domingo, 1 de julho de 2018

“MULHER DE FROOME DEIXA GARANTIA: «ESTARÁ À PARTIDA DO TOUR!»”

Michelle Froome garante que o seu marido nada fez de mal

Por: Fábio Lima

Foto: EPA

A organização do Tour terá a intenção de vetar a presença de Chris Froome na edição desde ano, por considerar que a mesma poderá "manchar a reputação" da prova, mas a sua mulher deixou claro que o britânico, o campeão em título, estará presente à partida no próximo sábado.

"O meu marido irá estar na partida do Tour, em Noirmoutier, a 7 de julho. Não tenho qualquer dúvida. Ele não fez nada de mal. Sempre defendi a sua inocência e apresentámos os relatórios e provas pertinentes aos tribunais antidoping", assegurou à Reuters Michelle Froome, que para lá de ser esposa de Froome é igualmente representante do próprio ciclista.

Froome, recorde-sem foi apanhado com a substância salbutamol na Volta a Espanha de 2017, disputada em setembro. O caso ainda não está resolvido na justiça desportiva, mas a organização do Tour quer evitar um novo escândalo, depois da hecatombe da descoberta da fraude de dopagem de Lance Armstrong, vencedor de sete edições do Tour.

Fonte: Record on-line

“Campeonato Nacional/Pedro Andrade e Rúben Silva campeões de fundo”

Por: José Carlos Gomes

O júnior Pedro Andrade (Vito/Feirense/BlackJack) e o cadete Rúben Silva (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel) ganharam hoje, em Castelo de Vide, as respetivas provas de fundo do Campeonato Nacional de Estrada.

Os 133,5 quilómetros da corrida júnior, resultantes de cinco voltas ao percurso traçado no concelho alentejano, foram palco de uma corrida espectacular e emocionante, sem espaço para calculismos.

À entrada para a última volta, a frente de corrida estava entregue a Diogo Narciso (Maia Formação), João Carvalho (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) e André Domingues (Escola de Ciclismo Bruno Neves). Os principais favoritos seguiam mais atrás, a maior parte no pelotão principal.

Percebendo o perigo que estava instalado para as suas aspirações, Rúben Simão (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana) já entraram na última volta em posição intermédia entre a cabeça de corrida e o pelotão.

O duo juntou-se na volta final e pedalou à procura do título. Pedro Andrade, filho e neto de ciclistas de renome, os dois Joaquim Andrade da história do ciclismo, foi o mais forte. O feirense cortou a meta ao fim de 3h34m15s de corrida, 4 segundos antes de Rúben Simão e 6 segundos à frente de Hélder Gonçalves (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact), que completaram o pódio.

A corrida de cadetes, de 80,1 quilómetros, ficou marcada por várias movimentações, como acontece sempre nas provas de camadas jovens. Gonçalo Fonte (Tensai/Sambiental/Santa Marta) e Diogo Saleiro (Seissa/KTM BIkeseven/Matias & Araújo/Frulact) ainda sonharam que a fuga que empreenderam poderia levá-los à discussão do título.

 

O pelotão, no entanto, reagiu a tempo. A cerca de 2 quilómetros da meta, o grupo principal absorveu Fonte e Saleiro, começando a preparar uma chegada ao sprint, na exigente zona de meta, propícia ao sucesso dos ciclistas que aliam a ponta de velocidade com a resistência.

O mais possante acabaria por ser Rúben Silva, que triunfou diante de Lucas Lopes (BMC/Póvoa de Varzim/CDC Navais). O terceiro, a 1 segundo da dupla mais adiantada, foi Lucas Braga (Seissa/KTM/Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact).

Às 14h00, Castelo de Vide volta a agitar-se com a animação do ciclismo. A essa hora será dado o tiro de partida para os 133,5 quilómetros da prova de fundo para juniores.

Fonte: FPC

“UCI PRONUNCIA-SE NA PRÓXIMA SEMANA SOBRE EXCLUSÃO DE FROOME DO TOUR”

Britânico terá sido recusado na Volta à França

Por: Lusa

Foto: Reuters

O presidente da União Ciclista Internacional (UCI), David Lappartient, disse, este domingo, que apenas falará do caso Chris Froome durante a próxima semana, reagindo à notícia do Le Monde de que o ciclista foi recusado na Volta à França.

"Estamos aqui pela informação do jornal Le Monde. Já tinha dito que daremos a conhecer a posição da UCI antes do Tour, e esse será o caso. A competição arranca no próximo sábado, pelo que falaremos durante a semana", disse David Lappartient, à margem dos Nacionais de França.

