terça-feira, 22 de maio de 2018

“Volta ao Algarve/Cofidis oferece 24 bicicletas ao ciclismo de formação algarvio”

Por: José Carlos Gomes

A Cofidis entregou hoje, na pista de ciclismo de Loulé, 24 bicicletas às escolas de ciclismo da delegação do Algarve da Federação Portuguesa de Ciclismo. A iniciativa solidária iniciou-se na Volta ao Algarve.

Durante a 44.ª Volta ao Algarve, entre 14 e 18 de fevereiro, os adeptos da modalidade presentes no evento foram convidados a pedalar nos monociclos da Cofidis. Os quilómetros percorridos pelos entusiastas foram convertidos em dinheiro a investir em bicicletas de iniciação para serem doadas aos clubes da região.

A iniciativa solidária permitiu angariar verbas suficientes para a aquisição de 24 bicicletas, que hoje foram entregues pela Cofidis e pela Federação Portuguesa de Ciclismo aos seis clubes contemplados – aqueles que em 2017 aderiram ao programa Escolas de Ciclismo da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Foram contemplados os seguintes clubes: Altimetria Associação Desportiva, Bike Clube S. Brás, BTT Loulé, Centro de Ciclismo de Loulé, ExtremoSul e Sport Ciclismo de Almodôvar.

“Com esta iniciativa, provou-se que a Volta ao Algarve não é apenas um evento que projeta, a nível nacional e internacional, a região do Algarve como destino para a prática de ciclismo, é também uma realização que deixa sementes na região. A iniciativa da Cofidis é excelente e meritória, porque contribui para a ligação entre um evento de dimensão mundial e a comunidade de base do ciclismo algarvio”, afirma o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira.

“A Cofidis tem uma associação histórica ao ciclismo, pois, há mais de duas décadas, patrocina uma equipa do pelotão internacional. Para nós, é uma honra estarmos associados à Volta ao Algarve e ao Algarve Granfondo. Queremos que esta oferta de bicicletas seja um estímulo à promoção de jovens talentos, que, um dia, possam representar Portugal nas grandes provas internacionais”, salienta o diretor de parcerias da Cofidis, Licínio Santos.

A cerimónia de entrega das bicicletas contou ainda com a presença do presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva, e do vice-presidente da Câmara Municipal de Loulé, Pedro Pimpão, uma vez que o Turismo do Algarve e as autarquias, a par com os patrocinadores privados, são a base de apoio fundamental para o desenvolvimento da Volta ao Algarve.

A Volta ao Algarve é um dos melhores eventos desportivos portugueses, tendo um forte impacto público e mediático. A edição de 2018 teve transmissão televisiva em direto em 120 países de todos os continentes.

Em Portugal o impacto mediático foi muito significativo, conseguindo estar na ordem do dia entre novembro de 2017 e março de 2018, através de 1375 notícias, que provocaram um retorno mediático de 7,6 milhões de euros, tendo chegado a dois milhões de cidadãos portugueses, totalizando 113 milhões de impressões.

Fonte: FPC

Sem comentários:

Enviar um comentário