quinta-feira, 4 de junho de 2020

“Provas de longa distância em Portugal 2020 / 2021”


Quando se vão realizar as provas de longa distância em Portugal?
Enquanto a Federação Triatlo Portugal se encontra a ultimar o regresso em segurança do calendário competitivo 2020, os organizadores das provas longa distância já anunciaram as novas datas da sua realização. O Setúbal Triathlon e o IRONMAN, média e distância completa, realizam-se ainda este ano, mas o Challenge de Lisboa, o Azores Triathlon, o Xterra Portugal e o Multisport Coimbra optaram pelo adiamento para 2021.

Setúbal Triathlon dia 25 de outubro 2020
A organização do Setúbal Triathlon já tinha anunciado a data de 25 de outubro para a realização desta prova de triatlo de média distância. Anteriormente marcada para abril, a nova opção recaiu para depois da época balneária.
Esta competição realiza-se em Setúbal, com a natação a decorrer na Praia do Parque Urbano de Albarquel, o ciclismo a incluir uma desafiante subida à Serra da Arrábida e a meia maratona a ser realizada em percurso urbano.


IRONMAN dia 7 de novembro 2020
A organização do IRONMAN já divulgou a realização da prova ainda em 2020, no dia 7 de novembro, com o IRONMAN 70.3 a ter lugar no dia seguinte, dia 8 de novembro.
A competição, que se realiza desde 2017 na média distância – IRONMAN 70.3 – irá receber o triatlo também na distância completa. Será um fim de semana dedicado ao Triatlo, com Portugal a entrar pela primeira vez no calendário de provas de qualificação para o Campeonato do Mundo de IRONMAN, a realizar em Kailua-Kona, no Hawaii, prova que se viu forçada também ao seu adiamento para 6 de fevereiro de 2021.


Xterra Portugal 8 e 9 de maio 2021
Não é uma prova de longa distância, mas tem características únicas de contacto com a natureza e que também adiou o seu evento para 2021.  O triatlo fora de estrada, que irá receber mais uma vez uma etapa do Xterra Europa a juntar à prova nacional, realiza-se nos dias 8 e 9 de maio do próximo ano, onde estarão presentes os melhores e mais consagrados triatletas do Triatlo Cross. Em 2019, os nossos triatletas de referência nacional da modalidade alcançaram grandes resultados em algumas etapas do Xterra Europe, finalizando com uma boa classificação.


Azores Triathlon dia 9 de maio 2021
O Azores Triatlhlon, prova de média distância que se realiza na praia da Vitória, ilha Terceira, adiou também a realização da competição para o próximo ano, com data marcada para 9 de maio, uma excelente época para visitar a paradisíaca ilha açoriana. Esta competição tem partida e chegada na praia da Vitória, a segunda maior cidade da ilha e que se encontra a cinco minutos do aeroporto internacional das Lajes. O percurso de natação em linha na distância de 1.900m é realizado na baía da praia da Vitória, com partida na praia da Riviera. O ciclismo tem um percurso de uma volta feito em estrada em bom piso, sendo a corrida feita num trajeto plano.


Challenge Lisboa, 27 de março 2021
Já abriram dia 1 de junho as inscrições para o Challenge Lisboa que se realiza no próximo ano no dia 27 de março de 2021. Esta decisão teve por base vários fatores, entre eles um inquérito realizado aos atletas que concluiu que 68% preferia adiar todos os eventos para o próximo ano, que por ser atípico, obrigou a treinos limitados  e a uma logística mais complexa nas viagens e estadia.
Além do feedback dos atletas, o adiamento de grande parte dos eventos para o terceiro e quarto trimestre do ano irá concentrar um número de provas muito elevado neste período, o que torna mais difícil a sua realização. Por outro lado, o relançamento para março do ano que vem torna esta competição mais especial, por ser realizada em Lisboa, que será Capital Europeia da Cultura em 2021.


