terça-feira, 14 de maio de 2019

“XIII Curso de Treinadores de Triatlo de Grau 1”

É já a partir de dia 28 de junho que se realiza o XIII Curso de Formadores de Triatlo Grau I com vagas são limitadas.

Sendo o Triatlo uma modalidade em expansão, torna-se necessário formar profissionais habilitados a treinar o número crescente de pessoas que quer iniciar-se na modalidade, ou acompanhar aquelas que já treinam, mas têm ambição em progredir.

Se está ligado à área desportiva, e pretende ser treinador de triatlo, esta formação é para si. Irá realizar-se em São João da Madeira um Curso de Treinadores de Grau 1, que tem início no dia 28 de junho, com 40 horas de formação específica presencial em horário pós-laboral e no fim de semana, 40 horas de formação geral online e 550 horas de estágio.

A formação destina-se a profissionais que trabalhem na área do desporto e que pretendam trabalhar com jovens e atletas que estejam a iniciar na modalidade. O objetivo é formar treinadores que integrem escalões de formação e triatletas menos experientes.

Datas e horários:
28 de junho e cinco de julho das 18h30 às 22h e 29 e 30 de junho e 6 e 7 de julho das 9h às 18h
O curso é composto por uma formação presencial específica de 40 horas, uma formação geral online de 40 horas, com a nossa parceira Gnosis e uma componente prática de estágio que totaliza as 550 horas, que corresponde sensivelmente a uma época desportiva, cujo objetivo é uma aprendizagem em terreno e treino e acompanhamento de competições.

Local:
Complexo Desportivo Paulo Pinto, São João da Madeira

Destinatários: profissionais na área do desporto que pretendam trabalhar com jovens atletas em formação e atletas que se iniciam na modalidade.

Local: A componente específica decorrerá no Complexo Desportivo Paulo Pinto 3700-349, São João da Madeira

Valor de inscrição: 100 euros

As vagas são limitadas a 25 formandos, por isso se está interessado apresse a sua inscrição.

Fonte: FTP

“Richard Carapaz vence 4.ª etapa do Giro após queda nos últimos quilómetros”

Com a confusão vários dos candidatos à vitória final ficaram para trás

Foto: reuteurs

O equatoriano Richard Carapaz (Movistar) venceu terça-feira a quarta etapa da 102.ª edição da Volta a Itália, marcada por uma queda nos últimos seis quilómetros que afastou da discussão a maior parte do pelotão.

Carapaz, quarto classificado da geral final em 2018, cumpriu os 228 quilómetros entre Orbetello e Frascati em 5:58.17 horas, batendo o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), segundo, e o italiano Diego Ulissi (UAE-Emirates), terceiro, ambos com o mesmo tempo.

Com a queda, vários dos candidatos à vitória final ficaram para trás na classificação geral individual, que continua a ser liderada pelo esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), hoje sexto, agora com 35 segundos de vantagem para o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott), segundo, e 39 para o italiano Vincenzo Nibali (Bahrain Merida), terceiro.

Na quarta-feira, há 140 quilómetros entre Frascati e Terracina numa etapa que começa em alto, mas termina com um traçado plano, perspetivando-se um final ao 'sprint'.

Fonte: Record on-line

“UAE-Emirates retira Juan Sebastián Molano do Giro por valores anómalos em controlo”

Formação dos Emirados Árabes Unidos está a investigar os resultados clínicos do velocista

Por: Lusa

Juan Sebastián Molano • Foto: Instagram da UAE-Emirates

A UAE-Emirates retirou o ciclista colombiano Juan Sebastián Molano da equipa da Volta a Itália, a decorrer até 02 de junho, por ter apresentado "valores anómalos" num controlo interno da equipa.

Em comunicado, a formação dos Emirados Árabes Unidos está a investigar os resultados clínicos do velocista, que se vai submeter a mais exames nos próximos dias, em colaboração com especialistas da União Ciclista Internacional (UCI).

Molano, de 24 anos, foi um dos lançadores do compatriota Fernando Gaviria, que acabou por vencer o sprint da terceira etapa, na qual o italiano Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step) viu a vitória retirada por uma irregularidade, mas esta terça feira já não partiu para a quarta etapa, que liga Orbetello a Frascati.

