quinta-feira, 13 de junho de 2019

“JUAN JOSÉ COBO 'CEDE' A CHRIS FROOME TRIUNFO NA VUELTA DE 2011 DEVIDO A D”PING"

Ciclista espanhol foi punido com suspensão durante três anos e tem agora um mês para recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

O ciclista espanhol Juan José Cobo foi hoje desapossado do triunfo na Volta a Espanha de 2011, devido a doping, pelo que o título é atribuído ao britânico Chris Froome, que terminou a respetiva edição no segundo lugar.

Segundo informou a União Ciclista Internacional (UCI), Cobo é “culpado de uma violação da regra antidoping, de uso de uma substância proibida nos anos 2009 e 2011 e que foi detetada no seu passaporte biológico”.

O atleta foi assim punido com suspensão durante três anos: Cobo tem agora um mês para recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), na Suíça.

Chris Froome, que tinha sido segundo, deverá assim ser o vencedor da edição de 2011, sendo que na de 2017, que ganhou, foi investigado pelas instâncias desportivas, depois de ter acusado positivo à substância salbutamol, um broncodilatador.

O britânico recebeu a notícia nos cuidados intensivos do hospital de Saint-Etienne, em França, onde foi hoje submetido a uma cirurgia para reparar o fémur, a anca, o cotovelo, costelas partidas e um pequeno dano interno também, na sequência de uma queda na quarta-feira quando fazia o reconhecimento para o contrarrelógio da quarta etapa do Critério do Dauphiné.

O diretor da Volta a Espanha, Javier Guillén, manifestou o seu “respeito” pela decisão do tribunal antidoping da UCI, reiterando o seu “compromisso antidoping”.

“Respeitamos a decisão, ainda que não seja uma boa notícia para o ciclismo. Em geral, prefiro que estas coisas sejam esclarecidas. O importante é que se mostre que se está a combater o doping”, disse.

À agência EFE, manifestou o desejo de que “as resoluções de casos com este sejam mais rápidas”.

Fonte: Sapo on-line

“Wout van Aert repete triunfo na 5.ª etapa do Critério do Dauphiné”

Adam Yates continua líder da prova

Por: Lusa

Foto: Getty Images

O ciclista belga Wout van Aert (Jumbo) repetiu esta quinta-feira o triunfo no Critério do Dauphiné, ao ganhar a quinta etapa ao sprint, subindo ao quinto lugar da geral, que continua a ser comandada pelo britânico Adam Yates (Bahrain).

Van Aert, que quarta-feira tinha vencido o contrarrelógio, voltou a ser o mais forte, agora ao cumprir os 201 quilómetros entre Boen-sur-Lignon e Voiron em 5:00.34 horas.

O belga, que não tinha conseguido impor-se nas chegadas ao sprint da primeira e terceira etapas, sendo terceiro e segundo, respetivamente, bateu o irlandês Sam Bennet (Bora), que lhe roubou o triunfo na terceira tirada, e o francês Julian Alaphilippe.

A tirada foi animada por uma fuga de três elementos - Yoann Bagot (Vital Concept), Stephane Rossetto (Cofidis) e Alessandro De Marchi (CCC) - entretanto anulada perto do fim: dois ciclistas ainda saíram o grupo a cerca de um quilometro da meta, o que baralhou o trabalho das equipas para o decisivo sprint.

Na geral, Yates continua com quatro segundos de vantagem para o belga Dylan Teuns (Bahrain) e seis em relação ao norte-americano Tejay van Garderen (EF Education First).

Van Aert recuperou tempo para os rivais e agora é quinto, a 20 segundos, atrás ainda do dinamarquês Jakob Fulsang (Astana), quarto, a sete.

José Gonçalves (Katusha) chegou integrado no pelotão, no 59.º ligar, e subiu uma posição, para 49.º, aos mesmos 9.59 minutos para o comando.

