sexta-feira, 26 de maio de 2017

“Rui Costa: «Mais um segundo lugar para a coleção»”

Ciclista português promete voltar a tentar na última etapa em linha

Por: Lusa

Rui Costa (UAE Team Emirates) terminou esta sexta-feira no 2.º lugar de uma etapa pela terceira vez na edição deste ano da Volta a Itália, mas o ciclista português reagiu com fair play a nova desilusão, mostrou-se mesmo satisfeito por ter sido o espanhol Mikel Landa (Sky) a sair vencedor.
"Estive mais um dia na luta pela vitória de etapa, mas ainda não foi hoje. Mais um segundo lugar para a coleção. Eu e o Landa somos, oficialmente, os corredores com mais segundos lugares neste Giro. Temos ambos três segundos postos. Ele está em vantagem, porque ganhou hoje, parabéns a ele. É claro que eu preferia ganhar, mas não sendo a vitória para mim, nem para a minha equipa, fico feliz por ele ter ganho", disse o português no seu blog.

Para Rui Costa, Mikel Landa - que na realidade soma dois segundos lugares e um terceiro, além da vitória de hoje - foi "dos corredores que mais lutou, neste Giro, por uma vitória de etapa".
"Só falta uma etapa em linha - domingo é contrarrelógio individual - e todos querem vencer, especialmente quem ainda não conseguiu. Há ainda a luta acesa pela camisola rosa e os líderes também querem ganhar vantagem. Eu também espero estar recuperado a tempo para a última tentativa. Isto quer dizer que, amanhã [sábado], espera-nos uma etapa de muito stress, muitos ataques, muitas tentativas e muita velocidade. Eu prometo o mesmo de sempre, dar o meu melhor", concluiu o ciclista da UAE Team Emirates.
Recorde-se que Rui Costa terminou em 2.º lugar na 19.ª etapa, gastando mais 1.49 minutos do que Mikel Landa, que cumpriu os 191 quilómetros entre San Candido e Piancavallo em 4:53.00 horas. O português já tinha sido segundo classificado na 11.ª e na 17.ª etapas. Na geral, Rui Costa subiu a 24.º, a 56.13 minutos do novo camisola rosa, o colombiano Nairo Quintana (Movistar).

Fonte: Record on-line

“Daniel Mestre e Henrique Casimiro no top-tem”

Etapa com dois sectores ditou mudanças na classificação

A segunda etapa do Grande Prémio do Jornal de Notícias ficou marcada por dois segmentos. O primeiro aconteceu durante a manhã e ligou Maia a Viana do Castelo. Aí, Daniel Mestre foi o terceiro melhor, a apenas dois segundos do vencedor. À tarde, a crono-escalada entre Barcelos e o Alto da Franqueira resultou em maiores alterações na classificação que conta com Daniel Mestre e Henrique Casimiro entre os dez primeiros da geral individual.

Com dois exercícios completamente diferentes na segunda etapa, a equipa EFAPEL esteve em destaque. Logo de manhã, discutiu a vitória no Alto de Santa Luzia, em Viana do Castelo. Teve Daniel Mestre a cortar a meta em terceiro e colectivamente fechou com o segundo posto.

Durante a tarde, o desafio era completamente diferente. 6,7 quilómetros de contra-relógio individual sempre em subida podia ditar maiores diferenças. Aí, Daniel Mestre voltou a ser o mais rápido da EFAPEL. Fez o nono melhor registo mas cedeu 30 segundos para o vencedor. Por equipas, conservou o segundo posto na classificação.

Amanhã, a estrutura liderada por Américo Silva continua a competição com a realização da terceira etapa. Os oito corredores da EFAPEL apresentam-se à partida, em Viana do Castelo e vão percorrer 178,4 quilómetros até Ovar, onde estará a meta do dia.

Classificação no primeiro sector da segunda etapa

    Raul Alarcon                W52-FC Porto            1h58m19s

    João Benta                RP-Boavista            mt

    Daniel Mestre                EFAPEL            a 2s


10º    Henrique Casimiro            EFAPEL            a 7s

13º    Rafael Silva                EFAPEL             mt

17º    Mateo Garcia                EFAPEL             a 20s

20º    Bruno Silva                EFAPEL             a 21s

32º    Sérgio Paulinho            EFAPEL            a 50s

54º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 1m52s

102º    António Pereira Barbio        EFAPEL            a 5m45s

Classificação no segundo sector da segunda etapa

    Raul Alarcon                W52-FC Porto            13m17s

    Rui Vinhas                W52-FC Porto            a 2s

    Amaro Antunes            W52-FC Porto            a 8s


    Daniel Mestre                EFAPEL            a 30s

14º    Henrique Casimiro            EFAPEL            a 43s

16º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 44s

24º    Sérgio Paulinho            EFAPEL            a 54s

31º    António Pereira Barbio        EFAPEL            a 1m12s

33º    Rafael Silva                EFAPEL             a 1m16s

44º    Bruno Silva                EFAPEL             a 1m41s

80º    Mateo Garcia                EFAPEL             a 2m24s

 