Fonte: Record on-line

“Asgreen vence segunda etapa Volta à Califórnia”

Van Garderen é o novo líder

Por: Lusa

Kasper Asgreen • Foto: Instagram de Kasper Asgreen

O dinamarquês Kasper Asgreen (Deceunink-Quick Step) venceu esta terça feira a segunda etapa da Volta à Califórnia, após um duelo com norte-americano Tejay Van Garderen (Education First), novo líder da corrida.

Numa etapa de 194,5 quilómetros, cujo percurso entre Rancho Cordova e South Lake Tahoe foi feito maioritariamente a subir, Asgreen impôs-se em 6:17.11 horas, o mesmo tempo atribuído Van Garderen, que resgatou a camisola amarela ao eslovaco Peter Sagan, vencedor da primeira tirada da prova norte-americana.

Nos exigentes últimos dois quilómetros, a 2.000 metros de altitude, Asgreen destacou-se na companhia de Van Garderen, de Gianni Moscon (INEOS) e Tadej Pogacar (UAE-Emirates), e sentenciou a etapa com o seu arranque nos metros finais, deixando o italiano a quatro segundos e o esloveno a 10.

Na classificação geral, Van Garderen lidera com seis segundos de vantagem sobre Moscon, enquanto Asgreen ocupa a terceira posição, a sete. Pogacar, vencedor este ano da Volta ao Algarve, é o quarto, a 16.

As seis contagens de montanha da etapa e o desnível acumulado em subida de quase 4.500 metros tiveram efeitos no pelotão, que chegou muito fracionado, com José Gonçalves (Katusha-Alpecin) como melhor português, em 39.º, a 2.39 minutos. João Almeida (Hagens Berman Axeon) foi 46.º, a 8.07, e Rui Oliveira terminou em 60.º, a 9.11.

Na geral, José Gonçalves é agora o correr luso mais bem posicionado, ocupando o 39.º posto, a 2.42 de Van Garderen, enquanto João Almeida é o 47.º, a 8.13, e Rui Oliveira o 59.º, a 9.17.

A terceira das sete etapas da corrida, que liga Stockton a Morgan Hill ao longo de 207 quilómetros, volta a apresentar um perfil acidentado, com cinco subidas pontuáveis, incluindo uma de categoria especial (km 140,5).

Fonte: Record on-line

“Samuel Sánchez suspenso por doping”

Castigo de antigo campeão olímpico de ciclismo referente a controlo realizado em agosto de 2017

Por: Lusa

Samuel Sánchez • Foto: Agência

O ciclista espanhol Samuel Sánchez, campeão olímpico em 2008, foi suspenso por dois anos, por doping, referente a um controlo realizado em agosto de 2017, anunciou esta terça feira a União Ciclista Internacional (UCI).

Neste quadro, Sánchez, agora com 41 anos e sem equipa, poderá regressar a 16 de agosto deste ano, com a UCI a "aceitar a probabilidade", depois de "exame atento das explicações e provas apresentadas", de a violação das regras estar ligada a um "suplemento contaminado".

Sánchez está sem equipa, depois daquela em que estava, a BMC, o ter dispensado na sequência do resultado positivo da amostra B, por hormona de crescimento humano.

 

A situação ocorreu fora de competição, em vésperas da Volta a Espanha

O castigo ainda poderá ser recorrido pela Agência Espanhola Antidopagem e pela própria Agência Mundial Antidopagem.

Segundo na Volta a França em 2010, vencedor de cinco etapas na Vuelta, entre 2005 e 2007, Sánchez foi um dos destaques da Euskaltel, por quem correu de 2000 a 2013, antes de assinar pela BMC.

Fonte: Record on-line

“Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal (Guimarães, 24 de junho)”

Realiza-se no dia 24 de junho, em Guimarães, o Passeio de Bicicleta “Dia 1 de Portugal” promovido pela Associação de Ciclismo do Minho. A iniciativa é de participação gratuita (oferta de t-shirt oficial e do seguro), havendo a possibilidade de inscrição no Passeio, Mini Passeio e Trilho de BTT. A concentração está marcada para as 9 horas, junto ao Estádio D. Afonso Henriques.

