sexta-feira, 11 de agosto de 2017

“Hamburgo recebe enchente Portuguesa”

É já neste Domingo que Hamburgo, Alemanha, recebe mais uma etapa do circuito Ironman. Neste evento, Portugal estará representado por quase 40 atletas confirmado a elevada afluência que esta distância tem tido nos últimos anos em Portugal, esta participação vem mais uma vez demonstrar que o Triatlo Longo tem ganho cada vez mais adeptos portugueses que vão elevando o nome do País pelos mais diversos cantos do mundo.

É a primeira vez que Hamburgo recebe este evento, apesar de já ter habituado os aficionados do Triatlo a várias etapas do Campeonato Mundial da distância Standard, este é o primeiro ano em que a cidade alemã abraça a distância mítica de 3.8km de natação, 180km de ciclismo e 42.2km de corrida.

Na competição masculina, estarão alguns dos nomes mais importantes da distância tais como o Sul Africano James Cunnama e o Alemão Michael Raelert que certamente tentarão reservar o seu passe para o Campeonato do Mundo de Ironman a realizar no Havai.

No sector feminino, a experiente Eva Wutti (vencedora Ironman Copenhaga 2015) irá contar com alguma concorrência para os lugares mais cimeiros do pódio.

Relativamente aos atletas Portugueses, poderá consultar abaixo a lista dos inscritos e aproveitar para lhes transmitir o seu apoio:

Alexandre Almeida

 Alexandre Barbosa

 Jorge Caldeira

 Raul Campos

 Teresa Cardoso

 Ricardo Carvalho

 Maria do Céu Coelho

 Micael de Sá Fernandes

 António Dias

 Carlos Dias

 Nuno Fernandes

 Rui Ferreira

 Mário Freixo

 Fernando Gomes

 João Gonçalves

 Sérgio Magalhães

 José Manta

 Eládio Manuel

 António Martinho

 Paulo Martins

 Rui Martins

 Filipe Batista

 João Matos

 Fábio Mendes

 Josué Oliveira

 Rui Pedras

 João Prelhaz

 Fernando Ribeiro

 Carlos Rocha

 Victor Sá

 Fernando Salvador

 Fernando Socorro

 Gonçalo Sousa

 João Tavares

 Marco Vieira

A Federação de Triatlo de Portugal deseja a todos os participantes boa sorte e um dia cheio de boas emoções.

Fonte: FTP

“Volta a Portugal/Vídeo da 7ª etapa”

Como tem acontecido diariamente, aqui fica o vídeo do trajeto da 7ª etapa em linha, com ligação de Lousada a Stº Tirso/Monte N.Sr.ª da Assunção, numa extensão de 161.9 quilómetros.

Fonte: Podium

“Volta a Portugal/79ª Volta a Portugal em Bicicleta/A Volta dia a dia pelo diretor Joaquim Gomes/7ª Etapa”

7ª Etapa – Lousada» St.º Tirso (Monte N. Sr.ª da Assunção) - 161,9 KM - 12 agosto, Sábado

Vale do Sousa e Tâmega aquece as pernas para o Monte Córdova

De regresso ao “trabalho”, a ligação Lousada – Santo Tirso com cerca de 162 km apresenta-se como uma das mais importantes tiradas da “Volta”. Num percurso sinuoso, marcado na fase inicial pelo Vale do Tâmega e a passagem em Marco de Canaveses será na segunda metade da etapa, após a passagem em Penafiel e o reencontro com Lousada, em zonas maioritariamente urbanas, que a etapa
se enervará a caminho de Santo Tirso. O maior relevo estará, obviamente, reservado para os quase sete quilómetros que separam, a cidade do Santuário de N.ª Sr.ª da Assunção, no Monte Córdova, coincidente com um Prémio de Montanha de 2ª categoria. A reação ao dia de descanso por parte dos ciclistas revela, muitas vezes, surpresas desagradáveis para alguns. Será que todos os candidatos vão estar à altura deste final de etapa!? Parece-me bem que não!

