domingo, 6 de outubro de 2019

“Grande passeio de cicloturismo da barquinha”

Dia 13 outubro 2019

Cai para a estrada no próximo domingo o passeio organizado pelo Grupo Cicloturismo Barquinhense, o passeio terá uma extensão de aproximadamente 65 quilómetros, e tem partida marcada para as 9 horas, e tem como objetivo de fazer também uma recolha de donativos para a AHBVB.

O evento terá também almoço.

Informações e inscrições no site: www.gcbarquinhense.pt

Telefones: 917 501 189 ou 915 768 307

Participe, um passeio que muito promete.
 
 

“Benfica Vice-Campeão Europeu, Alhandra conquista o título em Juniores”

Realizou-se no dia 5 de outubro o Campeonato Europeu de Clubes de Triatlo Estafetas Mistas 2019

Foi uma prova muito rápida emocionante, com muito bons resultados a nível nacional. Em competição estiveram presentes três formações nacionais que obtiveram a sua qualificação no decorrer do Campeonato Nacional de Clubes por Estafetas Mistas, em Portimão, a 23 março de 2019.

Com o 2º lugar do Sport Lisboa e Benfica, o 5º do Portugal Talentus e o 8º do Clube de Natação Torres Novas, as equipas representaram da melhor forma as cores nacionais, colocando-se na primeira metade da tabela das classificações.

O Sport Lisboa e Benfica contou com uma equipa de luxo, com Melanie Santos, João Silva, Katie Zaferes e João Pereira. A Campeã do Mundo de Triatlo, que foi o terceiro elemento a entrar em prova, entregou o testemunho em primeiro a João Pereira, que iniciou a sua estafeta com Dorian Coninx, o último elemento da equipa francesa Poissy Triathlon. «Sabia que ia ser uma luta renhida pelo pódio porque sei que o Dorian consegue ter os três segmentos muito competentes», diz João Pereira.

De facto, num duo muito emocionante composto por atletas de excelência, estes disputaram lado a lado a prova, com Pereira a sofrer uma penalização de 10’’, o que condicionou a sua prestação, acabando por passar a meta na segunda posição.

João Silva, que foi o segundo elemento a entrar em prova,’ ficou satisfeito com a prestação, considerando que a equipa esteve à altura da competição, apesar de não terem alcançado o grande objetivo do primeiro lugar’. Silva realça que por serem distâncias muito curtas, os atletas vão sempre perto do esforço máximo. «Conhecendo a equipa e a sequência de entrada em prova, era previsível que fosse este o desfecho, foi uma pena ter havido a penalti box, caso contrário teria sido uma prova espetacular com disputa renhida até à linha da meta».

Depois de conhecer as outras equipas, a estratégia passou por ter uma ordem de atletas que nos permitisse ter uma prova equilibrada, como conta João Mascarenhas, treinador do Benfica. «A Katie em terceiro para conseguir ali algum espaço para as outras equipas ou manter caso seguíssemos já isolados em primeiro.»

Com a Melanie a entregar em 5º o testemunho, João Silva teve uma excelente prova e recuperou posições, entregando em terceiro a segundos da equipa Poissy, com a prestação de Zaferes a cumprir o elevado nível a que estamos habituados, e a entregar o testemunho a João Pereira na primeira posição. «A Katie apanhou a Leonie Periault da Poissy na última parte da corrida, já que com uma distância tão curta mais difícil fazer a diferença, além de que a outra atleta é, também, uma excelente corredora.» O treinador do Benfica faz um balanço positivo da prestação da equipa, mas igualmente do percurso, ‘que resultou muito bem, com um ambiente fantástico do entusiasta público numa terra com grande tradição da modalidade.

O Portugal Talentus, na sua estreia na competição, alcançou uma posição de destaque com o 5º lugar. Alexandre Nobre revelou-se bastante satisfeito com a prestação do clube que chegou a estar na segunda posição: «As expetativas eram elevadas, mas um 5º lugar é bastante honroso e estou satisfeito com a performance da equipa que era forte».