As inscrições (gratuitas) podem ser efetuadas online (www.acm.pt) A 11ª edição do Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal terá dois percursos de dificuldade baixa (passeio e mini passeio) e um trilho de BTT (promovido em parceria com a Erdal), procurando-se assim incentivar a participação de todos os interessados, independentemente da idade e da condição física.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal pretende incentivar a prática desportiva e a utilização da bicicleta como opção de mobilidade, para além de assinalar uma importante data histórica, a Batalha de São Mamede (24 de Junho de 1128) que viria a ser designada como "a primeira tarde portuguesa". A iniciativa integra este ano o programa oficial das comemorações dos 120 anos da União Velocipédica Portuguesa / Federação Portuguesa de Ciclismo.

A inscrição é gratuita e os participantes no Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal terão direito a uma t-shirt oficial, habilitam-se ao sorteio de prémios oferecidos pelos diversos parceiros da iniciativa e estarão cobertos pelo seguro desportivo.

A participação de figuras públicas e de referências do desporto tem sido uma das características do Passeio Dia 1 de Portugal, proporcionando-se assim momentos de interação e de convivência no contexto de uma autêntica "festa do ciclismo de lazer" em que pode participar toda a família.

Com partida e chegada junto ao Estádio D. Afonso Henriques (início às 10 horas), a iniciativa terá três percursos (Passeio, Mini Passeio e Trilho de BTT), sendo o trajeto inicial (no Centro Histórico de Guimarães) efetuado em conjunto por todos os grupos de participantes. À passagem pelo local da partida, depois do trajeto inicial no Centro Histórico, termina o Mini Passeio.

O Trilho de BTT, uma das três opções de participação, é promovido em parceria com a ERDAL - Escolas de Referência de Desportos de Ar Livre. O percurso do Trilho de BTT terá uma extensão de cerca de 20 kms com o passeio inicial pelo Centro Histórico de Guimarães e com o acesso final ao local de partida/chegada. Na preparação do percurso do trilho houve uma particular atenção em proporcionar aos participantes paisagens únicas e deslumbrantes, muitas delas até agora inacessíveis em percursos de BTT.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal conta, entre outros, com os seguintes apoios: Câmara Municipal de Guimarães, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, POPP Design, Score Tech, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Tempo Livre / Centro de Medicina Desportiva de Guimarães, Vitrus Ambiente, AFAcycles,  Enfcare - Serviços de Enfermagem, Lda., Associação Vimaranense de Hotelaria, Guimarpeixe, Junta de Freguesia da Costa, Remax GO (Azurém - Quintã / Guimarães), Finiconde, Interfios, Pevigel e Programa Nacional "Ciclismo para Todos".

Nas edições anteriores a iniciativa integrou a programação de Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura, de Guimarães 2013 - Cidade Europeia do Desporto, foi o evento escolhido pelo Comité Olímpico de Portugal para assinalar o Dia Olímpico (2013), integrou o programa oficial das Comemorações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa (2014), fez parte do programa do Centenário do Centro Juvenil de São José (2015) e do projeto de inclusão social desenvolvido em parceria pela CERCIGUI e o CNE - Corpo Nacional de Escutas (2015).

Fonte: ACM

“Diogo Narciso e Beatriz Martins venceram o Prémio de Ciclismo de Barroselas”

Diogo Narciso e Beatriz Martins, ambos da equipa Bairrada, venceram as corridas de juniores do XXII Prémio de Ciclismo de Barroselas pontuável para Taça do Minho - Arrecadações da Quintã. Maria de Jesus Barros ganhou em elites femininas, Sérgio Saleiro e Beatriz Roxo em cadetes, Ricardo Pinho e Ana Monteiro em juvenis, André Maia e Margarida Vasconcelos em infantis, Francisco Cardoso e Mariana Maia em iniciados e Rodrigo Brandão e Mariana Ribeiro em pupilos/benjamins.

Organizado pela Associação de Ciclismo do Minho e M2O – Produção e Organização de Eventos, com o apoio da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, União de Freguesias de Durrães e Tregosa e Câmara Municipal de Viana do Castelo, o XXII Prémio de Ciclismo de Barroselas decorreu num clima de grande alegria e perante muito público que fez questão de apoiar os ciclistas quer nas provas de gincana, quer nas provas de estrada.