Froome está a ser investigado por um controlo antidoping positivo após a 18.ª etapa da Vuelta, em 7 de setembro, decorrente de uma análise à urina que acusou a presença do broncodilatador salbutamol em níveis superiores aos permitidos pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

A defesa de Froome, vencedor da Volta a França em 2013, 2015, 2016 e 2017, alega que o britânico sofreu uma disfunção renal, o que explica o excesso de salbutamol detetado.

A organização do Tour tem a possibilidade de recusar a participação do ciclista, com base num artigo do regulamento, que permite a rejeição de uma equipa ou um dos seus membros, se a presença puder afetar a imagem ou reputação da competição.

Hoje, o jornal Le Monde avança que o ciclista estará inibido de competir no Tour, por decisão da organização (Amaury Sport Organisation) e que a equipa Sky apresentará recurso na câmara arbitral do Comité Olímpico francês e defenderá o caso na terça-feira.

Fonte: Record on-line

“CHRIS FROOME AFASTADO DO TOUR”

Organização quer vetar a presença do ciclista para não "manchar a reputação" da prova

Por: Correio da Manhã

Foto: Reuters

Chris Froome, o ciclista britânico vencedor de quatro das últimas cinco edições da Volta à França foi afastado pela organização da prova de participara na edição que começa já no próximo fim-de-semana. O jornal Le Monde noticia que os franceses querem vetar a presença do ciclista que venceu há poucas semanas a Volta a Itália por este ter acusado doping na volta à Espanha.

Froome foi apanhado com a substância salbutamol na Volta a Espanha de 2017, disputada em setembro. O caso ainda não está resolvido na justiça desportiva, mas a organização do Tour quer evitar um novo escândalo, depois da hecatombe da descoberta da fraude de dopagem de Lance Armstrong, vencedor de sete edições do Tour. A ASO recorre ao regulamento que permite afastar qualquer atleta que ameace "manchar a reputação" da prova.

Na altura, Froome justificou o consumo da substância proibida com doping. "A minha asma acentuou-se na Vuelta, pelo que segui os conselhos do médico da equipa para aumentar as minhas doses de salbutamol. Como sempre, tomei as maiores precauções para garantir que não excedia as doses permitidas", afirmou Froome, que venceu a Volta à Espanha, em setembro, depois de ter reeditado os triunfos no Tour de 2013, 2015 e 2016.

O ciclista e a sua equipa, a Sky, vão recorrer da decisão da organização do Tour para o Comité Olímpico de França.

Fonte: Record on-line

“Efapel/Marcos Jurado é o vencedor da Volta a Albergaria”

          Vitória coloca o espanhol e Pedro Paulinho perto do líder da Taça de Portugal

          Triunfo obtido numa discussão entre três ciclistas

A Equipa EFAPEL ganhou a segunda prova pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite e Sub-23. Marcos Jurado foi o ciclista mais forte entre todos os do pelotão e foi com uma celebração efusiva que festejou o triunfo alcançado na Volta a Albergaria. Com este resultado, o espanhol e Pedro Paulinho, ambos da formação liderada por Américo Silva, aproximaram-se do líder da Taça, António Barbio.

A Volta a Albergaria que se realizou neste domingo correu de feição para as cores da Equipa EFAPEL. Ao longo dos 155,7 quilómetros de extensão do percurso desenhado pela organização houve muitos ataques. O pelotão acabou por não resistir e partiu-se em vários grupos de menor dimensão. Marcos Jurado esteve sempre entre os da frente e, no momento decisivo, ficou na liderança juntamente com dois adversários, Angel Sanchez (W52-FC Porto) e David De La Fuente (Aviludo-Louletano). No final, Jurado foi mesmo o primeiro a cruzar a meta e deu mais uma vitória à Equipa EFAPEL.

“Sabia que o final era em subida, o que me favorecia. Consegui ganhar pela primeira vez este ano e estou muito satisfeito com o resultado”, afirmou o jovem ciclista espanhol que representa as cores da Equipa EFAPEL.

Cumprida mais esta competição, a formação volta a correr no 41.º GP Internacional de Torres Vedras - Troféu Joaquim Agostinho que se realiza de 12 a 15 deste mês.