Multisport Weekend Coimbra 2021
O ano de 2020 marcaria a primeira edição de um evento único a realizar em Coimbra que tinha previsto um fim de semana repleto de competições, incluindo uma prova de triatlo de média distância. Com a pandemia, a organização optou pelo adiamento para 2021, acrescentando, ainda, um triatlo na distância completa, que se realiza no dia 13 de junho de 2021.
Um traçado rápido e bonito marcará as provas nesta cidade do centro do país.
Todas estas provas realizam-se em locais com excelentes condições para a oratica de Triatlo, rodeados de uma paisagem ímpar e propícios ao apoio de um entusiasta público.
Neste momento, a FTP encontra-se a ultimar o calendário de provas em 2020 para retomarmos as provas em segurança. Mantenha-se ativo/a e protegido/a.
Bons treinos!
Fonte: FTP



“Nelson Oliveira regressa na Polónia e deverá estar na Volta a França”


Primeira prova decorre entre 5 e 9 de agosto
Por: Lusa
O português Nelson Oliveira deverá estar na Volta a França, revelou hoje à Lusa o ciclista português da Movistar, que vai reiniciar a temporada na Volta à Polónia, a 5 de agosto.
Nelson Oliveira detalhou à Lusa que irá regressar à estrada na Volta à Polónia, que decorre entre 5 e 9 de agosto, e que deverá fazer parte da 'escolta' de Alejandro Valverde e Enric Mas no Tour, agendado entre 29 de agosto e 20 de setembro.
"O objetivo é ir ao Tour, mas só mais em cima da data saberei se vou ou não", explicou o ciclista de Vilarinho do Bairro, no concelho de Anadia.
A Movistar divulga habitualmente uma lista de pré-selecionados para a Volta a França, escolhendo o 'elenco' final que estará presente na prova apenas uns dias antes do arranque.
Na quarta-feira, o diretor da única equipa espanhola (e a mais antiga) do WorldTour revelou que os líderes da Movistar no Tour serão o veterano Alejandro Valverde e o jovem Enric Mas.
A confirmar-se, esta será a quinta presença de Nelson Oliveira na Volta a França, depois de, no ano passado, ter ajudado a Movistar a ser a melhor equipa da 'Grande Boucle'.
O quatro vezes campeão nacional de contrarrelógio (elites) e medalha de prata na especialidade nos Jogos Europeus Minsk2019 tinha previsto regressar este ano à Volta a Itália, após sete anos de ausência, mas viu a pandemia de covid-19 alterar o seu plano, que incluía a presença nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para o verão de 2021.
A União Ciclista Internacional (UCI) decretou a suspensão do calendário velocipédico, devido à pandemia da covid-19, até 1 de julho para todas as provas e até 1 de agosto para as da categoria WorldTour.
Fonte: Record on-line

“Thibaut Pinot e Arnaud Démare renovam com a Groupama-FDJ até 2023”


Duas das 'estrelas' do ciclismo francês prolongaram os seus contratos
Por: Lusa
Thibaut Pinot e Arnaud Démare, duas das 'estrelas' do ciclismo francês, prolongaram os seus contratos com a Groupama-FDJ até 2023, anunciou esta quinta-feira a equipa que renovou também com Stefan Küng e David Gaudu.
"Graças à confiança renovada por parte dos dois patrocinadores principais, a equipa Groupama-FDJ desenhou um roteiro extremamente ambicioso para os próximos anos. Beneficiando de um visibilidade a longo prazo, inédita no panorama do ciclismo, a equipa está já centrada em novos objetivos desportivos, incluindo vencer a Volta a França", pode ler-se no comunicado publicado no site da formação francesa.
Assim, "como um primeiro passo importante dessa ambição", a equipa renovou até 2023 com quatro dos seus "ciclistas emblemáticos", nomeadamente Thibaut Pinot, terceiro classificado na Volta a França de 2014 e um eterno candidato à classificação geral nas grandes voltas -- foi quarto no Giro de 2017 e sexto na Vuelta de 2018.
"Ainda não acabei de escrever a minha história com esta equipa. Estou inteiramente convencido que vamos construir grandes feitos e ganhar as corridas mais bonitas. Evidentemente, o Tour continua a ser o maior objetivo, ao qual me vou dedicar a 100%", assumiu o ciclista de 30 anos.
Pinot é um dos ciclistas favoritos dos franceses, tendo já vencido três etapas no Tour, a última das quais no ano passado, no topo do 'mítico' Tourmalet. O corredor foi mesmo responsável por uma das imagens mais emblemáticas da edição de 2019, ao desistir, em lágrimas, na antepenúltima etapa, quando seguia no quinto lugar da geral, devido a problemas físicos.
Já Arnaud Démare, o melhor 'sprinter' da atualidade do ciclismo francês, recordou o seu percurso na formação, na qual começou a 'estagiar' em 2011.
"A equipa acompanhou-me nos meus triunfos mais bonitos e apoiou-me nos momentos de dúvida. Assinar por mais três anos ilustra a fidelidade e o reconhecimento que me merecem aquelas e aqueles que fizeram de mim o corredor que sou hoje", realçou, citado no comunicado.
Démare, de 28 anos, já venceu duas etapas no Tour (em 2017 e 2018), uma no Giro (2019) e a clássica Milão-Sanremo em 2016.
Além das duas 'estrelas', a Groupama-FDJ garantiu também a continuidade, até 2023, de David Gaudu, de 23 anos, que é uma das promessas do ciclismo francês -- venceu a Volta a França do Futuro em 2016 e foi 13.º no Tour do ano passado -- e de Stefan Küng, o campeão suíço de contrarrelógio que conquistou o 'crono' na Volta ao Algarve em 2019.
Fonte: Record on-line

