domingo, 12 de maio de 2019

“Agradecimento…”

Hoje foi dia de marcar presença em Palmela, no 32º Passeio “Vila em Flor”, um agradecimento especial à Associação Desportiva Palmelense pela maneira como fui recebido, e a lembrança muito especial oferecida, o meu muito obrigado.

Junto fica também a recordação da Maria, do Lisboa e Águias, pelas fotos tiradas, o meu muito obrigado.

E depois de um longo dia, é hora de descanso, ficam os votos de boa noite, e uma boa semana.

José Morais

“Miguel Arraiolos com desempenho modesto na Taça do Mundo de triatlo”

Atleta completou as três disciplinas em 29.46 minutos

Por: Lusa

Miguel Arraiolos • Foto: Comité Olímpico de Portugal 

O atleta português Miguel Arraiolos foi este domingo o 12.º classificado na final B da prova de elite masculina da Taça do Mundo, que se realizou em Chengdu, na China.

Arraiolos, de 30 anos, completou as três disciplinas (natação, ciclismo e atletismo) em 29.46 minutos, mais 17 segundos do que o vencedor, o atleta francês Felix Duchampt, que compete sob bandeira da União Internacional de Triatlo e se impôs com o tempo de 29.29.

O atleta português tinha sido 17.º classificado na primeira série das meias-finais, realizadas no sábado, ficando afastado da final principal da prova chinesa, que foi vencida hoje pelo australiano Matthew Hauser, em 27.42 minutos.

Fonte: Record on-line

“Pascal Ackermann vence segunda etapa do Giro ao sprint”

Roglic continua líder

Por: Lusa

Foto:  EPA

O alemão Pascal Ackermann (BORA-hansgrohe) venceu este domingo ao 'sprint' a segunda etapa da Volta a Itália, em que o esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) conservou a liderança da classificação geral individual.

Ackermann, de 25 anos, campeão alemão de fundo, completou os 205 quilómetros entre Bolonha e Fucecchio em 4:44.43 horas, batendo sobre a meta o campeão italiano, Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step), que foi segundo classificado, e o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), terceiro.

Depois de um segundo dia que não produziu alterações nos primeiros lugares da geral individual, a terceira etapa do Giro vai ligar Vinci a Orbetello, ao longo de 220 quilómetros, com nova chegada ao 'sprint' em vista.

Fonte: Record on-line

“Alexander Grigoryev fecha Volta à Comunidade de Madrid em quinto”

Ciclista do Sporting foi 16º na última etapa na capital espanhola

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

O ciclista russo Alexander Grigoryev (Sporting-Tavira) acabou este domingo a 32.ª edição da Volta à Comunidade de Madrid no quinto lugar, ao ser 16.º na última etapa, em Madrid, na qual Francisco Campos (W52-FC Porto) foi sexto classificado.

O terceiro e último dia de prova foi dominado pela equipa Arkéa Samsic, que conseguiu a vitória em etapa, pelo francês Maxime Daniel, que levou 2:17.15 horas a completar os 99,9 quilómetros, e na geral individual, pelo também francês Clement Russo, terceiro do dia.

Campos foi sexto no circuito, com 18 voltas, no centro da capital espanhola, enquanto César Martingil (Sporting-Tavira) foi 12.º e Grigoryev fechou em 16.º e acabou por ser quinto posicionado final.

A fechar o top 10 ficou o espanhol Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano), que hoje cortou a meta em 37.º, enquanto Francisco Campos foi o melhor português na geral final, no 37.º posto. Nuno Bico (Burgos-BH) terminou em 88.º.

Clement Russo sucedeu ao português Edgar Pinto (W52-FC Porto), que este ano não defendeu o título conquistado em 2018.

Fonte: Record on-line

“Taça de Portugal de XCO/Ricardo Marinheiro e Raquel Queirós vencem no Fundão”

Terceira prova da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO) não destronou líderes do ranking na categoria Elite. Mário Costa permanece na frente e Raquel Queirós reforçou liderança

Tendo como cenário envolvente a Serra da Gardunha, no Fundão, a terceira prova da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO) juntou a beleza paisagística com o elevado nível competitivo esperado numa prova de categoria C1 na União Ciclista Internacional. No circuito do Parque do Convento, com 4,2 km quilómetros de extensão e um desnível positivo de 195 metros a cada volta, os vencedores na categoria Elite efetuaram provas distintas.

Na variante masculina, o campeão nacional Ricardo Marinheiro (Brújula Bike Racing Team) estreou-se a ganhar na edição 2019 do troféu, depois de ter conquistado, no passado mês de setembro, em Aviz, a quinta e última prova da Taça de Portugal 2018. No Fundão, Marinheiro teve no sub-23 Jofre Cullell (Megamo Factory Team), 48.º do ranking mundial, um primeiro rival.