Na sexta-feira, disputa-se a sexta etapa, com 229 quilómetros entre Saint-Vulbas e Saint-Michel-de-Maurienne.

Fonte: Record on-line

“Ivo Oliveira 53.º no Grande Prémio do Cantão de Argovie”

Ciclista foi o melhor português

Fonte: Lusa

Foto: DR

O ciclista Ivo Oliveira (Team Emirates) foi esta quinta-feira o melhor português no Grande Prémio do Cantão de Argovie, na Suíça, com o 53.º posto, em prova ganha ao sprint pelo norueguês e seu colega de equipa Alexander Kristoff.

Os 185,9 quilómetros com início e fim em Leuggern foram cumpridos por Kristoff em 4:26.57 horas, batendo o italiano Andrea Pasqualon (Wanty) e o sul-africano Janse van Rensburg num primeiro pelotão de 22 elementos.

Ivo Oliveira chegou a 25 segundos, enquanto o seu colega de equipa Rui Costa foi 68.º, com mais 2.04 minutos.

Fonte: Record on-line

“Já se inscreveu…

"Grande Passeio Cicloturismo do CCL 2019” um passei que se recomenda


Texto: José Morais

Cartaz: Notícias do Pedal/CCL

Dia 23 de Junho de 20189

Vai para a estrada no próximo dia 23 de junho, mais um “Grande Passeio de Cicloturismo” do CCL-Clube de Campismo de Lisboa, o evento que terá uma extensão de cerca de 60 quilómetros, será percorrido pelo conselho de Almada, a concentração está marcada para as 8 horas no Parque de Campismo do CCL, na Costa da Caparica, sendo dada a partida pelas 9 horas.

Este, um passeio já de grandes tradições, onde no final vai existir um grande almoço de confraternização, para participantes e acompanhantes confraternizarem tarde dentro, com muita animação.

Informações e inscrições:

Tel.: 212 900 100 ou 912 137 572


Marque já na sua agenda, e venha participar neste grande passeio de bicicleta que muito promete, e que a Revista Notícias do Pedal recomenda, nós vamos lá estar para reportagem completa de todo o evento, com diretos do mesmo, antes, durante o no final do mesmo, um passeio que recomendamos.

Participe.

E como o cicloturismo, não apenas de bicicleta se trata, também o turismo, e a parte lúdica, aqui fica um pouco de história:

Costa da Caparica é uma freguesia portuguesa do concelho de Almada, sede de freguesia com 10,18 km² de área e 13 418 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 1 318,1 hab/km².

A Costa da Caparica foi elevada a cidade em 9 de dezembro de 2004.

Foi a única freguesia do concelho de Almada em que não sofreu qualquer modificação aquando da reorganização administrativa nacional das freguesias que teve lugar em 2013.

Num documento do rei D. Afonso V de Portugal, sobre os bens e as dívidas do falecido do conde de Abranches, documenta-se que o seu avô, Vasco Lourenço de Almada, tinha instituído um morgadio a que vinculara bens na Caparica e pinhais em Almada a uma capela, na Igreja de São Mamede, em Lisboa (Arquivo do Hospital de S. José, 147, 345v-346v).

A Costa de Caparica é conhecida pelas suas praias, que nos últimos anos têm vindo a desaparecer, principalmente junto à foz do rio Tejo. Desde há já alguns anos que se tem presenciado o desaparecimento das praias na Costa da Caparica, nomeadamente as praias junto à foz do rio Tejo, embora este fenómeno já se tenha espalhado às praias mais a sul. Várias medidas de proteção e reposição das praias foram tomadas ao longo dos anos como a criação de pontões e mais recentemente o paredão feito ao longo de várias praias do Norte da costa e a reposição de areia nas praias junto à foz do rio Tejo.

Algumas das praias que constituem a Costa da Caparica são: Nova Praia, Praia do Castelo, Praia da Sereia, Praia de São João, Praia do CDS, Praia da Fonte da Telha, entre outras.