Diogo Narciso e Beatriz Martins, ambos da equipa Bairrada, venceram as corridas de juniores do XXII Prémio de Ciclismo de Barroselas pontuável para Taça do Minho - Arrecadações da Quintã. Maria de Jesus Barros ganhou em elites femininas, Sérgio Saleiro e Beatriz Roxo em cadetes, Ricardo Pinho e Ana Monteiro em juvenis, André Maia e Margarida Vasconcelos em infantis, Francisco Cardoso e Mariana Maia em iniciados e Rodrigo Brandão e Mariana Ribeiro em pupilos/benjamins.

Na corrida de juniores, Diogo Narciso (Bairrada) superiorizou-se no sprint final sobre um grupo alargado de atletas, deixando no segundo lugar Fábio Fernandes (Efapel – Escola Ovar) e no terceiro Bruno Silva (Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact). A corrida feminina foi ganha por Beatriz Martins (Bairrada), classificando-se na segunda posição Mariana Almeida (Academia Joaquim Agostinho/UDO) e na terceira Carina Viana (Tensai/Sambiental/Santa Marta). A atleta espanhola Maria de Jesus Barros (Concelho de Porriño / Abanca) foi a melhor elite feminina.

Sérgio Saleiro (Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact) foi o mais veloz na corrida de cadetes do Prémio de Ciclismo de Barroselas, batendo João Cunha (União Ciclismo da Trofa) e Miguel Rodriguez (CC Ponteareas). Em femininos, o pódio foi preenchido por Beatriz Roxo (Maiatos) e por Marisa Ferreira e Mariana Matos, ambas da formação Efapel - Escola Ovar.

Ricardo Pinho (Efapel – Escola Ovar) e Ana Monteiro (NRV Academia de Ciclismo) venceram em juvenis, enquanto André Maia (Figueiras BTT) e Margarida Vasconcelos (Maiatos) se evidenciaram em infantis, Francisco Cardoso (C.C.Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor) e Mariana Maia (Figueiras BTT) em iniciados e Rodrigo Brandão (Vito/Feirense/PNB) e Mariana Ribeiro (BMC/Póvoa de Varzim/CDC Navais) em pupilos/benjamins.

A Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact venceu a classificação por equipas de juniores, a União Ciclismo da Trofa a de cadetes e a Efapel - Escola Ovar a dos escalões de escolas.

 

Joel Monteiro: “Foi um sucesso”

Joel Monteiro, da M2O – Produção e Organização de Eventos, era no final do dia um homem satisfeito. O Prémio de Ciclismo correu bem e teve uma grande afluência de atletas e adeptos.

“Esta edição foi um sucesso! Bem disputada e com muito público na estrada. Estamos orgulhosos do trabalho que estamos a desenvolver em prol deste prémio e já hoje preparamos a próxima edição do evento. Para o ano estamos cá novamente!”, garantiu Joel Monteiro.

Joel Monteiro deixou um agradecimento “muito especial a todos os patrocinadores, staff, atletas e equipas que proporcionaram um grande espetáculo e ajudaram a viabilizar o XXII Prémio de Ciclismo de Barroselas”.

Recorde-se que o Prémio de Ciclismo de Barroselas regressou no ano passado à estrada depois de um interregno de 12 anos. Joel Monteiro lembra que o Prémio de Ciclismo de Barroselas “surge da vontade de um grupo de amigos, todos eles ligados ao ciclismo e que teve no presidente da Junta de Freguesia de Barroselas o seu grande incentivador, não fosse ele um ex-ciclista, o Rui Sousa. Para esta aventura contamos desde a primeira hora com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo e este ano tivemos ainda o apoio da União de Freguesias de Durrães e Tregosa”.

Joel Monteiro salientou a ligação de “duas Uniões de Freguesias (Barroselas e Carvoeiro e Durrães e Tregosa) unidas pelo ciclismo, freguesias essas que apoiaram o Prémio de Ciclismo que teve partida e chegada do Largo de São Sebastião, em Barroselas e Carvoeiro, e meta volante no limite da União de Freguesias de Durrães e Tregosa”.

Aquele responsável lembrou que “este Prémio de Ciclismo já tem uma grande tradição, até porque já vai na sua 22.ª edição, tendo estado parado 12 anos por falta de disponibilidade, de apoios e se calhar devido a algum cansaço das pessoas, mas era um objetivo comum de muita gente retomar esta prova. Aconteceu o ano passado, reunimos algumas pessoas que gostam de ciclismo, arranjamos os parceiros certos e esperamos agora que esta prova tenha vindo para ficar”.