Fonte: Efapel

“Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite”

Marcos Jurado vence em Albergaria

Por: José Carlos Gomes

O espanhol Marcos Jurado (Efapel) conquistou hoje a 18.ª edição da Volta a Albergaria, segunda prova pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite e Sub-23. António Barbio (Miranda-Mortágua) conservou o comando da geral em elite, enquanto André Carvalho (Liberty Seguros-Carglass) ascendeu ao topo em sub-23, em igualdade pontual com Hugo Nunes (Miranda-Mortágua).

A corrida de 155,7 quilómetros foi palco de múltiplos ataques, que desmembraram o pelotão e impediram uma disputa ao sprint entre um grupo numeroso. Acabou por ser um trio de espanhóis a adiantar-se a toda a concorrência.

O mais forte dos três foi Marcos Jurado, que terminou a prova em 3h48m32s. Com o mesmo tempo, na posição imediata, colocou-se o compatriota Ángel Sánchez (W52-FC Porto). David de la Fuente (Aviludo-Louletano-Uli) foi terceiro, a 2 segundos.

“É a minha primeira vitória da época. O meu trabalho era tentar estar no corte final, o que consegui. Nem sempre ganha sempre o que tem mais força, por vezes é o que tem mais cabeça. Sabia que o final era em subida, o que me favorecia”, salientou Marcos Jurado, após vencer a corrida.

António Barbio foi o 14.º a cortar a meta, um desempenho que lhe permite manter-se no topo da geral da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite, somando agora 86 pontos. A Efapel conta com dois homens perto da frente, ambos com 75 pontos, Marcos Jurado e Pedro Paulinho.

André Carvalho foi o quinto classificado, melhor sub-23, em Albergaria. Deste modo, o famalicense assumiu o comando da geral dos mais jovens, com 130 pontos, os mesmos do anterior primeiro classificado, Hugo Nunes (Miranda-Mortágua). Segue-se Francisco Campos (Miranda-Mortágua), com 125 pontos.

A próxima prova da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite e Sub-23 é o Grande Prémio de Mortágua, marcado para o dia 18 de agosto.

 

Classificação da Volta a Albergaria

1.º Marcos Jurado (Efapel), 3h48m32s

2.º Ángel Sánchez (W52-FC Porto), mt

3.º David de la Fuente (Aviludo-Louletano-Uli), mt

4.º Edgar Pinto (Vito-Feirense-BlackJack), a 25s

5.º André Carvalho (Liberty Seguros-Carglass), a 39s

6.º Francisco Campos (Miranda-Mortágua), mt

7.º André Ramalho (Jorbi/Team José Maria Nicolau), mt

8.º Juan Ignácio Pérez (Aviludo-Louletano-Uli), mt

9.º José Neves (W52-FC Porto), mt

10.º Nuno Meireles (Miranda-Mortágua), a 54s

Fonte: Efapel

“Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo”

Paraciclistas abriram caminho para Volta a Albergaria

Por: José Carlos Gomes

A quarta prova pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo realizou-se hoje em Albergaria-a-Velha, antecedendo a Volta a Albergaria, que juntou o pelotão de elite.

Foram 14 os paraciclistas que se apresentaram à partida, distribuídos por nove classes competitivas, uma semana antes da realização da etapa holandesa da Taça do Mundo, na qual os praticantes portugueses estarão presentes.

As categorias com maior participação foram C4 e C5. Na primeira impôs-se João Monteiro (Mozinho RT Martos Pellets), enquanto Manuel Ferreira (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel) foi o mais forte na outra. Telmo Pinão (Casa do Benfica MMV/APCA/Paracycling) venceu em C2.

Nas restantes categorias, assistiu-se a uma prova de um participante único: João Marques (ACD Milharado/EC Manuel Martins) na classe D, Bernardo Vieira em C1, Francisco Martins em C3, João Pinto em H3, Flávio Pacheco (Sporting/Tavira-Paracycling) em H4 e Luís Costa (Sporting/Tavira – Paracycling) em H5.

A Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo termina no dia 20 de agosto, fazendo parte do programa do Circuito de Alcobaça. Antes disso, nos dias 14 e 15 de julho, Almeirim recebe o Campeonato Nacional de Paraciclismo.

Fonte: FPC

“Festas das bicicletas”

“Por Uma Causa/Rumo a Tokyo”
Pombal 21 e 22 de Julho de 2018
 

Texto: José Morais/Armando Vieira

Cartazes: Clube de Cicloturismo de Pombal

É um dos mais belos eventos realizados ao longo dos anos na zona centro de Portugal, denominado de “14 Horas a Pedalar”, este ano na sua 17ª edição, o evento de 2018 promete sem dúvida, algo diferente nunca realizado a nível nacional.