Como ponto de interesse turístico, e sempre com bastante afluência, encontra-se o Convento dos Capuchos.

A história do Clube Campismo Lisboa é longa pode consultar a mesma aqui: file:///C:/Users/Jose%20Morais/AppData/Local/Microsoft/Windows/INetCache/IE/LOMRG6EU/file.pdf

“Maior delegação portuguesa no Triatlo de Roth 2019”

Com 70 triatletas nacionais, Portugal terá a maior delegação de sempre a competir no Challenge de Roth, prova que se realiza no dia 7 de julho.

Os triatletas lusos tinham já mostrado toda a sua força no Campeonato do Mundo Multisport, em Pontevedra, participando nesta competição com 200 atletas, onde conseguiram excelentes resultados.

Desta vez, a Federação de Triatlo de Portugal regozija-se com a comitiva de triatletas que irá representar Portugal no Challenge de Roth, uma prova mítica da longa distância internacional.

A FTP estará presente em Roth para acompanhar os atletas, divulgando os a sua participação e resultados, disponibilizando também o serviço de transporte das bicicletas a todos os interessados, bem como de um saco de viagem.

Este transporte será assegurado a partir de Lisboa e Porto, sendo que as bicicletas poderão ser entregues na Federação de Triatlo de Portugal, em Caxias, até às 12h de dia 1 de julho, ou na Marina do Douro, em Vila Nova de Gaia, até às 16h00 de dia 1 de julho. A viatura que transportará as bicicletas sairá após esse horário e prevê-se a sua chegada a Roth pela hora de almoço de dia 3 de julho, sendo as mesmas entregues junto dos alojamentos dos atletas.

Para efeitos de retorno a Portugal, as bicicletas serão recolhidas a partir das 18h00 de domingo, nos mesmos locais onde foram entregues, sendo a sua recolha articulada localmente com os participantes.

Todos os interessados no transporte das suas bicicletas deverão entrar em contacto com a FTP através do email joao.costa@federacao-triatlo.pt  que explicará os detalhes do transporte e da reserva.

Desejamos a todos os triatletas o maior sucesso nesta prova!

Fonte: FTP

“III Triatlo da David Vaz realiza-se no Fundão dia 7 de julho”

Está quase a chegar o Triatlo David Vaz que terá lugar no Fundão, uma prova que será disputada sem roda na distância standard.

No dia 7 de julho, irá realizar-se no Fundão o III Triatlo David Vaz, um evento que constituído por duas provas: no dia 6 de julho terá lugar o Campeonato Nacional Jovem de Clubes e no dia 7 será a vez da sexta etapa da Taça de Portugal.

A Taça de Portugal é disputada na distância standard, sem roda, estando a prova masculina marcada para as 11h e a prova feminina para as 11h10.

O Triatlo David inclui o seguinte percurso:

Natação: com duas voltas na Barragem da Marateca, com o contorno das bóias a ser realizado pela esquerda e início da segunda volta sem saída da água.

Ciclismo: será realizado por estradas estreitas, com uma primeira parte relativamente plana, até chegar à subida da Serra da Gardunha e posterior descida para o Fundão.

Corrida: terá um percurso urbano, feito em piso misto em asfalto e calçada e integra quatro voltas à volta do centro do Fundão.

Realizado na sua terra natal, o nome desta prova presta homenagem a David Vaz, jovem que partiu prematuramente, deixando um legado ao triatlo que muito contribui para o desenvolvimento da modalidade.

O III Triatlo David Vaz é uma organização da Câmara Municipal do Fundão, da Associação David Vaz do Clube de Triatlo do Fundão, do Grupo de Convívio e Amizade das Donas e conta com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal.

Fonte: FPC

“Ineos diz que operação a Chris Froome foi "bem-sucedida"

Ciclista britânico vai permanecer 48 horas nos cuidados intensivos

O ciclista britânico Chris Froome vai permanecer 48 horas nos cuidados intensivos, após a operação de quatro horas a que foi submetido na sequência de violenta queda de quarta-feira durante o Critério do Dauphiné.

