quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

“Ciclista francês bate recorde de bicicleta para maiores de 105 anos”

O francês Robert Marchand estabeleceu hoje um novo recorde mundial da hora dentro da categoria de ciclistas que, como ele, têm 105 ou mais anos de idade, ao percorrer 22,547 quilómetros. Parte superior do formulário

Robert Marchand completou os 22,547 quilómetros em 92 voltas ao velódromo nacional de Saint-Quentin-en-Yvelines, perto de Paris, o mesmo onde há três anos superou o seu próprio recorde da hora para maiores de 100 anos com um total de 26,927 quilómetros.

“Correu bem. Não passei mal por culpa das pernas, mas sim pelos braços, porque tenho reumatismo”, garantiu ao descer da bicicleta o francês que se define como o desportista mais velho do mundo.

O veterano ciclista nasceu a 26 de novembro de 1911 em Amiens (norte de França) e assegura que a sua única poção mágica é acrescentar um pouco de mel ao seu bidão de água.

O jornal francês Le Parisien contou esta semana que Marchand faz uma hora diária de estiramentos, treina durante outros 60 minutos na sua bicicleta estática e depois passa o dia a ler “para manter o cérebro ativo”.

Antigo militante comunista, este ex-bombeiro e campeão francês de ginástica chegou a estar preso durante a II Guerra Mundial por ter recusado dar aulas de desporto aos filhos dos colaboradores da Alemanha nazi.

Fonte: Sapo on-line

“FPC promove oficinas sobre o ciclismo como fator de dinamização turística”

O ciclismo enquanto fator de dinamização da atividade turística vai ser o mote para três oficinas de capacitação, organizadas pela Federação Portuguesa de Ciclismo, em Sangalhos (11 de janeiro), Setúbal (12 de janeiro) e Faro (26 de janeiro).

Sendo o turismo um dos setores de maior dinamismo na economia nacional, a procura e o desenvolvimento de novas ofertas é determinante. O turismo com bicicleta é uma aposta em crescimento, estando a Federação Portuguesa de Ciclismo empenhada em responder ao desafio do Turismo de Portugal, disponibilizando o conhecimento acumulado pela dinamização de todas as vertentes do ciclismo.

Foi nessa linha que a Federação Portuguesa de Ciclismo elaborou o Guia Orientador “Cyclin’ Portugal – Ciclismo e Dinamização da Atividade Turística”, que será apresentado nas três oficinas de janeiro. As iniciativas de Sangalhos, Setúbal e Faro são orientadas para aqueles que, regionalmente, podem ser atores principais na captação, acompanhamento e desenvolvimento do turismo com bicicleta: empresários, promotores, agentes de viagens e de animação turística, gestores, trabalhadores e estudantes do setor da hotelaria e turismo, técnicos autárquicos (economia, desporto, turismo), clubes e associações de ciclismo, organizadores de eventos e de iniciativas desportivas.

A primeira das três sessões realização no Centro de Alto Rendimento – Velódromo Nacional, entre as 14h30 e as 17h00 do dia 11 de janeiro. Além da apresentação do Guia, estarão em análise “o potencial do ciclismo para a atividade turística: estágios e eventos desportivos internacionais”, “fatores críticos de sucesso: os serviços prestados pelo alojamento turístico”, “percursos cicláveis de estrada: metodologia para a sua implementação”, “CAR Anadia: programação 2017 – desafios para a região” e o “projeto rede de Centros BTT”.

Esta oficina tem como entidades parceiras o Turismo de Portugal, o Turismo do Centro e a Câmara Municipal de Anadia.

No dia 12, também entre as 14h30 e as 17h00, a Casa da Baía, em Setúbal, recebe a segunda oficina de capacitação. Esta ação conta com o apoio do Turismo de Portugal, do Turismo de Lisboa e da Câmara Municipal de Setúbal, tendo um programa idêntico ao de Sangalhos, excluindo o calendário de eventos alojados no Centro de Alto Rendimento de Anadia.

A terceira oficina está agendada para o dia 26 de janeiro, entre as 14h30 e as 17h00, no Auditório da Região de Turismo do Algarve, em Faro. Numa região onde a ligação entre o ciclismo e o turismo é já mais estreita, o programa é mais específico do que o das oficinas de Sangalhos e de Setúbal.

A sessão abre com a apresentação do Guia Orientador “Cyclin’ Portugal – Ciclismo e Dinamização da Atividade Turística”, seguindo com os seguintes temas: “o potencial do ciclismo profissional para a atividade turística: estágios e eventos desportivos internacionais. A Volta ao Algarve 2017”; “fatores críticos de sucesso: os serviços prestados pelo alojamento turístico”, “programas turísticos de ciclismo de estrada” e “alojamento turístico do Algarve para ciclismo profissional: levantamento e caracterização da oferta”.

A oficina de Faro é uma organização da Federação Portuguesa de Ciclismo com o apoio do Turismo de Portugal, do Turismo do Algarve e da Associação de Turismo do Algarve.

Fonte: FPC

“Rui Costa aponta o Giro como o grande objetivo em 2017”

Português em foco na apresentação da equipa UAE Abu Dhabi

Por: Lusa

Foto: DR Record

O ciclista português Rui Costa assumiu esta quarta-feira, na apresentação da equipa UAE Abu Dhabi, que a Volta a Itália é o seu grande objetivo para esta época.
"Como 'capitão' [da equipa], tenho uma grande responsabilidade. O meu objetivo é fazer um grande Giro", reconheceu o campeão do Mundo de fundo de 2013 na conferência de imprensa de apresentação da nova formação dos Emirados Árabes Unidos.
O ciclista da Póvoa de Varzim, de 30 anos, elogiou também a cidade sede na nova versão da extinta Lampre-Merida, dizendo ter-se apaixonado por Abu Dhabi.

Fonte: Record on-line