quinta-feira, 3 de outubro de 2019

“Um olhar, um pensamento, uma vida…Vale a pena homenagear…”

Texto e fotos: José Morais

Já são muitos anos a fazer jornalismo, muitos quilómetros de linhas escritas, milhares de fotos tiradas, muitos metros de fita de filmes, mas nos milhares de fotografias feitas, algumas marcam-nos, e estando hoje a rever e arquivar algumas fotos, fiquei por momentos olhando esta foto, tirada no passado mês de agosto no Afonsoeiro/Montijo.

Esta foto marcou-me sem dúvida, e pôs-me a pensar, que pensaria este homem, neste momento em que foi fotografado, e que se calhar nem deu por isso. As rugas são expressivas no seu rosto, a sua idade já é avançada, mas continua como um jovem, e semana a semana, lá continua ele sempre em frente, pedalada a pedalada, apesar da sua idade, o cansaço já se nota, mas vai lutando por aquilo que ama, a bicicleta.

Quem não sabe, quem é esta personagem, que semanalmente anda nos pelotões cicloturisticos, sempre com algo que o distingue, e que por nada deixa de usar sempre, o seu tradicional barrete ribatejano, deve ser o mais velho cicloturista português que tenhamos conhecimento ainda a fazer regularmente os passeios de cicloturismo.

Ele chama-se José Rafael, conhecido pelo “Zé do Barrete”, ou “Salvaterra”. Tive o prazer e a honra de pedalar em tempos muitas vezes com ele, e muitos de nós também já o fizeram, iniciou-se no ciclismo em 1944, e com os seus 85 anos, ainda faz ver a muitos a pedalar, faz sempre questão de vestir uma camisola nova anualmente no passeio do Afonsoeiro, este ano não fugiu à regra, e até fiz uma referência ao José Rafael nessa altura.

Mas… hoje ao rever esta fotografia, analisando este rosto, uma foto com muita expressão, surgiu-me uma ideia, apesar de existirem muitos a merecerem, este homem, acho que merece acima de tudo um reconhecimento, ele que acima de tudo ama a bicicleta, e onde já uma vez o ouvi dizer, que gostava de morrer em cima da mesma, o qual esperemos que ainda, ande por cá muitos e muitos anos.

Mas a ideia queria aqui compartilha-la com todos vocês, e saber as vossas opiniões, já que comecei a planear a mesma, e gostava de em maio, no passeio dos Cansados de Marinhais, poder apresenta esse projeto, partilhando com todos, fazendo assim uma Homenagem merecida ao José Rafael, já que as mesmas devem de ser feitas ainda em vida e não depois de nos deixarem fisicamente.

Sei que o José Rafael possui um pequeno museu, muitas são as suas recordações, vou tentar recolher imagens desse seu espaço, tanto fotos como em vídeo, algumas entrevistas ao Zé, e apontamentos de amigos do mesmo, iremos ter o Zé a pedalar, e algumas surpresas, numa homenagem que para mim será sem dúvida muito merecida.

Aqui vai ficar um desafio, espero as vossas opiniões, comentários, e tudo que queiram dizer sobre o “Zé do Barrete”, a seu tempo, iremos ter sem dúvida bons momentos de muitas recordações.

“Israel Cycling Academy compra licença à Katusha para competir no 'World Tour'

O patrão da Israel Cycling, Sylan Adams, mostrou-se satisfeito pelo acordo alcançado.

A Israel Cycling Academy comprou a licença aos russos da Katusha para poder competir no World Tour, primeira divisão de ciclismo, em 2020, anunciou hoje a equipa do médio oriente.

Apesar de ter concluído o acordo junto da Katusha, que este ano contou com os ciclistas portugueses José Gonçalves e Rúben Ribeiro e que teve também José Azevedo como diretor desportivo, a equipa israelita está dependente da aprovação por parte da União Ciclista Internacional (UCI).

O patrão da Israel Cycling, Sylan Adams, mostrou-se satisfeito pelo acordo alcançado: "Quero agradecer à direção da Katusha e ao seu proprietário, Igor Makarov, por escolher fazer esse acordo connosco, porque sei que ele tem várias opções disponíveis".

A Israel Cycling, que participou nas últimas duas edições do Giro como convidada, já anunciou a contratação do irlandês Daniel Martin, ex-UAE Emirates, e do francês Hugo Hofstetter, ex-Cofidis.

Fonte: Sapo on-line

“Rui Oliveira 14.º no Münsterland Giro”

Álvaro José Hodeg venceu a prova

Por: Lusa

O colombiano Álvaro José Hodeg (Deceuninck-Quick Step) venceu esta quinta-feira o Münsterland Giro em bicicleta, num sprint reduzido à chegada a Münster, com Rui Oliveira (UAE Emirates) a acabar no 14.º lugar.

Hodeg, de 23 anos, conseguiu a oitava vitória da temporada ao acabar os 193,3 quilómetros entre Emsdetten e Münster em 4:26.39 horas, batendo sobre a meta o alemão Pascal Ackermann (BORA-hansgrohe), segundo, e o belga Tim Merlier (Corendon-Circus), terceiro.

Em 14.º ficou Rui Oliveira, a três segundos do vencedor, enquanto o irmão, Ivo Oliveira, voltou hoje a competir depois de seis meses afastado da competição, devido a uma lesão, mas abandonou durante a corrida.

Fonte: Record on-line