“Alejandro Valverde e Enric Mas vão liderar Movistar na Volta a França”


Anunciou esta quarta-feira o diretor da equipa espanhola de ciclismo, que conta com o português Nelson Oliveira
Por: Lusa
Foto: EPA
O veterano Alejandro Valverde e o jovem Enric Mas vão liderar a Movistar na Volta a França, anunciou esta quarta-feira o diretor da equipa espanhola de ciclismo, que conta com o português Nelson Oliveira nas suas fileiras.
"A equipa será liderada por Alejandro Valverde e Enric Mas no Tour e por Marc Soler no Giro, enquanto as provas de uma semana e as clássicas de um dia estarão reservadas para os corredores jovens", detalhou Eusebio Unzué, numa videoconferência de apresentação do calendário da Movistar para a restante temporada.
O diretor da formação espanhola, a mais antiga do WorldTour, assumiu as dificuldades sentidas para 'distribuir' os seus ciclistas pelos intensos e sobrecarregados 120 dias de competição, de um calendário reformulado devido à pandemia da covid-19.
"Este plano foi difícil de elaborar. A ideia era irem os três ao Tour e à Vuelta, mas pensámos que era uma oportunidade para o Enric Mas e o Soler liderarem numa grande [Volta]. O Enric teve mais dificuldades em aceitar [a ideia], mas o Marc Soler entendeu que era uma boa oportunidade", contou.
A ideia de Unzué é que Valverde seja o "padrinho" de Enric Mas, a cumprir a sua primeira temporada na equipa, na Volta a França, que deveria decorrer entre 27 de junho e 19 de julho e foi adiada para o período entre 29 de agosto e 20 de setembro, devido à pandemia do novo coronavírus, quase 'colando' no Giro (03 a 25 de outubro), que, por sua vez, coincide em datas com a Vuelta (20 de outubro a 08 de novembro).
E Valverde, terceiro classificado na 'Grande Boucle' em 2015 e nono no ano passado, garantiu estar entusiasmado por 'apadrinhar' o jovem de 25 anos no Tour.
"Gosto muito do Tour e da Vuelta e acredito que com o Enric Mas e uma boa equipa podemos sair-nos bem. Ao Tour, irei com muito entusiasmo, como se tivesse 30 anos, e esperamos aproveitar a oportunidade. Vejo o Enric preparado para enfrentá-lo com garantias", afirmou o ciclista de 40 anos.
O eterno líder da Movistar, que também dividirá a liderança com Mas na Vuelta, pronunciou-se ainda sobre os rumores que dão conta do interesse da sua equipa em Chris Froome, o quatro vezes vencedor da Volta a França (2017, 2016, 2015 e 2013).
"Froome seria sempre bem recebido para onde quer que fosse, porque é um grande campeão, mas a verdade é que nos parece difícil que venha para cá. Tudo não passou de uma mera 'anedota'", defendeu.
Fonte: Record on-line