sexta-feira, 14 de junho de 2019

“Alaphilippe ganha etapa do Dauphiné em que foi necessário 'photo-finish'”

Por: Lusa

A etapa, de 220 quilómetros, entre Saint-Vulbas e Saint-Michel-de-Maurienne, na Sabóia, foi marcada por uma longa e bem-sucedida fuga

Foi preciso 'photo-finish' para determinar o vencedor: o duelo entre Julian Alaphilippe e Gregor Mühlberger,

O ciclista francês Julian Alaphilippe (Deceuninck) venceu esta sexta-feira a sexta etapa do Critério do Dauphiné, numa chegada em que foi preciso recorrer ao 'photo-finish' para o 'desempatar' do segundo, o austríaco Gregor Mühlberger (Bora-Hansgrohe).

A etapa, de 220 quilómetros, entre Saint-Vulbas e Saint-Michel-de-Maurienne, na Sabóia, foi marcada por uma longa e bem-sucedida fuga, que nada alterou de substancial entre os primeiros lugares da classificação geral, que continua a ser liderada pelo britânico Adam Yates (Mitchelton).

Vencedor de duas etapas no Tour do ano passado e da classificação da montanha, Alaphilippe, de 27 anos, consegue, na véspera da etapa rainha do Dauphiné, o seu 10.º sucesso na época, só que desta vez pela margem mais estreita de sempre, a tal ponto que só foi possível perceber quem ganhou recorrendo ao visionamento da chegada imagem a imagem.

Alaphilippe e Mühlberger escaparam logo no 12.º quilómetro, na companhia do italiano Alessandro de Marchi (CCC), que descolou na oitava e última das subidas desta longa tirada, corrida em parte sob chuva.

O tempo creditado ao vencedor foi de 6:00.54 horas e a 12 segundos chegou Marchi. A 6.10 minutos entrou o primeiro pelotão, com o belga Wout van Aert (Jumbo) a comandá-lo e Adam Yates integrado.

José Gonçalves (Katusha) entrou em 110.º, num grupo mais atrasado, a 18.49 minutos. Na geral, caiu 15 lugares, para 64.º, a 22.38 do camisola amarela.

Adam Yates continua com quatro segundos de vantagem para o belga Dylan Teuns (Bahrain) e seis em relação ao norte-americano Tejay van Garderen (EF Education First).

No sábado, a etapa termina com uma subida inédita de Pipay, na estação de Sept-Laux (Isère). O percurso, de 133,5 quilómetros, passa pelos picos de l'Epine, Granier e Marcieu, antes do duro final de 19 quilómetros e 6,9 % de declive.

“Delmino Pereira e Cândido Barbosa no Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal (Guimarães, 24 de junho)”

Delmino Pereira e Cândido Barbosa participam no Passeio de Bicicleta “Dia 1 de Portugal” que a Associação de Ciclismo do Minho promove no dia 24 de junho, em Guimarães. A iniciativa integra este ano o programa oficial das comemorações dos 120 anos da União Velocipédica Portuguesa / Federação Portuguesa de Ciclismo. A iniciativa é de participação gratuita (oferta de t-shirt oficial e do seguro), havendo a possibilidade de inscrição no Passeio, Mini Passeio e Trilho de BTT. A concentração está marcada para as 9 horas, junto ao Estádio D. Afonso Henriques.

As inscrições (gratuitas) podem ser efetuadas online (www.acm.pt). A 11ª edição do Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal terá dois percursos de dificuldade baixa (passeio e mini passeio) e um trilho de BTT (promovido em parceria com a Erdal), procurando-se assim incentivar a participação de todos os interessados, independentemente da idade e da condição física.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal pretende incentivar a prática desportiva e a utilização da bicicleta como opção de mobilidade, para além de assinalar uma importante data histórica, a Batalha de São Mamede (24 de Junho de 1128) que viria a ser designada como "a primeira tarde portuguesa".

A participação de figuras públicas e de referências do desporto tem sido uma das características do Passeio Dia 1 de Portugal, proporcionando-se assim momentos de interação e de convivência no contexto de uma autêntica "festa do ciclismo de lazer" em que pode participar toda a família, estando já confirmada a participação na edição deste ano de Delmino Pereira e de Cândido Barbosa.

Delmino Pereira, vencedor do 14º Grande Prémio do Minho em ciclismo (1990) e Campeão Nacional de Ciclismo, é atualmente Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, sendo uma referência incontornável do ciclismo nacional, tendo alcançado ao longo da carreira resultados de destaque e granjeado a simpatia generalizada dos adeptos.

Cândido Barbosa, o "Foguete de Rebordosa" (ou o "Ciclista do Povo" como também é conhecido) iniciou a sua carreira de ciclista profissional em 1996, tendo envergado as camisolas do W52 Paredes Móvel, Maia-Jumbo, Banesto, LA-Pecol, LA-Liberty, LA Alumínios-Liberty Seguros, Liberty Seguros, Sport Lisboa Benfica e Palmeiras Resort / Prio. Embaixador da Liberty Seguros para o desporto e com mais de 120 vitórias no seu palmarés, Cândido Barbosa sagrou-se Campeão Europeu de Esperanças (1996), Campeão Nacional de ciclismo de estrada (2007) e de contrarrelógio (2005), tendo ainda ganho importantes competições nacionais e internacionais, incluindo vitórias em várias etapas e classificações da Volta a Portugal.

