segunda-feira, 22 de outubro de 2018

“I Congresso do Triatlo Jovem”

Nos dias 9 e 10 de novembro irá realizar-se o primeiro congresso de Triatlo Jovem que irá refletir sobre o quadro competitivo jovem.

É já nos próximos dias 9 e 10 de novembro de 2018 que a Faculdade de Motricidade Humana, localizada na Cruz Quebrada, concelho de Oeiras, irá receber o primeiro congresso de triatlo jovem.

Data: 9 e 10 Novembro 2018

Local: Faculdade de Motricidade Humana, Cruz Quebrada

2,2 UC para a revalidação da componente específica de Treinador de Triatlo

Valor: 10€

Oferta de duas inscrições a cada clube filiado na FTP.

Com o objetivo de melhorar e aperfeiçoar o quadro competitivo jovem a partir de 2019, a Federação de Triatlo de Portugal propõe-se a discutir e apresentar o novo modelo de quadro competitivo com os treinadores. Alicerçado no conhecimento científico e investigação académica, este novo modelo procura ir ao encontro das melhores práticas e às diferentes necessidades dos jovens que começam a praticar Triatlo.

A contribuição de todos os envolvidos no Triatlo Jovem é importante para a reflexão, debate e construção de um novo modelo que melhore a aperfeiçoe o quadro competitivo jovem.

Inscrição obrigatória em:


Fonte: FTP

“TAÇA DO MUNDO DE TRIATLO EM SALINAS”

RICARDO BATISTA NA TAÇA DO MUNDO NO EQUADOR

Por: Paulo Vieira

RICARDO BATISTA, atleta do TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS esteve este domingo, 21 de Outubro, em Salinas no Equador, aonde participou na TAÇA DO MUNDO DE TRIATLO em ELITES, em formato sprint (750m/natação, 20kms/ciclismo e 5kms/corrida).

Depois de estar presente no Campeonato do Mundo de Triatlo na Austrália no passado mês de Setembro, aonde conquistou um excelente 15ºlugar na sua categoria de Juniores, e do brilhante 4ºlugar conquistado em Julho no Campeonato da Europa de Triatlo realizado na Estónia, RICARDO BATISTA deslocou-se a Salinas no Equador, para representar a Seleção Nacional de Triatlo na categoria de Elites.

RICARDO BATISTA, o atleta mais jovem presente nesta competição, começou muito bem a sua participação nesta prova, ao sair em 2ºlugar no segmento de natação, o que lhe permitiu andar sempre no grupo da frente no segmento de ciclismo. No entanto, este segmento foi determinante para o atleta torrejano, que não conseguiu terminar a sua prova, devido a um problema técnico com a sua bicicleta (um furo) nos últimos 5kms que constituíam a última volta do segmento de ciclismo.

Esta Taça do Mundo de Triatlo em Elites, contou com a presença cerca de 70 atletas, entre os quais os atletas olímpicos portugueses, Miguel Arraiolos e João Pereira, que conquistou a medalha bronze, numa prova que foi ganha pelo espanhol David Castro.

As competições internacionais para os atletas torrejanos que têm representado as cores nacionais terminam esta época no próximo fim-de-semana, no sábado dia 27 de Outubro. RICARDO BATISTA e JOSÉ PEDRO VIEIRA vão estar presentes pelo 2ºano consecutivo, na Taça da Europa de Triatlo em Elites que se realiza no Funchal.

Fonte: TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS

“Penha (Guimarães) decide os vencedores do Campeonato do Minho de BTT DHI – CISION”

A Montanha da Penha, em Guimarães, recebe no dia 28 de outubro a última e decisiva prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION que definirá os Campeões Minhotos de Down Hill de 2018. Para o 9º BTT DHI Penha, sexta prova do Campeonato do Minho, é esperada a participação de muitos atletas e de muito público.

O Campeão do Mundo Universitário de BTT Down Hill, o vimaranense David Martins, assim como o terceiro classificado na mesma competição mundial, o também vimaranense João Pereira, são duas das presenças confirmadas na prova que será disputada pelos melhores atletas da vertente mais radical do ciclismo.

Promovido pela Associação de Ciclismo do Minho, com o apoio do Município de Guimarães, o 9º BTT DHI Penha, sexta e última prova pontuável para o Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION, terá início junto ao Mini Golfe da Penha, numa pista de Down Hill onde se destaca a paisagem verdejante, fortemente pontuada pela imponência do granito e recantos singulares.