Quanto à sua parte da prova, Nobre diz que teve boas sensações, sente-se finalmente a recuperar a forma depois de ter estado lesionado. «Não aliviei muito o treino, já que tenho o objetivo da Taça da Europa do Funchal onde vou procurar um bom resultado!»

Além de Alexandre Nobre, participaram pela equipa do Portugal Talentus, a austríaca Therese Feuersinger, Jonas Schomburg, da Alemanha, e a americana Chelsea Burns.

O Clube de Natação Torres Novas foi o terceiro na representação do país, com um bom 8º lugar com uma equipa ainda muito jovem composta por Madalena Almeida, Ricardo Batista, a sueca Emma Varga e José Vieira. Os elementos alcançaram uma boa prestação final, conseguindo segmentos consistentes.

O pódio foi composto por Portugal, com o Sport Lisboa e Benfica e por França, com as equipas Poissy Triathlon (que revalidou o título de Campeão Europeu) e Metz Triathlon, esta última a alcançar a terceira posição.


Enquanto o Benfica fazia prata na elite, o Alhandra Sporting Club liderava a competição.

A equipa júnior do Alhandra subiu ao mais alto lugar do pódio alcançado o título de Campeões da Europa por Estafetas Mistas 2019, fazendo soar o hino nacional em Alhandra. Inês Rico, François Vie, Gabriela Ribeiro e Afonso Nunes foram os grandes campeões do dia com uma prestação irrepreensível quase sempre na liderança. A equipa da casa passou a meta na primeira posição, deixando para trás a Poissy Triathlon com uma diferença de 11’’ e a Metz Triathlon que chegou 2’06’’ mais tarde.

Nesta competição participaram também o Sporting Clube de Portugal com Lúcia Vera Cruz, João Dias, Marina Caraballo e Luis Gomes que terminou na 7ª posição e o Sport Lisboa e Benfica que conseguiu o 10º lugar com Beatriz Jesus, Alexandre Silva, Mariana Carvalho e João Menino.

Para alguns atletas foi a última prova da época, mas a maioria ainda irá participar em provas nacionais e internacionais, pelo que desejamos boa sorte para as próximas competições.

Muitos parabéns a todos por todo o esforço e empenho!

Fonte: FTP

“Terceiro passeio, O Cantinho do Avô em Alcanhões, inesquecível”

Texto e fotos: José Morais

Alcanhões, no distrito Santarém, foi o nosso destino neste primeiro domingo de outubro, e recebeu o   3º passeio de cicloturismo, organizado pelo Núcleo de Cicloturismo “O Cantinho do Avô”, o qual ficará sem dúvida inesquecível, e na memória de todos que por lá passaram.

Alcanhões é uma Vila cheia de história, e o passeio deste domingo também o foi, um passeio sem dúvida bem organizado, tanto antes, como durante, ou após o mesmo, com a organização a esmerar-se por dar o seu melhor, tentando satisfazer assim todos os que participaram e acompanharam, um passeio difícil de encontra igual.


Olhando o evento:

Bem cedo começaram a chegar os participantes, oriundos de diversos locais, com destaque para o Algarve, Alentejo, Leiria, Grande Lisboa, e distrito de Santarém.

Os cerca de duas centenas de participantes começaram por confirmando as suas inscrições, preparando as bicicletas, que os levaria a percorrer os cerca de 60 quilómetros do trajeto, o qual foi dividido em duas partes, ambas com partida e chegada ao “Cantinho do Avô” em Alcanhões, a saída ocorreu pelas 9,30 horas, e a chegada cerca da 12.45, num trajeto de dificuldade praticamente baixa, e propicia a rolar.