Ao longo dos anos, este evento que é denominado “Festa das Bicicletas”, tem sido muitas vezes solidário por várias causas, e este ano não vai fugir à regra, já que vai apoiar mais uma grande causa, denominada de “Rumo a Tokyo”, com a receita líquida do evento, a reverter a favor do atleta Carlos Leitão, heptacampeão de Ténis em Cadeira de Rodas, cujo objetivo será o de participar nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio 2020.

Mas, a edição deste ano das “14 Horas a Pedalar”, quer ir mais longe, e a “Festa das Bicicletas, não irá ter apenas 14 horas, mas sim 24 horas, e nesta grande festa a realizar em Pombal nos dias 21 e 22 de julho, alem das “14 Horas a Pedalar” vais existir ainda “Patinagem de Rua/Livre e Velocidade”, e ainda “Ciclismo/Perseguição Individual”.

Este evento que faz parte do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), é organizado pelo Clube de Cicloturismo de Pombal, com os apoios da Câmara Municipal e Freguesia de Pombal, entre muitos outros patrocinadores que se juntaram â causa.

O Notícias do Pedal mais um ano vai marcar presença neste evento único no país, depois de em 2017 ter iniciado com semi-diretos nos seus canais de Televisão, este ano prepara uma reportagem completa do evento, e com diretos para a rede social Facebook, com entrevistas e momentos especiais do evento.

As inscrições e informações devem de ser feitas para o e-mail cicloturismopombal@gmail.com ou pelo telemóvel 968 130 525

 

Aqui fica o programa completo do evento, como os regulamentos: 

 

FESTA DAS BICICLETAS

PROGRAMA

21 e 22 de Julho de 2018

 

1º Evento – “14 HORAS A PEDALAR”


Sábado: 22h00 - Início das 14HP

Sábado: 22h10 – Cicloturismo - Passeio Noturno (Pelotão 14HP)

Sábado: 22h15 - Exibição ACROPOMBAL

Sábado: 23h00 - Regresso ao Circuito

Domingo: 02h00 – Caldo Verde

Domingo: 08:30 – Momento Energético

Domingo: 10h30 – Cicloturismo - Passeio Domingueiro (Pelotão 14HP)

Domingo: 12h00 – Entrega de lembranças

Domingo: 12h30 – Fim das 14HP

 

2º Evento – PATINAGEM

Domingo: 15h00 – Patinagem de Rua (Livre)

Domingo: 16h00 – Patinagem de Velocidade (Exibição)

 

3º Evento – CICLISMO

Domingo: 17h00 – Perseguição Individual (Eliminatórias)

Domingo: 20h00 – Entrega de Lembranças

Domingo: 20h30 - Fim da Perseguição Individual

Domingo: 22h00 – Fim da Festa das Bicicletas

 

REGULAMENTO GERAL

14 HORAS A PEDALAR

1.         O evento denominado 14 HORAS A PEDALAR, que poderá ser identificado pela sigla 14HP, faz parte integrante do programa da manifestação desportiva, recreativa e social intitulada Festa das Bicicletas, a realizar nos dias 21 e 22 de julho de 2018, em Pombal, numa iniciativa e organização do Clube de Cicloturismo de Pombal, em parceria com o Município de Pombal e a Freguesia de Pombal.

2.         Especialmente para as 14HP, o Clube de Cicloturismo de Pombal criou o logótipo que não pode ser copiado ou usado por terceiros sem autorização do autor.

3.         O evento 14HP é uma variante da modalidade de cicloturismo, isento de competição e classificação, tendo como objetivo premiar e incentivar o uso das bicicletas num ambiente de festa e de amizade entre todos aqueles que as utilizam. No entanto, todos os participantes devem-se submeter ao presente regulamento.

4.         Sob o lema “RUMO A TOKYO”, a receita líquida do evento vai reverter a favor do atleta Carlos Leitão, heptacampeão de Ténis em Cadeira de Rodas, com o objetivo de participar nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio 2020.

5.         O evento está agendado para os dias 21 e 22 de Julho de 2018, entre as 22H00 de Sábado e as 12H00 de Domingo. Decorre em circuito fechado, com um perímetro de 400 metros, na Av. Heróis do Ultramar, entre a Rua dos Bombeiros Voluntários e o Viaduto sob a Alameda Europa, na cidade de Pombal.