Com partida e chegada junto ao Estádio D. Afonso Henriques (início às 10 horas), a iniciativa terá três percursos (Passeio, Mini Passeio e Trilho de BTT), sendo o trajeto inicial (no Centro Histórico de Guimarães) efetuado em conjunto por todos os grupos de participantes. À passagem pelo local da partida, depois do trajeto inicial no Centro Histórico, termina o Mini Passeio.

O Trilho de BTT, uma das três opções de participação, é promovido em parceria com a ERDAL - Escolas de Referência de Desportos de Ar Livre. O percurso do Trilho de BTT terá uma extensão de cerca de 20 kms com o passeio inicial pelo Centro Histórico de Guimarães e com o acesso final ao local de partida/chegada. Na preparação do percurso do trilho houve uma particular atenção em proporcionar aos participantes paisagens únicas e deslumbrantes, muitas delas até agora inacessíveis em percursos de BTT.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal conta, entre outros, com os seguintes apoios: Câmara Municipal de Guimarães, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, POPP Design, Score Tech, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Tempo Livre / Centro de Medicina Desportiva de Guimarães, Vitrus Ambiente, AFAcycles,  Enfcare - Serviços de Enfermagem, Lda., Associação Vimaranense de Hotelaria, Guimarpeixe, Junta de Freguesia da Costa, Remax GO (Azurém - Quintã / Guimarães), Finiconde, Interfios, Pevigel e Programa Nacional "Ciclismo para Todos".

Nas edições anteriores a iniciativa integrou a programação de Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura, de Guimarães 2013 - Cidade Europeia do Desporto, foi o evento escolhido pelo Comité Olímpico de Portugal para assinalar o Dia Olímpico (2013), integrou o programa oficial das Comemorações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa (2014), fez parte do programa do Centenário do Centro Juvenil de São José (2015) e do projeto de inclusão social desenvolvido em parceria pela CERCIGUI e o CNE - Corpo Nacional de Escutas (2015).

Fonte: ACM

“Barcelos recebe o 1º Prémio H.M. Motor”

Barcelos recebe, no dia 16 de junho, o 1º Prémio H.M. Motor, prova para a categoria de juniores pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã. A avenida da Liberdade será o local de partida (10 horas) e de chegada da competição, prevendo o percurso várias passagens pela meta.

O 1º Prémio de Ciclismo H.M. Motor é promovido conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Centro Ciclista de Barcelos.

A prova será disputada no seguinte circuito com 6 passagens pela meta, num total de 100 quilómetros: avenida da Liberdade, avenida dos Combatentes da Grande Guerra, avenida Dom Nuno Álvares Pereira, avenida Paulo Felisberto, Moto Acessórios de Barcelos (Partida Real), rotunda do Professor, rua do Faial, rotunda do Estádio Cidade de Barcelos, rua da Estrada - H.M. Motor, rua do Barreiro, EN103, Circular Urbana, rotunda do Galo, rua Olivença, Estação de Caminho de Ferro, rua Valpaços e avenida da Liberdade.

António Cardoso, presidente do Centro Ciclista de Barcelos, considera que o 1º Prémio H.M. Motor “vem acrescentar algo mais ao panorama do ciclismo nacional”. “Não vai substituir nenhuma prova de ciclismo, é uma prova destinada à categoria de juniores aberta a todos os clubes do país e da vizinha Espanha”, disse o dirigente adiantando que a prova “será importante e interessante para o Centro Ciclista de Barcelos, para a cidade e para a própria modalidade. É uma prova que se quer impor no panorama do ciclismo em Portugal”.

O projeto deste Prémio de Ciclismo, segundo António Cardoso, “já existia há algum tempo” mas “foi preciso reunir algumas condições, desde logo arranjar uma data no calendário nacional da Federação Portuguesa de Ciclismo, o que é complicado porque o calendário já está muito preenchido. O segundo passo foi arranjar um patrocinador, a H.M. Motor, para fazer um prémio de juniores a nível nacional porque sem esse apoio não podíamos avançar”.

António Cardoso deseja que “este seja o primeiro de muitos Prémios de Ciclismo H.M. Motor porque “vai ser uma prova fora do comum tanto a nível regional, como nacional. É uma prova só para juniores, de um só dia e sem outras provas marcadas para esta data”.

O 1º Prémio H.M. Motor organizado pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Centro Ciclista de Barcelos conta com o apoio da H.M. Motor, Câmara Municipal de Barcelos, AFF Electrodomésticos, Flynx,LB Seguros, Martins Seguros, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design e Navega Rías Baixas.

Fonte: ACM