O XXII Prémio de Ciclismo de Barroselas teve o apoio das seguintes entidades: União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, União de Freguesias de Durrães e Tregosa, Câmara Municipal de Viana do Castelo, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Score Tech e AFAcycles.

Fonte: ACM

“David Vaz e Ana Rita Vale vencem e sagram-se campeões em Vieira do Minho”

David Vaz e Ana Rita Vale foram os grandes vencedores, em elites, da 1ª Maratona BTT Serra da Cabreira, quarta prova do Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço. Os dois atletas garantiram em Vieira do Minho a conquista do Campeonato do Minho de BTT XCM - 2019.

Num dia com excelentes condições climatéricas para a prática do BTT e um trajeto que teve o atrativo da Serra da Cabreira, cujo cume, o Talefe, fica a 1262 metros de altitude e oferece uma paisagem verdadeiramente deslumbrante e sublimes panorâmicas sobre as aldeias serranas, albufeiras e a Serra do Gerês, a 1ª Maratona BTT Serra da Cabreira integrou o evento “Cabreira Challenge” que, no mesmo dia, agregou atividades de outras modalidades.

Ao vencerem em Vieira do Minho, David Vaz e Ana Rita Vale (Batotas / Ponte de Lima) garantiram ao triunfo no Campeonato do Minho de BTT XCM – Discover Melgaço quando ainda falta disputar a 5ª Maratona BTT Paredes de Coura (13 de outubro).

David Vaz, que corre como individual, percorreu os 75 km da prova em 3:18:50h, deixando na segunda posição Luís Ferreira (individual) a mais de cinco minutos de distância. João Silva, da Saertex Portugal/Edaetech) terminou na terceira posição.

Ana Rita Vale (Batotas/Ponte de Lima) voltou a impor-se na prova de Elites Feminina, gastando 3:22:30 h para percorrer os 56km. A atleta do clube de Ponte de Lima gastou menos nove minutos que a sua colega de equipa, Tânia Lima, segunda classificada. Leandra Gomes, também do Batotas/Ponte de Lima, completou o pódio.

Em Masters 30 a vitória foi de Filipe Machado (SPAC BTT), que gastou 3:26:35 para percorrer o trajeto. Na segunda posição, a mais de cinco minutos do vencedor, classificou-se Daniel Santos (individual), enquanto Nuno Gomes (Batotas/Ponte de Lima) fechou ao pódio.

Em femininos, Ana Campos (Saertex Portugal/Edaetech) foi a primeira a concluir o trajeto, seguindo-se na classificação Maria Álvarez (Armeiteira E.Punto C.) e Liliana Lopes (Batotas/Ponte de Lima).

Carlos Rocha (Saertex Portugal/Edaetech) venceu em Masters 35, deixando Ernesto Morais e António Pinto, ambos do SPAC BTT, nos restantes lugares do pódio.

Helena Teixeira (SPAC BTT) venceu a corrida de Masters 40 femininos, terminando à frente de Virgínia Moreira (Saertex Portugal/Edaetech) e de Flora Carvalho (UCVNF – CC Avidos/Eugénios-Soniturismo).

Na prova masculina a vitória foi para Pedro Dias (SPAC BTT), enquanto Esmeraldo Lopes (SAERTEX Portugal/Edaetech) foi segundo e João Barbosa terceiro.

Tierri Mendes (Saertex Portugal/Edaetech) foi o vencedor em Masters 45, enquanto o seu colega de equipa Carlos Soares dominou a prova dos Masters 50.

Joaquim Sá (Bombos S. Sebastião/MonçãoBike/Lusomotor) triunfou em Masters 55 e o individual Benjamim Silva em Masters 60. Gil Pereira (Batotas/Ponte de Lima) voltou a vencer a prova de paraciclismo, na qual António Costa (BTT Braguinhas/Padim da Graça) foi segundo e individual Rui Machado o terceiro.

A formação Batotas/Ponte de Lima ganhou a classificação por equipas de Elites e a Saertex Portugal/Edaetech a de Masters.

 

António Cardoso (Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho)

António Cardoso, presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, mostrou-se bastante satisfeito pela forma como decorreu a 1ª Maratona BTT Serras da Cabreira, prova inserida no evento ‘Cabreira Challenge’ e no Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço.