Com uma velocidade propícia à prática do cicloturismo, tentando que o longo pelotão não se partisse, a velocidade foi excelente, dando para rolar, onde os participantes puderam apreciar a paisagem, passando por zonas de vinha maravilhosas, já que estávamos numa região de bom vinho, e os mesmos puderam ao longo do passeio terem conversas animadas.

Tivemos uma boa assistência na estrada, a equipa organizadora a manter a cabeça do pelotão, e diversos elementos a percorrerem o mesmo dando apoio, tanto no meio como atrás, o apoio da GNR, e o excelente trabalho na segurança pelo Grupo de Motard Bispos do Asfalto a toda a caravana, deu no final um excelente passeio.
Temos de referir, o excelente abastecimento, com uma diversidade enorme, tanto liquido como sólido, os participantes tinham á sua disposição sandes, bolos, uvas, muita água, e até umas imperiais, para os mais aventureiros.

No final, tivemos um almoço maravilhoso, e um convívio tarde dentro, onde não faltaram as tradicionais lembranças para todos, alusivas ao passeio, tivemos ainda lembranças especiais para todas as mulheres, e no final, a promessa de todos poderem estar presentes na 4ª edição em 2020.

Mas, nem só de boas pedalas este evento foi feito, porque o cicloturismo não é só pedalar, também é conviver, confraternizar, e homenagear quando é necessário, como ainda recordar, ou promover alguns projetos, e neste, marcou sem dúvida Três momentos, que no fundo fazem isto, o cicloturismo, e a longa família cicloturista, apoiando-se uns aos outros.

O primeiro, o Presidente da Junta de Freguesia que falou a todos os participantes, sobre a importância do evento, o que significava para Alcanhões a presença de todos, num local histórico, onde com estas iniciativas muito positivas, são sempre benéficas para os locais, e só assim podem muitas vezes serem visitadas, e podem num futuro trazer novamente as pessoas a estas terras. Estas as palavras certas, a visão de que o cicloturismo é importante, e que infelizmente muitos autarcas não possuem visão para isso.

O segundo momento, foi sem dúvida de grande emoção, vi muitas lagrimas em muitos participantes, lagrimas de satisfação, num projeto que visa homenagear José Rafael, mais conhecido por “Zé do Barrete ou o Salvaterra”, o mesmo possui 85 anos, ainda pedala, e faz ver a muitos mais novos, é o mais idoso nos passeios de cicloturismo, pedala há muitos anos, vai ser feito um filme sobre o mesmo, imagens do seu grande museu, palavras suas, e mensagens de muitos cicloturismo, e foi o próprio José Rafael que recebeu uma foto recentemente tirada, e chorou, comovendo ainda mais.

Por fim, o cicloturismo também serve para comemorar aniversários, e neste passeio também isso aconteceu. O ano passado existiu um interregno deste passeio, já que estava para nascer a neta de Alexandre Rodrigues o organizador do evento, e não quiseram arriscar o passeio, mas, este ano, a Matilde fez um ano, e foi comemorado o seu aniversário entre a família cicloturistica, foi sem dúvida um momento alto, e muito participativo.

Para finalizar, temos de dar os parabéns à organização pela forma como mais um ano se esmerou por agradar, tentando fazer o seu melhor, uma organização que junta um número sem dúvida imenso de pessoas, com o Núcleo a apoiar no início do passeio, durante o passeio a pedalarem e a orientarem como já foi referido, e no final, também eles a servirem todos os participantes, não esquecendo, todas as senhoras que estiveram por trás, na cozinha para que no final nada faltasse, e tudo corresse bem.

Termino dizendo, continuem, o cicloturismo merece passeios destes, e da nossa parte esperamos poder voltar em 2020, na sua 4ª edição, num domingo com eleições, onde existiu tempo para pedalar e ir votar, deixando ainda um agradecimento especial pela maneira como mais um ano fomos recebidos, obrigado

E até ao próximo evento, ficam os votos de bons passeios, boas pedaladas.