quarta-feira, 7 de junho de 2017

“Dauphiné: Richie Porte impõe-se no contrarrelógio”

Belga Thomas De Gendt segura a camisola amarela após a quarta etapa

O australiano Richie Porte (BMC) surpreendeu esta quarta-feira o especialista Tony Martin (Katusha-Alpecin), ao triunfar no contrarrelógio da quarta etapa do Critério do Dauphiné, cuja liderança continua a pertencer ao belga Thomas De Gendt (Lotto Soudal).

Os 23,5 quilómetros praticamente planos, mas muito técnicos, entre La Tour-du-Pin e Bourgoin-Jallieu, pareciam talhados para as pernas do alemão Tony Martin, mas o campeão do mundo de contrarrelógio viu Porte superar-se para garantir o triunfo na quarta etapa.

O líder da BMC, um dos candidatos à geral da próxima Volta a França, deixou boas indicações, pedalando a uma média superior a 50 km/h, para cumprir o percurso em 28.07 minutos e deixar o especialista da Katusha-Alpecin, que por pouco não caiu, a 12 segundos.

"Não esperava isto! Não pensava em ganhar e conseguir tanto tempo de diferença. Não fazia um 'crono' deste nível há muito tempo. É muito bom para a minha confiança. Estou muito satisfeito com a minha exibição", assumiu o australiano.

O terceiro na meta, a 24 segundos, foi o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), com o britânico Chris Froome, o campeão em título quer do Dauphiné, quer do Tour, a ser apenas oitavo, a 37 segundos.

Atrás do chefe de fila da Sky ficou Thomas De Gendt, que segurou exemplarmente a camisola amarela, conquistada com uma fuga na primeira etapa.

No entanto, o belga da Lotto Soudal, que perdeu 42 segundos para o vencedor da quarta tirada, viu Porte aproximar-se perigosamente na geral: o australiano da BMC é agora segundo classificado, a 27 segundos de De Gendt, com Valverde a ocupar a terceira posição, a 51.

Alheios à discussão da etapa, os portugueses aproveitaram o dia de hoje para repousar do seu papel de trabalhadores, com Tiago Machado (Katusha-Alpecin) a ser 34.º, a 1.36 minutos de Porte, e André Cardoso (Trek-Segafredo) a concluir o 'crono' no 120.º posto, a 3.21.

Com a prestação na quarta etapa, Machado conseguiu saltar para a 47.ª posição da geral, estando a 3.13 minutos do camisola amarela, enquanto Cardoso caiu para o 55.º lugar, a 03.48.

Na quinta-feira, o pelotão tem uma jornada teoricamente tranquila e favorável aos 'sprinters', na quinta etapa, que liga La Tour-de-Salvagny a Mâcon, no total de 175,5 quilómetros.

 

Classificação da 4.ª etapa

1. Richie Porte (Austrália/BMC Racing), 28:07"

2. Tony Martin (Alemanha/Katusha), +12"

3. Alejandro Valverde (Espanha/Movistar), +24"

4. Stef Clement (Holanda/LottoNL), +28"

5. Chad Haga (Estados Unidos/Sunweb), +32"

6. Jasha Suetterlin (Alemanha/Movistar), m.t.

7. Alberto Contador (Espanha/Trek), +35"

8. Chris Froome (Grã-Bretanha/Team Sky), +37"

9. Thomas De Gendt (Bélgica/Lotto), +42"

10. Brent Bookwalter (Estados Unidos/BMC Racing), +45"


Classificação geral

1. Thomas De Gendt (Bélgica/Lotto), 13:05:53"

2. Richie Porte (Austrália/BMC Racing), +27"

3. Alejandro Valverde (Espanha/Movistar), +51"

4. Stef Clement (Holanda/LottoNL), +55"

5. Alberto Contador (Espanha/Trek), +1:02"

6. Chris Froome (Grã-Bretanha/Team Sky), +1:04"

7. Brent Bookwalter (Estados Unidos/BMC Racing), +1:12"

8. Jesus Herrada (Espanha/Movistar), +1:15"

9. Sam Oomen (Holanda/Sunweb), +1:17"

10. Diego Ulissi (Itália/UAE Team Emirates), +1:22"

Fonte: Record on-line

“Nuno Meireles espera que um "milagre" salve a Equipo Bolivia”

Ciclista português não está a viver um bom momento, depois de ter sido anunciada a extinção da sua equipa.