O autarca lembrou que “Vieira do Minho tem um grande potencial turístico, gastronómico, de saber receber e também de acolher e organizar grandes eventos desportivos”. “Para nós é importante receber este tipo de eventos porque trazem a Vieira do Minho muita gente. São os atletas que participam nos eventos, os familiares e amigos que vêm assistir. Posteriormente essas pessoas voltam a Vieira do Minho porque temos, efetivamente, excelentes condições, incluindo a Serra da Cabreira, um local belíssimo, a albufeira, a excelente gastronomia e toda a envolvência do concelho. Com tudo isto conseguimos criar uma ligação a Vieira do Minho, conseguimos criar formas para as pessoas se poderem fixar aqui porque isso é importante”, salientou o Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho.

 

João Cabreira: “Balanço positivo”

João Cabreira, da BikeTreino, fez um balanço positivo da 1ª Maratona BTT Serra da Cabreira: “As pessoas gostaram, tiveram a oportunidade de percorrer trilhos e apreciar paisagens únicas. Aliás, esta Maratona contou com um percurso como poucas têm e foi, quase exclusivamente, pelo monte. A Serra da Cabreira permitiu isso e deu a conhecer a quem participou as belas paisagens. Claro que há coisas a corrigir, todos os anos, todas as organizações vão aprendendo, vão corrigindo. Mas, no geral, o balanço é positivo”, afirmou.

 

David Vaz satisfeito com mais uma vitória

David Vaz, ciclista de Viana do Castelo, somou em Vieira do Minho mais um triunfo no Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço, garantindo a conquista da competição.

“Estou satisfeito, foi uma prova que correu bastante bem. Com esta vitória já sou, matematicamente, Campeão do Minho. Foi uma prova bastante boa, dei o meu máximo”, referiu o atleta salientando que “a concorrência é muita e muito forte. Tenho conseguido vencer, mas também é fruto de muito trabalho. De resto, isso vê-se pelos resultados que tenho alcançado nos últimos quatro anos, no Campeonato do Minho, no Campeonato Nacional e na Taça de Portugal”.

 

Ana Rita Vale: “Gostei do percurso”

Ana Rita Vale, vencedora da corrida de elites e diretora desportiva da equipa Batotas / Ponte de Lima, manifestou-se satisfeita com a conquista antecipada do Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço, afirmando que esse “era um objetivo e a prova correu bem”.

A diretora desportiva da formação de Ponte Lima considerou positivo o aparecimento “destas novas provas de BTT XCM na Associação de Ciclismo do Minho”. É sempre bom ver a aparecer novas provas, é sinal que a modalidade está a crescer, a evoluir. Gostei muito do percurso, foi muito bem escolhido, muito bonito”, afirmou Ana Rita Vale referindo que para o resultado coletivo da sua equipa “trabalhamos muito para alcançar esta primeira posição. Queremos mantém a liderança e vencer o campeonato do Minho”.

A 1ª Maratona BTT Serra da Cabreira foi uma organização conjunta da Associação de Ciclismo do Minho, Bike Treino e a Câmara Municipal de Vieira do Minho, contando com o apoio, entre outros, da Federação Portuguesa de Ciclismo, Discover Melgaço, Score Tech, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Cision, Arrecadações da Quintã e POPP Design.

Fonte: ACM

“Alcobaça Clube de Ciclismo com 5 pódios no Inter-Regional de Escolas”

Por: Joaquim Marques

Cinco lugares no pódio foram conquistados pelas Escolas do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola no Encontro Inter-Regional que teve lugar no passado domingo na Quinta do Conde, em Setúbal.

Tiago Santos foi o vencedor no Escalão de Juvenis masculinos, enquanto em juvenis femininos, Ana Fernandes ficou no 2º lugar. No escalão de Iniciados Femininos, Madalena Santos conquistou o 2º lugar, enquanto idêntica classificação foi conquista por Madalena Ferreira no Escalão de Benjamins Femininos que ficou também em 2º lugar, enquanto a irmã gémea Matilde Ferreira ficou na 3ª posição. No escalão de Infantis, João Gomes ficou em 19º lugar. Quanto às restantes classificações não foram divulgadas pelo Colégio de Comissários, e não são conhecidas até meio desta terça-feira. Apesar dos bons resultados individuais na classificação por equipas o Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola ficou em 8º lugar entre as 23 equipas presentes e um total de 176 corredores.