"Foi submetido a uma cirurgia para reparar o fémur, a anca, o cotovelo, costelas partidas e um pequeno dano interno também. Ficará nos cuidados intensivos nos próximos dias e depois sairá", disse Dave Brailsford, diretor da Ineos, no hospital de Saint Etienne, em França.

O corredor de 34 anos caiu na quarta-feira quando fazia o reconhecimento para o contrarrelógio da quarta etapa do Critério do Dauphiné, acidente que o afasta da Volta a França, que venceu por quatro vezes, e pode terminar a sua temporada.

"A operação foi longa, mas bem-sucedida. Está em boas mãos", acrescentou o dirigente, referindo-se ao médico da equipa, Richard Usher, e à esposa Michelle.

Brailsford considera que é prematuro estabelecer uma data para o seu regresso à competição, uma vez que o importante é encarar o "dia a dia" na reabilitação, que se prevê longa.

"Primeiro é conseguir que estabilize da cirurgia e, depois, passar ao processo de recuperação", insistiu.

O especialista em trauma desportivo, Rémi Philippot, prometeu uma "supervisão rigorosa" ao estado de evolução do atleta, garantindo que a queda não terá efeitos secundários na sua saúde.

"A uma velocidade estimada de 50 km/h, com proteções muito limitadas, sofreu um choque de alta energia, mas os seus ferimentos são apenas ao nível do sistema músculo-esquelético. A cabeça não bateu, pelo que não tem qualquer lesão neurológica", garantiu.

Entre 2017 e 2018, Froome completou o 'tri' de Volta a França, Volta a Espanha e Volta a Itália, tornando-se o primeiro a conseguir o feito de vencer as três 'grandes voltas' consecutivas desde Hinault, em 1983.

Vencedor da Volta a França em 2013, 2015, 2016 e 2017, Froome vai falhar a 106.ª edição, na qual procurava suceder ao colega de equipa e compatriota Geraint Thomas.

Fonte: Record on-line

“Triatlo chama atletas à Amadora”

20 de junho

09.00 horas

Clube Natação Amadora

Realiza-se no próximo dia 20 de junho, a terceira prova no âmbito do Amadora Triatlo, a prova de Triatlo Segmentado, com organização técnica a cargo da Federação de Triatlo de Portugal, com a colaboração do Clube Natação da Amadora e da Sociedade Filarmónica de Apoio Social Recreio Artístico da Amadora.

As provas de natação realizam-se nas piscinas do Clube de Natação da Amadora, na Reboleira, e as de corrida e ciclismo junto à estação de Metro Amadora-Este.

Inscrições até 16 de junho de 2019, através do endereço http://www.federacao-triatlo.pt/ ftp2015/aplicacao-de-gestao-ftp/.

O programa de desenvolvimento desportivo Amadora Triatlo, assenta numa parceria estabelecida entre o Município da Amadora e a Federação de Triatlo de Portugal, associada ao Clube Natação da Amadora e à Sociedade Filarmónica Apoio Social e Recreio Artístico da Amadora.

Fonte: Câmara Municipal Amadora

“Inferno do Norte” Superado com Distinção”

Texto: AfterTwo //Works    

Fotos: João Fonseca (FPCiclismo) e Helena Dias

A Sicasal Constantinos foi a 9ª melhor equipa no "29º Grande Prémio Jornal de Noticias / Leilosoc", a segunda mais extensa competição do calendário nacional, que percorreu entre os dias 4 e 10 de junho mais de 750 km nas estradas das regiões do grande Porto e Minho. Um resultado bastante positivo para a formação de Torres Vedras que desde cedo encarou o desafio com muita determinação, demonstrando maturidade, coesão de grupo e resistindo com todos os elementos até à última etapa desta prova a quem todos apelidam de "Inferno do Norte". 