6.         O evento engloba, o Passeio Noturno (Apresentação à Cidade) e o Passeio Domingueiro, que se realizam, respetivamente, no sábado, entre as 22 e as 23 horas, e no domingo, entre as 10 e as 11 horas.

7.         Podem participar todos os Ciclistas, organizados em equipas com um mínimo de 12 elementos, entre os 14 e os 75 anos de idade.

8.         Não é permitido no evento ciclistas individuais e ou equipas não inscritas.

9.         Todos os ciclistas devem usar no pulso as pulseiras de controlo distribuídas pela organização.

10.      As inscrições, limitadas a 20 equipas, salvo casos excecionais, terminam na quarta-feira, dia 18 de julho, data limite para as equipas entregarem a Ficha de Inscrição devidamente preenchida e o respetivo donativo.

11.      O donativo corresponde a 5€ por pessoa inscrita.

12.      Os interessados podem contactar o clube pelo e-mail cicloturismopombal@gmail.com ou pelo telemóvel 968130525.

13.      Os Ciclistas e as Equipas têm direito a lembranças de presença. Os prémios especiais são sujeitos a regulamento próprio (ver verso).

14.      Qualquer alteração às inscrições decorre entre as 19H00 e as 20H00, do dia 21 – Sábado, no próprio recinto, nos termos do programa previamente elaborado para o efeito.

15.      Às 22H00, em ponto, serão iniciadas as 14HP, com a presença obrigatória no circuito de todas as equipas e todos os ciclistas inscritos, até ao fim desta primeira hora.

16.      Entre as 23H00 (Sábado) e as 10H00 (Domingo), é obrigatória a participação no circuito de todas as equipas com um mínimo de 4 ciclistas.

17.      Entre as 10H00 e as 12H00 – Domingo, é obrigatória a participação de todas as equipas e de todos os ciclistas inscritos.

18.      Às 12H00, terminam as 14HP, seguindo-se de imediato a entrega de lembranças e dos prémios.

19.      Os ciclistas poderão utilizar todo o tipo de bicicletas, sem motor auxiliar, sendo obrigatório o uso de capacete de proteção aprovado e recomendada a utilização de sistema de iluminação e material refletor.

20.      São proibidas bicicletas com atrelado e cadeiras assim como o transporte de crianças.

21.      Entre as 00H00 e as 08H00, é proibida a utilização de campainhas ou outros sinais sonoros. Também, os participantes devem respeitar a Lei Geral do Ruído e as determinações do Município, da PSP e da Organização.

22.      Os ciclistas devem apresentar-se em perfeitas condições físicas, não se responsabilizando a organização por qualquer problema de saúde e também com incidentes que eventualmente possam surgir antes, durante e após o evento, que não estejam cobertos pelo seguro temporário de acidentes pessoais a cargo da organização se for o caso.

23.      O não cumprimento voluntário de presente Regulamento e ou algum comportamento antissocial implica o afastamento do(s) ciclista(s) ou da(s) equipa(s), perdendo o direito aos prémios e à inscrição.

24.      Nos termos do número anterior, em caso de expulsão de qualquer (quaisquer) ciclista (s) e ou equipa(s), não é (são) admitida(s) na próxima edição das 14HP.

25.      A organização não se responsabiliza por eventuais inscrições fraudulentas, falsas declarações, participações não declaradas e por todos os atos socialmente reprováveis e ou criminalmente puníveis.

26.      É proibida a exploração de serviço de bar (comes e bebes) pelas equipas ou por terceiros sem autorização da organização.

27.      É proibido a colocação no recinto de telas ou outra forma de publicidade sem autorização da organização.

 

REGULAMENTO DOS PRÉMIOS ESPECIAIS
14 HORAS A PEDALAR

I - TROFÉU “PASTELEIRA” – FREGUESIA DE POMBAL

1.         O Troféu “Pasteleira” vai ser entregue à equipa que apresentar a concurso a bicicleta MAIS ANTIGA E ORIGINAL.

2.         Só são consideradas a concurso as bicicletas usadas pelos ciclistas no evento.

 

II - TROFÉU MAIS – MUNICÍPIO DE POMBAL

1.         O prémio é destinado à equipa que contar MAIOR NÚMERO DE INSCRIÇÕES.

2.         Em caso de empate ganha a equipa com mais elementos femininos.

3.         Se a igualdade persistir será feito um sorteio.

 

