias e Inês Calvo

A equipa Sicasal Constantinos foi 10ª classificada no 4º Grande Prémio Anicolor, competição do calendário nacional disputada este domingo na região do Baixo Vouga. A viagem de 168 km entre Oliveira do Bairro e Águeda ficou marcada por uma fuga de 14 atletas que cedo garantiram uma margem confortável para discutirem a vitória entre si, considerando que o pelotão se mostrou pouco empenhado em inverter o rumo da corrida.

 Quando nos últimos quarenta quilómetros os ciclistas começaram a enfrentar as 3 contagens de montanha do dia, 5 elementos desmarcaram-se do grupo e a vitória acabou por sorrir ao jovem Francisco Campos da W52 FC Porto. Entre os atletas "torrienses", Marcelo Salvador e Diogo Sardinha mantiveram-se firmes no pelotão até cruzarem juntos a meta na 21ª e 22ª posição.


Um resultado revelador da união do grupo e da aproximação dos dois ao seu melhor nível de forma, conforme afirmou Diogo Sardinha: "estou bastante satisfeito com o meu desempenho e apesar de não estar exatamente no nível programado para esta fase da época, sinto que estou cada vez mais perto. Foi uma corrida dura e bastante atacada no início, tínhamos o objetivo de colocar um elemento na fuga, mas não foi possível e mantivemos - nos unidos o máximo possível.

No último terço, eu e o Marcelo conseguimos manter-nos num grupo mais reduzido que seguia entre a frente da corrida e o pelotão, enfrentando juntos as subidas finais até á meta. Considero que foi um dia positivo e um bom ensaio para o grande desafio que temos pela frente já a partir de terça - feira."

 Tiago Henriques, que participou na sua segunda competição esta época, foi o 3º elemento da equipa a concluir a prova na 44ª posição e viu o seu esforço ser compensado com a classificação coletiva da formação de Torres Vedras.

A Sicasal Constantinos volta à estrada esta terça-feira para disputar o "Grande Prémio JN Leilosoc". A competição mais desafiante da época, com mais de 750 km distribuídos por 7 dias. A prova decorre até ao dia 10 junho e irá percorrer as estradas de vários concelhos do Minho e do grande Porto.

 Fonte: Academia Joaquim Agostinho