O corredor espanhol tomou a dianteira nas três primeiras voltas mas a perseguição da dupla Marinheiro e Roberto Ferreira (BTT Seia) deu frutos e condicionou as ambições do forasteiro que, à quarta volta, já seguia na terceira posição. O forcing final de Ricardo Marinheiro deu-se na volta seguinte colhendo a frente da corrida para não mais a largar até ao final. Marinheiro totalizou 1m40m27s de prova, antecipando-se, em mais de meio minuto, a Roberto Ferreira e Jofre Cullell, que preencheram os restantes lugares no pódio.

No ranking geral da Elite masculina da Taça de Portugal 2019, Mário Costa (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde), oitavo classificado no Fundão, permanece na liderança. O vencedor da Taça de Portugal 2018 soma 79 pontos, mais nove do que Roberto Ferreira. João Rocha (Rodabike / ACRG / Gondomar), com 53 pontos e Ricardo Marinheiro são quem se segue na tabela à falta de disputa de duas provas.

Já a corrida feminina de Elite permitiu a Raquel Queirós reforçar a liderança do ranking na conquista da segunda vitória em três provas disputadas do presente troféu. No circuito do Parque do Convento, a atleta da Quinta das Arcas / Jetclass / Xarão dominou o circuito do princípio ao fim impondo-se, inclusive, com o melhor registo a cada uma das cinco voltas.

O triunfo, por isso, deu-se de forma avantajada, com quase três minutos de avanço, para a segunda classificada, a estoniana Maaris Meier (Maiatos). Joana Monteiro (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde) dominadora deste circuito em 2018 assinalou o terceiro lugar da categoria. No ranking, Raquel Queirós, vencedora este ano da etapa de Vila Franca, totaliza 100 pontos contra os 87 pontos conquistados por Maaris Meier e os 75 pontos de Joana Monteiro.

Diogo Neves (BTT Loulé / Elevis) e Ana Santos (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde) venceram nos juniores. No ranking júnior da Taça de Portugal, no entanto, é Tiago Sousa (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde) que lidera. Na versão feminina Ana Santos lidera confortavelmente fruto das três vitórias consecutivas em outras tantas provas disputadas.

Na categoria de Cadetes, João Cruz (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde) sagrou-se vencedor da corrida masculina ainda que seja André Rocha (ACDRRBTT/LROPTICAS/RJGROUP) a manter a liderança da Taça. Na corrida feminina, foi a vez de Íris Chaga (BTT Loulé / Elevis) estrear-se a vencer na presente Taça de Portugal, ainda que o comando do ranking esteja entregue à colega de equipa, Laura Simão. 

Entre os veteranos masculinos, André Filipe (C.P.R. A-do-Barbas / AKIplast / PVS) em Master 30, Davide Inácio (Automoveis Ribeiro/GDVP) em Master 40 e António Sousa em Master 50 foram os vencedores. Entre as veteranas femininas, Raquel Marques (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde) foi a melhor nas Master 30 e Filomena Paulo (RÓÓDINHAS / Santos Silva) venceu a corrida de Master 40. Todos os veteranos/as vencedores/as acumularam o triunfo à liderança do respetivo ranking da categoria na Taça de Portugal.

Na classificação por equipas, a equipa do BTT Loulé / Elevis levou a melhor da corrida serrana, impondo-se diante do coletivo da AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde e da equipa Maiatos. O mesmo alinhamento repete-se no Ranking geral das Equipas, após três provas disputadas.

A Taça de Portugal de XCO prossegue a 16 de junho, com a disputa da quarta prova pontuável, a 16 de junho.

Fonte: FPC

“Equipa Portugal/Telmo Pinão encerra Taça do Mundo entre os dez melhores”

Fecho da Taça do Mundo de Paraciclismo assinalado pelo nono lugar de Telmo Pinão (Equipa Portugal) na corrida C2. A correr a título individual Bernardo Vieira foi sexto em C1 e João Monteiro, 14.º, na corrida C2

Telmo Pinão foi nono classificado na corrida de fundo (Classe C2) da Taça do Mundo de Paraciclismo. No seletivo circuito de Corridonia, Itália, Pinão, em representação da Seleção Nacional, soube superar a contrariedade de uma queda na parte inicial para terminar a corrida de 54,6 quilómetros no nono lugar, cumprindo o objetivo de terminar nos dez primeiros, somando pontos para Portugal no ranking das nações.

O triunfo na mais concorrida prova do dia foi pertença do canadiano Tristen Chernove, que cumpriu o percurso à média de 32,9 km/h. A classe C2 é destinada a corredores capazes de competir numa bicicleta standard. Pinão cruzou o risco com 6m56s de atraso face ao vencedor.