III - TROFÉU CHARME FEMININO – FLÔR EDEN

1.         O prémio caberá àquela equipa que MAIS ELEMENTOS FEMININOS inscrever.

2.         Em caso de empate ganha a equipa com menos elementos masculinos.

 

IV - TROFÉU PEDALÁSTICO – CRÉDITO AGRÍCOLA

1.         O troféu está reservado para a equipa que apresentar e utilizar a BICICLETA MAIS CRIATIVA ou ENGRAÇADA.

2.         Para a nomeação do vencedor será constituído um júri composto por um representante da cada equipa.

3.         Se houver empate caberá à Organização escolher o vencedor. 


 

Regulamento

Perseguição Individual em Bicicleta

1.         O evento denominado Perseguição Individual em Bicicleta, faz parte integrante do programa da manifestação desportiva, recreativa e social intitulada Festa das Bicicletas, a realizar nos dias 21 e 22 de julho de 2018, em Pombal, numa iniciativa e organização do Clube de Cicloturismo de Pombal, em parceria com o Município de Pombal e a Freguesia de Pombal.

2.         Trata-se de um evento desportivo na modalidade de ciclismo, por eliminatórias, meramente de exibição, que termina com a realização da final entre o último par de participantes apurados, estabelecendo-se logicamente uma ordem tipo classificativa.

3.         A título particular, a organização poderá atribuir lembranças aos participantes e distinguir os finalistas.

4.         Os participantes podem usar qualquer tipo de bicicletas desde que totalmente mecânicas.

5.         É obrigatório o uso de capacete de ciclismo homologado.

6.         O evento está agendado para o dia 22 de julho de 2018, a partir das 17 horas.

7.         O evento decorre em circuito oval, com um perímetro de 400 metros, sito na Avenida Heróis do Ultramar, entre a Rua dos Bombeiros Voluntários e o viaduto sob a Alameda Europa, em Pombal.

8.         No circuito serão sinalizadas duas metas opostas, pontos de partida e chegada dos participantes.

9.         Cada participante parte da meta que a grelha indicar, nos termos do ponto 24.

10.      Os participantes circulam no sentido contrário aos ponteiros do relógio.

11.      As eliminatórias são compostas por quatro séries até às meias-finais.

12.      A primeira série contará com 32 participantes, divididos em dois grupos de 16 participantes.

13.      A segunda série contará com 16 participantes, divididos em grupos de 8 participantes.

14.      A terceira série, com 8 participantes, será dividida em dois grupos de 4 participantes.

15.      A quarta série, com 4 participantes, será composta por dois grupos de 2 participantes.

16.      Após esta última eliminatória, os participantes eliminados vão disputar entre si o 3.º e o 4.º lugares.

17.      Os apurados disputam a final.

18.      Durante as quatro séries os participantes terão de percorrer 3 voltas completas ao circuito, desde e até ao ponto (meta) de partida.

19.      A semifinal e a final são disputadas em 5 voltas do mesmo modo.

20.      As eliminatórias são disputadas entre 2 participantes, sendo apurado o participante que for mais rápido a terminar as voltas ao cortar a sua meta.

21.      À medida que os ciclistas vão sendo eliminados terminam a sua participação no evento.

22.      Durante as eliminatórias, na ausência de um ou mais participantes já apurados passa (m) à fase seguinte o(s) participante(s) que com ele(s) estava(m) alinhado(s).

23.      Antes do início do evento e na falta de um ou mais participantes este(s) será(ão) substituído(s) pelo(s) suplente(s) por ordem de inscrição.

24.      O alinhamento dos participantes na grelha pré-definida é conforme a ordem de inscrição dos participantes e segundo o método criado pela organização.

25.      À medida que os interessados se vão inscrevendo ser-lhes-à atribuído o número do dorsal.

26.      Os dorsais serão distribuídos no início do evento cabendo aos participantes devolvê-los no final.

27.      O evento está aberto a todos os participantes com idades entre os 14 e os 75 anos.

28.      Os ciclistas devem apresentar-se em perfeitas condições físicas, não se responsabilizando a organização por qualquer problema de saúde e também com incidentes que eventualmente possam surgir antes, durante e após o evento, que não estejam cobertos pelo seguro temporário de acidentes pessoais a cargo da organização se for o caso.

29.      O não cumprimento voluntário de presente Regulamento e ou algum comportamento antissocial implica o afastamento do(s) ciclista(s), perdendo o direito a lembranças (se houver) e à inscrição.

