sábado, 8 de fevereiro de 2020

“Troféu Internacional de Pista Município Anadia”

Campeã do Mundo veio a Anadia para vencer

A holandesa Kirsten Wild não deu hipótese no concurso feminino de omnium, disciplina olímpica que dominou, hoje, o segundo dia do Troféu Internacional Município de Anadia, no Velódromo Nacional, em Sangalhos.

A selecção holandesa entrou com tudo em pista neste fim de semana, com Kirsten Wild que nunca deu hipótese às adversárias. A campeã mundial de 37 anos não desiludiu, ao somar 164 pontos no total das quatro provas que compõem o omnium e só não venceu em scratch, disciplina esta que terminou em segundo. As polacas Daria Pikulik e Lucja Pietrzak completaram o pódio feminino, com um total de 136 e 110 pontos, respetivamente. Maria Martins também esteve em competição no dia de hoje, tendo terminado na sexta posição, com 89 pontos. Já Daniela Campos fechou na 12ª posição, com um total de 56 pontos.

No omnium masculino foi, mais uma vez, Rhys Britton a conquistar a vitória. O atleta britânico ascendeu ao lugar mais alto do pódio, depois de vencer em scratch e na corrida por pontos. Apesar de ter terminado na segunda posição na corrida tempo e em terceiro em eliminação, o somatório final ditou a vitória de Britton com 138 pontos. Seguiu-se o seu companheiro de equipa, Ethan Vernon, que somou 114 pontos e terminou em segundo lugar. Já o polaco Filip Prokopyszyn lutou até ao final, conseguindo ainda segurar a terceira posição, com um total de 103 pontos

Quanto aos atletas portugueses em prova João Matias fechou no 10º lugar da geral, com 85 pontos, seguido de Iuri Leitão, em 11º lugar, com 75 pontos, num dia dominado pela selecção da Grã-Bretanha.

A Bélgica afirmou-se em juniores masculinos, com Noah Detalle e Dayan Van Rillaert e a dividirem as vitórias das quatro disciplinas que compõem o omnium. No entanto, Detalle acabou por levar a melhor sobre o colega de equipa, terminando com um total de 181 pontos.  Van Rillaert somou 143 pontos, que lhe deram o segundo lugar no concurso de omnium, e Arkaitz Garmendia (Federación Gipuzkoa) a fechar em terceiro, com 120 pontos. Portugal esteve muito perto de conquistar uma medalha, depois de Daniel Gonçalves conseguir 103 pontos que o colocaram na quarta posição no somatório das quatro provas.

Amanhã será o último dia destes três dias de competição, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia. O programa de domingo deverá começar às 09h30 e terminará às 14h30.

Fonte: FPC

“Rui Costa terceiro na Volta à Arábia Saudita”

Alemão Phil Bauhaus foi o vencedor da prova

Por: Lusa

Foto: Getty Images

O ciclista português Rui Costa (UAE-Emirates) terminou este sábado no terceiro da Volta à Arábia Saudita, que foi conquistada pelo alemão Phil Bauhaus (Bahrain-McLaren), vencedor da quinta e última etapa da prova.

Rui Costa concluiu na 19.ª posição a tirada entre a Universidade Princesa Nourah e Al Masnak, na extensão de 144 quilómetros, com o mesmo tempo de Bauhaus, que se impôs ao 'sprint' em 3:18.57 horas.

O ciclista alemão reassumiu o primeiro lugar que tinha perdido na véspera para o francês Nacer Bouhanni (Arkea-Samsic), segundo a cortar hoje a meta e também na classificação geral, a dois segundos de Bauhaus e com 11 de vantagem sobre Rui Costa.

Rui Costa foi o melhor dos três representantes portugueses na prova saudita, uma vez que Ivo Oliveira, colega de equipa na UAE-Emirates, terminou no 50.º posto e José Neves (Burgos-BH) no 68.º, depois de terem concluído a etapa de hoje em 14.º e 62.º, respetivamente.

Fonte: Record on-line