 

João Ribeiro 2º lugar em Abrantes

O 2º lugar no escalão de Elites na “Resistência BTT da Casa do Povo de São Facundo”, em Abrantes, foi conquistado pelo atleta do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola João Paulo Ribeiro, que concluiu a prova em 3h:09m:44s sendo o 3º classificado da geral, mas 2º no escalão de Elites amadores.

A prova organizada pela Casa do Povo de São Fecundo contava com um percurso duro, bem marcado que contou com a presença de cerca de meia centena de atletas de diversos escalões etários.

Fonte: Alcobaça Clube de Ciclismo
 

“Agenda de Ciclismo”

Pelotão sub-23 compete nos Açores

A Volta à Ilha de S. Miguel, prova exclusivamente para sub-23, disputa-se entre sexta-feira e domingo, juntando nos Açores os mais jovens corredores das equipas continentais e de clube. A Final da Taça de Portugal de Cadetes corre-se em Anadia, sábado e domingo. A Taça de Portugal de Maratona BTT ruma ao Alentejo, a Taça de Portugal de Enduro BTT prossegue em Trás-os-Montes, região que também recebe um Encontro Inter-Regional de Escolas. O país em duas rodas, num fim de semana repleto de ciclismo.

O Grande Prémio dos Açores – Volta a S. Miguel subiu de nível competitivo, sendo, em 2019, uma prova para jovens corredores das equipas profissionais e das equipas de clube. Disputa-se em três etapas, entre 17 e 19 de maio, com um total de 310 quilómetros.

A prova arranca com uma ligação de 97 quilómetros, entre Ponta Delgada (12h00) e o Nordeste (14h45). A segunda etapa liga o Nordeste (12h00) a Lagoa (15h00) ao longo de 114 quilómetros. A etapa-rainha fica guardada para o último dia, 99 quilómetros entre Lagoa (11h00) e a Lagoa do Fogo (14h10), com a meta a coincidir com uma exigente subida de primeira categoria, 10,2 quilómetros de extensão com inclinação média de 7,6 por cento. (Horários dos Açores, mais uma hora em Portugal Continental e na Madeira).

O concelho de Anadia será palco da Final da Taça de Portugal de Cadetes, dividida em duas provas. No sábado, a partir das 15h00, disputa-se um contrarrelógio individual de 14 quilómetros, com partida e chegada junto ao Pavilhão dos Desportos. No dia seguinte corre-se uma prova em linha, com 80 quilómetros, partindo da Fogueira (10h30) para chegar ao Monte Crasto (12h30), no centro de Anadia.

Estremoz é o palco da terceira etapa da Taça de Portugal de Maratona BTT, marcada para domingo. A competição arranca às 9h30, distribuindo-se os participantes pelos diferentes percursos, em função da categoria competitiva que integram. Os ciclistas masculinos até master 45 irão cumprir 95 quilómetros com um acumulado de subida de 2500 metros, as femininas e os masters a partir de 50 anos irão completar 75 quilómetros com um acumulado de 2000 metros.

Em Murça, durante o fim-de-semana, disputa-se a Taça de Portugal de Enduro, com a presença dos melhores especialistas nacionais desta vertente de BTT. A segunda prova do troféu conta com cinco especiais cronometradas e segue-se à disputa da ronda inaugural, em Celorico da Beira.

As Escolas de BTT da região Norte terão mais um Encontro Inter-Regional, no domingo, às 10h00, na Fraga da Almotilia, Vila Real.

 

Mais eventos oficiais

18 de maio: 3 Horas de Resistência BTT de Cruz, Vila Nova de Famalicão

18 de maio: 1.º Troféu Clube de Ciclismo Amaro Antunes, Cacela, Vila Real de Santo António

19 de maio: 1.º Trilhos do Vale de Chaves – Casa do Pessoal do Hospital de Chaves

19 de maio: 4.º Raid BTT da Junqueira, Santa Cruz do Bispo, Matosinhos

19 de maio: 17 km de Porto de Mós

19 de maio: XXVIII Passeio de Cicloturismo do Campo Branco

19 de maio: 4.ª Prova da Taça da Madeira de DHI

Fonte: FPC