30.      As inscrições são limitadas a 32 ciclistas efetivos e a 5 suplentes.

31.      Só são aceites os inscritos efetivos que entregarem, a título de donativo, a quantia de 5 Euros, destinada a lembranças e ao seguro de acidentes pessoais.

32.      As inscrições encerram quando estiverem esgotadas.

33.      Os interessados podem contactar o clube pelo e-mail cicloturismopombal@gmail.com ou pelo telemóvel 968130525. 

“Os eventos da semana”

Esta semana, o calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores e Bicicleta (FPCUB) tem agendado os seguintes passeios:

Dia: 8 de julho

10º Passeio de Cicloturismo Núcleo de Amigos de Mafra Gare

Podem consultar mais informação no espaço “Calendário Anual” em: http://www.fpcub.pt/agenda/2018 e ainda no site oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores e Bicicleta (FPCUB) em: http://www.fpcub.pt/ pode consultar outros eventos, como toda a atividade realizada pela FPCUB.
 

“Última hora – Nova rubrica semanal Notícias do Pedal…”


Querendo corresponder a vários pedidos solicitados, criamos mais um novo espaço, o qual esperemos que possa vir a satisfazer assim os vários pedidos.

A nova rubrica semanal intitulada de “Os eventos da semana” visa promover os passeios realizados semanalmente, sendo lançada todas as segundas-feiras, esta semana excecionalmente, lançado no domingo.

Da agenda constará sempre os passeios a realizar, e sempre que existam disponível, os cartazes desses eventos, caso não exista nenhum evento marcado, a rubrica sairá na mesma, com essa informação.

Esperemos com este novo espaço seja de agrado de todos.

Bons passeios, boas pedaladas.

A redação.

“Norte-americano 'esqueceu' prova para salvar vida a outro corredor”

O triatleta norte-americano Davis Frease foi na semana passada protagonista de um gesto incrível, quando decidiu 'esquecer' a prova em que estava a participar (e na qual estava a lutar pela vitória) para salvar a vida a um outro concorrente, que estava entre a vida e a morte. A cena sucedeu na Califórnia, no Big Bear Triathlon, prova para a qual Davis Frease havia treinado com afinco, para conseguir a melhor classificação possível.

E até estava na luta pela vitória, já que aos cinco quilómetros da fase de corrida era o segundo colocado, apenas atrás de Eliot Scymanski. Mas foi aí que Davis deu uma grande prova de humanidade, quando encontrou um outro atleta, que participava numa prova paralela, a passar mal.

"Um outro atleta começou a gritar a pedir ajuda. Eu fui a correr até ele e de seguida também gritei, para que alguém chamasse os serviços médicos. Num primeiro momento pensei que se tratava de um golpe de calor, mas meio minuto depois deixou de respirar e não tinha pulso", detalhou o atleta, estudante de medicina e militar, e que naquele momento fez precisamente valer aquilo que havia aprendido na sua vida extra-desporto.

"Imediatamente comecei a fazer manobras de reanimação. Depois de algumas tentativas, ele voltou a respirar. Ainda assim, poucos segundos depois deixou de o fazer e o pulso baixou novamente. Voltei a tentar de novo e nesse momento chegou um voluntário com um desfibrilador, enquanto eu continuava com as compressões. Depois de dois ciclos, voltou a nós e ficou de vez", recordou.

Depois de salvar o atleta que havia colapsado, Davis Frease voltou à prova, conseguindo mesmo assim manter o segundo posto que tinha à altura da paragem, cedendo apenas seis minutos para o vencedor. Vencedor no papel, porque o grande vencedor da prova, pelo gesto incrível que protagonizou, foi mesmo Davis.

Fonte: Record on-line
A Equipa EFAPEL e a EFAPEL - Escola de Ciclismo "Ovar - Território de Emoções" convidam para a participação no Open Day que vão realizar no próximo dia 7 de Julho, sábado, no Dolce Vita de Ovar. Estamos a contar com a sua visita e com a sua participação.

Esta é uma iniciativa da Equipa EFAPEL e da Escola de Ciclismo no âmbito da componente de responsabilidade social que está associada aos projectos desportivos da EFAPEL. "O ciclismo é uma modalidade em que o trabalho de equipa e o respeito são essenciais para que, no final, consigamos festejar os bons resultados alcançados. É neste sentido que desenvolvemos este Open Day. Queremos estar mais perto dos nossos adeptos, mostrar como funciona uma equipa profissional de ciclismo, dar a conhecer o trabalho que fazemos com os mais novos para os tornarmos melhores ciclistas e, essencialmente, cidadãos. Vamos realizar este Open Day, também, para passar a mensagem da nossa campanha rodoviária #EstradaParaTodos em que promovemos o respeito por todos os que utilizam estas vias de comunicação. Por outro lado, potenciamos as sinergias com a Arena Dolce Vita onde está sedeada a nossa sede", afirmou o presidente do Clube Fullracing, Carlos Pereira.