Nuno Meireles não está a ter sorte na primeira aventura fora de portas.

A entusiasmante primeira aventura fora de portas de Nuno Meireles prometia, mas converteu-se num fiasco, com o futuro do ciclista português a estar em suspenso com a anunciada extinção da Equipo Bolivia.

“Não têm sido momentos fáceis. Teoricamente, a equipa vai acabar. Só se vier uma 'mão de Deus' para segurar o barco é que isso pode ser evitado. Ir para as corridas sabendo que a equipa não vai continuar, não é fácil para ninguém. Infelizmente, temos ciclistas que nunca receberam um tostão. Eu recebi, mas não tudo. Tenho salários em atraso”, revelou o jovem corredor à agência Lusa.

Aos 25 anos, Nuno Meireles abandonou o conforto do pelotão nacional para perseguir o sonho de correr no estrangeiro, assinando contrato com a Equipo Bolivia, que tem os dias contados por falta do prometido financiamento estatal.

“Estava muito entusiasmado. Infelizmente, correu mal. Acabou por ser um fiasco. Vamos ver se realmente a equipa vai ser extinta, ou se esta semana aparece uma 'mão de Deus' que nos salve”, voltou a repetir, confiante de que o desaparecimento da equipa nacional boliviana, previsto para o decurso desta semana, possa ser travado ‘in extremis’.

No fim-de-semana, o antigo ciclista da LA-Antarte competiu, talvez pela última vez, com os seus companheiros na segunda edição do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, com o seu colega colombiano Omar Mendoza a conquistar aquela que terá sido a primeira e única vitória da efémera vida da formação sul-americana.

“Acima de tudo, tínhamos uma boa equipa, tínhamos um bom grupo de amigos e temos provado isso na estrada. Ainda no sábado vencemos, temos estado na discussão das corridas, a fazer pódios. Tentamos levar o nome da Bolívia o mais longe possível”, salientou.

Apesar dos salários em atraso, os ciclistas não deixam de lutar, até para conseguirem captar a atenção de um eventual salvador.

“Essa é uma das motivações, mas também temos ótimos diretores desportivos. Eles fazem de tudo para que a equipa permaneça na estrada. Estão do nosso lado quando passamos momentos mais difíceis. Tal como nós, eles queriam saber o que aconteceu para a equipa não continuar. Eles não sabem o que se passa, porque não estão à frente dos dinheiros da Equipo Bolivia”, explicou.

Nuno Meireles desvalorizou ainda o facto de, nas últimas provas, não ter tido as condições ideais, sobretudo alimentares, para um ciclista.

“Não estamos assim tão precários, não nos falta comida. Se calhar não temos determinadas coisas a que eu estava habituado, mas não tenho passado fome. Desenrascamo-nos e governamo-nos com aquilo que temos. Vamos tentando fazer com que a equipa funcione”, completou.

O jovem português ainda não contactou qualquer equipa portuguesa, uma vez que enquanto a Equipo Bolivia não acabar oficialmente, não poderá tratar do seu futuro.

“É uma angústia. Estas fases são muito difíceis para os ciclistas, porque ficam sem trabalho e sem saber o que fazer. Tenho de ser otimista e pensar que vai acontecer algo de bom”, defendeu.

Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa 

“Rui Costa vai ser o líder da sua equipa no GP de Cantão e na Volta à Suíça”

A prova no Cantão de Argovie realiza-se na quinta-feira, enquanto a Volta à Suíça principia sábado e termina a 18 de junho.

Foto: EPA/MATTEO BAZZI

Rui Costa será o líder da sua equipa em duas provas nas próximas semanas

O ciclista Rui Costa vai liderar a UAE Team Emirates na quinta-feira no Grande Prémio de Cantão de Argovie e, a partir de sábado, na Volta à Suíça, informou hoje a sua equipa.

“[A volta à Suíça] É uma prova que realmente gosto e voltar é como regressar a casa. É familiar e tenho grande memórias”, disse o ciclista, que venceu a competição em 2012, 2013 e 2014.

Rui Costa lembrou que, apesar de ser bem-sucedido na competição, “esta é uma prova muito exigente e será necessário ter táticas claras para cada etapa”.

“Acabei de competir na muito exigente Volta a Itália e preciso manter a boa forma, preservar a energia e ser esperto para fazer tudo bem na prova. Espero classificar-me entre os cinco primeiros”, completou.