Num evento de prestígio, onde as equipas profissionais apresentaram-se com muita ambição em triunfar, a pressão e o ritmo competitivo foram naturalmente elevados, com várias mudanças na liderança ao longo das 8 etapas, acabando a vitória por sorrir a Ricardo Mestre da W52 FC Porto. Daniel Silva foi o mais regular da formação torriense, alcançando a 37ª posição da geral e 6ª na classificação da juventude, mas um dos maiores destaques vai para Francisco Guerreiro.

O atleta de Pegões, que mereceu a confiança de Hélder Miranda para disputar este importante desafio no seu ano de estreia no escalão sub-23, foi um dos 4 atletas da equipa que concluiu a prova e não fosse um percalço mecânico que o obrigou a perder muito tempo logo na 1ª etapa, provavelmente teria realçado ainda mais o seu desempenho com uma posição superior á 61ª alcançada.

Marcelo Salvador e Miguel Salgueiro, 8º e 9º melhores sub-23 em prova, também apresentaram um desempenho de alto nível, com este último a ter algum protagonismo na primeira parte da competição, onde participou na disputa dos sprints finais da 1ª e 2ª etapa, alcançando o 12º e 10º lugar respetivamente.

Destaque ainda para o desempenho de Diogo Sardinha que fez uma prova em crescendo e entrou para a última etapa no top 3 da juventude, mas acabou por pagar a fatura da fadiga acumulada e abandonar na derradeira, que para além de muito sinuosa foi percorrida a uma alucinante média de 47 km na primeira hora.

O diretor desportivo Hélder Miranda mostrou-se bastante satisfeito com a prestação de todos os elementos da equipa, destacando que "saímos daqui com um balanço muito positivo e c om a certeza de que demos mais um importante passo no processo de evolução dos nossos Atletas " , acrescentando que “ é esse o nosso principal o bjetivo ”


Iúri Leitão está a representar Portugal na Pista

O atleta Vianense está ao serviço da seleção nacional até ao próximo dia 16, pela qual vai disputar dois torneios de pista na Alemanha e República Checa. Na prova alemã, entretanto disputada, a dupla portuguesa composta pelo ciclista da Sicasal Constantinos e Miguel do Rego da formação francesa CM Aubervilliers, já conquistou uma medalha de ouro no exercício por pontos.

Fonte: Academia Joaquim Agostinho

 

 

"36º TRIATLO DE PENICHE"

Triatlo de Torres Novas conquista 3ºlugar em Peniche

Por: Paulo Viera

O TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS alcançou o 3ºlugar no 36º Triatlo de Peniche, que se realizou na tarde de sábado, dia 8 de junho, sendo mais uma etapa a contar para a Taça de Portugal de Triatlo.

Numa prova disputada em distância sprint (750m/natação, 20kms/ciclismo e 5kms/corrida), AFONSO DO CANTO foi o melhor atleta torrejano presente nesta prova, alcançando o 7ºlugar absoluto (1ºjunior), enquanto ABEL AFONSO e GONÇALO BALBINO, terminaram ao sprint no 12º e 13ºlugares (2º e 3ºcadetes), respetivamente.

No setor feminino, JOANA MIRANDA esteve em bom plano ao alcançar também o 7ºlugar absoluto (2ºjunior), e Catarina Neves terminou na 34ªposição (1ª no grupo de idades 45-49 anos).

Marco Sousa, foi o 4º atleta do Clube de Natação torrejano a fechar a equipa masculina, ao alcançar o 37ºlugar absoluto (1º no grupo de idades 40-44 anos).

Duarte Santos na 41ª posição, João Diogo Correia na 52ª, João Graça na 67ª, João Correia na 71ª, Guilherme Marques na 97ª, David Paiva na 142ª e Cristiano Marques na 163ª, também participaram nesta 36ªedição do Triatlo de Peniche.