 

PROGRAMA:

9H30 Receção aos Participantes na nossa sala sede, no Pavilhão João Gonçalves, onde confirmamos a presença dos inscritos. Oferta de brindes Equipa EFAPEL.

10H00 Workshop “Campanha de Prevenção Rodoviária EFAPEL” - #𝙚𝙨𝙩𝙧𝙖𝙙𝙖𝙥𝙖𝙧𝙖𝙩𝙤𝙙𝙤𝙨, a realizar no interior do shopping.

11H00 Gincanas no exterior do Pavilhão. Montamos os obstáculos e temos 10 bicicletas criança disponíveis para quem desejar experimentar.

12H30 Visita à estrutura da Equipa Profissional - logística, área massagens, área mecânica;

Captações da EFAPEL ESCOLA DE CICLISMO DE OVAR Época 2018/19: informações, pré-inscrição.

13h00 Almoço Volante Porco no Espeto

As inscrições* são Gratuitas e efetuadas em: http://www.racetime.pt/opendayefapel?p=stephalf

(*) Limitado a 100 inscrições. Inscrições abertas até dia 4 Julho

Outras informações podem ser solicitadas para: geral@fullracing.pt

Fonte: Efapel

 

“Campeonato Nacional/Campeões de contrarrelógio coroados em Póvoa e Meadas”

Fonte: José Carlos Gomes

Os campeões nacionais de contrarrelógio nas categorias masculinos de juniores e de cadetes e em todas as femininas exceto elite foram este sábado conhecidos na freguesia de Póvoa de Meadas, concelho de Castelo de Vide.

Guilherme Mota (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), que se sagrou campeão nacional de fundo em 2017, juntou hoje ao currículo o título de contrarrelógio na categoria júnior, que se soma à Taça de Portugal, conquistada na presente temporada.

O corredor leiriense completou o contrarrelógio de 22,3 quilómetros em 30m12s, um registo inacessível para a concorrência. Guilherme Simão (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) foi o adversário mais próximo, a 24 segundos. Diogo Ribeiro (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana) completou o pódio, a 39 segundos do vencedor.

João Ferreira (Cruz de Cristo) impôs-se nos 11 quilómetros de cadetes, juntando o título de contrarrelógio à vitória na Taça de Portugal. O vencedor cobriu o percurso em 16m17s, menos 4 segundos do que Fábio Fernandes (Efapel/Escola de Ovar) e menos 21 segundos do que Rodrigo Paiva (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), que o acompanharam no pódio.

Depois de o título de elite ter sido na semana passada, em Belmonte, as restantes categorias femininas competiram hoje, cumprindo o contrarrelógio de 11 quilómetros. Em juniores impôs-se Joana Pereira (5Quinas/Município de Albufeira/CDASJ), com 17m32s, diante de Raquel Queirós (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão), que gastou mais 24 segundos, e de Joana Vinagre (Bairrada), que ficou a 1m03s.

Daniela Campos (5Quinas/Município de Albufeira/CDASJ) confirmou o favoritismo em cadetes, somando o título de contrarrelógio ao de fundo. Para isso, a algarvia completou a prova em 17m33s, menos 1m10s do que Beatriz Martins (União Ciclismo da Trofa) e menos 1m32s do que Beatriz Roxo (Maiatos/Reabnorte), que ocuparam as posições imediatas.

As vencedoras das provas de veteranas foram a master 30 Inês Trancoso (Maiatos/Reabnorte), a master 40 Filomena Paulo (ACD Milharado/EC Manuel Martins) e a master 50 Maria Jesus (5Quinas/Município de Albufeira/CDASJ), categoria em que não foi atribuído título, por participarem apenas duas ciclistas.

As provas de fundo para cadetes e juniores masculinos disputam-se na sede do concelho de Castelo de Vide, neste domingo. Os cadetes vão completar 80,1 quilómetros, com partida às 9h30. Os juniores terão por diante 133,5 quilómetros, arrancando às 14h00.

Fonte: FPC