A prova no Cantão de Argovie realiza-se na quinta-feira, enquanto a Volta à Suíça principia sábado e termina a 18 de junho.

O diretor desportivo Simone Pedrazzini revelou que a equipa vai apresentar os mesmos ciclistas em ambas as provas, assumindo o desejo de ajudar Rui Costa a ficar no ‘top 5’ na Suíça.

Fonte: Por SAPO Desporto c/ Lusa

“Bombarralense Correu Para a Prata da Casa”

No dia 4 de Junho, o Sport Clube Escolar Bombarralense, com a sua equipa júnior, a Sicasal – Liberty Seguros – Bombarralense, marcou presença no 34º Circuito Ciclista de Matos-Cheirinhos.

A equipa marcou presença com os ciclistas Rodrigo Duarte, Guilherme Simão, Francisco Guerreiro, Francisco Duarte, Wilson Esperança, António Pintassilgo, Rafael Costa, Leonel Firmino e Bruno Valentim.

A prova era constituída por 43 quilómetros, distribuídos por um circuito de 7 quilómetros de extensão, num total de 6 voltas.

O objectivo da equipa passava por colocar Bruno Valentim, nascido e criado na região onde decorreu a prova, nas melhores condições para obter um bom resultado. À partida estavam 64 atletas. O líder da equipa foi então Bruno Valentim. A equipa colocou-o na fuga do dia, e posteriormente controlou o pelotão de modo a que a fuga vingasse. Leonel Firmino lesionou-se logo no início, sendo detectado após a corrida uma luxação na coxa.

A fuga vingou, no entanto, na discussão ao sprint, Bruno fechou no 5º lugar pois o seu terreno predilecto é a montanha. O vencedor foi João Carvalho (Academia Joaquim Agostinho - UDO) a quem a equipa congratula pelo triunfo. Nos 20 primeiros a nossa equipa finalizou com 5 atletas. Em termos colectivos, a Bombarralense obteve o3º lugar.

No próximo fim-de-semana, a equipa estará em Maiorga no dia 11, na disputa do Circuito Vítor Rocha.

Fonte: Bombarrelense

 

“SCVouga é o Distribuidor Oficial de capacetes LAZER”

Esta marca belga, recentemente adquirida pela Shimano, destaca-se por empregar grande parte dos seus recursos na pesquisa de tecnologias para aplicar na proteção e conforto da sua gama de capacetes.

Lazer é uma das marcas mais confiáveis  no que toca à segurança se assim se pode dizer de uma das partes mais criticas do atleta - a cabeça. Em adição, desenvolvimentos no conforto e tecnologia em óculos fazem parte das especialidades da  LAZER. Sendo uma empresa de capacetes e óculos acarreta uma maior responsabilidade e a LAZER tem de atender às expectativas. A marca tem centenas de testemunhos de utilizadores acerca de produtos da LAZER que os salvaram em quedas aparatosas. http://www.lazersport.com/news/im-alive-because-it

Além  dos recursos aplicados na segurança da gama,conforto e performance são também exigências dos consumidores. Entre vários desenvolvimentos a Lazer garante aos seus utilizadores um leque alargado de acessórios únicos;

Sistema Wired Audio™

Ouve as tuas músicas preferidas com o teu capacete Lazer colocado.

 

LifeBEAM

é o único equipamento que pode ser colocado no capacete de ciclismo para medição continua dos batimentos cardiacos, sem ser necessário recorrer a cinta cardiaca.

Mais recentemente, a Lazer apresentou a sua mais recente ferramenta de treino que pode ajudar o atleta a ser mais rápido - A ferramenta de inclinação Lazer.

Lazer inventou um “ capacete smart “ que vai permitir manteres a tua posição mais aerodinâmica, o que te vai permitir passar entre o vento e seres ainda mais rápido. É como teres um treinador pessoal no teu capacete. O sensor de inclinação é  instalado na parte traseira do capacete e funciona como um monitor de postura que permite corrigir a nossa posição na bicicleta  em tempo real. O capacete é ajustado com este sensor que nos alerta quando a nos desviamos da nossa posição correcta. O monitor rastreia a posição da cabeça e comunica quando se sai da posição aerodinâmica.