Na mesma tarde, decorreu ainda uma Prova Aberta disputada em distância super-sprint, com a participação de 6 atletas torrejanos do escalão juvenil, que obtiveram uma vitória por equipas, graças ao 1ºlugar de João Nuno Batista, ao 2º de Pedro Afonso Silva, ao 3º de José Tadeia, ao 5º de Gustavo do Canto, ao 7º de Martim Salvador e ao 8º de André Neves. O veterano Alberto Tadeia terminou na 12ªposição.

 

Triatlo “XTERRA Kids” na Golegã

Realizou-se no passado domingo, dia 3 de junho, na Golegã, a 4ªetapa do Campeonato Nacional de Triatlo Jovem, e a ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS conquistou o 3ºlugar coletivamente.

Divididos em 4 escalões etários, desde Benjamins a Juvenis, os 340 jovens atletas presentes nesta 4ªetapa do Campeonato Nacional Jovem, percorreram diferentes distâncias ajustadas à sua idade, que variaram entre 50m/natação, 1km/ciclismo, 400m/corrida, e os 300m/natação, 8kms/ciclismo e 2.000m/corrida.

Individualmente, a Escola de Triatlo torrejana teve 2 presenças no pódio, em Benjamins femininos a atleta MARIA SOUSA venceu a sua prova, enquanto em Infantis masculinos, MATEUS NASCIMENTO também alcançou o 1ºlugar.

Mas existiram mais resultados de destaque, com alguns atletas torrejanos a obterem boas classificações, nomeadamente em Benjamins, com Matilde Albuquerque a conseguir o 4ºlugar e Leonor Gonçalves o 5º, enquanto em masculinos, Santiago Magalhães também terminou na 5ªposição.

Em Infantis femininos, Francisca Leirião foi 15ªclassificada e Noémi Silva 23ª, e em masculinos Simão Vieira 12º, Afonso Saramago 29º e Tomé Sentieiro 38º.

Em Iniciados, Francisco Carvalho alcançou o 7ºlugar, e no setor feminino, Mafalda Leirião alcançou o 13ºlugar, Matilde Moita 14º, Margarida Cancela 25º, Ana Júlia Marques 29º, Noa Araujo 32º e Margarida Inácio 33º.

Ainda em Juvenis masculinos, destaque para 3 atletas no TOP10, João Nuno Batista foi 6ºclassificado, Gustavo do Canto 7º e José Tadeia 9º. Martim Salvador terminou na 17ªposição, André Neves na 21ª e Pedro Afonso Silva na 26ª, Francisco Borges na 40ª e Afonso Mourão na 53ª. Em femininos, Joana Silva foi 23ªclassificada e Natércia Carvalho terminou na 28ªposição.

Fonte: TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS
 

“Agenda de Ciclismo”

Qualificação olímpica passa por Valongo

Por: José Carlos Gomes

A quarta prova da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO), marcada para domingo, em Valongo, é uma etapa importante na luta pela qualificação do BTT nacional para os Jogos Olímpicos de Tóquio, uma vez que se trata de uma corrida de classe 1 UCI.

Os melhores especialistas portugueses em XCO estão presentes em Valongo, procurando os primeiros lugares e o máximo de pontos possível para o ranking de qualificação para Tóquio. O XCO Internacional de Valongo terá mais de 300 participantes, oriundos de cinco países: Portugal, Bélgica, Espanha, Estónia e França.

O programa da competição arranca manhã cedo, logo às 9h00 de domingo, com a corrida de cadetes. Às 10h15 competem os juniores masculinos e todas as categorias femininas exceto as cadetes. Os masters e os paraciclistas correm às 12h30. O programa fecha com a prova-rainha, de elite masculina, às 14h30.

Sendo a procura de pontos UCI o elemento mais relevante para os corredores de elite, a batalha pela Taça de Portugal também está ao rubro. Neste particular, Mário Costa (AXPO/FirstBike Team Vila do Conde), no setor masculino, e Raquel Queirós (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão), entre as femininas, partem na dianteira.