Classificação geral individual após a segunda etapa

    Raul Alarcon                W52-FC Porto            5h44m46s

    João Benta                RP-Boavista            a 18s

    Rui Vinhas                W52-FC Porto            a 19s


    Daniel Mestre                EFAPEL            a 43s

10º    Henrique Casimiro            EFAPEL            a 1m04s

15º    Rafael Silva                EFAPEL             a 1m36s

21º    Sérgio Paulinho            EFAPEL            a 1m57s

26º    Bruno Silva                EFAPEL             a 2m16s

36º    Mateo Garcia                EFAPEL             a 3m01s

70º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 6m19s

94º    António Pereira Barbio        EFAPEL            a 10m32s

Fonte: Efapel

“Grande Prémio Jornal de Notícias”

Raúl Alarcón domina jornada dupla

O espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) reforçou o comando da geral individual do Grande Prémio Jornal de Notícias, vencendo os dois setores da segunda etapa da competição, disputados esta sexta-feira.

Durante a manhã, Raúl Alarcón foi o mais forte na ligação de 83,7 quilómetros e o alto de Santa Luzia, Viana do Castelo. À tarde impôs-se no contrarrelógio individual de 6,7 quilómetros, entre Barcelos e o alto da Franqueira.

A hegemonia portista começou a desenhar-se no setor matinal. Os três últimos quilómetros, de subida em empedrado, desde Viana do Castelo até Santa Luzia, selecionaram os melhores. Raúl Alarcón defendeu a camisola amarela atacando para a vitória na etapa, ao cabo de 1h58m19s de prova. João Benta (RP-Boavista) chegou no segundo lugar, com o mesmo tempo, e queixou-se de sprint irregular do espanhol, reclamação não atendida pelo colégio de comissários. O terceiro, a 2 segundos, foi o vencedor do ano passado no alto de Santa Luzia, Daniel Mestre (Efapel).

A hegemonia da W52-FC Porto foi mais notória no difícil exercício individual vespertino. Olhando para a classificação, mais parecia o resultado de um contrarrelógio por equipas: os portistas colocaram quatro homens nos cinco primeiros, ocupando todo o pódio deste setor. Raúl Alarcón triunfou com 13m17s, à média de 30,263 km/h. Rui Vinhas foi o segundo, a 2 segundos, e Amaro Antunes foi o terceiro, a 8 segundos. O primeiro adversário foi João Benta, quarto classificado, a 11 segundos.

Na geral, Raúl Alarcón termina o terceiro dia de competição com 18 segundos de vantagem sobre João Benta. Seguem-se três homens da W52-FC Porto: Rui Vinhas é terceiro, a 19 segundos, Amaro Antunes é quarto, a 25 segundos, e António Carvalho é quinto, a 33 segundos.

“Este contrarrelógio fazia-se duro. Os últimos quilómetros em subida eram difíceis, mas a parte plana não era fácil, pois tínhamos de dar o máximo. Falta ainda disputar duas etapas. Há que dar tudo na estrada, mas tudo está agora mais bem encaminhado. Vamos jogar em equipa, como sempre fizemos”, diz o dono da camisola amarela.

A W52-FC Porto comanda também por equipas e Raúl Alarcón junta a camisola dos pontos à amarela. Nuno Meireles (Equipo Bolivia) segue na frente da classificação dos trepadores, Márcio Barbosa (ACDC Trofa) comanda a tabela das metas volantes e o sub-23 Jorge Magalhães (Miranda/Mortágua), oitavo da geral, é o dono da camisola branca, que identifica o melhor jovem das equipas de clube.

O 27.º Grande Prémio Jornal de Notícias prossegue neste sábado com a realização da terceira etapa, uma viagem de 178,4 quilómetros, entre Viana do Castelo e Ovar. A etapa arranca às 12h25, prevendo-se que termine cerca das 17h00.

 

Classificação

2.ª Etapa - 1.º Setor: Maia - Santa Luzia, 83,7 km

1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 1h58m19s

2.º João Benta (RP-Boavista), mt

3.º Daniel Mestre (Efapel), a 2s

4.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 4s

5.º Frederico Figueirero (Sporting-Tavira), a 7s

 

2.ª Etapa - 2.º Setor: Barcelos - Alto da Franqueira, 6,7 km (C/R)

1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 13m17s

2.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), a 2s

3.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 8s

4.º João Benta (RP-Boavista), a 11s

5.º António Carvalho (W52-FC Porto), a 16s

 

Geral Individual

1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 5h44m46s

2.º João Benta (RP-Boavista), a 18s

3.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), a 19s

4.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 25s

5.º António Carvalho (W52-FC Porto), a 33s

6.º Daniel Mestre (Efapel), a 43s

7.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), mt

8.º Jorge Magalhães (Miranda/Mortágua), a 51s

9.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), a 58s

10.º Henrique Casimiro (Efapel), a 1m04s

Fonte: FPC