Distribuidor para Portugal: Soc.Com.Vouga, Lda

“Tom Dumoulin renova contrato com a Sunweb até 2022”

Vencedor do Giro deste ano mostra-se muito confiante quanto ao futuro

O holandês Tom Dumoulin, vencedor da Volta a Itália deste ano, prolongou o seu contrato com a Sunweb até 2022, revelou a equipa alemã esta terça-feira. O anúncio foi feito através de um vídeo publicado nas redes sociais, no qual o recém-coroado vencedor do Giro de 2017 salienta que a filosofia da equipa lhe agrada.

"Tenho grandes novidades para vocês. Decidi renovar o meu contrato com a Sunweb até 2022, pelo que nos próximos quatro anos vou continuar a correr com as cores da nossa grande equipa", começa por dizer o ciclista holandês, que se tornou profissional na formação alemã em 2012 e que tinha contrato até ao final de 2018.

Dumoulin, de 26 anos, sublinhou ainda que sempre se sentiu feliz na equipa. "Fiz grandes progressos no meu desenvolvimento. Não apenas eu, mas todos nós atingimos outro patamar nos últimos anos. Estou muito confiante de que vamos dar passos ainda maiores no futuro", concluiu o holandês.

Fonte: Record on-line

“9º Passeio de Cicloturismo União Freguesias Igreja Nova – Cheleiros.2017”

Dia 2 de Julho de 2017

Texto: José Morais

Vai para a estrada no próximo dia 2 de julho mais um passeio da União de Freguesia Igreja Nova e Cheleiros, a organização mais uma vez a cargo do Núcleo de Amigos do Cicloturismo Mafra/Gare, evento que faz parte do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB).

O evento tem concentração junto á Escola Primária de Mafra/Gare pelas 8 horas, e a partida agendada para as 9 horas, com um trajeto de cerca de 50 quilómetros, numa manhã de fortes pedaladas que a organização espera proporcionar a todos os participantes.

Para informações e inscrições podem ser feitas pelos telefones:

219 674 235 – 219 862 330 – 219 662 073 – 219 862 336 – 219 863 046, ou pelo faz: 219 270 539

Marque já na sua agenda, e participe, faça como nós que vamos marcar presença.

“1º Passeio Cicloturismo Rádio do Concelho de Mafra”

Dia 25 de Junho de 2017

9 Horas

Texto: José Morais

Depois de alguns anos de interregno, Mafra volta a ter um passeio de cicloturismo, desta vez a organização parte do Rádio do Concelho de Mafra, tendo como objetivos, a iniciação da rádio na organização deste tipo de eventos, como estratégia uma de expansão e dinamização da RCM, procurando desta forma promover a interação com a população através do desporto, e divulgando o concelho, sobe o lema “Para ter equilíbrio, você tem de estar em Movimento”

O evento que conta com o apoio da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), entre outros apoios, também a Câmara de Mafra apoia o evento, a qual convida os participantes e acompanhantes, a assistirem ao espetáculo da Recriação Histórica, que está incluído nas comemorações do tricentenário do lançamento da primeira pedra da construção do Palácio Convento de Mafra, que decorrerá nos jardins do Palácio.

O evento que tem concentração no Parque Intermodal de Mafra a partir das 8 horas, pelas 9 horas é dado início ao passeio com destino ao Palácio Nacional de Mafra, passando pelo interior do Convento, e na zona da área Militar, on de será feita uma foto de grupo em frente ao Palácio, depois pelas 9,30 iniciara-se o passeio com um percurso de cerca de 60 quilómetros, onde os participantes podem descobrir paisagens sem dúvida maravilhosas.

O final do passeio será onde se iniciou o mesmo, o Parque Intermodal, onde haverá banhos disponíveis, seguido de um almoço na Casa do Povo de Mafra, e onde será servido um porco no espeto.

E depois da manhã desportiva, a tarde será cultural, e pelas 15 horas são todos ao participantes convidados a assistirem à Recriação Histórica, no Palácio Nacional de Mafra.

Haverá lembranças para todos, alusivas ao evento, e a promessa de um passeio inesquecível, marque já na sua agenda, nós vamos lá estar para a reportagem completa.

Para informações e inscrições contactar:

Telefone (apenas por SMS): 966 778 417


Facebook (página): https://www.facebook.com/mafrafm

“Atualização do Canal NP-TV com o “Vídeo Promocional do 1º Passeio de Cicloturismo Rádio Concelho Mafra.2017”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o “Vídeo Promocional do 1º Passeio de Cicloturismo Rádio Concelho Mafra.2017”


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated 

Desejamos que passem e recordem bons momentos.