Além das categorias de competição, a última prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION, que contará com cronometragens a cargo da SportChip, será aberta à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

A prova incluirá um período para treinos entre as 10h00 e as 12h00 (competição) e as 10h30 e as 12h00 (promoção), realizando-se uma manga de qualificação às 13h30 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 16h30.

A participação no 9º BTT DHI Penha é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção. O secretariado para confirmação das inscrições decorrerá entre as 9 e as 10 horas (promoção) e as 10 horas e as 12 horas (competição). As pré-inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 9º BTT DHI Penha tem o apoio das seguintes entidades: Município de Guimarães, Irmandade da Penha, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, AFAcycles, Salvaggio, www.sportchip.net e Hotel ibis - Guimarães.

Na última edição do DHI da Penha, Rui Teixeira e Ana Leite venceram em elites o 8º BTT DHI Penha, quarta etapa do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION de 2017. Na pista vimaranense, com um traçado renovado, também saíram venceram Vítor Ferreira (juniores), João Batista (cadetes), Manuel Bessa (master 30), Antero Oliveira (master 40), António Freitas (master 50), Luís Costa (promoção) e Getpro / Linhas Afemar / Torcatense (equipas).

Fonte: ACM

“Maior cooperação entre a UCI e Shimano para reforçar acções de ciclismo solidário por todo o mundo”

Por: Nuno Candeias

O fabricante líder de mercado em componentes de ciclismo, Shimano Inc. fez uma doação de 50 grupos Completos Ultegra Di2  para o programa de ciclismo solidário da UCI, esta acção pretende ajudar a UCI a providenciar mais treinos a mecânicos de bicicleta em mercados de ciclismo emergentes.

Depois da sua eleição o presidente da UCI David Lappartient criou a comissão solidária para países emergentes ligados ao ciclismo para fomentar o desenvolvimento do ciclismo em regiões do mundo onde este tipo de apoio é necessário e apreciado. Os objectivos da comissão, as quais incluem formular recomendações para o comité de gestão da UCI, foram votados favoravelmente por todos os membros e são pontos essenciais para a agenda da UCI 2022.

Em média, o centro  de ciclismo mundial da UCI em Aigle dá as boas vindas a cerca de 120 países por ano, para receberem diferentes tipos de treino incluindo treino para mecânicos. Torna-se crucial educar sobre os componentes da bicicleta, perceber como se efectua a montagem e desmontagem de uma bicicleta e e mais importante ensinar a pedalar correctamente.

De um modo mais concreto, estes modelos  de formação parte deles vão ser utilizados para a montagem de bicicletas em treinos de competição na Europa para homens e mulheres sub-23 em programas desenvolvidos a nível mundial.

Shimano Inc. tem sido um parceiro da UCI desde 1999. Esta empresa providencia uma série de serviços técnicos em variados eventos de ciclismo em diferentes partes do mundo. Em colaboração com a Shimano, ambos no campo do ciclismo de competição e no desenvolvimento do desporto, é um novo capitulo que deverá reforçar  esta parceria entre uma das mais prestigiadas empresas no mundo do ciclismo e esta comissão mundial de ciclismo.

“É apenas com o apoio de líderes de mercado como a Shimano Inc. que vamos ser capazes de marcar diferença nos mercados espalhados pelo mundo. Mais do que ser responsável pela supervisão  das competições de ciclismo, a UCI tem também a responsabilidade de promover e apoiar o desporto globalmente.

Esta doação servirá parte dela para o programa de educação que o centro de ciclismo da UCI irá realizar com as nossas federações nacionais para garantir a formação de jovens mecânicos. Inserido no nosso programa de doação de bicicletas, logo que as bicicletas estejam prontas a pedalar vão  expedidas e doadas para as Federações de países emergentes no ciclismo. Valorizamos imenso esta acção da Shimano para com as acções de solidariedade da UCI e estamos na verdade empolgados com esta iniciativa. Esperamos também no futuro conseguir atrair outras indústrias de ciclismo para nos ajudarem nesta nossa responsabilidade institucional.” diz David Lappartient.

Hennie Stamsnijder, responsável da equipa de marketing desportivo da Shimano Europa: “Esta é sem dúvida a nossa oportunidade de darmos algo de troca ao mundo do ciclismo, de apoiar-mos os heróis que trabalham por detrás da cortina, e indirectamente apoiar jovens talentos  que vão surgindo por esse mundo fora. Estamos orgulhosos de podermos apoiar a UCI desta maneira.”

Fonte: Sociedade Comercial do Vouga