Fonte: Podium

“Volta a Portugal/Rui Sousa anunciou final de carreira no Dia de Descanso da Volta”

“Esta será a minha última Volta a Portugal”

Rui Sousa (RP-Boavista), vencedor da chegada a Fafe na 6ª etapa da 79ª Volta a Portugal Santander Totta, desfez o segredo que já circulava entre a caravana e os adeptos do ciclismo português. Na sala de imprensa da Volta rodeado de jornalistas e vários amigos que foi fazendo ao longo de 20 anos de profissionalismoanunciou esta sexta-feira o final de carreirano fim desta temporada. Com a voz embargada pela emoçãodisse que esta Voltaserá a última em que participa. “No final deste ano a bicicleta acaba para mim. Despeço-me do profissionalismo mas não do ciclismo pois é o desporto de uma vida. Temos de saber parar na altura certa. Com a vitória de ontem, consegui um fecho de carreira bonito”, disse com os olhos rasos de água. O corredor de Barroselas depois gracejou: “Vou ser considerado o mais chorão desta Volta. Ontem antes da etapa chorei, terminei a chorar pela vitória… e hoje choro porqueé muito difícil dizer que acabou.”

Ao lado de Rui Sousa, entre outros, estava o diretor da Volta a Portugal. “É dolorosa esta despedida”, confessou Joaquim Gomes que chegou a competir ao lado do ciclista de Barroselas, Viana do Castelo, nos primeiros anos de carreira. Sobre Rui Sousa descreveu-o como um profissional“aguerrido, que não se cinge às indicações, não consegue resistir quando aquela chispa de sentimento surge e o leva a adaptar qualquer estratégia. As portas da Volta a Portugal estarão sempre abertas para o Rui”, concluiu.

Etapa da Volta Via Verde RTP juntou 800 cicloturistas

Das muitas atividades que se realizaram em Fafe, local do Dia de Descanso da Volta 2017,destaca-se mais uma edição da Etapa da Volta Via Verde RTP. 800 cicloturistas participaram nesta jornada de 80 quilómetros que durou toda a manhã de sexta-feira aliando o convívio à pratica do ciclismo amador.  Contabilizados exclusivamente os tempos do percurso de“andamento livre”, Filipe Oliveira, da Vulcal/Inplenitus, foi o mais rápido a cumprir os 9,6 quilómetros desse troço que terminou no centro de Fafe, no mesmo local e nas mesmas estruturas que recebeu a Volta a Portugal no dia anterior. No escalão feminino, a vencedora foi Ilda Pereira da BZK-Smurfit.

Entre elementos da organização e da caravana foram notadas algumas olheiras porque na noite anterior aconteceram outras iniciativas como o Concerto da Volta com a participação de Mikael Carreira e a Festa da Volta na Praça da Música, uma das discotecas de Fafe. 
 

Está tudo por decidir na estrada

Após a jornada de folga, o pelotão profissional regressa, este sábado, à estrada para correr a 7ª etapa, 161,9 Km, que vai dar início à segunda e decisiva fase da Volta que vai terminar em Viseu na próxima terça-feira, 15 de agosto. A vila de Lousada, de regresso ao mapa da prova, será cenário, a partir das 13h05, da tirada que levará o pelotão ao Monte Nossa Sr.ª da Assunção, em Santo Tirso com chegada prevista para as 17h30. A parte final da etapa tem quase sete quilómetros sempre a subir coincidindo a meta com um Prémio de Montanha de 2ª categoria.

A faltarem ainda quatro etapas num total de 526,7 quilómetros, Raúl Alarcón (W52-FC Porto) lidera a competição com 24 segundos de vantagem sobre Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) enquanto Amaro Antunes, companheiro de equipa do Camisola Amarela Santander Totta, está a 30 segundos. Os dez primeiros da classificação geral estão separados por 1’56’’, ou seja, está tudo em aberto para decidir o vencedor da “Portuguesa” este ano.

Fonte: Podium