O pelotão nacional de juniores também compete no próximo domingo, no Grande Prémio HM Motor, que vai realizar-se em Barcelos. Os corredores vão enfrentar um percurso de 100 quilómetros, iniciando a corrida às 10h00 e terminando cerca das 12h30.

 

Mais eventos oficiais

15 de junho: Convívio de Cicloturismo da Vila de Loureiro, Oliveira de Azeméis

15 de junho: 3 Horas de Resistência BTT de Aguiar da Beira

15 de junho: Campeonato da Madeira de XCM, Ribeira Brava

16 de junho: VI Rota dos TrepaMontes, Friestas, Valença

16 de junho: Granfondo Senhora da Graça, Mondim de Basto

16 de junho: 7.º Passeio de BTT Solidário de Tondela

16 de junho: Encontro de Escolas de BTT de Nelas

16 de junho: IX Rota da Mamoa, Aveiro

16 de junho: 10.º Raid BTT Sobe e Desce, S. Martinho do Bispo, Coimbra

16 de junho: Prémio Vítor Rocha, Maiorga, Alcobaça

16 de junho: 9.º Passeio de Cicloturismo Reis Eusébio, Loulé

Fonte: FPC

“Semana Europeia de Cicloturismo”

O maior evento de turismo em bicicleta alguma vez realizado em Portugal, que terá lugar entre 29 de junho e 6 de julho.

Por: José Carlos Gomes

Números da XV Semana Europeia de Cicloturismo:

- 1255 Participantes, oriundos de 12 países: França, Polónia, Ucrânia, Portugal, Bélgica, Inglaterra, Espanha, Austrália, Canadá, Áustria, Suíça e Bulgária (por ordem decrescente do número de inscritos).

8 Dias a pedalar para conhecer 12 Aldeias Históricas – serão disponibilizados 3 percursos por dia, com distintas distâncias (curto, médio e longo).

10 Percursos em linha, partindo de Belmonte.

Alojamento garantido em 8 parques de caravanas, 2 zonas de campismo e 350 camas na hotelaria e alojamento local da região.

1255 Cicloturistas passam oito dias a pedalar pelas 12 Aldeias Históricas.

A Semana Europeia de Cicloturismo de 2019 realiza-se em Portugal, tendo como capital Belmonte, mas levando os 1255 participantes a visitar todo o território das Aldeias Históricas, entre 29 de junho e 6 de julho.

A Semana Europeia de Cicloturismo irá oferecer um vasto programa de atividades velocipédicas, culturais e gastronómicas, sendo um encontro de culturas diferentes, que têm como principal ponto de contacto a paixão pela bicicleta e pelo cicloturismo.

Durante o certame, serão disponibilizados aos participantes três sugestões diárias de percursos, um curto, um médio e um longo, adaptados aos diferentes perfis físicos dos cicloturistas. Haverá, no total, 18 percursos circulares sugeridos, com partida e chegada em Belmonte.

Os cicloturistas poderão também experimentar os dez percursos lineares, desenhados entre Belmonte e as Aldeias Históricas, completar os dois desafiantes trajetos de longa distância ou cumprir o grande itinerário, com cerca de 600 quilómetros, que percorre as 12 Aldeias Históricas.

As pedaladas não esgotam a animação nem as possibilidades de descoberta do território e das suas gentes, pois a programação cultural contará com diferentes focos de animação, incluindo excursões com visitas guiadas aos locais de maior importância patrimonial das Aldeias Históricas.

A Federação Portuguesa de Ciclismo foi escolhida pela União Europeia de Cicloturismo para organizar, em 2019, o acontecimento mais importante do cicloturismo europeu.

Página Oficial da Semana Europeia de Cicloturismo: http://sect2019.fpciclismo.pt/pt/

Para informações mais detalhadas: cyclinportugal@fpciclismo.pt

Fonte: FPC