terça-feira, 20 de março de 2018

“ÓSCAR SEVILLA RELATA ASSALTO VIOLENTO EM BOGOTÁ: «FIQUEI COM O BRAÇO VIRADO PARA TRÁS»”

Ciclista saiu de casa para treinar e foi intercetado por um grupo, que o agrediu com paus e facas

O ciclista espanhol Óscar Sevilla passou por um momento complicado no último domingo, tendo chegado a temer pela vida. Quando saía de casa para treinar foi atacado por um grupo de meliantes em Bogotá, na Colômbia (onde reside há nove anos com a mulher e as filhas), e acabou no hospital com fraturas num braço e duas costelas partidas. À rádio COPE contou como tudo aconteceu.

"Estou aqui para contar, o que não é pouco", começou por dizer o corredor. "Saí de casa, numa zona relativamente segura em Bogotá, e sensivelmente um quilómetro depois cinco ou seis pessoas atacaram-me numa esquina, com paus e facas. Tiraram-me da bicicleta e começaram a agredir-me. Pedi-lhes que parassem... Tiraram-me a bicicleta, o capacete, os sapatos, os óculos... Tinha medo das facas e por sorte tudo aconteceu muito rápido porque uns vizinhos começaram a gritar. Quando pararam vi que tinha a mão virada para trás. Creio que me partiram o braço com um pau, ou então quando me atiraram ao chão, não sei... Mas ficou virado para trás, foi horrível", contou o ciclista da Medellín–Inder.

Sevilla explicou que o grupo era constituído por "miúdos jovens, magros e morenos". "A polícia disse-me que já os identificou, trata-se de um bando que estão a seguir há uns seis meses e que rouba ciclistas desta forma. Espero que os prendam depressa."

O corredor aproveitou também para agradecer a quem o ajudou. "Os vizinhos ajudaram-me rápido, dois deles trabalham na Cruz Vermelha e socorreram-me logo; outro levou-me ao hospital." A bicicleta, avaliada em cerca de 8 mil euros, já apareceu. "A polícia encontrou-a num parque de estacionamento, mas ainda não a tenho. Parece que foi lá deixada por um miúdo de 14 anos..."

O incidente pode ter precipitado o fim da carreira de Óscar Sevilla, de 41 anos. "Agora tenho medo de sair de bicicleta, isto aconteceu num sítio inesperado...Já comentei com a minha mulher que não sei se vou continuar a correr. Estou prestes a retirar-me, mas as bicicletas vão continuar a fazer parte da minha vida."

Fonte: Record on-line

Sem comentários:

Enviar um comentário