Por sua vez, a correr a título individual, Bernardo Vieira, em C1, alcançou o sexto lugar. Cumprindo as seis voltas do circuito, totalizando 54,6 quilómetros, Vieira cedeu 13m05s para o vencedor, o espanhol Ricardo Ten Argiles. João Monteiro, na corrida C4, com mais quilometragem (72,8 km correspondentes a oito voltas) foi 14.º e último classificado, num desempenho fortemente condicionado por uma queda.

"Faço um balanço positivo da nossa participação com diversos lugares entre os dez primeiros, um dos nossos objetivos estabelecidos à partida. Neste último dia de competições, o Telmo [Pinão] esteve com os melhores, superando uma queda que o deixou bastante atrasado. O Bernardo Vieira surpreendeu pela positiva com o sexto lugar e o João Monteiro deu mostras de perseverança ao terminar a corrida após queda", avaliou José Marques, seleccionador nacional.

O paraciclismo português retoma, na próxima semana, a Taça do Mundo, com a disputa da segunda ronda, em Ostende, na Bélgica. A comitiva portuguesa, além da Seleção Nacional, numa prova com um perfil mais plano, será reforçada com a presença de diversos corredores a título individual.

Fonte: FPC

“32º Passeio de Palmela ao rubro”

Cerca de três centenas pedalaram em domingo de calor abrasador

Texto e fotos: José Morais 

Palmela, recebeu este domingo 12 de maio o 32º Passeio de Cicloturismo “Vinha em Flor”, organizado pela Associação Desportiva Palmelense, com o apoio da Junta de Freguesia de Palmela.

Um passeio de grandes tradições, um dos mais antigos da modalidade, com algumas falhas pelo caminho, este ano novamente na estrada, a juntar quase as três centenas de participantes, para pedalarem num trajeto de cerca de 65 quilómetros, percorridos pelo concelho.

Este ano com uma novidade, para incentivar os participantes, um final de roda livre, o último quilómetro e meio, 1500 metros de uma dura subida, que animou os cicloturistas, e puderam por momentos viver um pouco o desafio da competição.

Palmela bem cedo foi evadida pelas bicicletas, o Largo São João Batista ficou repleto de cor e alegria, ai foi feita a receção aos participantes e acompanhantes, onde os mesmos confraternizaram entre si, confirmavam as inscrições, e dando dois dedos de conversa, a mesma foi acompanhado por um pequeno-almoço oferecido a todos, composto por bolos diversos e sumos, e ainda para quem queria, um magnífico moscatel de Setúbal para se deliciar.

Pouco passava das 9 horas era dada a partida, com a caravana a passar por Volta da Pedra, Lagameças, Poceirão, Fernando Pó, Águas de Moura, Agualva, Lau, Aires, Volta da Pedra, e Palmela, de referir ainda uma paragem para abastecimento e Fernando Pó, onde foi distribuída água e fruta a todos os cicloturistas.

Acompanhamos as pedaladas ao pormenor, junto com o extenso pelotão, o qual praticamente sempre se manteve junto, já que a organização sou manter o ritmo, e proporcionando assim a todos uma pedalada certa, e um grande convívio entre todos os participantes, num trajeto com alguns pontos de inclinação, mas superados por todos.

O sol, esse apareceu em força, e aqueceu os participantes, mas os quais resistiram ao mesmo. Participantes que vieram da área da grande Lisboa, da Margem Sul, de Marinhais, da Baronia/Alvito perto de Beja, e ainda de Lagoa Algarve, os quais acompanhados pela Brigada de Trânsito da GNR, que temos de reconhecer e enaltecer o magnifico trabalho feito durante o evento.

Da parte da organização, a satisfação era muita no final, pela forma como decorreu o evento, e a satisfação dos participantes, para Madail Claro, responsável pela Associação Desportiva Palmelense, no final a satisfação estava estampada no seu rosto, ele que no inicio do passeio nos fez a apresentação do mesmo, o qual veio a decorrer como era esperado.

No final, a distribuição de lembranças a todos os participantes, iniciou-se pela distribuição de flores às quatro ciclistas que pedalaram, seguiu-se a entrega de uma lembrança aos elementos femininos e masculinos mais novos e mais idosos, à equipa de mais longe e com mais elementos a pedalar, terminando com um muito obrigado a todos, e os votos de que todos possam participar em 2020, e ainda outros que não puderam marcar presença.

Da nossa parte, pouco mais para dizer, apenas agradecer à organização, em especial ao seu presidente Madail Claro, a forma como fomos recebidos, como ainda a todos que nos facilitaram ao longo do percurso para fazermos o nosso trabalho, a todos o nosso muito obrigado.

Com os votos de bons passeios boas pedaladas, vamos encontrar-nos por ai noutros passeios.

Pode visualizar mais fotos em: